domingo, maio 01, 2005

Elucubrações estapafúrdias

Encontrei este artigo na Net.



Imediatamente após os atentados de 11 de Setembro de 2001 começaram a surgir teorias aparentemente estapafúrdias que apontavam o próprio governo americano como, se não responsável por, pelo menos conivente com os ataques. Naturalmente, tais elucubrações foram logo tachadas de loucura conspiratória. No entanto, após os últimos desdobramentos do caso, com implicações sérias dentro da própria estrutura de poder nos EUA, volta à baila o assunto. E nesse turbilhão, reergue-se a voz de um autor de três livros sobre o tema. Recentemente entrevistado num programa de rádio, o autor, dentre outras, fez as seguintes bombásticas afirmações:

• "Quase houve em golpe de estado nos EUA em 2002."

• "Os pilotos dos aviões comerciais envolvidos no 11 de Setembro não tinham controle sobre as aeronaves. [...] Todo mundo a bordo estava inconsciente. [...] Não havia sequestrador nenhum a bordo de nenhuma das aeronaves dos atentados. [...] Tudo foi feito por controle remoto. [...] Aliás, nenhum piloto resistiria às acelerações de 5 a 8 forças-G envolvidas nas manobras de precisão que foram executadas."

• "Donald Rumsfeld faz parte de um grupo de neoconservadores que já vinha planeando o evento de 11 de Setembro há anos."

• "70% dos militares de alta patente nos EUA estariam prontos para um levantamento contra a hierarquia civil instalada."

• "Israel usou mini-armas nucleares contra o Iraque em 1991."

• "O ataque ao Hotel Rashid no centro de Badgdad a 26-10-2003 teria tido como alvo o próprio Paul Wolfowitz. Os responsáveis teriam sido militares americanos amotinados."

• "O vice, Dick Chenney, era quem realmente mandava no país a 11 de Setembro, e foi ele que ordenou, do interior do seu bunker, que a Força Aérea ficasse quieta, no solo, [...] enquanto os aviões comerciais dos atentados já estavam no ar há cerca de uma hora, fora de seus percursos, em velocidades fora das previstas e sem contacto por rádio."

• "O que atingiu o Pentágono não foi um avião comercial e sim um míssil."

• "O voo 93 da United Airlines, que caiu na Pennsylvania, foi derrubado por dois mísseis da guarda aérea de Dakota do Norte. Eu conheço o piloto que disparou [...] é um velho amigo meu. Aliás, ele foi condecorado por isso um ano depois."

• "O próximo passo será contra a Síria, mas envolverá inteiramente as forças da NATO."

• "Essas pessoas da hierarquia civil só entendem um ingrediente: a força. E é por isso que o golpe vai emanar dos militares, e isso vai acontecer através dos tribunais militares, que vão assumir o controlo. E Dick Chenney, como eu já disse, será um dos primeiros a cair."


Tudo isso consta da longa entrevista no programa de rádio de Alex Jones concedida em 2004-02-25 pelo coronel reformado Donn de Grand-Pre, do exército americano.


Comentário:
Um coronel americano, com declarações deste calibre, pondo em causa um governo legitimamente eleito, deveria ser, no mínimo, despromovido a sargento-ajudante.

Quanto a Chenney e a Rumsfeld serão seguramente os últimos a cair. Trust me!

1 comentário:

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... »