terça-feira, junho 21, 2016

71 anos depois do fim da Segunda Guerra Mundial (1945), a extorsão dos judeus aos contribuintes alemães não dá sinais de abrandar…


O International Center for Holocaust Reparations (Centro Internacional para Indemnizações do Holocausto) tem ajudado muitos sobreviventes do Holocausto em todo o mundo no exercício dos seus direitos e ajudou com sucesso muitos sobreviventes a obter o seu legítimo dinheiro. Nós empregamos advogados experientes e especialistas alemães certificados em pensões, apoiados por uma equipa de assistentes dedicados e sensíveis que fazem o seu melhor para alcançar a maior remuneração possível para o sobrevivente (ou os seus herdeiros).



(Centro Internacional para Indemnizações do Holocausto)



Pursuing Rights of Holocaust Survivors

(Prosseguindo em Busca dos Direitos dos Sobreviventes do Holocausto)




Are you a Holocaust survivor who was interned in a Ghetto?

(Você é um sobrevivente do Holocausto que esteve internado num Gueto?)


******************


Are you a child of a Holocaust survivor who was interned in a Ghetto?

(Você é filho/a de um sobrevivente do Holocausto que estave internado num Gueto?)


******************


You may be entitled to a large sum of money!

Even if you are already receiving compensation from the Claims Conference or from the German authorities, including the German Pension Insurance you may be eligible to receive additional payments.

The pension is paid even to those who were interned for a short period of time in a Ghetto (including Ghettos in Hungary, Shanghai, Sofia, Czernowitz, Transnistria and many more). The possibilities are for a one-time retroactive compensation, as well as a monthly payment from the German Social Security.


Você pode ter direito a uma grande quantidade de dinheiro!

Mesmo que já esteja a receber uma indemnização da Claims Conference (que representa os judeus do mundo em negociação para indemnizações e restituição às vítimas judaicas e aos seus herdeiros pela perseguição nazi) ou das autoridades alemãs, incluindo a German Pension Insurance, você pode ser elegível para receber pagamentos adicionais.

A pensão é paga mesmo para aqueles que foram internados durante um curto período de tempo num Gueto [incluindo Guetos na Hungria, Xangai, Sofia, Czernowitz (cidade situada entre a Roménia e a Ucrânia), Transnístria (região Moldava) e muitos mais]. As possibilidades são de uma indemnização retroactiva paga toda de uma só vez, assim como um pagamento mensal da Segurança Social alemã.


******************


Who is entitled to compensation?

Any individual who was interned in a Ghetto, even for a short while, may be entitled to a monthly payment as well as a one-time retroactive payment – in some instances dated back to the year 1997.

A widow(er) of a Holocaust survivor is also eligible for a pension from Germany that would have been paid to the deceased spouse, including cases in which the spouse has been deceased for many years.

This claim can be filed even if you are already receiving a monthly reparation payment from the Claims Conference or directly from Germany (BEG, German Pension Insurance or BADV).

Heirs of Ghetto survivors, who were still alive by June 27, 2002, may be entitled to a one-time payment.


Quem tem direito a indemnização?

Qualquer indivíduo que tenha estado internado num Gueto, mesmo que por um curto período de tempo, pode ter direito a um pagamento mensal, bem como um pagamento retroactivo pago todo de uma só vez – que, em alguns casos, remontam ao ano de 1997.

Um viúvo(a) de um sobrevivente do Holocausto, também é elegível para receber uma pensão da Alemanha que teria sido pago ao cônjuge falecido, incluindo os casos em que o cônjuge faleceu há muitos anos.

Este pedido pode ser apresentado mesmo se você já estiver a receber um pagamento mensal da Claims Conference ou diretamente da Alemanha (BEG, a German Pension Insurance ou BADV).

Herdeiros de sobreviventes do Gueto, que ainda estavam vivos até 27 de Junho de 2002, podem ter direito a um pagamento de uma só vez.


* Comentário meu: Portanto, qualquer indivíduo que tenha estado internado num Gueto (e um Gueto não é um Campo de Concentração), mesmo que por um curto período de tempo, pode ter direito a um pagamento mensal (e ainda a um pagamento retroactivo). Quem tenha casado com um sobrevivente do Holocausto (que já tenha falecido) também pode ter direito a uma indemnização. E também os herdeiros do sobrevivente do Holocausto (desde que este ainda estivesse vivo em 2002), também podem ter direito a uma indemnização...


******************
******************


I am not sure if my relatives or I are eligible; how do I find out?

Very simple: a short phone call to our office. Or you may leave your information on the form below and we will get back to you with a professional response.

We have successfully assisted many Holocaust victims in receiving what they are entitled to and we will be happy to help you as well.


Não tenho a certeza se eu ou os meus parentes são elegíveis; como posso saber?

(Muito simples: um rápido telefonema para o nosso escritório. Ou pode deixar a sua informação no formulário abaixo e entraremos em contacto consigo com uma resposta profissional.

Temos ajudado com sucesso muitas vítimas do Holocausto a receber o que eles têm direito e teremos todo o prazer em ajudá-lo também.
)


****************************************




Shoah - Termo hebraico que adquiriu o significado de Holocausto Judeu


****************************************


The Guardian - 5 de Maio de 2016


Holocaust survivors 'dying in poverty while awaiting compensation'

Tens of thousands of Holocaust survivors are spending the final years of their lives in financial hardship while waiting for governments across Europe to compensate them for property stolen during the Nazi era.

Despite a declaration by 47 countries seven years ago to ensure restitution for the theft of Jewish property during the Holocaust, many of the 500,000 survivors still alive are yet to be compensated, according to the World Jewish Restitution Organisation (WJRO).



Sobreviventes do Holocausto
'a morrer na pobreza enquanto aguardam a indemnização'

Dezenas de milhares de sobreviventes do Holocausto estão a passar os últimos anos de suas vidas em dificuldades financeiras enquanto esperam que os governos em toda a Europa os compensem dos bens que lhes foram roubados durante a era nazi.

Não obstante uma declaração feita por 47 países há sete anos a garantir a restituição do roubo da propriedade judaica durante o Holocausto, muitos dos 500.000 sobreviventes do Holocausto ainda vivos (em 2016 - 71 anos depois do fim da Guerra) estão ainda à espera de serem indemnizados, de acordo com a Organização Mundial Judaica de Restituição (WJRO).


* Comentário meu: Se hoje, em 2016, 71 anos depois de acabar a Segunda Guerra Mundial em 1945, ainda existem 500 mil Sobreviventes do Holocausto, quantos milhões de judeus, ao certo, terão sobrevivido ao Holocausto?

42 comentários:

Anónimo disse...

Os sobreviventes judeus do Holocausto nazi que eram crianças durante a guerra devem ser compensados pela sua infância perdida. Ao menos isso.

Nick disse...



Dieudonné - Shoananas:

https://www.youtube.com/watch?v=QVwZmROjALU

Anónimo disse...

Qual holocausto nazi?
Hollywood diz que aconteceu. As provas dizem que não.

Nick disse...




Há provas sim Sr.

"As câmaras de gás hilariantes"


https://www.youtube.com/watch?v=ZS7QB3pzUvM





Nick disse...



Técnico e responsável pela construção de câmara de gás Ziclon, nos EUA, em entrevista sobre as supostas câmaras de gás Nazis.

O Relatório Leuchter foi requerido para fazer parte do processo judicial movido em Toronto, no Canadá contra o revisionista Ernst Zündel.


Frederick A. Leuchter atestou neste relatório a impossibilidade técnica da ocorrência da mundialmente propagada execução em massa nestas instalações.

https://www.youtube.com/watch?v=vkoJP-q-JuA




João disse...

Não há nada de mal em pagar às vítimas pelos sofrimentos causados. Acho estranho que algo que é uma ação humanitária suscite tais dúvidas e comentários de mentes tão estreitas.

Anónimo disse...

A Grécia, Espanha, Portugal, Itália, Chipre, Irlanda têm de pagar as suas dívidas.

Porque é que a Alemanha não tem de pagar as suas?

Thor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thor disse...

porque não as tem...
tal como a Grécia, Espanha, Portugal, Itália, Chipre, Irlanda, etc, não têm quaisquer dívidas.
http://smoloko.com/wp-content/uploads/RothschildJewBankerDebtMeme.jpg

e sobre "holohoax", desenho melhor que este não consigo fazer:
https://uncensoredspeechworldwide.files.wordpress.com/2015/08/wpid-fb_img_1440811522119.jpg

Anónimo disse...

"A Grécia, Espanha, Portugal, Itália, Chipre, Irlanda têm de pagar as suas dívidas.
Porque é que a Alemanha não tem de pagar as suas?"
Não me diga que também houve um holocausto em cada um destes países? Ou, está a falar doutras dívidas?
Não estará a fazer confusão e a meter tudo no mesmo saco?
Carlos

Anónimo disse...

Não vejo porque é que um povo que teve milhões dos seus cidadãos barbaramente mortos, não em combate mas assassinados friamente em câmaras de gás, não mereça um pedido de desculpas por parte dos seus algozes. Mesmo que esse pedido de desculpas seja em dinheiro. O dinheiro não é inerentemente sujo. O dinheiro pode proporcionar uma vida digna a essas vítimas.

Anónimo disse...

Quanto horror, gente! Como pode em plena era da informática, com tantas informações, imagens e documentos originais e irrespondíveis correndo o mundo na velocidade da luz, e acharmos pessoas que ainda não creem no holocausto?!

Ora, está mais que provado que existiu. Os filmes de Hollywood provam que o holocausto existiu! Querem maior prova que a própria Meca da ilusão, da fantasia, da encenação que Hollywood?! Vejamos, do total de 4 milhões de judeus que estavam sob administração alemã, 6 milhões morreram (eram 12 milhões primeiro, depois baixaram e ninguém explica nem mais fala nisso), e 5 milhões pediram indenização. Está aí, os números não mentem. E hoje temos mais 500 mil netinhos passando fome. Mas aí já é culpa de D'us deles que não os sustenta nem lhes dá terra para capinação ou para porcinocultura.

E quando vão pedir indenizações à Babilônia? Afinal, estiveram por lá em seus campos de concentração também quando governava o nazista Nabucodonosor.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

Os judeus estão a dever indemnizações de:

Massacre de todos os povos Arianos(Ucranianos,Polacos,Húngaros,etc...) perpetuados pelos judeus bolchevistas.
Massacre dos soldados Arianos que pertenceram à força dos aliados e que morreram porque foram manipulados pelos média e políticos judeus(Os judeus conseguiram a "proeza" de porem Americanos e Ingleses de ascendência Saxónica-logo Germânica-, a combaterem Germânicos Nazis).
Massacre dos Germânicos.
Violações em massa das mulheres Germânicas e Gaulesas por parte das forças Aliadas que eles controlavam.
Massacre dos povos Ultramarinos. O terrorismo no total foi patrocinado ora pelo kgb soviético que era controlado pelos judeus, ora pela ala sionista da cia.
Massacre dos Sérvios.
Massacre dos Palestinianos.
Escutas e videovigilâncias ilegais em milhões de propriedades privadas de cidadãos Arianos.
Endividamento deliberado das Nações para a capturarem através da usura(Terrorismo económico-financeiro).
Ataques do USS Liberty e World Trade Center.
Terrorismo biológico através do monsanto.
Indemnizar as mulheres que estão a ser violadas por essa Europa fora devido ao plano kalergi.
Indemnizar TODOS os presos políticos e de consciência que estão atrás das grades por questionarem e/ou negarem o holoconto.


Esqueci-me de alguma coisa?

Thor disse...

anónimo de "22 junho, 2016 22:49",

e sabes a melhor? é que o trauma do "holocausto" é hereditário, pá!
https://www.theguardian.com/science/2015/aug/21/study-of-holocaust-survivors-finds-trauma-passed-on-to-childrens-genes

os que descendentes das "vítimas" do holocausto também sofreram na pele e herdaram o trauma do holocausto, por isso também têm que ser indemnizados, pá! isto é cá um negócio.

---------------------

N, falta aí tanta mas tanta coisa. duas bombas atómicas no Japão (plano Manhattan quase 100% judeu), bomba atómica em Totskoye do judeu Kruschev (toda a gente esquece esta, os Amerdicanos não foram os únicos). mini-bomba nuclear em Damasco (2013), bomba de neutrões no Iémen, atentado do Lavon Affair (1954) ou US Cole (2000) e também Waco (1993), World Trade Center da 1ª tentativa (1993), Oklahoma (1995), embargo ao Iraque nos anos 90 entre as duas guerras (morte de 1 milhão, metade crianças)
falsos atentados como o Sandy Hook, Hebdo, Bataclan, Bruxelas, Orlando, etc tráfico de droga da cia, da mossad, do Chabad Lubavitch, 40 anos de Muro de Berlim, plano Hooton, plano Morgenthau, milhões de Alemães mortos de fome, plano Kalergi, golpes financeiros e bancarrotas estranhas de 7 em 7 anos. manipulação dos mérdia com notícias inventadas, fraudes fiscais e off-shores trilionárias no Nevada e na Suiça, roubo de milhares de milhões através do Santander, israel com 400 ogivas nucleares e químicas, agenda 21, homossexualismo, feminismo, marxismo cultural, campos FEMA, assassinatos de Kennedy, Lincoln e tantos outros. assassinatos estranhos de soldados, dissidentes, investigadores do 9-11, etc, etc envio de milhares de soldados para morrer no Médio-Oriente, alguns deles são mortos por snipers israelitas, caso Monsanto, envenenamento de àguas e alimentos, etc, etc já dá pra ter uma ideia, não?

Nick disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pedro Lopes disse...


É pá, esta malta está toda doida.

Agora não acreditam no holocausto!!! Isso é crime.

Ainda ontem deu na Televisão o relato de um sobrevivente do holocausto, nascido em 1947, e que descreveu as coisas horrendas que os nazis fizeram aos judeus.

Anónimo disse...

Os alemães assassinaram famílias inteiras no Holocausto, já para não falar do genocídio de milhões de judeus, ciganos, homossexuais e outros. Mais de um milhão de crianças judias foram estrangulados ou mortas à fome, a tiro ou gaseados, ou bateram-lhes com a cabeça contra paredes ou foram atiradas pelas janelas fora, ou queimadas em fornos ou enterrados em valas comuns. Testemunhas, fotografias e filmes não faltam.

Pedro Lopes disse...

Muitos sobreviventes do holocausto foram queimados vivos nos fornos e contaram as suas experiências.

Alguns sobreviveram a vários campos e extermino. Alguns morreram mesmos em vários campos distintos, incluindo Austwich e Bernkenau.


Quando os soviéticos chegaram alguns sobreviventes já estavam mortos.

Sara Gotemberg, tem hoje 40 anos, e sobreviveu a 10 campos de morte dos nazis. A suas história é arrepiante.

Nick disse...

A Shoa, além de ser extremamente lucrativa, é de valor incalculável (mais que armamento nuclear) como arma de defesa á ideologia de supremacia racial judaica como base filosófica para o roubo de terras, terrorismo, genocídio na Palestina etc. etc...

" Se nos criticas és anti semita".


A constante vitimização do Holocausto complementa-se com o termo "anti semita". São "argumentos" preciosos para elaborar os seus sofismas com que sempre se escudam quando confrontados com os mais tremendos crimes, manipulações e mentiras em que sempre se têm envolvido.

O Talmude especifica que os Gentios só existem para servi-los. E assim é.

Goste-se ou não conseguiram-no.

PS: Obrigado caro Diogo.

Diogo disse...

Os judeus, tal como os maçons (aliás, a maçonaria foi criada pelos judeus), dividem-se em duas categorias: os mafiosos, que se apoiam uns nos outros e vão recrutando indivíduos em posições de poder para poderem controlar tudo e todos.

E os judeus e os maçons que desconhecem a tramóia, que trabalham como os «gentios», que acreditam ou não nas suas religiões como os «gentios», que são pessoas normais como os «gentios».

Os judeus (e os maçons) não são nenhum povo. São uma máfia que arrebanhou uma base de pessoas normais para poderem apresentar uma imagem de integridade e normalidade.

E, evidentemente, que os judeus mafiosos (ou simplesmente mafiosos) têm de viver no seio de sociedades «gentias». Tal como os parasitas, precisam de hospedeiros dos quais se alimentam. Foi por isso que a «nação judaica» nunca quis ter um Estado.

Até que, em finais do século XIX e princípios do século XX, para poderem criar uma base militar próxima dos países produtores de petróleo e do Canal do Suez, lá decidiram erigir uma «pátria judaica - Israel», para onde enviaram os judeus de terceira categoria.

E, basicamente, é assim que a coisa funciona...

Nick disse...

Caro Diogo.
Não estou de acordo com algumas coisas e outras sim.

Por exemplo,
Não concordo que a Maçonaria seja uma criação Judaica.

É apenas uma das muitas organizações que acabou por se deixar infiltrar e que está totalmente manipulada como estão todas as instituições Mundiais mais influentes.

Veja por exemplo esta declaração de 2 reconhecidos Maçons fundadores dos EUA.
Cito:

George Washington (1732 - 1799), foi general e político, o primeiro presidente dos EE.UU., reeleito para o segundo período e recusou o terceiro.

"Eles — os judeus — lutam contra nós mais eficazmente que os exércitos inimigos. São cem vezes mais perigosos para a nossa liberdade e são o grande problema que temos. É de lamentar que todo o Estado, há tempo, não os tenha perseguido como a peste da sociedade e como os maiores inimigos da felicidade da América".


Benjamin Franklin, (1706 - 1790), declarou por ocasião da promulgação da Constituição dos EE.UU., em 1787 (em vigor até hoje), perante toda a Assembléia:

"Em qualquer país onde os judeus procuram se estabelecer em maior quantidade, desrespeitam a moral ética e a honradez comercial; isolam-se, em vez de se assimilarem. Troçam da religião cristã e procuram trabalhar contra a mesma, não concordando com os respectivos costumes religiosos do país. Criam, nos diversos países onde residem, Estados independentes, e em todos os casos e partes, onde as autoridades procuram evitar isso, causam a ruína do respectivo país. Por exemplo: Espanha e Portugal'."

"Desde há 1.700 anos os judeus se queixam de terem sido expulsos da Palestina. Mas se hoje o mundo lhes desse outra vez a Palestina, achariam motivos para não voltarem para lá. Por quê? Porque todos os judeus são vampiros, e vampiros não vivem de vampiros. Eles não podem viver por si próprios. Eles exploram os povos cristãos e prejudicam todas as outras nações, com exceção de sua própria raça'."

"Se os senhores não os excluírem da Constituição dos Estados Unidos eles, dentro de 200 anos (seria no ano de 1987!) terão entrado em tão grande quantidade em nosso país que o DOMINARÃO E ENGOLIRÃO. Modificarão a nossa forma de governo, pela qual nós, americanos, demos nossas vidas e o
nosso sangue, e pela qual arriscamos nossa liberdade'." "Se os senhores não os excluírem, então nossos descendentes terão, dentro de 200 anos (seria em 1987) de trabalhar somente para os judeus, que, sentados em suas poltronas estofadas, contarão somente o dinheiro ganho por nós."

"Previno aos senhores! Se não excluírem os judeus por todos os tempos, seus filhos os condenarão em seus túmulos. Os judeus são asiáticos e nada mais, qualquer que seja o lugar onde tenham nascido."

"Costumes e usos judaicos não servem para a vida dos americanos, mesmo que o judeu viva dez gerações em nosso meio. Um leopardo não deixa os seus costumes. Os judeus são asiáticos e, podendo entrar aqui, constituem um perigo para o nosso país. Deviam ser excluídos constitucionalmente."

Noutra ocasião desenvolvo.

Nick disse...


É um tema delicado.
Aconselho a consulta de artigos e conferências de Gilad Atzmon:

https://www.youtube.com/watch?v=wd9j2k8Zn04

http://www.gilad.co.uk/magazine/


N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

O Benjamim Franklin e o George Washington foram de facto maçons anti-judeus, o que já de si é paradoxal pois a maçonaria foi e é, uma organização subversiva que visa destruir ordens vigentes para estabelecer uma ordem judaica(mais conhecida por zog).

Provavelmente eram maçons por uma questão de "status quo", sem perceberem muito bem a raiz da coisa.


Apesar disso, eram de facto intelectualmente bastante acima da média: Perceberam o problema judaico, eram contra a emissão do dinheiro por uma entidade privada, e até eram anti-democratas.
Sim, os chamados "Founding Fathers" não eram democratas! Com o passar dos anos admitiram por diversas vezes a demência que é o sistema 1 homem=1 voto independentemente de... Eles eram republicanos, mas não democratas! Coisa que muitas pessoas pensam erradamente que republicanos=democratas.
Tal como o conceito de República vem da Antiga Roma e não é "patente" dos aventais.

Podes ser republicano e seres anti-democrata e anti-maçom: Hitler por exemplo.


Benjamim Franklin e George Washington eram de facto maçons, mas ao mesmo tempo contra a "igualdade humana"(o que não deixa de ser paradoxal, já que a igualdade humana é a (falsa)religião dos maçons; apesar dos mesmos não se acreditarem nisso obviamente, apenas a pregam porque precisam dos idiotas úteis para alcançarem seus fins).
Eles(Benjamim Franklin e George Washington) defendiam uma república governada por uma elite de sábios e inspiraram-se nos ensinamentos de Platão, Sócrates e Aristóteles. Portanto quando as pessoas falam nos "pais da democracia" se referindo a eles, estão a mentir descaradamente!

E mal imaginavam eles o que os EUA se iam tornar!
Se na altura era uma demência cada um valer um voto independentemente de, e apesar disso havia homogeneidade racial, boa média de QI, e forte espírito patriota...O que fará agora nos EUA com várias raças, várias etnias, várias religiões, mais lobbys gays/pedófilos, feministas, vegans fanáticos que acham que quem come carne deve ir para a fogueira, xenófilos, fãs de wrestling, gajos viciados em cocaína e ácidos, gajos que passam o dia a comentar a cor do cocó que as kardashians cagam, os média a lavarem o cérebro ao povinho todos os dias, etc, etc...


O esgoto rebentou por completo na década de 60, quando a pior geração de sempre manipulada pelos judeus(não havia oposição de jeito à corja judia), degenerou a sociedade em geral e depois exportou o a decadência pelo globo.

E digo-vos já! Esta geração dos EUA de 30 e picos, 20 e tais, e abaixo disso; é pior que a geração de 60! Muito pior mesmo.
Basta ver a degradação intelectual das faculdades e a qualidade(ou falta dela) dos debates. Essa escumalha vão ser os futuros professores, doutrinadores, jornalistas, políticos, etc...

Os EUA estão perdidos! Com o Trump aquilo pode retardar o estouro e atenuar um bocado os danos, mas só a separação de alguns Estados pode salvar aquilo!
Aquilo vai dar merda da grossa e a maior parte das pessoas não se apercebe da gravidade disso!

Democracia=Suicídio civilizacional

Thor disse...

o Trump ou a Hillary é rigorosamente igual...

mas, de facto, o N tem razão na maior parte das coisas que disse.
nessa época, havia uma parte da maçonaria, talvez minoritária, que não era judaica nem filo-judaica. o Benjamin e o Washington faziam parte dessa maçonaria.

e, de facto, não eram democratas. a democracia creio que só começou realmente em 1792 - ao mesmo tempo que na França curiosamente, pois a revolução rebentou em 1789 mas o primeiro governo democrático só se formou em 1792.

agora, lá por os Founding Fathers serem republicanos e não democratas, isso não faz deles bons.

a verdade é que a América já nasceu torta...mesmo sem judeus a mandar muito inicialmente, essa maçonaria já queria transformar a América numa plataforma maçónica de crime organizado, tráfico de ópio, escravatura, etc, etc
a América tornou-se "independente" essencialmente por causa disso. não por causa de valores nobres, mas porque a maçonaria queria usar o novo país para as "actividades" que eu disse acima. e mesmo assim, na prática, a América continuou a ser discretamente comandada de fora por alguns maçons ingleses. na prática, nem era assim tão independente, tal como hoje ainda não é e não passa de uma colónia financeira da Inglaterra (Rothschilds).

os "Pais Fundadores" mataram que se fartaram e tinham escravos negros. e estavam envolvidos em negócios escuros, tráfico de droga, redes de escravatura etc
não vou branquear a história só porque eles não eram judeus/pró-judeus e só porque quase toda a gente gosta deles.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

É preciso ser intelectualmente honesto em relação à dita escravatura antiga.

Factos:
Era algo comum por toda a parte.
Havia inclusive Negros americanos que possuíam escravos Negros.
O negócio da escravatura era feito por Arianos, judeus(Sendo que estes representavam cerca de 90% no negócio, mas claro, não há filmes de hollywood sobre isso...), Negros, Árabes, etc... O que faz com que o negócio da escravatura fosse muito mais uma questão económica do que uma questão racial.

E vamos ser 0% politicamente correctos: Nalguns casos, a dita "escravatura"(que era mais trabalho mal pago que outra coisa) nos EUA representou um salto qualitativo na qualidade de vida de muitos Negros, tanto é que havia bastantes que se ofereciam para serem escravos.


O que é escravatura afinal?

É que hoje a (des)educação nos EUA(como em outros países e nações) deturpam a história e omitem que muitos Negros preferiam 9999999999 vezes ir apanhar algodão nas fazendas dos Arianos americanos, do que viverem como viviam nas suas terras nativas.

Eles chamam "escravatura" a um Negro que passou de beber água com mijo de gnu e lama duma qualquer poça, para passar a beber água potável.

Eles chamam "escravatura" a um Negro que passou de viver em barracas onde chovia lá dentro e não raras vezes entravam leões, leopardos e outros felinos para os comerem, para passarem a viver em arrecadações onde não chovia, com muito melhor isolamento térmico, casa de banho, e sem perigos de entrarem animais selvagens para os comerem.

Eles chamam "escravatura" a um Negro que passou de ter que caçar literalmente para comer(e alimentos sempre mal cozinhados e muitos vezes podres), para ter a comidinha no prato dada pelos seus senhores, devidamente cozinhada e limpa, com talheres, pratos e guardanapos.

Eles chamam "escravatura" a um Negro que passou de ausência total de cuidados médicos, para condições assistências de saúde que jamais imaginou existirem, quanto mais estarem ao seu alcance tão facilmente.

E muitos deles, nessa terrível "escravatura" de apanharem algodão nos campos, até salário recebiam para além de alojamento,comida,roupa e cuidados médicos.

E falemos na escravatura moderna, a escravatura da dívida.
O gajo que mais está a escravizar os EUA e TODO o seu povo, até é um mulato(mesmo que seja um mero fantoche dos judeus, não deixa de ser relevante...)!


Os Negros hoje são pior tratados em muitos países liderados por Negros, do que na antiga "escravatura" apanharem algodão nos campos.

Exemplos:
São mortos por refilarem(mesmo que tenham razão).
Mineiros são acorrentados, e quem refilar por melhores condições é atirado aos crocodilos.
Na "indústria" dos diamantes, são obrigados a os procurar com armas apontadas e se refilarem muito levam chumbo nas canelas.
Mulheres são violadas a torto e a direito.
Cortam os clitóris das mulheres.
Mulheres são queimadas acusadas de "bruxaria".
O povo no geral é roubado à cara podre, vigarizado à cara podre, e passa a maior das misérias enquanto os "camaradas" marxistas (pseudo)anti-burgueses levam uma vida do mais burguesa que pode haver.

O Negro só vai evoluir quando abraçar o Fascismo e/ou NS e deixar de apontar o dedo ao Ariano(que sem dúvida nenhuma, foi o que mais ajudou o Negro em milhares de anos).

Thor disse...

eu não acusei o "Ariano" no geral.
eu acusei uma clique maçónica, que, na altura, até não tinha muito de judaica.
os Pais Fundadores não apenas escravizaram, como mataram e tinham redes de tráfico de ópio, além de pirataria, contrabando, etc. claro que a maioria dos Arianos estão fora disto, mas não se pode branquear a minoria...e, claro que os judeus já bem antes disso, e durante, também escravizavam, tal como os Àrabes e até os Negros uns aos outros.

Anónimo disse...

Caro Diogo
German Panzer Banks Crush Greece, Washington Winces
Finian CUNNINGHAM 18.07.2015
http://m.strategic-culture.org/news/2015/07/18/german-panzer-banks-crush-greece-washington-winces.html


What BBC won't tell you about Brexit: Decline of Britain since 1973 EEC Tony Gosling. Why leave EU?
https://www.youtube.com/watch?v=oAq1q1_swyM

Um dos livros que falam no vídeo, o de Paul Manning Martin - Bormann nazi in exile -, que explica como os nazis
ajudaram a alta finança internacional, pode baixa-lo aqui:
http://spitfirelist.com/books/manning.pdf

Com o passar do tempo vai-se descobrindo cada vez mais como os nazis foram financiados e ajudaram a alta finança
internacional.

Carlos

Diogo disse...

Os pais fundadores dizimaram 90% da população índia. Tal como os pais fundadores portugueses, espanhóis, franceses, etc.

90% de toda a população indígena do todo o Continente Americano foi morta pelos europeus. Deve ter sido o maior genocídio de sempre. Talvez ainda maior que o dos judeus às mãos dos nazis...

Anónimo disse...

"Os pais fundadores dizimaram 90% da população índia. Tal como os pais fundadores portugueses,..."
lol
Carlos

N disse...

"24 junho, 2016 20:06"

Jantaste cedo hoje Diogo...Tens que começar a postar ou antes das refeições, ou passado umas horas.

Diogo disse...

Check it out, boys!

Anónimo disse...

"Democracia = Suicídio civilizacional." ... Bingo!

Por isso sempre digo que "Democracia (o correto é Vulgocracia) de direita, centrou ou esquerda, é um circo que só palhaço acredita. E o palhaço ainda é burro, pagante e o sofredor." E não aprende nem desenhando.

No caso dos "maçons anti-judeus", o que esta religião faz é sempre pegar os otários dos dois lados envolvidos nalguma situação, guerra, celeuma, ... Assim, conseguem vigiá-los e manipulá-los simultaneamente. Para saber o que o inimigo pensa e planeja, o melhor é tê-lo por perto - Sun Tzu. Existem 3 jeitos de tê-lo perto: colocar espiões lá dentro, conseguir traidores e/ou criar intituições de fachada.

Sobre os escravos, quando se libertavam, não pareciam desejosos de voltar pra África.

Cobalto

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

"Sobre os escravos, quando se libertavam, não pareciam desejosos de voltar pra África.

Cobalto"


Ora nem mais...Porque será?

Ainda aqui há tempos a bbc em directo entrevistou um Negro em África do Sul e o que ele achava da "liberdade" pós-apartheid.

Tiveram azar porque foi em directo, e apanharam um Negro inteligente...
O Negro disse: "Qual liberdade? Não temos emprego, não temos dinheiro para comer, não temos segurança, nem sequer podemos andar à vontade na rua... Quando os brancos mandavam nisto, estávamos bem melhor!"

E vejam o que disse o Rei Zulu(Que não é um "Zé" qualquer...):
http://newobserveronline.com/zulu-king-blacks-destroying-south-africa/


E o que dizer do mugabe, que conseguiu a "proeza" de inflacionar de tal forma a moeda nacional que eram precisos maços de notas para comprar um único rolo de papel higiénico.

Eles deturpam a História e os factos para enganar a manada que andam a roubar e a escravizar, culpando eternamente os brancos(Mas só os Arianos, nunca os judeus brancos...) de forma aos Negros governados não se virarem contra os tiranos que os governam.
http://omsilanoican.blogspot.pt/2015/07/noticiaimagens-do-dia_16.html

Thor disse...

os Pais Fundadores podem não ter exterminado 90% dos índios, mas fizeram muitas outras coisas...e certamente que mataram alguns índios. depois os sucessores, juntamente com alguns judeus, continuaram o extermínio dos índios.
na questão dos índios, a maioria da culpa foi dos judeus e alguns lacaios, como também de algumas epidemias estranhas que não se sabe bem de onde vieram.
não se trata de culpar os "Arianos", mas sim uma minoria de maçons e, claro, vários judeus.
nessa questão, os Pais Fundadores tiveram uma ínfima parcela da culpa, mas não deixam de ser uns criminosos, de qualquer modo. uma minoria de maçons Arianos. nunca "os Arianos".

http://nodisinfo.com/the-jewish-role-in-the-native-american-genocide-part-i/

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

E os Índios não se matavam uns aos outros?
Quantas centenas de etnias Índias havia?

Depois temos Ameríndios como aqueles que que habitavam parte(e somente parte) do território dos EUA num patamar civilizacional muito atrasado e matavam-se entre eles à facada e ao machado, e depois temos Ameríndios que estavam num patamar civilizacional consideravelmente avançado como os Incas e Astecas.

Leif Ericson e os Vikings foram os primeiros a pisar grande parte do território que hoje são os EUA. Os Índios estavam mais para sul. Se formos a falar de "nativos Americanos", temos que aprofundar bem isto!


Excessos houve de parte a parte, e os Índios só não mataram milhões de Arianos porque estes últimos tinham espadas, armaduras, espingardas, etc...

Eu até sou a favor do Nacionalismo Ameríndio nos países e/ou nações Ameríndias. Mas é preciso cuidado com essa retórica Thor, porque os grupelhos marxistas compostos por Ameríndios usam isso como desculpa para fazerem merda nos EUA!
E eles têm uma clara agenda que não escondem: Controlar o tráfico de droga, limpar os Negros(eles odeiam-se), conquistar território através da natalidade paga pelo corno do contribuinte Ariano Americano através do programa de Welfare, conquistar poder político através das quotas raciais e infiltrarem-se no Estado, e numa fase final amputar território aos EUA!

E atenção que estes gajos têm maior média de QI que os Negros, altos níveis de testosterona(É o segundo grupo racial que tem maior nível de testosterona em média a seguir aos Negros e Arianos), são muitos milhões na rectaguarda, e tem financiamento de muitos cartéis de droga.


Eu como disse, sou a favor de regimes nacionalistas Ameríndios de cariz NS e/ou Fascista nas suas Nações.
Mas sou contra essa corja marxista que quer construir narco-estados pelo continente Americano, e depois exportar essas drogas(nomeadamente cocaína) para a Europa, EUA e Canadá como o fazem para enriquecerem à custa da desgraça da nossa juventude.

Thor disse...

atenção que eu não disse que aquela terra pertence aos índios. não é nada disso que está em causa. até mesmo ANTES do Leif Eriksson, já tinha havido Arianos na América do Norte, ainda antes da chegada dos Ameríndios.
http://hyperborea-land.blogspot.pt/2014/11/arianos-pre-historicos-primeiros.html

não é isso que eu estou a dizer. o que eu estou a dizer é que NADA justifica genocídios e não podemos branquear os crimes, quando são os da nossa raça (ou de uma ínfima parte dela) juntamente com judeus.

quero que os actuais Ameríndios marxistas se fodam. mas também não posso branquear a história e dizer que a máfia maçónica dos primórdios da América nunca matou ninguém e era boazinha. não confundir isso com dizer que a América é dos índios. não. a América é dos Arianos!

Anónimo disse...

Diogo, o link * no comentário do escumalha anônimo em 27 julho, 2016 00:50 e em 26 julho, 2016 21:05 no post "Atentado Terrorista em Nice" é vírus pá !

* https://pirates-forum.org/Thread-Who-is-this-Where-is-this-from?page=69

sabe-se lá o que faz. Não seria de apagar?