terça-feira, junho 22, 2021

Os 152 óbitos de covid em Portugal no ano 2020

             

********************


André Dias:

Explicação sobre os 152 certificados de óbito com causa covid.

Todas os certificados de óbito no país são emitidos no Sistema SICO, explicitamente citados na sentença do TA como fonte dos dados. Não há dúvida quanto à origem formal e referencia única possível no país.

Todos os certificados de óbito são emitidos sob “tutela” do ministério da justiça, pois só o ministério da justiça pode declarar o falecimento. Mesmo que sejam emitidos por um médico “do ministério da saúde” no SICO, o certificado e da emissão de certificados de óbito é sempre tutela do MJ.

Os certificados de óbito tem múltiplos campos para codificar doenças que CONTRIBUIRAM para a morte. Há uma hierarquia de códigos de doença no sistema que são preenchidos. Duas secções, cada com três campos. A secção de “causa principal” directa com 3 possíveis códigos que explicam clinicamente a morte, e a secção de “causas que contribuíram” com códigos que podem ajudar a explicar uma das doenças da secção principal ou que contribuíram para o agravamento de uma delas.

A covid-19 é, por força da declaração de pandemia pela OMS, uma doença de NOTIFICAÇÃO OBRIGATÓRIA! Se for suspeito ou detetado o vírus, o médico é OBRIGADO a preencher os códigos U07 no certificado de óbito, sob pena de processo disciplinar, seja na secção principal ou secundária.

Portanto todos os certificados de óbito com teste positivo ou suspeita, tem um dos códigos U07, mas APENAS 152 tem o código U07 como causa. Ou seja, 16.000 têm U07 como código secundário, abaixo na hierarquia, como fator “contribuiu”. Não porque o médico clinicamente avalie que a doença contribuiu para a morte, mas porque ESTÁ OBRIGADO a assim fazer.

Perante a pergunta da intimação, o ministério da saúde, mandou alguém ir à base de dados selecionar os casos “com causa confirmada como covid”, porque era essa a pergunta posta ao ministério. Fez uma pergunta à BD

SELECT FROM SICO WHERE CAUSA_PRINCIPAL == ‘U07’

SELECT FROM SICO WHERE CAUSA_PRINCIPAL == ‘U07’ OR CAUSA_SECUNDARIA == ‘U07’

A segunda pergunta é completamente irrelevante em termos estatísticos porque está totalmente envenenada por fatores burocráticos com a notificação obrigatória.

A pergunta feita ao ministério é cristalina: “quantas mortes com causa covid e quantas foram certificadas por autópsia”. Não se perguntou quem o certificou, nem onde. A resposta é claríssima: 152 MORTES POR CAUSA COVID E DESSAS, 4 FORAM CONFIRMADOS COM AUTÓPSIA. Os números do medo são “mortes com causa covid OU em que o covid foi mencionado por ser causa secundária OU porque a notificação obrigatória assim dita”

Se o ministério não foi capaz de responder a tal pergunta básica, essencial, e inventou uma resposta qualquer alucinada, de médicos que trabalham para X, que credibilidade tem para gerir o SNS? Se não são capazes de responder a uma intimação judicial com pés e cabeça, como é que alguém acredita que sabem contar mortos de uma doença num país inteiro?


4 comentários:

voza0bd disse...

Na REALIDADE há zero mortes causadas com etiqueta PCR "COVID-19".

Isto porque para cada PCR que debita um "positivo" qualquer um pode obter um "negativo" para a mesma amostra.

No caso das autópsias a causa só pode ser descrita como "PNEUMONIA" porque a etiqueta PCR "COVID-19" apenas foi usada para substituir as mortes por pneumonia.

Afinal de contas o documento publicado e que serviu para dar início a esta FARSA e CIRCO CUVIDIANO tinha o belo título:

"A Novel Coronavirus from Patients with Pneumonia in China, 2019" DOI: 10.1056/NEJMoa2001017

Atenção que neste documento NÃO FOI DEMONSTRADA A EXISTÊNCIA de uma nova partícula viral infecciosa capaz de causar pneumonia num animal humano.

E noutro mais recente

"A pneumonia outbreak associated with a new coronavirus of probable bat origin"

a fraude continuou a ser o factor DOMINANTE.

De resto já em 2020 a relação de lisboa tinha escrito que PCR é uma merda... Algo que até o CR7 sabe!

voza0bd disse...

Já agora Diogo se quiseres corrige o título pois as alegadas 152 mortes não são apenas de 2020!

Diogo disse...

Obrigado pelos comentários vozaObd. Em minha opinião, o kuvid não existe. É uma fabricação inculcada nas mentes de milhares de milhões através da comunicação social que repetem a mentira 24 horas por dia.

Anónimo disse...

Devo cumprimentar vozaObd por ter realçado uma informação fundamental, tendo-nos oferecido os links: O Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa que coloca no seu lugar as "autoridades" deste paiseco mais a falsa ciência.
PROCESSO No 1783/20.7T8PDL.L1-3, de 11 de Novembro de 2020.
http://www.dgsi.pt/jtrl.nsf/.....
ao