terça-feira, fevereiro 05, 2013

Quando algo de mau acontece aos Judeus é sempre a Seis Milhões de cada vez. Foi assim na II Guerra Mundial, foi assim após a I Guerra Mundial e foi assim no princípio do século XX



As Seis pontas da Estrela de David ou Hexagrama na bandeira de Israel


(Wikipedia) - O Holocausto é o termo geralmente usado para descrever o genocídio de aproximadamente Seis Milhões de Judeus Europeus durante a Segunda Guerra Mundial, como parte de um programa de extermínio deliberado planeado e executado pelo regime Nazi na Alemanha liderada por Adolf Hitler.

Curiosamente, em 1939-1945, não foi a primeira vez na História que Seis Milhões de Judeus foram molestados (neste caso, exterminados pelos Nazis).

Já em 1919, um ano depois de terminada a Primeira Guerra Mundial, Seis Milhões de Judeus estiveram condenados a morrer à fome numa Europa hostil [Revista: "The American Hebrew"].

E mesmo mesmo dezassete anos antes, em 1902, Seis Milhões de Judeus estiveram a ser sistematicamente humilhados na Rússia e na Roménia [Enciclopédia Britânica].


****************************



Na Revista «American Hebrew» de 31 de Outubro de 1919, surgiu um artigo entitulado "A Crucificação dos Judeus Tem de Parar!" [The Crucifixion of Jews Must Stop!], escrito por Martin H Glynn, ex-governador do Estado de Nova Iorque.

O artigo foi publicado um ano depois de terminada a Primeira Guerra Mundial, aproximadamente 20 anos antes do rebentar da Segunda Guerra Mundial. O artigo refere por sete vezes o número 'Seis Milhões de Judeus'.


(Clicar nas imagens para aumentar)



Artigo no "The American Hebrew" (1919) - páginas 582 e 601

A Crucificação dos Judeus Tem de Parar!


Do outro lado do mar Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres pedem a nossa ajuda, e oitocentas mil criancinhas choram por pão.

Estas crianças, estes homens e mulheres são os nossos companheiros da família humana, com a mesma reivindicação à vida, a mesma susceptibilidade ao frio do Inverno, a mesma propensão para morrer perante as garras da fome. Dentro deles residem as ilimitadas possibilidades para o progresso da raça humana como residiriam naturalmente em Seis Milhões [Judeus] de seres humanos. Não devemos ser os seus protectores mas temos de ser o seu socorro.

Em face da morte, na tortura da fome não há lugar para distinções mentais ou credos, não existe lugar para diferenciações raciais. Nesta catástrofe, quando Seis Milhões [Judeus] de seres humanos estão a caminhar rapidamente para a sepultura por um destino cruel e inflexível, só a mais idealista persuasão da natureza humana pode influenciar o coração e mover a mão.

Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres estão a morrer de carência das coisas mais básicas da vida; oitocentas mil crianças choram por pão. E este destino impende sobre eles embora não tenham culpa disso, embora não tenham transgredido as leis de Deus ou do homem, mas por causa da terrível tirania da guerra e um fanático desejo de sangue Judeu.

Neste ameaçador holocausto de vida humana, são esquecidos os preciosismos das distinções filosóficas, são esquecidas as diferenças da interpretação histórica, e a determinação para ajudar os sem ajuda, dar abrigo aos sem-abrigo, vestir os nus e alimentar os que têm fome torna-se numa religião em cujo altar homens de todas as raças podem rezar e mulheres de todos os credos podem ajoelhar-se. Perante esta calamidade, as modas temporais dos homens desmoronam-se perante as eternas verdades da vida, e acordamos para o facto de que todos somos uma criação de Deus e que todos nos encontraremos perante o tribunal de Deus no dia do juízo final. E quando chegar o dia do juízo final uma mera oração não valerá um tostão; mas obras, simples obras intangíveis, obras que secam as lágrimas do sofrimento e aliviam a dor da aflição, obras que no espírito do Bom Samaritano derramam óleo e vinho nas feridas e encontram alimento e abrigo para os que sofrem e para os aflitos, terão mais peso que todas as estrelas no céu, toda a água dos mares, todas as pedras e metais nos astros que giram no firmamento à nossa volta.

A raça é uma questão de acaso; o credo, é em parte uma questão de herança, em parte uma questão de ambiente, em parte uma questão de raciocínio; mas as nossas necessidades físicas e corporais estão implantadas em todos nós pelas mãos de Deus, e o homem ou a mulher que podem, e se recusam, a ouvir o grito da fome; que podem, e se negam, a prestar atenção aos lamentos dos que morrem; os que podem, e não fazem, estender uma mão amiga àqueles que se afundam sob as ondas da adversidade é um assassino de instintivos mais selvagens, um traidor à causa da família humana e um apóstata das leis naturais escritas em todos os corações humanos pelo dedo do próprio Deus.

E assim, no espírito que tornou a oferenda em cobre da pobre viúva em prata, e a prata em ouro quando colocado no altar de Deus, é feito um chamamento ao povo deste país para santificar o seu dinheiro com a dádiva de 35 milhões de dólares em nome da humanidade de Moisés aos Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres famintos.

Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres estão a morrer – oitocentas mil crianças estão a chorar por pão. E porquê?

Por causa de uma guerra para derrubar a Autocracia e dar à Democracia o ceptro dos justos.

E nessa guerra pela democracia 200,000 rapazes judeus dos Estados Unidos combateram sob a bandeira americana. Só na 77ª Divisão havia 14,000 deles, e na floresta de Argonne esta divisão capturou 54 peças de artilharia alemã. Isto mostra quem em Argonne os rapazes judeus dos Estados Unidos combateram pela democracia tal como Joshua lutou contra os Amalequitas nas planícies de Abraão. Num discurso ao denominado "Batalhão Perdido" [Lost Battalion] comandado pelo coronel Whittlesey de Pittsfield, o general de divisão Alexander mostrou de que fibra eram formados estes rapazes judeus. Por qualquer motivo o comando de Whittlesey foi cercado. Tinham poucas rações. Tentaram comunicar com a retaguarda dando conta da sua luta. Tentaram e voltaram a tentar, mas os seus homens nunca conseguiram. A paralisia, a estupefacção e o desespero fizeram-se sentir. E no momento mais difícil e quando tudo parecia perdido, um soldado adiantou-se e disse ao coronel Whittlesey: "Vou tentar furar o cerco." Ele tentou, foi ferido, arrastou-se e rastejou, mas conseguiu passar. Hoje usa a Cruz por Serviços Excepcionais [Distinguished Service Cross] e o seu nome é Abraham Krotoshansky.

Por causa desta guerra pela Democracia Seis Milhões de Judeus, homens e mulheres estão a morrer de fome do outro lado do mar; oitocentos mil bebés Judeus estão a chorar por pão.

Em nome de Abraham Krotoshinsky que salvou o "Lost Battalion," em nome dos outros cento e noventa e nove mil, novecentos e noventa e nove rapazes Judeus que combateram pela Democracia sob a bandeira americana, vocês não dariam cobre, ou prata, ou ouro, para manter a vida nos corações destes homens e destas mulheres; para manter o sangue nos corpos destas crianças?

Na guerra mundial o Judeu ajudou toda a gente excepto o Judeu. "Além" ajudou no acampamento, no conselho e no conflito. "Acolá" ajudou a Cruz Vermelha, a Associação de Jovens Cristãos [Y.M.C.A.], os "Knights of Columbus" [Cavaleiros de Colombo - organização católica], a Maçonaria [the Masons], o Exército de Salvação e toda a gente. Portanto agora é a altura de todos ajudarem o Judeu, e Deus sabe que é agora que ele precisa.

Das trevas desta guerra, todas as outras raças, salvo uma ou duas, teve direito a um raio de sol. Mas entre as trevas circundantes não houve luz para o Judeu "para vós me guiardes". A guerra acabou para todos menos para o Judeu. O punhal ainda está na sua garganta e uma ânsia, velha de um século, irracional e absurda por sangue Judeu abre-lhe as veias. O Judeu na Roménia, Polónia e Ucrânia é feito o bode expiatório da guerra. Desde que o armistício foi assinado, milhares de Judeus na Ucrânia foram oferecidos como sacrifícios vivos a ambições diabólicas e a paixões fanáticas – as suas gargantas cortadas, os seus corpos rasgados membro a membro por bandos assassinos da soldadesca ciumenta. Na cidade de Proskunoff, há poucas semanas atrás, a madrugada viu a porta de cada casa onde vivia um Judeu marcada para um massacre.

Durante quatro dias, do nascer ao pôr do sol, fanáticos utilizaram a navalha como demónios do inferno, parando apenas para comer, ébrios com o sangue das vítimas Judias. Mataram os homens; foram menos misericordiosos com as mulheres. Violaram-nas e depois mataram-nas. De um objectivo a uma loucura, de uma loucura a um hábito, aconteceu esta matança de Judeus, até que em quatro dias as ruas de Proskunoff ficaram vermelhas como sarjetas de um matadouro, até que as suas casas se tornaram na morgue de milhares de seres humanos assassinados cujos feridas abertas gritaram por vingança e cujos olhos ficaram empedernidos com os horrores a que assistiram. Como disse o honorável Simon W. Rosendale, parafraseando apropriadamente o pensamento de Bobby Burns no seu discurso recente, é a velha história da "desumanidade de uns homens para com outros que colocam incontáveis milhares de luto". Assim como aconteceu em Proskunoff, o mesmo aconteceu em centenas de outros lugares. A história sangrenta repete-se ad nauseum. É a mesma história manchada de lágrimas – sempre a velha mancha sobre o brasão da humanidade. Realmente, Byron estava certo quando escreveu:

Tribos dos pés errantes e do peito fatigado
Para que lugar devem fugir para estarem em descanso?
O pombo selvagem tem o seu ninho, a raposa a sua toca,
A humanidade os seus países, Israel apenas a sepultura.

[Tribes of the wandering feet and weary breast
Whither shall ye flee to be at rest?
The wild dove hath her nest, the fox his cave,
Mankind their countries, Israel but the grave
.]

[Ilegível] para um lugar ao sol, e a crucificação dos Judeus tem de parar. Dizemo-lo novamente, a guerra acabou para todos menos para os Judeus. Como Isaac com a faca na garganta, mas ao contrário de Isaac, nenhum poder é capaz de parar o aço da avidez pelo seu sangue. Mas algum poder no mundo tem de se levantar para impedir o extermínio de uma raça digna. Em nome da paz no mundo temos de ter uma Liga das nações por todos os meios; mas pela Humanidade no Mundo, para fazer justiça ao Judeu e a outros povos oprimidos na terra, deixem-nos ter as Tréguas de Deus!


****************************


Enciclopédia Britânica (1902)

Mas já dezassete anos antes da publicação do artigo anterior na revista «The American Hebrew», também na Enciclopédia Britânica, em 1902, eram denunciadas as provações de Seis Milhões de Judeus:

Na página 482 de um artigo sobre Anti-semitismo na 10ª edição da Enciclopédia Britânica (1902) encontram-se as palavras: "Enquanto existem na Rússia e na Roménia Seis Milhões de Judeus que estão a ser sistematicamente humilhados... [While there are in Russia and Rumania six millions of Jews who are being systematically degraded...].

Estas palavras surgem no último parágrafo da coluna da esquerda da imagem seguinte e precedem em 20 anos a referência aos Seis Milhões de Judeus que iam morrendo de fome na Europa, e em 40 anos aos Seis Milhões de Judeus que morreram na Segunda Guerra Mundial vítimas dos nazis:





Enciclopédia Britânica (1902): [While there are in Russia and Rumania six millions of Jews who are being systematically degraded...] "Enquanto existem na Rússia e na Roménia Seis Milhões de Judeus que estão a ser sistematicamente humilhados..."
.

127 comentários:

João disse...

Uma mentira cem vezes dita tende a torna-se verdade… mas donde vem o número mágico de Seis Milhões?

PEDRO LOPES disse...

Muito bem esmiuçado este artigo.

O número de Seis Milhões devem ser um código qualquer.
Eles tem merdas obscuras com numerologia. É uma forma de comunicarem uns com os outros de forma simbolica.


Na II GG, morreram 27 Milhões de Russos, 20 Milhões de Chineses, 15 milhões de Alemães e outros tantos de outros países de leste, e muitos milhões de Japoneses.

Mas só os eleitos de Deus é que importam.

Cuidado com o negacionismo do Holoconto. Qualquer dia vais dentro.

Diogo disse...

Pedro Lopes,

Acrescentei ao post a bandeira de Israel com o seu hexagrama com seis pontas. O número seis tem para eles um significado qualquer.

Quanto ao "negacionismo", gostaria que algum judeu explicasse este triplo «Seis Milhões» num espaço de 40 anos.

Carlos disse...

Caro Diogo
Interessante: - http://winstonsmithministryoftruth.blogspot.com.br/?zx=8ea9b60a49a1fbc

Carlos disse...

Estou à espera, vamos a ver se permitem, que me autorizem a traduzir um texto, sobre a relação da igreja católica e os judeus na idade média.
Mais uma vez cai a máscara.

Diogo disse...

Carlos,

Cada mais me convenço que o judaísmo é uma máfia de origem greco-romana, ou talvez ainda mais antiga - egípcia e mesopotâmica, que se organizava sob a forma de uma religião, com indivíduos poderosos no topo a «ajudarem-se uns aos outros a ganhar cada vez mais poder» e uma base verdadeiramente crente.

Esta máfia, que era apenas uma religião até ao fim do século XIX, tornou-se, graças ao poder da propaganda, um POVO (que iria tomar conta de Israel – um território próximo do Canal do Suez e dos países do petróleo.

Esta máfia, o judaísmo, domina hoje completamente o mundo. Mas estou convencido que a malta da Internet ainda há-de enforcar os Ulrichs e os Ricardos Salgados (ambos judeus) deste mundo.

PEDRO LOPES disse...


http://www.biblebelievers.org.au/expelled.htm

109 ocasiões em menos de 2000 anos.
Dá uma média de 16 em 16 anos.

Seriam todos esses governante desses países ou cidades uns bárbaros e racistas?

Anónimo disse...

Voçês aos poucos vão chegando lá...

Começam a perceber realmente quem é a cabeça do polvo.

Falta só reflectirem que ideologias é que sempre os combateram e quais as ideologias que sempre os defenderam.

Depois dessa reflexão perceberão em quem podem confiar.

Manuel Galvão disse...

Há uma explicação simples: Seis Seis Seis é o número da besta.

Apocalipse 13 - As duas bestas.

Jorge disse...

A população judaica da Europa ocupada pelos nazis ultrapassava na época os 9 milhões de pessoas. Onde é que eles estão?

Anónimo disse...

Jorge alguns estão em wall street a enriquecerem em actividades não-produtivas e especulativas.

Outros estão no negócio da prostituição,onde os judeus maioritariamente estão envolvidos.

Outros estão no negócio da pedófilia,e nem é preciso ires muito longe,o caso de Portugal é eclarecedor.

Outros estão nos negócios dos mainstream media para vos enganar e alienar todos todos todos todos todos os dias.

Outros estão no négocio da usura,especialidade judia desde há séculos.

Outros estão no négocio do tráfico de drogas pesadas para foderem e desgracarem a juventude europeia nativa,nomeadamente vindas do ilegitimo kosovo,que não passa de uma plataforma de tráfico de drogas pesadas e trafico de orgãos humanos.

Outros estão na política a endividar as nações,a degenerar,a sabotar,a corromper,como por exemplo fazem aqui em Portugal.

No fundo andam espalhados por aí a fazerem aquilo que sempre melhor souberem fazer,estragar a vida aos Europeus nativos.

Espero ter sido esclarecedor.

PEDRO LOPES disse...

O Marxismo Cultural continua a trilhar o seu glorioso caminho.
O da destruição dos povos Europeus:

http://www.alertadigital.com/2011/01/24/el-gobierno-prepara-una-ley-que-sancionara-a-los-empresarios-que-decidan-contratar-a-trabajadores-espanoles-antes-que-a-extranjeros-y-a-hombres-antes-que-a-mujeres/

Já é tudo ás claras. E ainda vão receber algum prémio do Parlamento Europeu por mais este "avanço" civilizacional.

PEDRO LOPES disse...

"Matar para salvar vidas"

Parece ser este o lema do monstro sionista. Da grande besta capitalista imoral.

Na II GG mandaram bombas atómicas para "Salvar vidas".

A parolada cai que nem patinhos com esta de "Salvar vidas". É incrível.

PEDRO LOPES disse...

No posto anterior era para colocar o link para esta noticia:

http://www.publico.pt/mundo/noticia/futuro-director-da-cia-diz-que-estados-unidos-usam-drones-para-salvar-vidas-1583756

Carlos disse...

http://4.bp.blogspot.com/-DJqVNDjSFbw/URG4DLzNKkI/AAAAAAAAHrM/HgXcCakU09c/s1600/Antonio+Caleari+1884_p18.jpg

Tirei este endereço do blog:

http://www.nonas-nonas.blogspot.pt/

Anónimo disse...

o que está a acontecer na America, a implosão que os banqueiros de wall street fizeram na economia americana, de certa forma, justica plenamente a decisão politica de D. Manuel I. Oxalá, que Portugal tem as redeas curtas dos seus cidadãos judeus da alta finança, coisa que o Salazar sempre teve. Daí as toneladas de outro que deixou ao país e não nos bolsos da alta finança.

Anónimo disse...

Quando é que foi a ultima auditoria SÉRIA e INDEPENDENTEMENTE às contas Portuguesas?

Não foi,porque os partidos democráticos que roubam,pisam,humilham,enganam e traiem Portugal e Portugueses NÃO QUEREM fazer uma auditoria.

Porque obviamente têm as suas impressões digitais no roubo e saque dos cofres nacionais.

Os 2 padrinhos judeus da democracia são o soares e o balsemão.
Há banqueiros por detrás,mas quem se encarregou da doutrinação,da propaganda e da alienação de Portugal e dos Portugueses para os roubar,pisar e trair foram essencialmente estes dois,cabendo a um e outro ocuparem a dita "esquerda" e "direita" no circo democrático,o balsemão trata de manobrar por detrás dos bastidores o palco dos chamados "neo-conservadores" e o soares o palco dos chamados "sociais-democratas".

A democracia é isso.
Um teatro de 3ª categoria.

Onde as vítimas são doutrinadas a "castigarem" os culpados através das urnas.

Falta vir o menino gritar:"O Rei vai nú."

Para depois todos se aperceberem da fraude que é a democracia e atingirem que Portugal está ocupado políticamente,económicamente,espiritualmente e mediáticamente por um grupo etnocêntrico judeu que se rege pela cabala judaica,tendo o talmud como orientação e os Portugueses de sangue como seus escravos.

Pode ser que a providência os foda...

E quem esteja por baixo hoje a ser pisado vá um dia parar acima e como é óbvio não se vai esquecer quem o andou a pisar.

Não há mudanças de regime sem crise.

E a crise é uma grande oportunidade,primeiro porque ela acontece devido ao falhanço das políticas do actual regime,logo PROVA o seu esgotamento e dá assim TODA a legitimidade para o derrubar,segundo porque só com crise as pessoas reagem.

O problema de Portugal é que ao contrário de outros Países da Europa Central,de Leste e até Mediterrâneos,onde existe doutrina nacional-revolucionária,aqui há um grande sector de nacionalistas reaccionários ultra conservadores.

Ora estes ultimos idiotas acham que o melhor é aguardar pela revolução marxista e depois fazer uma contra-revolução.

Ou seja,estes idiotas acham que mais vale esperar até que se privatize tudo,que só restem calhaus,que o país fique quase metade mulato,que a moral e esperança dos jovens Lusitanos esteja de rastos,que os marxistas reforcem dia após dia as fileiras,para aí sim,depois disso tudo então eles reagirem.

Quando como é óbvio,devem ser os nacionalistas a encabeçar o descontentamento e a revolução.

Fazer como navegadores nos descobrimentos,mandar foder os velhos do restelo e as suas opiniões de merda e siga deitar esta 3ªrepublica abaixo para fazer o que ainda não foi feito,criar uma civilização Lusitana capaz de ser recordada por milhares de anos.

E regar essa civilização de tempos a tempos com o sangue dos traidores internos...

Anónimo disse...

"INDEPENDENTEMENTE"

Era "independente" como é óbvio
Fica a correcção.

Anónimo disse...

"A ruína de uma nação só pode ser impedida por uma tempestade de paixão, mas só os apaixonados podem despertar paixão nos outros”

PEDRO LOPES disse...

"O problema de Portugal é que ao contrário de outros Países da Europa Central,de Leste e até Mediterrâneos,onde existe doutrina nacional-revolucionária,aqui há um grande sector de nacionalistas reaccionários ultra conservadores.
"

Exacto.
Há por ai uns blogues de Nacionalistas que apresentam apenas uma única causa: A imigração islâmica e africana.
Embora esta seja uma causa válida, um movimento nacionalista a sério deve ter um programa completo. Deve definir que modelo de organização económica defende, que tipo de estado e o seu papel, e mais importante identificar bem quem são os inimigos.

Já o PNR, o seu líder mais parece um vulgar tio de Cascais.
Agarram-se a 2 ou 3 causas e vai disto.

Os Gregos esse sim tem algo já bastante sério e que está claramente a crescer, apesar da constante propaganda dos média contra eles.

Anónimo disse...

Os Gregos atacaram a embaixada de israel,têm dinâmica,têm braço armado,são NS,muitos deles já tiveram na real merda,inclusive presos pelas suas ideias,são gajos duros,rijos,audazes, e por isso são um movimento popular,eles sabem o que é estar na merda e por isso sentem o sofrimento do povo como se fosse o deles,pois eles também já passaram pelo abismo.

o pnr com a sua filosofia(?),dinâmica(ou falta de),estratégia e a comportar-se como uma espécie de porta-voz da psp nem daqui a 15 anos conseguem 5%.

E isto somente num País com a maior carga fiscal da europa e ao mesmo tempo com os piores salários,onde o desemprego real já é mais de 25%,onde já vamos na 3ª bancarrota,onde a corrupção é do nível de um estado africano.

o pnr não tem auto-crítica,acha que a responsabilidade de não terem sequer 1% num País onde se vive mal imporcamente,enquanto nos outros onde se vive bem melhor e há grande crescer dos movimentos nacionalistas,é dos que não fazem parte do partido.

A culpa é sempre de quem não faz parte do partido.

A solução para Portugal vem das Forças Armadas e o resto são histórinhas da caroxinha...

O pnr tem utilidade,mas não é a solução para o que Portugal precisa e sobretudo para a emergência da situação actual.

Eu só deixo uma questão e é para bom entendedor:

Dou o exemplo em "futebolês" que talvez seja de melhor percepção.

Se um olheiro captar um prodígio tipo messi,deve o olheiro se antecipar e fazer uma proposta ao jogador em questão e fazer o mesmo se sentir valorizado ou deve o olheiro não fazer absolutamente nada e deixar o prodígio ser alvo de uma proposta de outro rival ou até à falta de proposta alguma estar-se a correr o risco de se desperdiçar um talento nato e o mesmo emigrar porque ninguem foi capaz de o valorizar?

Sabem porque é que o Golden Dawn diz que a "ideia" do seu movimento é das cores preto e vermelho?

Porque eles estão atentos ao que se escreve fora do seu País e sabem dar valor quando reconhecem um génio.

E graças a isso o seu movimento é apenas o melhor da Europa,mas à vontade mesmo.

A par do Svoboda da Ucrânia cuja "ideia" também é das cores preto e vermelho....

E não irá demorar muito a emergir algo noutros Países do género.

Sabem porquê?

Porque a boa argumentação desde que bem traduzida não tem fronteiras.

E quando a somar a isso temos poesia racialista,original(para não dizer única,como nunca foi escrita por nenhum poeta em milhares de anos),então temos aquilo que faltava ao movimento nacionalista.

Sedução,originalidade,cor,classe,criatividade.

Anónimo disse...

"Nunca existiu uma grande inteligência sem uma veia de loucura."

Aristóteles.

PEDRO LOPES disse...

Diogo,

Se achares desadequado apaga este post.


Mas era só para espicaçar o N.
:)

É que há para ai um blog onde se cantam loas a banqueiros judeus:

http://portadaloja.blogspot.pt/2013/02/ulrich-parte-louca.html

E agora aparecem com esta:

http://portadaloja.blogspot.pt/2013/02/nazismo-e-comunismo-descubra-as.html

Malham bem na esquerda, mas adoram a gente da massa, da alta finança.
É o chamado "lambe-Botismo".
A Burguesia tem grande mérito segundo aquela gente.

São cegos de um olho pelo menos.

N,
Vai lá e parte aquela merda toda.

N disse...

Pedro Lopes esse gajo sendo juiz devia ter mais cuidado com as demagogias e mentiras.

Querer comparar o nazismo com o comunismo é digno de um concorrente da casa dos segredos.

Não tenho pachorra para intelectualmente desonestos.

Esse josé tanto defende um estadista como Salazar(nacional-capitalista) para pôr os banqueiros na ordem,como defende a democracia com unhas e dentes.

Se lhe perguntarem que modelo defende,como o faria e quais os objectivos de tal modelo espalhava-se ao comprido.

Mas o mais surreal é ver um juiz que tem a obrigação de ter uma maior craveira intelectual e saber observar a sociedade defender igualitarismos.

Mas só na urnas claro...
Porque no tribunal tem que ser diferente.

Não levo a sério juizes que defendam o igualitarismo ou a democracia.

Eles mais que ninguém sabem perfeitamente que os homens não são iguais e como tal não podem ser avaliados da mesma forma.

E além do mais eles sabem perfeitamente que isto é tudo uma burla.

Eu defendo que os juízes a par dos militares devem ser as classes mais respeitadas mas igualmente mais responsáveis pelo zelar da nação.

Porque quanto mais uma sociedade for justa e menos corrupta mais riqueza cria e de melhor forma é distribuída.

E porque quanto mais disciplinada,leal,patriotica e forte for,melhor funciona a nível interno colectivamente,e mais livre é,porque não há liberdade sem soberania,e não há soberania sem poder bélico.

E além disso um povo só se sente orgulhoso da sua nação e consecutivamente só se aplica se vir que quem lidera é honesto,competente,leal,altruista e acima de tudo oferece um desígnio nacional,algo que no fundo faça a vida ter sentido.

E isso só é possível através de um regime NS baseado na méritocracia onde só os melhores ascendem aos melhores lugares independentemente do seu status social.

E como é FACTUAL, a democracia sendo igualitária é o oposto da méritocracia.

É a mesma coisa que um professor ao dar notas a uma turma,somar as notas de todos os testes e depois essa soma ser dividida pelo número de alunos para poderem assim ter todos notas iguais.

Obviamente os melhores são prejudicados e os mais fracos recompensados sem merecerem.

A democracia funciona assim,diz que todos valemos um voto.

Obviamente isso nivela a sociedade pela mediocridade.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

Mas dá-me a impressão que esse blog é frequentado por cristãos democráticos.

Têm que lhes perguntar se cristo viesse à terra valeria um voto ou era aberta uma excepção?

Tou curioso para saber a sua resposta...

Mas provavelmente não irão responder.

Farão provavelmente como os comunas que eles tanto criticam quando se vêm confrontados por perguntas incómodas e não têm resposta para dar.

Começam a chamar "FASCISTA" FASCISTA" "FASCISTA" tipo um papagaio epilético.

À falta de argumentos fazem sempre isso.

"Auditoria para ver se andamos a roubar? ÉS UM FASCISTA QUE ANDAS AÍ..."

"Não queres levar no cú só para experimentar? NÃO PASSAS DE UM NAZI..."

"Achas que Portugal deve pertencer aos Portugueses? SEU RACISTA.."

Basicamente eles são assim...

Chamam aos outros de "totalitários"(quando o termo em si até nem é perjorativo,pois há bom totalitarismo e mau totalitarismo) mas querem impôr aos outros a democracia como sendo uma espécie de religião e única solução.

Isto apesar de terem estes FACTOS todos contra eles:

*A média do crescimento económico é a pior dos últimos 90 anos.

*A dívida pública é a maior dos últimos 160 anos.

* A dívida externa é a maior dos últimos 120 anos (desde que o país declarou uma bancarrota parcial em 1892).

*O desemprego é o maior dos últimos 80 anos.

*Vivemos actualmente a maior vaga de emigração dos últimos 160 anos.

*Temos a taxa de poupança mais baixa dos últimos 50 anos.

*Temos a mais baixa taxa de natalidade nativa de sempre.

*Temos a maior carga fiscal de sempre.

E disto eles não falam nem querem debater.

A democracia vive da mentira e por isso não gosta de discutir a verdade.

Partidos democráticos+média+comentadores disse...

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=558568410834552&set=a.193944837296913.48070.186669008024496&type=1&relevant_count=1

olha o cavaco gasta o dobro do que o rei de espanha.

Mas também é preciso ver que Portugal é muito maior que espanha e portanto quando há visitas a esses locais gasta-se mais em pessoal e deslocações.

Há sempre um bom argumento democrático para esses gastos.

Para além do mais temos que estar eternamente gratos ao cavaco por ter destruído a industria,ter roubado milhares de milhões dos fundos da ue nas mais diversas negociatas,sacos azuis,e "derrapagens" e ainda no mega roubo do bpn.

Continuem a votar e nada de se revoltarem.
Temos bananas e vaselina para todos.

PEDRO LOPES disse...

"olha o cavaco gasta o dobro do que o rei de espanha.

O Cavaco é um senhor. Deixem-se de merdas.
Um genclemen, que nunca se mete em sarilhos.
Um estadista como deve ser.

Se gasta mais que os castelhanos é normal. Tem de ter os seus acessores e conselheiros que tão bom serviço tem prestado ao pais.

Deixe-me de botabaixismo pá!!!

Cavaco e Soares são os obreiros da nossa democracia moderna e pluralista. Um farol no mundo este Portugal de Cavaco/Soares/Alegre/Balsemão/Cunhal.







PEDRO LOPES disse...

Em cada dez palavras o poeta Alegre profere em média 8 vezes a palavra:

"Cidadania".

Trata-se de um estudo recente da revista "Time" desenvolvido por 500 cientistas em todo o mundo.

Um monstro democrático, que tem de dar nome a várias ruas e praças deste pais.

Qual Camões qual carapuça. Alegre é que é um grande escritor e poeta. E vai á caça com a malta.


O Povão adora este tipo de porcos.........Até um dia se fazar luz...

Anónimo disse...

Mais uns anos de democracia e o farol vai ser a isabel dos santos.

Porque isto da democracia permite coisas fantásticas como o acordo ortográfico, e uma ex colónia nossa(angola),agora terceiro-mundista, comprar os nossos sectores estratégicos com dinheiro sujo,enquanto nos chamam de filhos da puta no seu jornal oficial.

Isso do orgulho e da honra isso é tudo para meter no caixão.

Gajos que não se vendem,gajos com honra,gajos que não gostam de apanhar no cú,gajos que querem soberania,isso é tudo retrogadas, fascistas e nazis.

E há que mudar o hino rapidamente,não vá haver quem o sinta e seja mesmo herói,pegue em armas e lute pela sua Pátria e comece a caçar a escumalha que anda a dar cabo de Portugal deliberadamente.

Que isto do Portugal democrático é uma metamorfose que ainda não acabou.

Há que apagar os feitos heróicos dos descobrimentos dos livros de história e começar a aumentar a proganda neo-marxista nas escolas.

Portugal só existe a partir do 25 de abril,e foi por causa da "liberdade",não foi para entregar a ex colónias aos americanos e bolshevistas,nem foi para abrir Portugal ao capitalismo apátrida.

Dizer repetidamente que Salazar era fascista apesar de o mesmo condenar o fascismo, e até perseguir elementos mais à dita "direita" na altura e que ele considerava de Fascistas ou de inspiração Fascista.

Mas temos que fazer como lenine nos ensinou:"Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade".

E por isso temos que repetir que Salazar era um grande Fascista nas escolas.

Controlar desde cedo os lideres das associações de estudantes,dar-lhes tacho nas "jotas" e eles em troca fazem propaganda à democracia e chibam quem são os alunos que se armam em Patriotas.

Incentivar a miscigenação entre alunos,o consumo de drogas,a multiplicação de parceiros nas relações amorosas,as relações homossexuais,as relações pedófilas,o materialismo,e passarem muito tempo a ver a mtv,novelas e o canal parlamento.

Há que estupidificar as proximas gerações,não vá haver uma geração nacionalista revolucionária que consiga criar uma Anarquia Operacional que consiga vencer os cães de fila mercenários da psp com a estrela de israel na farda que protegem os ladrões da assembleia enquanto carregam nos cidadãos de bem.

Começar a dar mais poder a belmiros para eles arrumarem com os pequenos e médio proprietários,independência financeira é mau,queremos um povo o mais dependente do estado ou dos oligarcas que alinham na nossa agenda.

Quanto mais o poder económico tiver concentrado nas familías mais leias ao plano de traição nacional melhor.

Um casamento entre a isabel dos santos e o filho do belmiro era perfeito.

E até dava boa propaganda do novo "empresário" mulato,democrático e cosmopolita.

Temos que fazer aquilo que o portas e o socrates disseram:Partir a espinha aos juízes.

Arrumando com os juízes,diminuindo as forças armadas e comprando as chefias,corrompendo a juventude e dominando os grandes meios de comunicação está tudo alinhado para entregarmos isto ao povo "escolhido".

Não há que dar tréguas,Portugal como nação tem que acabar,como o balsemão nos disse para fazer e até o rompey bilderberg admite em público:"As nações são para acabar".

Depois é por um chip rfid nos goym e meter os mesmos a votar através do comando da televisão.

Serão os escravos perfeitos de uma ordem globalista maçónica e claro,sempre democrática.

Porque sem a democracia todo esse plano era impossível.

Continuem a votar filhos da puta!
Continuam acredita na democracia filho da puta!

Nada de pegar fogo a sedes.
Nada de pegar fogo aos nossos escritórios.
Nada de nos foderem o focinho em emboscadas.
Nada de comprarem armas.
Nada de exporem os nossos podres para nos descredebilizar e ao actual regime.

Um abraço democrático.

PEDRO LOPES disse...

É pá isto é tão lindo:

http://www.youtube.com/watch?v=BWJ-g-F0yl8

Força / Emoção / Ausência de Medo / Sentido de Justiça / Honra / etc...

PEDRO LOPES disse...


Finalmente temos alguém a "pensar" a politica nacional.


http://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=68081


O descaramento é ilimitado!!!

Anónimo disse...

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=3048559

No dia em que sai esta noticia o pinto da costa resolveu grunhir mais uma vez..

O descaramento é fruto da impunidade e a impunidade é fruto da democracia.

PEDRO LOPES disse...

Ora ai está a solução:

Mais capitalismo, mais globalismo.

http://sol.sapo.pt/inicio/Internacional/Interior.aspx?content_id=68143

Nada de choradeira. Adaptem-se aos tempos!!!!

Reparem bem no chorrilho trapaceiro de promessas gastas e repetitivas tipo cassete:

"João Vale de Almeida sustentou que “quando concluído, este acordo possibilitará a criação de um mercado de 800 milhões de consumidores, promoverá o crescimento económico e o emprego sem criar défice nem dívida e reforçará a capacidade de europeus e americanos determinarem a governação económica global”.

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos disse...

Caro Diogo
Penso que a estrela de David só começou a ser utilizada como símbolo pela religião judaica, há um século e meio, talvez nem tanto.
Não faz parte de nada grego-romano. Ai fariseu... lol
Esta é a parte mais interessante: “ajudarem-se uns aos outros ...”
É uma verdade absoluta. É parte importante da sua religião.
Esta atitude de ajuda e protecção entre eles, ajudou-os a superar muitas dificuldades, e a atingirem muitos dos seus objectivos(*). As perseguições a que foram sujeitos ao longo da história manteve vivo este comportamento.
Na Europa surgiram movimentos mais ou menos semelhantes entre os vários povos, mas contrariamente aos judeus, estes tinham áreas territoriais demarcadas e deram-lhe o nome de nacionalismo.
Nacionalismo é um termo novo, mas o sentimento por detrás é tão velho como a humanidade.
Outra coisa. É errada a ideia de que só no século 20 é que se tornaram poderosos. Sempre o foram ao longo da história da sua existência, sendo essa uma das razões principais das suas inúmeras expulsões.

Porque então nós portugueses, não fazemos como eles? Está mais do que provado que é uma formula de sucesso.

PEDRO LOPES disse...

"Porque então nós portugueses, não fazemos como eles? Está mais do que provado que é uma formula de sucesso.
"


Carlos,

Isso é das coisas que mais me faz doer a alma.
Somos dos povos mais "desunidos" que existe.
Quase todo o Português adora o cochicho e está sempre a malhar no vizinho, no colega de trabalho, no chefe, no empregado de balcão.
Ao volante o Português transfigura-se numa besta.
Querem destacar-se dos outros com qualquer merda que compram. Um bom carro é um clássico deste tipo de comportamento, e muitas vezes compram a crédito, só para poderem estar á altura.
Outra patologia comum, é o facto de cada Português julgar que tem a sabedoria absoluta. Julgar que é mais inteligente que os outros.

Esta cultura apareceu mais em força após o 25 de Abril.
É triste, mas é verdade.



Anónimo disse...

Carlos para venceres um movimento religioso etnocêntrico tens que ter também um movimento religioso étnico(que envolva o misticismo Lusitano) tal como Hitler fez com os Germânicos.

Esse movimento tem que ser político/espiritual/radical.

Solidificando esse movimento temos mais numero aqui dentro e para além do mais isto é NOSSO,por isso sendo só nós os nativos temos o direito de expulsar quem nos faz mal deliberadamente.

Volto a dizer que tamos numa guerra com um grupo etnocentrico(judeus e cripto-judeus) que agem em conjunto para um plano de dominação global onde ambicionam eles serem os senhores e nós os seus escravos.

Os seus intrumentos são a democracia e a maçonaria.

Isto é um problema Europeu e não apenas nacional,e se é verdade que temos que agir em conjunto por toda a Europa, aqui em Portugal estamos muito muito muito muito atrasados(para variar).

Precisamos de um género de Golden Dawn aqui.
Falta dar corpo político ao movimento,porque as bases já foram "semeadas".
Para isso é preciso fundos e homens com perfil para tal.

Fundos arranja-se roubando quem anda a roubar/traficar(tipo robin dos bosques,roubar a escumalha para ajudar os bons),é tudo uma questão de Operacionalidade.

Depois é contruir sedes como o Golden Dawn e Casa Pound.

Simbolo étnico já existe,depois é criar ritos com recurso a artes esótericas Lusitanas,criar um programa político,criar batalhões tipo SA,e tentar o poder pela via revolucionária.

É preciso é haver VONTADE!!!
Porque ideias e homens com perfil já os há.
Agora é preciso haver APOIO REAL!!!

Carlos disse...

Diogo e o resto do pessoal.

Lest We Regret de Douglas Reed (é considerado um grande anti-semita)

http://fotos.fotoflexer.com/086b8650db0e63717644548b6724ba3d.jpg

Livro: http://www.douglasreed.co.uk/lest.pdf

Hitler o Messias?...

Anónimo disse...

Falando de "blogues de Nacionalistas que apresentam apenas uma única causa: A imigração islâmica e africana.", aqui tem o excerto retirado de um artigo de PRAVDA.RU (quem diria? hoje com os valores às avessas): - "...Mainstream Catholics actually do not differ from modern submitted crowds. They accept anything, just fearing not being politically correct and they live "en accord avec l'esprit des temps". They go sometimes to church; they accept the sacraments but don't give a damn about the future of the faith and European Christianity. If the next pope is an African, in conformity with the mainstream media will, and if he asks Europe to accept one hundred million more Africans, these Christians will be happy to submit and to accept their destruction and submersion. Who would take the risk of being labelled a racist? Now the French traditionalist Catholics are on their own to fight against the homosexual adoption of children in France. The clergy in France did nothing to help them, as usual. They have gathered a crowd of one million people in Paris, at the Champ de Mars, they have asked their signatures to half a million people, and it is of course useless. In a democracy a mass movement is always unconsidered, especially if it wants to defend and illustrate an ethical and Christian point of view; there may be one country in which the Christian point of view is still working and it is paradoxically Russia. Chesterton used purposely the word of orthodoxy to defend the ideals of Christianity that were already doomed at the beginning of last century. Science and libertarianism, anti-religious bias and global indifference (especially from the catholic crowds) have accelerated a process in which western tradition is itself separated from the corpus of society. Christians now are a minority barely tolerated in France. You can be Muslim, atheist, pagan, Jew, agnostic, polytheist, anything but Christian: I mean you can be a Christian if you are not a Christian; it is Orwellian Catholicism" --- E quem está a destruir a Europa, atacando os seus valores fundamentais? Com certeza que não são os africanos, paus mandados ou meros bodes expiatórios (basta ver os países caóticos da Africa para aquilatar a sua capacidade), mas antes uma organização internacional bem organizada, financeiramente apetrechada e com o controlo da "mainstream" media. Onde se reune assim meios para subverter/destruir, subrepticiamente, a Europa e a Igreja, chegando ao ponto de derrubar o actual Papa, um osso duro a roer para esses "masters of universe"

N disse...

Vamos lá pôr um bocado de ordem nisto porque anda aqui muita desinformação propositada.

O judaísmo defende a supremacia judaica sobre todos os povos,nomeadamente sobre os Arianos indo-Europeus,pois estes ultimos são os mais antigos rivais dos judeus e os mais perigosos para eles,porque a Europa tem cerébro,musculo,número,ciência,capital,história e mística e portanto se os Europeus nativos agirem em conjunto contra os judeus os eleitos de jeová mamam nos cornos como já mamaram muitas vezes,isto quando os Europeus tinham orgulho próprio e preferiam morrer de pé do que viver de joelhos,mas ainda há quem pense assim,menos do que deviam,mas ainda os há.

O cristianismo é universalista,é igualitário,apoia a miscigenação e a entrada em massa de imigrantas terceiro-mundistas.
A igreja é um négocio e jamais perderá o "filão" que é o terceiro mundo,milhões e milhões de potenciais fiéis pobres e ignorantes.

Com isto quero concluir que é um erro SISTEMÁTICO pensarem que o cristianismo combate o judaísmo em prol dos nossos interesses.

Eles lutam entre si pelo controle do gado,somente isso,e muitas vezes até ajudam-se mutuamente,embora nessa cooperação o catolicismo esteja mais numa posição de submissão face ao judaísmo.

A própria igreja católica é a favor do federalismo,e de um banco mundial(controlado por eles claro),a igreja católica não é a favor da Europa das nações,porque a sua propria religião nem sequer é nacional do ponto de vista cultural,geográfico e genético.

O único cristianismo que é algo "nacional" digamos, é o ortodoxo,esse sim é digamos mais zeloso pelos interesses dos povos nacionais,com muito confusão ideológica à mistura e fazendo a esparregata contantemente lá vão conseguindo cativar nacionalistas e moderados.

O judaísmo quando combate o cristianismo é pelo controle total do gado,apenas isso.
Porque o proprio catolicismo ao pôr o povinho manso,alienado,a ser doutrinado para perdoar o imperdoável e dar a outra face ao inimigo faz um grande favor ao judaísmo.

E o judaísmo é a unica religião que não aceita o asceticismo.
Também daí resulta a rivalidade com o cristianismo.
O judaísmo não quer nenhum processo que ajude o homem a se elevar espiritualmente,pois ojudaísmo prega entre os goym o materialismo exacerbado,a busca pela fama e pelo prazer fácil,no fundo o judaísmo quer corromper ao máximo os goym para estes se tornarem uma merda como pessoas,facilmente corrompíveis,e facilmente dominados,pois sendo materialistas precisam de dinheiro e quem fabrica o dinheiro são os judeus,logo isto faz do dinheiro uma droga,o judeu o traficante e o goym materialista o ressacado.

N disse...

O que o judaísmo está a fazer actualmente é o que o cristianismo fez em tempos.

Quando Roma esteve no auge era pagã,tinha o seu panteão de Deuses,assim como outros povos da Europa.

Ora a religião nativa tinha muita força no que diz respeito à identidade dos povos e portanto era preciso uma religião única para impingir aos outros povos para assim os dominar.

E tinha que ser uma religião que não puxasse muito pela criatividade dos povos,pelos actos heróicos,mas sim uma de submissão.

Ora um gajo ajoelhado numa cruz numa imagem de derrotado e que atingiu o "paraíso" à custa de se vergar ao sofrimento do agressor era o ideal.

Os Celtas,Germânicos e Vikings ofereciam grande resistência à primeira forma de globalização,falo do espiritualismo semita que é o cristianismo.

E porquê?Porque tinham os seus próprios Deuses ligados ao conhecimento,justiça,beleza,guerra,etc....

E os povos ao olharem para os Deuses como referências tentavam chegar ao seu nível e com isto se potencializavam.

Roma,ela própria tinha bebido imenso da cultura Grega,toda ela pagã,sendo que a mitologia Romana e Grega são as mais idênticas.

Jupiter é Zeus.
Marte é Ares
Vénus é Afrodite.

Até mesmo o manto vermelho que cobre Zeus e Júpiter é semelhante,tal como a águia a seu lado e são ambos os pais do céu,o deus maximo do panteão.

Esparta por exemplo que foi até aos dias de hoje uma das maiores civilizações era toda ela pagã.

Roma no auge idem.

E a Alemanha nazi também o foi recuperando toda a mitologia Germânico-Nórdica.

Porque uma religião étnica garante um caractér de unidade tremendo,para além de ser anti-submissa e ser pró-heróica.

E portanto volto a dizer que o cristianismo pode ser tolerado(desde que não faça muito a esparregata e o duplo jogo que tanto gosta de fazer),mas jamais será esse espiritualismo que terá um caracter nacional e que nos permita ter UNIDADE como NAÇÃO.

PODEMOS e DEVEMOS ter uma religião nacional.
Baseada no sangue e no solo.

Para além de nos potencializar,fazer-nos recuperar o orgulho,tem uma componente de exclusão de não-nativos,pois os judeus automaticamente têm que ser excluídos.

Ao passo que o satanismo ou o ateísmo tem um caractér de inclusão dos judeus no nosso meio,o paganismo nativo EXCLUI os judeus.

É preciso uma religão Lusitana.
E ser essa a religião oficial de um futuro estado nacionalista.

PEDRO LOPES disse...

Eu vi uma vez um documentário sobre a religião no antigo Egipto.
Ainda não ligava muito a estes assuntos, mas recordo-me de uma conclusão interessante.
Foi que a Civilização Egípcia se foi abaixo após a implementação do monoteísmo. Após alguns anos a sociedade entrou em colapso e alguns sacerdotes queriam voltar ás antigas crenças.
Foi adoptado um Deus único e a sua imagem era o Sol. E que aparece representado em muitas esculturas egípcias. Um exemplo:

http://25.media.tumblr.com/tumblr_mak6490lA01rui49ao1_1280.jpg


Se repararem nas imagens de Cristo em muitas igrejas de Hoje vemos por detrás da sua cabeça a imagem do Sol.

Representações deste tipo são muito frequentes:

http://christmyhope.com/sitebuildercontent/sitebuilderpictures/Jesuschristking2.jpg

http://www.biography.com/imported/images/Biography/Images/Profiles/C/Jesus-Chirst-9354382-1-402.jpg

http://www.dpcdsb.org/NR/rdonlyres/02C9AC38-6EA9-4A0D-9AD5-DCC67952850A/22841/christ20the20king.jpg

Onde podemos ver claramente o Sol.

Isto pode ser disparatado, pois sou leigo nestas matérias, mas parece haver aqui algo intrigante.

N disse...

Pedro Lopes Amon-rá deu origem ao Amém.

Cristo e os seus mitos são copiados de outros Deuses anteriores,Mithras foi um deus solar que tinha a alcunha de sol invictus e foi um dos principais a ser plagiados.

O culto solar é dos mais antigos do mundo porque a luz do sol era criadora de vida e ajudava os povos antigos nas mais diversas areas,na caça,agricultura,expedição.

Também não é por acaso que o culto do fogo seja partilhado por muitos povos desde há milhares de anos.

Depois há várias interpretações,uns colocam o sol como simbolizando a luz e outros a lua como as trevas.

A propria maçonaria,tal como a igreja também deturpou e plagiou muito coisa do paganismo,mas essencialmente segue a cabala.
Maçonaria e todos os seus ritos derivam do judaísmo.

Eu pessoalmente encaro o sol como o masculino e a lua como o feminino e junção dos dois resulta na luz interior(consciência elevada) simbolizada pelo sol negro.

Mas isso é de acordo com a minha religião NS baseada no Celticismo incorporada no movimento pan-europeu Werwolf.

O cristo simbolizando na teoria a luz e o amor,na practica a igreja practica o contrário mantendo a plebe na eterna ignorânica para melhor ser explorada pela elite e o cúmulo da hipocrisia é quando proíbe os seus próprios padres de amar uma mulher.

Já para não falar na pedófilia de décadas sobre dezenas de milhares de crianças em todos os continentes,o que para além de ter mostrado a podridão que reina ali levanta outra questão de fé.

Se o tal "deus" que tudo vê e ouve é representado pela igreja,não faria sentido que tivesse actuado e impedido dezenas de milhares de crianças de serem violadas durante décadas PRECISAMENTE nos locais onde esse tal "deus" é mais vezes evocado?

Entretanto nos ultimos tempos e só nos ultimos tempos rebentaram escandâlos de pedófilia na igreja,maçonaria e mundo dos famosos.

Alguma "mão" anda a zelar pelas crianças,e não,não é de todo cristã nem maçónica.

Quem ousar pôr-se no papel do divino filosoficamente percebe que o mais importade de tudo é a verdade e a lealdade.

Quanto maior é a hierarquia mais se dá valor à lealdade.

Quem é que confia em quem se trai a si próprio,trai o seu país e o seu próprio povo?

Provavelmente,se o divino se manifestar vai ser não só através do nojo e asco mas sobretudo através do ódio pelas actuais elites.

E daí dizer várias vezes que esta crise é também uma oportunidade,pois sem crise não há mudanças sociais,e sem mudanças sociais não se mudam regimes.

Se as pessoas tiverem fé em si próprias,de que podem e devem ser melhores pessoas,e não devem pedir desculpa nem ter qualquer receio em usar a violência para vençer a escumalha terão direito àquilo que o divino sempre quis para elas.

O terem direito à sua parte divina.

jeová(demiurgo)pelo contrário querem que todos sejam escravos, e lava-vos o cerebro de que não há alternativas e que a democracia e a escravidão é uma inevitabilidade.

Carlos disse...

Caro N

“...e o cúmulo da hipocrisia é quando proíbe os seus próprios padres de amar uma mulher.”
Porque razão é que acha que proíbe os padres de casarem (parto do princípio que estamos a falar da igreja católica)?

“Já para não falar na pedófilia de décadas sobre dezenas de milhares de crianças em todos os continentes,o que para além de ter mostrado a podridão que reina ali levanta outra questão de fé.”

http://accao-integral.blogspot.pt/2012/12/cem-anos-de-pedofilia.html

Penso que devemos ser correctos nas nossas observações.
É a igreja que pratica actos de pedofilia?
É a religião cristã ou católica, que incentiva e/ou permite essas praticas?
Os padres, bispos, etc., são a religião?

Aceito quando diz que prefere o paganismo ao cristianismo por estas ou aquelas razões, mas, agora aproveitar ou seguir as acções propagandistas dos protestantes de há 5 séculos é que não me parece correcto.

Esta coisa da pedofilia é transversal na sociedade. Independentemente da situação social, económica ou cultural. É capaz de afirmar que não há hipótese de haver um pagão que seja pedófilo?
Será que se surgir um, é por causa de ser pagão? Será que implica o paganismo?

Carlos disse...

Paganismo
http://desciclopedia.org/wiki/Paganismo

PEDRO LOPES disse...

"Esta coisa da pedofilia é transversal na sociedade"

Carlos,

Nisto não acredito. Posso não ter grandes bases para o afirmar, mas eu acredito que 90% da pedofilia está associada a rituais.
Se são praticados por correntes da Maçonaria ou no islamismo ou até na igreja não sei.
Não quero acreditar que seja um fenómeno aleatório que aparece como uma doença em alguns homens ou mulheres.
Eu em criança vivi numa sociedade isolada do resto do do mundo onde havia muitas crianças da mesma idade e andávamos á solta sem qualquer vigia dos pais e nunca ouvi falar em tal coisa nem na minha terra nem nos arredores.

É a minha convicção, que a pedofilia seja parte de um nível qualquer hierárquico de religiões satânicas(ou como lhe queiram chamar).

Quanto á Igreja não a demonizo, e respeito o cristianismo, mas acho que foi infiltrada por maçons há muito tempo, ou eles próprios no Vaticano se foram transformando.

Hoje, vemos o mundo a definhar, mas a igreja apenas fala do preservativo em África. Ou da Eutanásia.

Até aceitam os GMO's, aceitam bem que nos digam que somos descendente de macacos, aceitam o deboche financeiro, nada ou pouco se opõem ao casamento gay e á possibilidade de adopção.

É o preservativo em África(a sua proibição) a grande causa do Vaticano.
Pode andar o mundo em guerra, haver milhões a morrer á fome, mas é o preservativo em África que os inquieta. Estranho.

N disse...

Carlos eu não sou protestante,nada haver mesmo...

Eu não sou adepto de nenhuma religião que não seja orgânica nem consigo muito dialogar teologicamente com essas pessoas porque em geral mentem para ter razão,as únicas que consigo ter pontes de diálogo/interesses e lutas comuns são alguns cristãos ortodoxos Gregos e Eslavos.

Esse texto do olavo de carvalho que é um gajo não muito credível apesar de acrescentar algo no marasmo intelectual na sociedade em geral,não é de todo intelectualmente honesto.

Primeiro quando ele fala na Grécia que Grécia é que ele fala?

Por exemplo em Atenas foi permitida a homossexualidade enquanto que em Esparta era proíbida e ferozmente perseguidos e castigados os homossexuais.

Ele está a generalizar e nem explica bem a época.

No que diz respeito a Roma idem, embora Roma na sua fase mais decadente tenha sido famosa pelas orgias sexuais envolvendo menores,e por essas e por outras caiu.

Mas vamos lá ver uma coisa Carlos.

A Pedófilia na igreja foi durante décadas,foram dezenas de milhares de crianças,a elite papal ela própria soube,encobriu e o mais grave DEIXOU CONTINUAR a pedófilia.

Não estamos propriamente a falar de um caso ou outro isolado.

Carlos eu fui tão isento que não deixei de falar na pedófilia por parte da maçonaria.

O que o olavo de carvalho faz nesse post é uma perigosa e fanática demogagia no fim querendo fazer do culpado quase o inocente.

A igreja já há muitos séculos atrás diante de grandes pensadores,intelectuais,iventores,mulheres pagãs ou simplesmente plebeus que se recusavam a ser roubados e a ver as suas terras serem pilhadas eram acusados de ser adoradores do diabo.

Eu vejo pelo fim do post e cito :
"Não tenham dúvida: a Igreja é acusada e humilhada porque está inocente. Seus detractores a acusam porque são eles próprios os culpados."

Que realmente há coisas que não mudam...

Daqui a bocado foram os míudos que violaram os pénis dos padres.

Caro Carlos a pedófilia é um acto de domínio normalmente sobre alguem mais fraco e impossibilitado de se defender, e de preferência mentalmente submisso.

Eu desconfio sempre de espiritualismos/religiões que pregam a fraqueza e a submissão.

O verdadeiro humanismo é aquele que prepara o homem para ser tão ou mais violento do que aqueles que lhe querem fazer mal.

A igreja dá um terço aos putos,mete-os em filinha e ajoelhar.

Eu prefiro que os putos sejam saudavelmente reguilas,aprendam artes marciais e se tornem viris e com mais idade tenham uma soqueira que lhes vale mais que um terço e pode-os bem safar numa situação contra alguém mais velho e forte ou em inferioridade númerica.

Eu prefiro doutrinar os mais novos desde cedo aprenderem a se defender e a não serem submissos,mesmo que às vezes exagerem na rebeldia,faz parte dos rituais,antes rebeldes que pascaços.

Não confio em padres,maçons e nem liberais perto de míudos.

Os dois primeiros tendem a usar os mesmos para fins nefastos,e os ultimos mesmo que às vezes sem maldade alguma, tendem a estupidificar os mais novos e a amaricar em muitos casos,tornando-os assim vítimas mais fáceis de todo o tipo de escumalha.

Desde pedófilos,até exploradores laborais,traficantes de drogas pesadas ou meros capitalistas que usam os média apelando ao consumismo exacerbado para doutrinarem os míudos e fazer dos mesmos robôs de carne e osso.

N disse...

Carlos esse link é uma ideotice qualquer feita por um idiota qualquer.

Até te fica mal trazeres coisas dessas para aqui.

Podias era trazer por exemplo um texto do papa alertar sobre os chips nos míudos ou das vácinas com vírus.

Mas cheira-me que não vais encontrar nada já que para variar os únicos que levantaram a voz para isso foram os nazis,fascistas,"extremistas".

Ou dos míudos que andam a ser filmados sem saberem em casa,filmados inclusive nos seus actos mais intimos,sejam a masturbar-se ou com as suas namoradas.

Mas isto era realmente uma BOMBA cujos estilhaços não atingia só a igreja,mas também uma série de organizaçõs politicas e não políticas,públicas e privadas.

E sim,isto acontece em Portugal.

Quando vier a sociedade securitária apoiada inevitavelmente pelo avanço tecnológico a querer acabar com a pouca liberdade que já existe,pois grande parte da liberdade que nos é vendida é uma ilusão,e as maiores vitimas forem os míudos eu aí quero ver o que lhes possibilita maior resistência.

Se um terço ou uma soqueira e uma faca.
Se uma biblia ou livros sobre guerra.
Se ajoelhar ou treinos itensivos de artes marciais.
Se mainstream média ou informação alternativa.
Se materialismo ou asceticismo.
Se bebedeiras ou treino militar.

Nós muito do que fazemos é por eles,os que hoje andam de gatas e os que ainda não nascerem.

Para que eles não sejam traídos por todos como a minha e as anteriores gerações o foram,e ao menos saibam que houve alguem que realmente se preocupou com eles.

Se um dia fores pai e amares o teu filho Carlos,talvez entendas com mais profundidade o que te disse.

Num mundo de filhos da puta a melhor forma de proteger um filho é torna-lo um guerreiro.

PEDRO LOPES disse...


Ora aqui está uma revelação importante:

http://www.blogger.com/comment.g?blogID=2517489912414622351&postID=2496869607112725685

Não me refiro ao meu post. É ao do anónimo.

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes

Um padre, um Carlos Cruz, um bombeiro, são 3 homens diferentes em muitas coisas. No entanto têm algo em comum.

“Se são praticados por correntes da Maçonaria ou no islamismo ou até na igreja não sei.”
Tal como afirma Olavo de Carvalho, a religião católica é a única que explicitamente condena a pedofilia.

Outra das razões porque a igreja católica tem de ser destruída a todo o custo.
Pope Leo XIII states the following on the subject of usury (the charging of interest on money),
“On the one hand there is the party which holds the power because it holds the wealth, which has in its grasp all labour and all trade, which manipulates for its own benefit and its own purposes all the sources of supply, and which is powerfully represented in the councils of State itself. On the other side there is the needy and powerless multitude, sore and suffering.
Rapacious usury, which, although more than once condemned by the Church, is nevertheless under a different form but with the same guilt, still practiced by avaricious and grasping men...so that a small number of very rich men have been able to lay upon the masses of the poor a yoke little better than slavery itself.”

Segundo os dados que conheço, aparece mais em homens do que em mulheres, e não tem condição social, económica e cultural.
Quando a sociedade reprime esses comportamentos eles ficam encobertos, mas há pouco tempo até apareceu na Holanda um partido pró pedofilia.
É um comportamento tão velho como a humanidade.

“Que acção vergonhosa já me viu praticar, Filoxeno, para me propor semelhantes infâmias?”
- Alexandre (o grande) indignado com a proposta de Filoxeno, que queria vender-lhe dois meninos de “grande beleza”, dirigindo a ele as mais severas censuras. Com igual severidade, repreendeu Hagnon, que lhe escreveu perguntando se queria comprar Crobilo de Corinto, jovem de “maravilhosa beleza”.

Carlos disse...

Caro N

Não vou aqui discutir sobre Olavo de Carvalho, apenas adianto que discordo de si.
Não sou religioso, mas o seu a seu dono.

“A Pedófilia na igreja foi durante décadas,foram dezenas de milhares de crianças,a elite papal ela própria soube,encobriu e o mais grave DEIXOU CONTINUAR a pedófilia.”

1 - A igreja é uma instituição composta por 3 elementos. A religião, as igrejas e as pessoas.

2 - A religião católica apoia a pedofilia?

3 – Estamos a falar das pessoas não da religião! Há uma diferença.

4 – Você, como muitos outros, quer implicar a religião católica com actos de pedofilia, e a única forma é tentando fazer uma salada russa do assunto.
Não respondeu às minhas perguntas. Posso saber porquê?

“Eu vejo pelo fim do post e cito :
"Não tenham dúvida: a Igreja é acusada e humilhada porque está inocente. Seus detractores a acusam porque são eles próprios os culpados."”

Exactamente. A igreja não praticou nada. Foram os que dizem ser seus representantes. Foram as pessoas. Muitas delas Olavo de Carvalho acusa-as de se terem infiltrado, ou terem sido infiltradas na igreja para depois a destruir por dentro, tal como um cavalo de Tróia. Não como religião. O problema é que falamos de igreja e não separamos o trigo do joio.
Quantos membros que representam a igreja católica há, e quantos praticaram actos pedófilos. Posso-lhe adiantar que são uma muito pequena minoria. Será que agora as minorias são representativas do todo?

“A igreja já há muitos séculos atrás diante de grandes pensadores,intelectuais,iventores,mulheres pagãs ou simplesmente plebeus que se recusavam a ser roubados e a ver as suas terras serem pilhadas eram acusados de ser adoradores do diabo.”
Este é outro assunto. Podemos discuti-lo mais tarde depois do assunto da pedofilia estar esclarecido.

“Carlos esse link é uma ideotice qualquer feita por um idiota qualquer.
Até te fica mal trazeres coisas dessas para aqui.”

Obviamente que se vê logo que é uma brincadeira. Brincadeiras que normalmente são mal vistas quando nos toca a nós. Peço desculpa se o ofendi, mas atingi o meu objectivo.
Compare agora a minha brincadeira com a sua acusação:
“A Pedófilia na igreja foi durante décadas,foram dezenas de milhares de crianças,a elite papal ela própria soube,encobriu e o mais grave DEIXOU CONTINUAR a pedófilia.”

PEDRO LOPES disse...

Carlos,

Não quero ser maçador. Mas explique-nos a questão do Macaco!
A Igreja já disse oficialmente que somos macacos!!!! Bem por outras palavras....

Carlos,
Dizerem-me que descendo de um macaco ofende-me. E eu até gosto de macacos, são engraçados.

E já agora a aceitação da manipulação genética e dos OGM, para matar a fome também é ofensiva.
Demasiado ofensiva e descaradamente falsa.

Ainda recentemente a Monsanto ganhou milhões em tribunal contra trabalhadores agrícolas por estes terem inadvertidamente plantado OGM nos seus terrenos.
Que boçalidade é esta?
No meu tempo as pessoas guardavam as sementes necessárias para plantar no ano seguinte.

No mundo moderno e pelos vistos aceite pelo Vaticano, o agricultor tem de pagar pela semente?Ainda por cima sendo as sementes do diado?

A Igreja já veio a publico defender os OGMs. Não atire poeira para cima de nós.
A Igreja foi tomada de assalto pelo Judeu.
O Judeu é uma cobra.
É esguia, infiltra-se no poder das instituições dos povos sem ninguém topar. E começa a minar as fundações da sociedade alvo.

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes

“Não quero ser maçador. Mas explique-nos a questão do Macaco!
A Igreja já disse oficialmente que somos macacos!!!! Bem por outras palavras....”
Não faço a mínima ideia do que os representantes da igreja disseram. Mas olhe que muitos humanos não andam muito longe. Alguns até são autênticas bestas. Claro que essa minoria não representa o todo.

“Dizerem-me que descendo de um macaco ofende-me.”
Parece-me é uma hipótese como outra qualquer. E não foram os representantes da igreja que, pelo menos inicialmente, sugeriram essa hipótese. Sendo uma teoria/hipótese levantada por outros não tem de ficar ofendido com a igreja.

A “igreja” acabou por aceitar a teoria heliocentrica, porque se provou que estava certa. Sobre o ser humano penso que acabou/acaba/acabará por aceitar aquilo que os cientistas afirmarem como certo. O engraçado no meio de tudo isto e´que se não aceitar é reaccionária/retrograda, se aceitar é outra coisa qualquer. Vá-se lá entender.

“A Igreja foi tomada de assalto pelo Judeu. O Judeu é uma cobra. É esguia, infiltra-se no poder das instituições dos povos sem ninguém topar. E começa a minar as fundações da sociedade alvo. ”
Bom, por outras razões, está a dizer que Olavo de Carvalho está correcto. Eu também acho que a “igreja”, no seu todo, já não é bem a mesma. Começou a mudar, na minha opinião para pior, à uns
séculos, mas essa é outra história.

“A Igreja já veio a publico defender os OGMs. Não atire poeira para cima de nós.”
Discordo absolutamente da posição da “igreja” sobre os OGM
Quanto à Monsanto, é uma empresa criminosa.
Não percebo o que tem a ver a pedofilia com os OGM e a poeira para os olhos.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

"Não respondeu às minhas perguntas. Posso saber porquê?"

Carlos,mas quais perguntas?
Você ainda não atingiu que as elites papais,as que doutrinam,as que mandam,as que decidem está a ver?Foram essas mesmas não só a encobrir mas a deixar continuar.

Quer falar da freira de base?
Obvio que há muita gente boa,mas essa gente pouco ou nada pode fazer para mudar as coisas ao mais alto nível nem tão pouco tem responsabilidades no encobrimento e no deixar continuar dos actos pedófilos e mais a mais as pessoas de base dentro da igreja não têm como característica a irreverência e desafiar a autoridade máxima quando esta comete algo monstruoso.

Quando assim é varre-se para debaixo do tapete e espera-se que ninguem veja,sempre foi assim dentro da igreja.

E depois vocês os dois vêm dizer que a igreja foi infiltrada pelo judeu?????

Ó meus amigos,é um judeu que está na cruz!

Carlos falas na usura,o Fascismo e o NS também são contra a mesma.
Mas não andam a fazer a esparregata e ao mesmo tempo a propor um banco mundial e o federalismo.

E depois vocês os dois falam em coisas que merecem um comentário:

Do escândalo do monsanto...
Apenas mais um não é verdade?...

E quanto à descendência dos macacos,eu discordo.

Mas devo dizer,e não é em tom de gozo,antes fosse,que alguns casos quer me parecer que não falta "gente" muito semelhante a um símio,nalguns casos mesmo inferiores.

"Mas olhe que muitos humanos não andam muito longe.Claro que essa minoria não representa o todo."

Num país com 10 milhões de habitantes vender 700 mil vuvuzelas é obra!

E quantos votam nos partidos que os roubam,pisam,humilham e traem?

E quem é que representa o todo?
Se o povo Português além de não ser homogéneo num nível razoavel no aspecto intelectual,agora nos últimos anos muito menos homogéneo é a nivel de tradições e costumes e até mesmo racial e étnico?

Como se define quem representa quem,com que legitimidade,escolhidos por quem para representar e sobre quais critérios?

Se o argumento for a "maioria",temos abstenção que foi de 41% contra a vítoria do partido eleito de 39%.

O partido vencedor foi o que rejeitou a democracia,mas pelos vistos aí a "maioria" deixa de importar.

Mas mesmo falando nas percentagens de votos....

Eu só deixo algumas questões:
Quem fiscaliza os votos?
Como os fiscaliza?
Foram escolhidos por quem?
E quais os critérios de escolha?

Isto para os anjinhos que acreditam mesmo na burla da democracia e no sistema de votos...

As respostas às minhas perguntas virão à velocidade da auditoria à dívida nacional.

Carlos disse...

Caro N
Há muitas questões por si levantadas que acho serem de extrema importância, sem dúvida.
Não tenho qualquer espécie de pudor acreditar que hajam altos dirigentes no ICAR que tenham dado cobertura a actos desumanos. O que me custa acreditar é que toda a cúpula esteja metida nessas barbáries.
Não não estava a referir-me às freiras. Mas posso refazer a pergunta: Quantos padres, e daí para cima há, e quantos praticaram actos de pedofilia. São uma minoria muito pequena, logo acusar a “igreja” como um todo, de pedófilos ou malfeitores é, na melhor das hipóteses, imaginação a mais.

“...e mais a mais as pessoas de base dentro da igreja não têm como característica a irreverência e desafiar a autoridade máxima quando esta comete algo monstruoso.”
Conhece mal a igreja que acusa. Não se põem é aos berros e saltinhos, o carnaval fica fora de portas.

Carlos,mas quais perguntas?
“É a igreja que pratica actos de pedofilia?
É a religião cristã ou católica, que incentiva e/ou permite essas praticas?
Os padres, bispos, etc., são a religião?”

“E depois vocês os dois vêm dizer que a igreja foi infiltrada pelo judeu?????
Ó meus amigos,é um judeu que está na cruz!”
Está a deturpar o que o Pedro Lopes disse.

“Carlos falas na usura,o Fascismo e o NS também são contra a mesma.
Mas não andam a fazer a esparregata e ao mesmo tempo a propor um banco mundial e o federalismo.”
Vamos contextualizar, senão não conseguimos discutir sobre nada.
Um dos princípios da religião cristã é ser contra a usura, fiz a referência ao que o papa Leão XIII (papado de 1878 a 1903) disse, para demonstrar duas coisas. Que há gente boa dentro do ICAR, embora na minha opinião (vale o que vale), os representantes ao longo dos tempos tenham vindo a desvirtuar-la, e ela continua a ser um alvo a abater por causa dos seus princípios. Tendo eu referido este (usura) como exemplo, para além da pedofilia.
O Cristianismo (o ICAR com centro) é o alvo a abater, por causa dos seus princípios. O sistema hoje implementado será mais forte quanto mais fracos ou inexistentes forem esses princípios.
Quando se abrem concessões aos princípios temos este resultado.

N disse...

Carlos vamos lá finalizar isto.

Temos opiniões diferentes no que diz respeito às responsabilidades no que toca à pedófilia,que repito, foram dezenas de milhares de crianças e durante décadas em Africa,Europa,América do sul,América do norte.

"Carlos,mas quais perguntas?
“É a igreja que pratica actos de pedofilia?
É a religião cristã ou católica, que incentiva e/ou permite essas praticas?
Os padres, bispos, etc., são a religião?”

A igreja é representada por vários padres,e chefiada pelo papa como autoridade máxima.
Quem violou foram padres para todos os efeitos,quem abafou foram papas(plural) e quem deixou continuar foram ambos,autoridade máxima e gente mais de "base" digamos.

Eu não disse que icentivava abertamente,agora é toda uma filosofia de submissão e quer queiramos quer não o acto de pedófilia é de submissão.

Repara que na propria maçonaria os grãos-mestres submetem os maçons de menor grau a actos de submissão igualmente.

Nas proprias praxes académicas temos um bocado disso,e coincidências ou não por vezes há relatos de abusos sexuais sobre as mulheres(mas elas aqui têm culpa muitas vezes porque só se metem na praxe porque querem).

Há uma relação entre abusos sexuais e filosofia doutrinária de submissão.

Os maçons,padres ou os "doutoures" das praxes que tentem armar farinha com míudos e jovens de cultura bairrista e verão se não mamam logo nos cornos.

Porque nos bairros a submissão é para os ótarios,e só os mais fortes sobrevivem.

Temos por exemplo as academias militares onde se incute disciplina mas não submissão.
A pedófilia e homossexualidade é vista como actos degenerados e de submissão,intolerável na mente de qualquer militar.

E não me venham falar em "modas" de gays militares porque isso é sabotagem ideológica tendo como base ideólogos neo-marxistas sedeados nos eua e querendo espalhar o vírus num meio onde ainda há resistência ao liberalismo moral.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

"“E depois vocês os dois vêm dizer que a igreja foi infiltrada pelo judeu?????
Ó meus amigos,é um judeu que está na cruz!”
Está a deturpar o que o Pedro Lopes disse."

Eu não deturpei,pus foi o dedo na ferida e discuti o essencial e não o acessório.
O catolicismo e judaísmo são diferentes mas a sua origem é asiática e semita.

"Um dos princípios da religião cristã é ser contra a usura"

Na teoria...
Porque na práctica eu vejo-os sentados ao lados dos políticos e partidos financiados pelo capital especulativo e usurário.

E não te esqueças que isto da democracia é um gigante teatro.
Comvém esse discurso porque os neo-conservadores preferem o gado descontente nas fileiras da igreja do que nas fileiras dos marxistas.

Na teoria o que a igreja diz defender é o distributismo,ideologia também defendida por certas correntes NS e até mesmo por Nacionais Anarquistas.

Mas é preciso deixarmos-nos de fábulas e de retóricas estéreis e dizer CONCRETAMENTE como aplicar a ideologia.

Sem ser pela via revolucionária é impossível.
Primeiro tem que se destruir o actual modelo e obviamente terá que se recorrer a todos os meios,propaganda,confronto de ideias,sabotagem e violência.

E a igreja é um GRANDE obstáculo,pois anda alienar e amansar o povo,faz propaganda igualitária,logo anti-méritocrata,e repito,aquilo é um négocio e eles jamais deixarão de apoiar a miscigenação e a entrada de milhões de terceiro-mundistas na Europa.

Há portanto um conflicto de interesses em quem defende um estado-nação e uma forma política que sirva os interesses do povo como NAÇÃO,e uma igreja universalista e cuja doutrina é anti-nacional.

Eu já disse que as únicas(e mesmo assim há facções dentro delas que torcem muito o nariz) que ainda vai dando para fazer pontes são os cristãos ortodoxos.

Eu não sou um fervoroso anti-católico como alguns maçons jacobinos.

Eu não os chateio desde que eles não me chateiem.

Mas eles chateiam-me,como ainda nesta "legislatura" do papa quando ele manda umas bocas como estas:

"Espiritualmente somos todos semitas"(referindo-se aos Europeus).

"Temos que ter cuidado com aqueles que veneram o sol"(Grande lata sendo cristo copiado de um deus solar)

"Para a Europa sair da crise precisamos de um banco mundial"(mais poder para os banqueiros claro,tudo em linha com a agenda globalista)

E podia continuar...

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes

Sermos descendentes do macaco ou de outra coisa qualquer. Não sei, é coisa que não me tira o sono. De qualquer modo, segundo julgo saber como certo, até hoje, o amanhã veremos se lá chegarmos, o ser humano tem à volta de 250 genes, que não encontram correspondência no resto do reino animal. Por exemplo e se não me engano, o gene FOX P25, que segundo dizem é responsável pela fala, não tem correspondência no reino animal. O que nos poderá revelar as descobertas futuras? Logo se verá.
Penso que se Darwin nunca lhe deve ter passado pela mente o aproveitamento deturpado que hoje fazem das suas teorias.

Caro N

Entre outras coisas, se hoje condenamos a pedofilia, em Portugal só à coisa de 10/15 anos é que é considerada crime, temos muito a agradecer à Igreja Católica. E mesmo assim houve uma altura em que se apanhava mais tempo de prisão se não pagássemos à segurança social do que se violássemos uma criança...
É verdade que os dirigentes têm feito muitas asneiras, mas por outro lado também têm feito muitas coisas boas.
Em que ficamos? Não sei.
Vejamos de forma resumida, o que eu considero um aparente erro. Os preservativos para África, que segundo Pedro Lopes diz que a “Igreja” concorda e ele condena.
África sofre de um crescimento populacional muito grande. Esse crescimento acontece em qualquer lado em que a pobreza é enormíssima. Gerando mais pobreza que gera mais crescimento populacional, que gera mais pobreza...
Podemos tentar elimina-lo de duas formas:
a) possibilitando o seu desenvolvimento.
As elites africanas já não se reproduzem ao ritmo dos mais pobres. Mas, sabemos que os países desenvolvidos (os grandes grupos económicos), entre outras razões, não estão interessados em que isso aconteça, porque lhes vai diminuir a mão de obra barata e desta forma não terão como baixar os ordenados nos países mais ricos. Daí também lhes interessar e fazer um pressão enormíssima para que esses países deixem entrar o maior numero de imigrantes possível. As pessoas migram para tentar melhorar as suas condições de vida.
b) O ICAR está consciente desta questão, e sabe que se houver menos pessoas, a pouca riqueza existente passará a ser distribuída por menos pessoas possibilitando-lhes melhores condições de vida. Daí apoiar o uso do preservativo, como método de reduzir o numero de pessoas, para que a pouca riqueza seja distribuída por menos. Se isso acontecer, teremos menos pessoas muito pobres nesses países, e menos pessoas a querer vir para a Europa, o que acabamos também por beneficiar com isso.
Vai contra os princípios cristãos, mas qual é a outra opção? Para mim era insistir no desenvolvimento, mas claro não estou na posse de todas as razões, jogadas, pressões, etc.

PEDRO LOPES disse...

Carlos,

O que eu disse foi que é a Igreja que condena o uso do preservativo. E com especial foco em África.
Eu não sou contra o preservativo.


A Igreja não é o principal problema no mundo. Longe de mim defender uma coisa destas. E reconheço que existem na igreja padres e bispos com enorme sabedoria que gosto de ouvir falar.

O que eu disse e mantenho é que o seu papel é cada vez mais diminuto. E não a vejo rumar contra as principais doenças sociais que verificamos por todo o mundo. E Vai-se agarrando a causas menores como a camisa, o celibato e pouco mais.

Na questão do Macaco, eu sou dos que acho a teoria de Darwin uma fantasia pura, mas a igreja comeu e calou. E viola um dos maiores pilares da doutrina da igreja que é a criação divina.

PEDRO LOPES disse...


http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1174320&seccao=%C1frica

http://www.bbc.co.uk/portugueseafrica/news/story/2009/03/090318_angpopehivvg.shtml

PEDRO LOPES disse...


Quanto teoria de Darwin, uma pergunta básica seria:

Porque razão então ainda existem macacos?

Porque não começaram eles a fazer casas, estradas e foguetões? Deixaram de evoluir?

Darwin era maçon.

Isto é um site de maçons:

http://freemasonry.bcy.ca/biography/darwin_e/darwin_e.html

Chega?
Porra, acreditar num maçon é mesmo coisa de macacos.

Carlos disse...

Tem razão. Interpretei-o mal e também não sou muito ligado a seguir assuntos relacionados com a igreja, daí não saber concretamente a posição da igreja. No entanto depois de ler o que deixou, não concordo com a posição do Vaticano, embora tenham razão num ponto. A promiscuidade não é boa para diminuir a sida.

PEDRO LOPES disse...

Carlos,

Quer ver um Bispo com eles no sitio?

Sobre o Holoconto:
http://www.youtube.com/watch?v=XKdFANXFefA

Sobre o 11/9:
http://www.youtube.com/watch?v=E7fjGxfNsKk

Sobre outros assuntos:

http://www.youtube.com/watch?v=lo4yAa2xk6k

PEDRO LOPES disse...

E ainda sobre a maçonaria:

http://www.youtube.com/watch?v=JbnKGtWgyiE

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
Já conhecia a opinião do bispo sobre o holocausto, não sobre os outros assuntos, obrigado. É muito forte a afirmação que ele faz sobre a maçonaria e o Vaticano. Não sei o que dizer sobre isso. Apenas que é preciso cuidado. Parece-me que representa um sector que está em confronto com o Vaticano. Por outro lado também sou da opinião que o “Vaticano” tem vindo a distanciar-se das suas origens o que dá ao bispo algum crédito. Como vai também ao encontro da opinião de Olavo de Carvalho. Mas daí a serem um bando de malfeitores...

“Porque razão então ainda existem macacos?”
Onde foi que Darwin disse que, todos, os macacos iriam evoluir até se tornarem homens?
Na sua opinião descendemos do quê?

PEDRO LOPES disse...

Na sua opinião descendemos do quê?

Acredito na criação do universo e da terra por entidades sobrenaturais. Deuses ou Deus ou um mecanismo inteligente, chamem-lhe o que quiserem.
Não consigo imaginar que uma coisa tão complexa como a vida, com tantas dependências possas ter surgido com base na tentativa e erro, ou mutações. Não pode ser.
A teoria do Big Bang também não encaixa. Surgir tudo a partir de um pequeno ínfimo pedaço de matéria?
E depois gerado um caos de poeira que deu origem a planetas e estrelas. Nã!!


Embora também acredito em ciclos, uns mais pequenos no tempo outros de milhares de anos e ai se explica que a terra tenha tido condições ambientais bem diferentes das de hoje.
Há indícios(pinturas e gravuras) de que o homem conviveu com os dinossauros. E há também indícios que no passado havia seres humanos gigantes. Bem isto já não tem muito a ver com o que estávamos a discutir.
Mas há por ai uns documentários excelentes sobre estas coisas.

Acredito que nos planetas onde existem condições de vida, essa vida será parecida com a que temos cá, e que também haverá lá humanos como nós. Não ET's com umas cabeças esquisitas e olhos esbugalhados como se vê nos filmes, mas seres parecidos connosco. Criados com base nesse mecanismo inteligente idêntico ao nosso.
E também deverá haver lá macacos.
:)

N disse...

E o macaco será que descende do humano que acredita na democracia?
:)

N disse...

Esse bispo põe as coisas na perigosa dicotomia do "ou estás com cristo ou com satanás" e o mundo todo não gira à volta dessas duas "divindades".

Mas pronto é a sua fé,ao menos é coerente com aquilo que diz acreditar e busca pela verdade.

Eu esse bispo por exemplo respeito-o,posso discordar da sua visão do mundo,ter uma religião diferente da dele,mas ao menos ele tal como eu busca a verdade e luta por ela.

Desde que se fale verdade consegue-se conversar e debater as coisas.

Agora jamais um debate pode ser sério quando querem que a mentira valha tanto como a verdade.

100000 mentiras valem menos que uma verdade.

Mas na democracia a verdade não só não importa como é odiada.

Na democracia discute-se a mentira,e o que melhor mentir e enganar o cidadão é o escolhido para governar.

Não ter noção disto,e pior,recusar encarar essa REALIDADE é digno dum símio.

Talvez pior,pois até os primatas são mais genuínos,ao menos para os do seu sangue são.

Os humanos conseguem ser muito mais traidores e sem qualquer pingo de lealdade.
E com a democracia mais ficam assim...

Há que resistir contra isso.
Mesmo que nos chamem de "extremistas" ou "heréticos".

Há que sentir o hino,e ser nobre de verdade,pois a nobreza está na alma e não num papel.

É preciso ter na alma...Uma chama imensa...

E com o fogo dessa alma incendiar esta 3ªrepublica...

Carlos disse...

“Acredito na criação do universo e da terra por entidades sobrenaturais. Deuses ou Deus ou um mecanismo inteligente, chamem-lhe o que quiserem.”
Já leu o livro A Viagem das Almas? Editorial Estampa escrito por um psiquiatra

“Há indícios(pinturas e gravuras) de que o homem conviveu com os dinossauros.”
Klaus Dona : The Hidden History of the Human Race (March 2010)
http://www.youtube.com/watch?v=XmMwo1Xzgus

Mysterious Origins Of Man - Narrated by Charleton Heston
http://www.youtube.com/watch?v=yjyalbOqsMM

Pessoalmente não acredito que tenhamos surgido do nada. Da terra vens e para aterra voltarás ou qualquer coisa do género. Depois de ter criado todas as coisas Deus descansou e observou a Sua criação. Até parece um cientista que acaba de criar algo. Também há a teoria de que foram os ETs que manipularam a genética de alguns hominídeos que havia na terra, para criar, ou até chegarem, ao homem.
No livro que mencionei fala da criação, e é interessante porque também demonstra que há todo um processo. Conheço pessoas ligadas a essas coisas que afirmam isso mesmo. Darwin também diz que há um processo, só que atribui essas alterações/mutações ao acaso, ao ambiente. Daí a sua pergunta porque os macacos não são hoje todos homens. Só que ele não afirma que esse processo se estende a todos ao macacos por exemplo. Outros afirmam que esse acaso/ambiente é a intervenção Divina, energias, outros ainda aos ETs, genética. Mas voltamos à pergunta, como é que chegamos aos hominídeos?
Repare no entanto que para chegarmos ao que hoje somos, houve, teve de haver (não encontro outras palavras), todo um processo. Um carro acabado, teve um longo processo de fabrico até chegar ao carro. Muitos intervenientes nesse processo até têm muito pouco a haver com o carro. Por exemplo, máquinas para extrair petróleo para depois extrair (sub-produto) a borracha, para as rodas. Isto já para não falar nas máquinas que tiveram de ser criadas para fazer as máquinas que vão extrair o petróleo... etc.

Se foram entidades Divinas que criaram o universo, donde e/ou como surgiram essas entidades?

PEDRO LOPES disse...

Carlos,

O "Mysterious Origins Of Man" já o tinha visto ás uns 2 ou 3 anos atrás. É fabuloso.

O Livro que refere não conheço, mas o assunto é interessante. Já li algumas coisas soltas. E parece haver de facto muitas coincidências de relatos de pessoas diferentes, o que nos poderá levar de facto a crer que algo existe após a morte.

O outro documentário irei ver mais tarde.


Se foram entidades Divinas que criaram o universo, donde e/ou como surgiram essas entidades?


Ninguém saberá responder a isso.
É como perguntar se Deus ou o Big Bang criaram o universo o que havia antes? Quando começou o tempo? E o que havia antes de haver tempo?

Anónimo disse...

Carlos e sabendo que os Deuses fazem os homens à sua imagem e sendo estes nobres,inteligentes,belos,fortes e com uma séria de virtudes...

De todas as raças humanas quais as que os Deuses fizeram mais à sua imagem?

Talvez a resposta seja dada através do nível intelectual,beleza e provas civilizacionais.

A teoria do macaco não explica tal diferença entre raças,sua beleza e grau intelecual,e muito menos tamanhos feitos civilizacionais.

Assim como eu,mero humano,querendo procriar escolho uma fêmea que do ponto de vista genético seja capaz de me garantir um filho o mais perfeito genéticamente.

Será assim tão díficil de acreditar que seres superiores,divinos ou chamados pelos povos antigos de Deuses,tenham mexido no dna dos insignificantes humanos que então colonizaram,e então decidiram criar uns para liderar e outros para ser liderados e organizarem assim a sociedade?

E terão sido os escolhidos para liderar terem sido feitos à sua imagem?

E terão sido esses por serem os seus preferidos dotados de maior perfeccionimo e portanto serem mais belos,criativos,inteligentes e fortes?

O mito de Atlântida diz que sim...
E que os Arianos foram os escolhidos pelos chamados Deuses(Seres superiores de outro planeta).

Diz o mito de Atlântida que essa civilização teria sido a mais perfeita até hoje e que começou a degenerar por dentro devido a ambições igualitárias que levaram ao apodrecimento da casta superior tendo levado ao degeneramento global.

O que não falta são coisas por explicar,mas pelo menos uma eu sei de certeza.

É que há sentimentos que são comuns seja nos seres menos evoluídos,seja no seres mais evoluídos.

O amor,o ódio,a raiva.

Comportamentos como ambição,como vingança,como vontade de conquistar ou dominar.

Quem os souber dominar,deve liderar pelas leis da natureza.

E as leis da natureza são muito claras.
Os mais fortes sobrevivem,os mais fracos ficam para trás.

É assim entre as várias espécies e até entre uma própria espécie.

Uma espécie ou raça ou etnia que queira sobreviver colectivamente a regra é sempre a mesma.

O que melhor características oferece para assegurar a sobrevivência e desenvolvimento do colectivo deve ser escolhido para liderar.

Quando o colectivo não tem esta noção clara tende a desaparecer ou a ser dominado por outros mais fortes.

Isto vale para qualquer colectivo de seres vivos.

Carlos disse...

Se o Diogo não se importar de nos desviarmos tanto do tema, voltarei mais tarde, porque o Pedro Lopes e o anónimo introduziram novos temas que tenho dificuldade em responder.
Vou tentar o meu melhor, a ver vamos...

PEDRO LOPES disse...

Carlos,


Desde já obrigado pelo documentário.

Ele vai de encontro a coisas que me fascinam, apesar de não terem nada a ver com a minha profissão.
Já há anos que me fascino com os mistérios da antiguidade. E esse documentário é de facto intrigante.

Já agora gostava que desses uma olhada por estas evidências:

--- baalbek Stones-----

Isto fica no Líbano. Não há qualquer escrito dos romanos sobre estas construções.
Nem as maiores maquinas que hoje existem conseguiam transportar e cortar tamanho objecto: Mas os historiadores do Sistema, dizem com a suprema arrogância do costume que aquele calhau seria transportado por uma força enorme de escravos e de cavalos.

http://eramtodosastronautas.blogspot.pt/2012/08/monolitos-de-baalbek.html

Reparem na proporção humanos/ Megalito:

http://www.ancientdestructions.com/media/baalbek-temple-lebanon-destructions-stones-.jpg

O Destino do calhau:

http://www.globeholidays.net/Asia/Lebanon/Media/Baalbek_Ruins_5.jpg

http://sacredsites.com/middle_east/lebanon/baalbek.html

http://farm4.staticflickr.com/3212/2824787705_b086a108e9_z.jpg?zz=1

http://www.satorws.com/baalbek-eng.htm

E há mais coisas deste género. Muitas mais.


E retomando a discussão da evolução Darwiniana, isto para mim prova o quão falsa ela é.

Porque os humanos antigos revelam nestas nestas amostras capacidades estrondosas. E que nem sabemos como o conseguiam, pois a teoria de milhões de escravos não cola aqui.
E quem trabalhava para alimentar milhões de escravos?

Rejeito em absoluto a evolução. Há teóricos(Raros) da de-evolução. Ou seja que o ser humano regride ao invés de melhorar.

E percebo que o homem moderno tem e pode ter muito conhecimento porque tem mais meios para o ter.
A partir do momento em que o ser humano adquiriu grande capacidade de armazenamento físico do conhecimento a evolução tecnológica apareceu de forma muito rápida.
Porque muitos cientistas hoje não investigam do Zero, mas sim a partir de algo que outros já fizeram.

Mas como humanos e comparando capacidades nativas intactas por influencias externas acredito mais na De-evolução que na evolução de Darwin.

Mas há mais evidencias, além das famosas pirâmides do Egipto....

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos disse...

Caro Pedro Lopes

Voltando um pouco atrás. Os defensores das teorias de que fomos geneticamente criados pelos Ets (Texto Sumério sobre os Annunaki (aqueles que vieram dos céus) deu grande impulso), e que portanto Deus não existe, são eles os Deuses de que se fala, porque eram seres tão evoluídos que os nossos antepassados olharam para eles como Deuses e daí, ter nascido o mito da existência de Deus(es), ainda não deram nenhuma explicação, que eu saiba, de qual foi o percurso evolutivo até chegarem ao que são (os Ets)? Terá sido Deus? Ou Darwin de alguma forma tem alguma razão?

“Se foram entidades Divinas que criaram o universo, donde e/ou como surgiram essas entidades?”

“Ninguém saberá responder a isso.
É como perguntar se Deus ou o Big Bang criaram o universo o que havia antes? Quando começou o tempo? E o que havia antes de haver tempo?”

Vou dizer o que uma vez me disseram: Não é para si compreender/conceber o criador (querendo dizer que eu não me encontrava suficientemente evoluído, espiritualmente, para compreender e portanto neste estágio não podiam, ou melhor, não era aconselhável darem-me essa informação).
Outra pessoa a quem voltei a fazer as mesmas perguntas disse-me: creio que sempre esteve, tal como o tempo (tempo não desta, da nossa, dimensão).
Anos mais tarde alguém me disse que quem me poderia dar essa resposta, já não encarna. Já está tão evoluído (diferente da nossa noção de evoluído), que já não precisa de encarnar, que o que tem agora para aprender já não é aqui (terra ou outro(s) local(ais)físico(s)) que aprende, que prossegue/continua a sua aprendizagem. Já é só no mundo espiritual, ou no mundo das almas.

Será que houve Big Bang?
É possível, mas se Deus sempre existiu, não terá sido ele a criá-lo, para criar, dar inicio, a este tempo, a este universo? Se é que a hipótese do Big Bang é correcta.

“É como perguntar se Deus ou o Big Bang criaram o universo...”
Essa é a pergunta que uma pessoa como eu pode fazer... não um crente :)

“Quando começou o tempo?”
Quando o criaram.

E o que havia antes de haver tempo?”
Do nosso tempo?, nada.

Carlos disse...

Caro Anónimo
“Carlos e sabendo que os Deuses fazem os homens à sua imagem...”
Parece-me que é um pressuposto não muito correcto, (porque as almas podem escolher as formas com que se querem apresentar, não tendo portanto uma imagem humana, uma imagem definida)...
“...e sendo estes nobres, inteligentes, belos, fortes e com uma séria de virtudes...”
...porque, também são vis, feios, fracos e com uma série de defeitos.

“De todas as raças humanas quais as que os Deuses fizeram mais à sua imagem?
Talvez a resposta seja dada através do nível intelectual,beleza e provas civilizacionais.”
Não sei, mas, se, fizeram à sua imagem... foram todas. Parece-me que supor que houve uma, é muita presunção sem fundamento. O conceito de evoluído no mundo espiritual não é igual ao nosso.
Fazer à sua imagem não terá outro significado? Não foi a explicação possível às pessoas de à 2 mil anos, com aquela cultura e nível de conhecimento? À sua imagem não terá sido a capacidade de conceber e compreender conceitos abstractos? Ter consciência da própria existência.

“A teoria do macaco não explica tal diferença entre raças,sua beleza e grau intelecual,e muito menos tamanhos feitos civilizacionais.”
A teoria de Darwin não é, e penso que nunca foi a intenção do autor, de ser A Verdade.
Não terá havido um objectivo divino para todas essas diferenças?
Segundo me dizem, nós encarnamos na terra para termos experiências especificas (parece que há a hipótese de encarnarmos noutros sítios). Que essas experiências específicas vão-nos fazer evoluir. Na terra, de forma mais rápida por causa da capacidade que os humanos têm de ser simultâneamente divinos e diabólicos.
As almas à vezes escolhem encarnar em corpos como os homossexuais e talvez até nas raças consideradas inferiores e nessas os albinos (África), para virem passar por provações que lhes vão proporcionar situações e experiências especificas, para terem evoluções específicas ou evoluções mais rápidas.

O que me chocou e choca é a ideia de que o corpo humano é descartável, como um objecto que se usa e deita fora. Mas para mim, um objecto que sofre, que vive. Para mim parece-me cruel. No entanto já me disseram que sem uma alma não passa de um vegetal, ou do estado vegetativo.

“Assim como eu,mero humano,querendo procriar escolho uma fêmea que do ponto de vista genético seja capaz de me garantir um filho o mais perfeito genéticamente.”
Genético mas não só. Sendo que o que é para si pode não ser para outro da sua raça e muito menos de outra raça. A cultura joga aqui também um papel muito importante.

Carlos disse...

“Será assim tão díficil de acreditar que seres superiores,divinos ou chamados pelos povos antigos de Deuses,tenham mexido no dna dos insignificantes humanos que então colonizaram,e então decidiram criar uns para liderar e outros para ser liderados e organizarem assim a sociedade?”
É uma hipótese. Porque não ficaram eles para dominar? Mas como já referi, então quem criou os Ets?
É uma teoria que me parece que anda a ficar muito em voga na net, que por sinal até vai corroborar as deturpações que fazem das teorias de Darwin, e, o aproveitamento para justificar todas as barbaridades que andam a ser praticadas.
Custa-me a crer. Segundo me dizem, no mundo espiritual existe ordem, autoridade e hierarquia. Essa ordem, autoridade e hierarquia é aceite porque é natural, advém do saber. Não é, ou há, uma imposição.

“E terão sido os escolhidos para liderar terem sido feitos à sua imagem?”
Penso que já respondi.

“E terão sido esses por serem os seus preferidos dotados de maior perfeccionimo e portanto serem mais belos,criativos,inteligentes e fortes?”
Não sei se os pressupostos estão correctos. Tendo o ser humano tanto defeito e por isso cria tanto sofrimento, porque razão Deus poria mais achas na fogueira? Será Deus afinal tão imperfeito?

“O que não falta são coisas por explicar, mas pelo menos uma eu sei de certeza. É que há sentimentos que são comuns seja nos seres menos evoluídos,seja no seres mais evoluídos.
O amor,o ódio,a raiva. Comportamentos como ambição,como vingança,como vontade de conquistar ou dominar.”
Quase que concordo com tudo. É o animal dentro de nós. Mas, quanto mais evoluído, menos esses impulsos e sentimentos baixos se manifestam.
No livro que mencionei, o autor afirma que no nosso mundo, nunca encontrou almas evoluídas em posições de destaque.

“Quem os souber dominar,deve liderar pelas leis da natureza.”
Portanto, uma alma muito evoluída, fará os possíveis para ajudar os outros. Liderar poderá ser uma consequência, não o objectivo. Uma alma evoluída não tem essa necessidade e/ou interesse.

“...deve liderar pelas leis da natureza. E as leis da natureza são muito claras. Os mais fortes sobrevivem,os mais fracos ficam para trás. É assim entre as várias espécies e até entre uma própria espécie.”
Se assim fosse não teríamos passado de primatas. Para quê tanto dispêndio de energia na evolução se no final iríamos ficar na mesma? Tenha sido ela proporcionada por quem quer que seja.
Não podemos (para mim não é possível) transportar tão linearmente o comportamento dos outros animais para o homem. É isso que hoje se faz deturpando as teorias de Darwin. Veja a sociedade que temos. (Algumas conversas sobre este tema aqui: http://outramargem-alf.blogspot.pt/ e algures neste blog)

Carlos disse...

“É assim entre as várias espécies e até entre uma própria espécie.”
Ficará surpreendido com o significado de forte, evoluído, no mundo espiritual.

Sim parece-me que quando uma sociedade perde os seus valores, tradições, cultura, etc, tende a desaparecer. Acaba por ser absorvida por outra mais forte ou que de alguma forma manteve os dela.
Os judeus são um exemplo extraordinário de perseverança.

Seja como for, há uma parte da humanidade, que quando chegar à altura de prestar contas, poderá vir a sentir que viveu uma vida enganado, os não crentes.
Não sei se me expliquei bem, mas se houver dúvidas tentarei explicar doutra forma, se conseguir.
Claro que isto é só a ponta do iceberg, há muitos livros bons sobre o tema e pessoas.

“Os seres humanos que se apegam demasiado aos valores materiais são obrigados a reencarnar incessantemente, até compreenderem que Ser é mais importante que Ter.”
Buda, 563-483-A.C.

“Da mesma forma que nos desfazemos de uma roupa usada para vestirmos outra nova, assim a alma se descarta de um corpo usado para se revestir de novos corpos”
Bhagavad Gita – 3.000A.C.

“As almas bebem as águas do rio Leteo, rio do esquecimento, antes de se prepararem para a sua nova encarnação.”
Pitágoras – A República

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
Você é fogo, ainda não tinha postado e já está a deitar mais lenha para a fogueira...LOL
O Diogo vai correr comigo, ai vai vai...
Fica para amanhã, agora ainda vou reler o que escrevi.

PEDRO LOPES disse...

Carlos,

Nada disso. Provavelmente eu estaria a meter o meu post, ao mesmo tempo.
E ás vezes demoro um pouco pois nem sempre me agrada o que escrevo á primeira.

Mas você já mandou ai umas boas, que ainda não li todas com atenção.

Amanhã há mais.

O Diogo não tem nada que se queixar. Antes pelo contrário, pode-se gabar aos outros bloguers que tem mais comentários e seguidores que eles.

:)

E apesar de por vezes fugirmos ao tema inicial ao menos discutimos aqui coisas bem interessantes. Bem raras pelo menos em termos de blogosfera nacional.

Carlos disse...

Para além das perguntas já feitas.
Eles, os Ets, intervieram/alteraram um produto já “meio feito”. Não criaram nada de raiz, do zero. Como é que esse produto chegou àquele estado para eles poderem intervir? Também parece-me que ainda não responderam. Mas partem logo para a suposta teoria de que foram tomados como Deuses.
Não estou a dizer que a teoria deles é inválida, parece-me que faltam explicações.
Há outros ainda que dizem que o que houve foram contactos entre eles e os seres humanos (já como você e eu), e que nos transmitiram conhecimentos. Como eram evoluídos foram tomados por Deuses. Ok, voltamos à pergunta, como é que eles chegaram onde chegaram, como surgiram, donde, do quê, etc? E as mesmas perguntas para nós. Creio que as teorias dos Ets ainda têm muitas falhas.

Não vejo muitas participações... lol é compreensível é um tema que as pessoas não dedicam muito tempo, e devido ao estado da sociedade, ninguém quer parecer retrogrado.
Sobre evolução
O que diz/pensa um crente - http://globoesporte.globo.com/platb/files/1029/2011/06/A-evolu%C3%A7%C3%A3o-de-Darwin.jpg

O que diz/pensa um arrependido - http://3.bp.blogspot.com/-aE2bV1Qsu7A/Tu3ueMmjCWI/AAAAAAAADi8/ks4BnrCJL7Y/s1600/falha%2Bna%2Bevolu%25C3%25A7%25C3%25A3o

O que diz/pensa um de-evolucionista - http://2.bp.blogspot.com/-w9rtT-FUyu8/Tu3toeOV0UI/AAAAAAAADiY/ODY_-vJWEPs/s1600/macaco_darwinista.jpg

O que digo/penso eu - http://ctrlshiftn.files.wordpress.com/2012/09/calc3a7as.jpg

Carlos disse...

Darwin fala na evolução das espécies ou na origem das espécies?
Priberam - evolução
s. f.
1. Movimento de tropas, de navios, etc. (para mudarem de formatura ou de direcção).
2. Nova fase em que entra uma ideia, um sistema, uma ciência, etc.
3. Desenvolvimento ou transformação gradual e progressiva (operada nas ideias, etc.).
4. Movimento (em exercício ginástico).
5. Crescimento; desenvolvimento; aperfeiçoamento; exercício.

Como se pode verificar evolução tem muitos significados, que muitas vezes é escolhido este ou aquele mediante intenções estabelecidas, preconceitos, etc. Também por “erro”, estamos sempre a julgar, daí, interpretamos imediatamente que evolução é para melhor, quando muitas vezes é a passagem de um estado para outro sem que seja imperativo ser melhor ou pior.
O clima desde que existe está em constante alteração, como tal, zonas ficaram desérticas e houve animais que evoluíram para viver nessas áreas. O que acontecerá se, ou muito provavelmente, quando essas zonas voltarem a deixar de ser desérticas? Esses animais que lá vivem terão de evoluir para poderem viver nesse novo ambiente.
Como se pode ver a evolução foi uma adaptação e depois volta a ter de evoluir, a adaptar-se novamente, quiçá até para o que eram. Como já aconteceu com insectos que deixaram de ter asas e que depois voltaram a tê-las novamente.
São nestes e noutros pequenos detalhes que se manipulam as pessoas Ou que nos auto-manipulamos/enganamos). Quantas vezes dizemos uma coisa e as pessoas interpretam (intencionalmente ou não) outra?
Se eu disser que este animal teve origem naquele, a interpretação que damos à afirmação é diferente do que se eu disser que este animal evoluiu daquele. Teve origem naquele não nos passa pela cabeça que foi para melhor, simplesmente alterou-se, transformou-se, mas, se evoluiu daquele, ficamos logo com a ideia de que foi par melhor, que é melhor.

Os orientais dizem que é o carma. Nós, ditado popular, algo semelhante. No fundo praticamente a mesmo coisa. Cá se fazem, cá se pagam.

PEDRO LOPES disse...

"Eles, os Ets, intervieram/alteraram um produto já “meio feito”. Não criaram nada de raiz, do zero. Como é que esse produto chegou àquele estado para eles poderem intervir? Também parece-me que ainda não responderam. Mas partem logo para a suposta teoria de que foram tomados como Deuses."

A Teoria dos ET´s a mim nunca me convenceu, embora a respeite e mantenha a mente aberta a tal possibilidade.
Se eles intervirão, porque razão depois de foram embora?
Se vieram cá a manipular os nossos genes é porque tinham tecnologia avançada e viajavam no espaço em naves. Se assim é porque o desenvolvimento tecnológico foi lento durante muitos séculos?

"O que diz/pensa um arrependido"

Esta imagem é mais "fixe"

http://2.bp.blogspot.com/-XzFYx7kMBSw/Ttvm_LEsZrI/AAAAAAAAAFE/DmhsD5myGvs/s1600/381468_320838894611249_300198173341988_1280355_175426720_n.jpg

Não consegui perceber este: http://ctrlshiftn.files.wordpress.com/2012/09/calc3a7as.jpg

Em relação á evolução, é claro para mim que existe adaptação.
A mesma espécie de pássaro é ligeiramente diferente em continentes diferentes.

Posso estar errado, mas o que lembro da teoria de Darwin era que ocorrem mutações aleatórias de genes e depois as mutações que resultam mais adaptadas permitem a esse ser sobreviver em detrimento de outros que tiveram essa mutação.
Esta das mutações coma-a quem quiser.

Anónimo disse...

Carlos o soares por exemplo refuta a teoria do karma.

Ainda não vi ele a pagar pelo que fez,pelo contrário,a corrupção e alta traição compensaram.

Cabe aos homens castigar os traidores e não esperar pelos karmas...

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes

Primeiro de tudo quero dizer... não me lembro aonde pus o altifalante... O DIOGO, O CRIADOR deste blog, TAMÉM TEM UMA TEORIA MUITO PRÓPRIA, mas está muito caladinho.

As calças a meio das nádegas, surgiu inicialmente nas prisões note americanas. Significava disponibilidade para satisfazer as necessidades sexuais dos outros prisioneiros. Quanto mais abaixo elas eram usadas mais disponibilidade.
Agora virou moda (eu quero voltar para a ilha, antes que seja obrigatório) e é a degradação dessa moda degradada/degradante.

“...mutações aleatórias...”

Para termos chegados ao estado de seres humanos tivemos de passar por muitas alterações/mutações (variação: mudança: transformação). Se isso não aconteceu, como é que chegamos a este estado?

Quando não se conhecem as causas/razões, ou por falta de melhor expressão, ou não mostrar ignorância e poder desacreditar aquilo que se afirma, etc, criam-se expressões dessas.
Quantas vezes não ouviu já os médicos dizerem que o que o seu filho tem é uma virose? No fundo o que ele está a dizer é que não sabe bem o que o bebe tem, mas que os efeitos que a criança apresenta são semelhantes ou iguais aos de uma infecção viral. E, toca de dar a ganhar dinheiro a um dos gigante produtores de drogas.

Carlos disse...

Caro anónimo
“Carlos o soares por exemplo refuta a teoria do karma.
Ainda não vi ele a pagar pelo que fez,pelo contrário,a corrupção e alta traição compensaram.
Cabe aos homens castigar os traidores e não esperar pelos karmas...”

Pois... pôs o dedo na ferida.
Também acho que com carma ou sem carma o rapazola, entre muitos outros, devia ir ver para o resto da via o sol aos quadradinhos.

Carlos disse...

O nosso sistema de justiça está cada vez mais espiritual... deixa para Deus decidir...

PEDRO LOPES disse...

O nosso sistema de justiça está cada vez mais espiritual... deixa para Deus decidir

Hummmmm...

Então sendo assim não se devia prender ninguém. Um gajo mata outro e deixava-se que Deus lhe fizesse justiça.

Ninguém pode provar que exista a tal justiça divina.
Deram-nos uma vida, um ecossistema repleto de maravilhas. Temos obrigação de o preservar. E punir os que o destroem faz parte dessa tarefa de proteger o que nos legaram os "Deuses".

PEDRO LOPES disse...

O Karma é isto:

http://www.presstv.ir/detail/2013/02/18/289652/iran-sentences-4-to-death-in-scam-case/

E é um Karma bem terreno.

Cá em vez de uma sentença recebem uma medalha de honra ou um prémio de desempenho.





Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
“O nosso sistema de justiça está cada vez mais espiritual... deixa para Deus decidir...”
Estava a ser cínico. Vivemos numa sociedade extremamente materialista, corrupta e sem qualquer pingo de ética, logo não há essa atitude. Estava eu cinicamente a arranjar uma falsa desculpa para justificar o comportamento da escumalha que nos governa.

Para que o país/sociedade viva de forma saudável, temos a obrigação de punir quem ponha em risco essa vivência.

Pois.
Afinal parece que o país que pertence ao eixo do mal é que cumpre com as suas obrigações. Cada vez mais me convenço que o mal não é o Irão (embora não seja perfeito), mas o ocidente.

***

http://www.youtube.com/watch?v=X0JxmKLehiw&feature=player_embedded

http://www.youtube.com/watch?v=P5-c51JVEoM

http://www.youtube.com/watch?v=mkFmmdZP6fI

N disse...

http://omsilanoican.blogspot.pt/2012/11/o-problema-judaico-como-o-maior.html

O Irão não verga ao sionismo,o seu banco central não pertence aos rothshild e dava jeito invadir ou mandar as tais bombas democráticas para desfazer aquilo,levar as multinacionais americanas para a construção de variadas infraestruturas e ganharem milhares de milhões à custa da desgraça alheia,enquanto doutrinariam uma nova geração para irem às filas de milhares à espera do novo ipod,começaram a gostar de apanhar no cú,verem muito wrestling,e gostaram muito da mtv.
E o Irão faz parte também dum projecto para se cada vez mais cercar a Rússia.

São só essas as razões para a propaganda terrorista democrática contra o Irão.

http://grupolegio.blogspot.pt/2013/02/hyperinflation-nation-nacao-da.html

(Aqui no video identifica os eua como nação e isso é um erro,pois eles não são uma nação,mas a essência da mensagem no que diz respeito à dívida e à inflacção está certa)

Em vez de se preocuparem com isto os americanos que fundaram a nação(maioritariamente saxões), continuam a ser marionetas dos judeus,enquanto se dizem defensores da liberdade(lol),quando são escravos VOLUNTÁRIOS na sua própria terra e com os danos mais que ÓBVIOS que disso resultam.

Já não são danos morais e raciais apenas,mas também económicos.

A dívida monumental e a irreversível super inflacção são os prenuncios do fim da era dos tiranos democráticos.

Mas quem mais vai sofrer vão ser os americanos fundadores da nação.

Não é por acaso que o governo anda a criar variados atentados false flag de massacres com armas.
Estão a montar um cenário de desarmamento da população para a mesma ficar indefesa e assim o governo fazer-lhes a folha.

Os drones,chips e campos da fema são para os cidadãos americanos,isto depois de conflictos raciais do pior que vai haver,pois a utopia do melting pot racial e do "somos todos iguais e vamos todos viver em paz todos juntos" vai terminar muito mal quando o desemprego subir,o dolar valer muito pouco,um povo materialista desde pequeno que de repente se vai ver sem nada obviamente vai desesperar e subir às paredes.

Depois desses cenários os negros vão agir colectivamente,os chamados hispânicos idem,os saxões idem,os judeus estarão a rir-se da desgraça de todos como o costume,e os da "base" vão andar aos tiros pela sobrevivência dos seus lares,lojas,viaturas,propriedades privadas,e das suas próprias vidas.

Com o desarmamento que o governo sionista quer fazer principalmente aos nativos fundadores,estes vão se ver entre a espada e a parede,com os mercenários do governo a querer-lhes fazer a folha e nas ruas os negros,hispânicos e outras máfias de outras etnias todos armados a viver do roubo,da deliquência e do ódio racial ao branco nativo.


http://grupolegio.blogspot.pt/2013/02/hyperinflation-nation-nacao-da.html

http://omsilanoican.blogspot.pt/2012/08/a-realidade-supera-o-politicamente.html

http://omsilanoican.blogspot.pt/2012/11/a-realidade-supera-o-politicamento.html

http://omsilanoican.blogspot.pt/2012/12/outras-paragens.html

Escusado será dizer que o projecto sionista maçónico democrático de escravidão é global.

E vai sobrar para nós...
Porquê?Porque o povinho acreditou e ainda acredita na escumalha democrática.

Como é que atenua os danos então?
Simples...
Derrotando a democracia e instaurando outro regime com alguém que tenha como missão proteger Portugal e os Portugueses.

O que acontece se tal não acontecer divido a covardia+burrice+vista curta?

Os Portugueses serão escravos,desde o civil,ao militar,porque não haverá excepções.

Haverá é dois tipos de escravos,o involuntário que recusa ser escravo,e os escravos voluntários dividos em 2 categorias,o voluntário porque é medroso e covarde,e o voluntário porque é mercenário e é pago para compactuar com a traição e escravidão sobre Portugal e os Portugueses.

N disse...

Aliàs,isto já acontece numa menor escala,mas é assim que funciona.

A democracia não passa de uma diturada global maçonica de escravos voluntários,sendo os mercenários nomeadamente os políticos e os media que têm como papel alienar o povinho enquanto se costroem mais e melhores grades para o povo Português ficar preso.

Quanto mais durar a 3ª Republica menor é a probabilidade de Portugal como nação sobreviver.

Daí todo o tipo de escumalha diabolizar a figura de um estadista.
Pudera...

Só com a democracia tal traição nacional é possível.

Eu acho que se explicar isto a um símio ele percebe...
Mas há portugueses que ainda não atingiram...

PEDRO LOPES disse...

N,

Tens toda a razão.
Apesar de haver já uma grande quantidade de pessoas a nível mundial que já não acreditam nestes cabalistas, e que souberam já perceber a farsa do 9/11 ou de outras farsas, uma grande percentagem dessa gente ainda acreditar no sistema democrático tal como o conhecemos. Só não acreditam nos seus representantes.

Muitos desses ainda acreditam na "Aldeia Global" - Esta expressão é das mais irritantes.
Alguns ainda acreditam na internacional comunista. Outros estão á espera que apareça um melhor que o Obama, outro melhor que o Hollande etc.

No estado a que isto chegou é necessário acordar de dois sonos, um dentro do outro.

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
Tribe meets white man for the first time (original)
http://www.youtube.com/watch?v=FyHYbsXt05k
6 -- Natural Selection Made Easy (Até sensivelmente meio do vídeo.)
http://www.youtube.com/watch?v=R_RXX7pntr8

Scientific Racism: The Eugenics of Social Darwinism
http://www.youtube.com/watch?v=-eX5T68TQIo
Deve ser visto com algum cuidado. Pessoalmente considero que alguns pressupostos não são correctos ou suficientemente comprovados para se poder deles extrapolar. No entanto é interessante

NOVA | Intelligent design on trial 1 - 12
http://www.youtube.com/watch?v=9R54LGX5_10&list=PL5049B2A300DC8762

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
E para finalizar
http://www.youtube.com/watch?v=7Wr-lXLGCxQ

PEDRO LOPES disse...

Carlos,

Sobre o video "Tribe meets white man for the first time".

Não sei muito bem o que pensar. Dá a sensação que existem dois grupos de espécies de humanos. E depois dentro de cada grupos várias raças.

O primeiro que são os do vídeo, os índios, americanos, os esquimós, os aborígenes, etnias da Ásia central e sibéria que não desenvolveram sociedades mais avançadas, e que vivem e usufruem do ambiente natural sem o transformarem. E vemos destes grupos em todos os continentes.

O Segundo grupo, que somos nós, são os orientais, os Maias, os Incas, os Eslavos, indianos, persas, etc.

Este grupo foi-lhe dado mais poder no mundo. Estes tem a capacidade(ou a vontade) não só usufruir da natureza mas também de a alterar. Tem a capacidade de criar inventos sofisticados e criar sociedades mais complexas. Bem como as próprias crenças religiosas.
É nestas raças mais "avançadas" que existe a noção de bem e mal. A capacidade de criação e de destruição.


Será que isto contraria Darwin?
Porque não evoluíram todas estas etnias de forma semelhante.

Aquele debate "criacionismo-Darwinismo" é muito ao estilo Americano. É mais mediático de que outra coisa qualquer.Mas desde já acho abusivo que seja apresentada a teoria de Darwin como um facto. Deve ser ensinada como teoria apenas.

Ainda tive tempo de ver os outros vídeos todos.

PEDRO LOPES disse...


"Natural Selection Made Easy"

Bem aqui espalham-se completamente.
Havendo "erros" ou "alterações" no processo de reprodução e estes depois podem vir a ser determinantes para se adaptarem a um novo clima.
Só que ..... aqui a própria ciência contradiz-se. Porque nem todos os genes que herdamos dos pais podem passam depois para os netos e assim essa melhoria(devida a um erro, soa estranho), para um novo ambiente de uma característica podia-se perder.

PEDRO LOPES disse...

"Scientific Racism: The Eugenics of Social Darwinism"

Simplesmente asqueroso. Os Ingleses foram e são dos mais bárbaros que pode existir. Já os Americanos, descendentes maioritariamente de ingleses, não só lincharam quase a 100% todos os nativos, como durante anos usaram escravos negros para produzir o que necessitavam.

Podemos e devemos admitir que somos diferentes esses povos nativos, mas matá-los aos milhões e escravizá-los é uma acto da mais vil crueldade.
Mesmo colonizando alguns desses territórios novos podiam sempre deixar grandes áreas intactas onde os nativos pudessem continuar a viver a sua vida livremente.

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
“"Natural Selection Made Easy"

A teoria de Darwin tem lógica, mas tem suporte cientifico? É possível comprovar? Algumas coisas sim outras não.
O mundo ocidental aceito-a e criou toda uma estrutura à sua volta. Se ela cai fica um vazio, para muitos homens é insuportável. O que fica? O criacionismo e mais alguma teorias (por isso lhe apresentei o último vídeo). Teorias essas que para já não têm força, porque quase ninguém as conhece. As religiões ganhariam um peso extraordinário. O mundo, em especial o ocidental, não desabaria por completo mas levaria um grande tombo. Imagine por hipótese que a usura voltava a ser proibida.
Parece que as pesquisas feitas até hoje demonstram que as alterações genéticas vão até um certo ponto, a partir do qual ou se destroem ou voltam ao ponto de partida.
Seria interessante que uma teoria conseguisse provar que está certa.

“O Segundo grupo, que somos nós, são os orientais, os Maias, os Incas, os Eslavos, indianos, persas, etc.
Este grupo foi-lhe dado mais poder no mundo”
Que mais poder é este que lhes foi dado?
Quem deu?
Poder quer dizer inteligência?

O que você quer dizer é que os caucasianos (arianos?) são mais inteligentes que os outros. Como é que o demonstra?

“É nestas raças mais "avançadas" que existe a noção de bem e mal. A capacidade de criação e de destruição.”
É capaz de fundamentar o que afirma?
O que é uma raça mais avançada?

PEDRO LOPES disse...

"O que você quer dizer é que os caucasianos (arianos?) são mais inteligentes que os outros. Como é que o demonstra?.
É nestas raças mais "avançadas" que existe a noção de bem e mal. A capacidade de criação e de destruição.
O que é uma raça mais avançada?"


A ênfase é em diferenças fundamentais, não propriamente numa comparação básica de quem é superior ou inferior. Por vezes posso recorrer a estes termos apenas para facilitar a opinião.

Tem apenas a ver com o facto que umas raças poderem transformar a natureza ao invés de apenas pertencer a ela.
Os esquimós, as tribos africanas, os índios, os aborígenes, até os ciganos não fazem plantações, não constroem caminhos, barragens, barcos, carros, edifícios, aviões etc.

Não vemos que alguma vez tenham tido alguma forma de arte complexa como representação ou musica. E nem desenvolveram também o sentido de lúdico ou lazer ou de alguma actividade desportiva popular.


Ao construirmos uma barragem estamos a alterar a natureza, sem a destruir.
Noutros casos destruímos mesmo certos ambientes, devido a industrias pesadas e á poluição resultante. Ou das guerras e armas pesadas. Aqui vemos o tal bem e mal. Nas tribos não vemos o bem nem o mal. Tal como não vemos em qualquer outro ser vivo animal ou vegetal.No máximo podem entrar em conflito umas com outras apenas por instinto territorial


É apenas neste sentido que afirmo que apesar de fisicamente serem semelhantes a nós parece haver aqui qualquer coisa maior que nos separa.
Mas também não gosto de por as coisas nesses termos de inferiores ou superiores nem de mais legitimidade ou menos legitimidade.
E é altamente vergonhoso o que fizeram algumas potências, exterminando algumas dessas etnias por completo. É o "mal".


E estas diferenças pelos vistos já vem da antiguidade, onde havia já civilizações bem complexas.

Poder quer dizer inteligência?

Inteligência pode ser poder. Isto no sentido lato, não em sentido politico ou social.




Que mais poder é este que lhes foi dado?
Quem deu?


É observar e analisar as diferenças que já referi acima. O porquê de elas serem assim não sabemos, ou simplesmente acreditamos que foi obra da criação divina, ou intervenção de ET(que não acredito muito) ou outra coisa qualquer.
Obra do acaso é que me custa a acreditar.

PEDRO LOPES disse...

Se ela cai fica um vazio, para muitos homens é insuportável. O que fica?

E Antes de existir a teoria de Darwin? Sentia-se esse vazio?
Atenção que eu não contra o banir a teoria de Darwin. Sou contra o facto de ser apresentada como facto.
E antes da teoria do Big Bang? Havia aqui também um vazio.
"Quem criou o Universo?" Então para preencher esse vazio inventa-se uma coisa qualquer?

PEDRO LOPES disse...


CORECÇÃO:
Atenção que eu SOU CONTRA o banir da teoria de Darwin. Sou apenas contra o facto de ser apresentada como facto.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

Pedro Lopes é preciso ter muito cuidado com essa retórica dos escravos negros...

Porque os próprios negros também se escravizavam entre si,aliás, algo que fazem nos dias de hoje nos seus países como mais nenhuma raça faz,talvez só os chineses e norte-koreanos rivalizem com eles na escravatura do seu próprio povo.

E já nas descobertas das américas quem estava à frente do comércio de negros escravos eram os judeus e os próprios negros e não os Europeus como muitas vezes mentem na dita "história oficial".

Os próprios judeus que tentam pôr constantemente o negro contra o branco com a retórica da "dívida" da escravatura,eram eles próprios responsáveis por cerca de 85% do comércio de escravos negros.

E é preciso contextualizar as coisas à época.

Gajos que eram tirados da selva,sem saber ler ou escrever,limpavam o cú a uma folha de arvore,com um osso no nariz, queriam que lhes dessem trabalho que não sabiam fazer ou um salário mais alto quando eles não possuiam qualificações técnicas e intelectuais que o justificassem?

Recebiam pouco,mas tinha direito a comida,cama,casa de banho,cuidados médicos e higiénicos enquanto apanhavam o algodão aos saxões americanos.

Isso é escravatura?Não é bem melhor que andar na selva e ter que andar a caçar para comer,sujeitar-se a morrer devido a predadores animais,limpar o cú a uma folha de uma planta,ter uma cabana que chove dentro,variadas doenças sem cura a espalharem-se entre as tribos,beber água suja do chão,e etc etc....?

Já repararam que TUDO o que o negro faz e consegue fazer desde que se levanta até se deitar é graças aos Arianos Europeus?

Exemplo:

O negro acorda para o trabalho,foi o despertador do relógio que o acordou,(relógio inventado pelo Ariano),levanta-se da cama e vai à casa de banho se lavar com água quente,fria ou morna,como preferir(sistema de canalização de água inventada pelos Arianos),entretanto liga a luz para se ver melhor ao espelho(electricidade inventada pelo Ariano).

Nisto pega no telemovel e liga à namorada(telemovel inventado pelo Ariano),vai falando com ela antes de ir para o emprego enquanto se dirige para o seu automóvel(inventado pelo Ariano),para conduzir na estrada(inventada pelo Ariano),entretanto entra no carro e liga o rádio para ouvir musica(rádio inventado pelo Ariano),chega ao emprego e senta-se no escritório e liga o computador(inventado pelo Ariano),começa a ler e a escrever(porque o Ariano ensinou-o a ler e a escrever) no computador fazendo assim o seu trabalho.

No final do dia,sai do emprego e sente-se um bocado mal e vai à farmácia buscar medicamentos para se sentir melhor(inventados pelo Ariano),chega a casa já depois do trabalho,no conforto civilizacional Ariano e nisto o que faz ao final do dia?

Começa a engolir propaganda marxista(criada pelo judeu) contra o branco Ariano enquanto ouve musica "rap" anti-branca e fica mesmo convencido que nós temos alguma dívida para com ele.

N disse...

Se alguém tem uma dívida para com alguém são eles para connosco,uma dívida ETERNA,porque sem nós eles não eram NADA.

Por isso é mesmo de muito descaramento ver uma grande parte deles a destilar ódio contra os brancos nativos Portugueses.

Devem reflectir muito bem se esse ódio deve ser dirigido contra nós ou contra os judeus,não só por uma questão de coerência mas também porque devem ter a noção que nem todos são "tugas ótarios",e que não faltam Lusitanos em Portugal que se a mostarda lhes começa muito a chegar ao nariz acontece o mesmo que aconteceu a outros povos que não nos respeitaram...

Eles com os Eslavos não armam farinha por alguma razão...
É que lá eles não brincam em serviço e não estão para aturar não-nativos a fazer merda nas suas terras.

A tolerância democrática leva muitos vezes Lusitanos,Nórdicos,Germânicos e Gregos(embora estes começam a acordar já) a permitirem abusos e faltas de respeito inadmissíveis por parte de não-nativos,tolerando assim o intolerável...

Os Europeus acima de tudo CIVILIZARAM os negros.
Essa retórica da escravatura é para nos incutir um sentimento de culpa para nos paralisar o instinto de auto-defesa e assim abusarem da nossa hospitalidade na NOSSA terra.

PEDRO LOPES disse...

limpavam o cú a uma folha de arvore"

Ahhh ahh, és um poeta.

Eu sei que no meio disto existe muita propaganda encapotada. E uma agenda nefasta de endoutrinamento que visa tornar-nos mais fracos e sem identidade alguma. Apenas um rebanho de consumidores.

Mas penso que houve de facto algumas matanças graves.
Então os Espanhóis fartaram-se de cortar cabeças a nativos da america latina.

E ninguém lhes perguntou se queriam ser "civilizados".


Parece-me que estamos perante dois erros graves consecutivos:

- O primeiro, a chacina e escravatura.
- O segundo, a miscigenação descontrolada.

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
Pessoalmente tenho muitas dúvidas e poucas certezas.

“"Scientific Racism: The Eugenics of Social Darwinism"
Simplesmente asqueroso.”
É. Acha que a intenção de Darwin era servir de suporte à eugenia por exemplo, ou tentar dar uma explicação de como chegámos aqui? Sempre foi este o meu ponto na defesa de Darwin.

“Porque não evoluíram todas estas etnias de forma semelhante.”
Não sei. Seja como for, penso que não há razão para que tivessem “evoluído” todas de forma semelhante.

“É nestas raças mais "avançadas" que existe a noção de bem e mal.”
“Aqui vemos o tal bem e mal. Nas tribos não vemos o bem nem o mal. Tal como não vemos em qualquer outro ser vivo animal ou vegetal.No máximo podem entrar em conflito umas com outras apenas por instinto territorial”
:) Onde ouviu/leu isso? Como fundamenta essa sua percepção?

Para mim há diferenças entre as diferentes raças humanas. Fizeram, fazem ou farão, essas diferenças, com que umas sejam melhores e/ou superiores às outras? Vai depender do que consideramos ser melhor ou superior.
No novo mundo havia sacrifícios humanos e escravatura. Coisas que os nossos antepassados também já praticaram. Deixámos de as praticar, ou será que não? Vejamos o que está a ser feito actualmente à nossa sociedade. Não é uma escravatura declarada, mas, se não é até certo ponto uma forma de escravatura, então o que é?
Efectivamente, sob uma certa perspectiva somos mais “inteligentes”, ao contrário de outras raças mais “primitivas”, mas mais honestas, conseguiu-se sub-repticiamente impor uma escravatura disfarçada, usando eufemismos como meritocracia, economia, superioridade racial, etc. Muito foi conseguido graças à aquisição de conhecimento, infelizmente. Seremos melhores, mais inteligentes, superiores, fazendo o que fazemos às outras raças e à nossa?
Os nossos netos serão chipados, qual gado destinado ao matadouro, por homens que acreditam ter direito por mérito a um status especial e ser, deve ser, essa a única forma de dominarem o resto da humanidade em proveito próprio, e o resto da humanidade, acredita que será para seu bem, pois pão e circo não faltará. Tudo isto muito civilizadamente, claro está.
O conhecimento não nos devia trazer elevação?
Muitos outros exemplos poderia dar, mas penso que sob esta perspectiva devemos meditar. E devemos também ter a consciência de que damos a nós próprios, ou à(s) sociedade(s) a que pertencemos, muito mais valor do que aquele que realmente temos e merecemos. Somos muito menos do que aquilo que pensamos ser.

Carlos disse...

“Os nossos netos serão chipados, qual gado destinado ao matadouro, por homens que acreditam ter direito por mérito a um status especial ...”
Para que não haja confusões.
Esses homens dizem-se ateus, católicos, judeus, protestantes, etc. São efectivamente e verdadeiramente o rebotalho de qualquer sociedade.

PEDRO LOPES disse...

Carlos

"Como fundamenta essa sua percepção?"

Porque essas tribos apresentam formas de vivência mais próxima dos restantes animais e em harmonia com a natureza do que propriamente as as raças "civilizadas". Mas digo sem qualquer sentido de desprezo até porque tenho imensa estima por animais.
Um leão não mata uma gazela por maldade. E há homens que matam e torturam outros animais por mero divertimento e sem ser para se alimentarem. Há pessoas que adoram ver a destruição e as chamas a devorar uma floresta. Já houve regimes que mataram aos milhões de pessoas sem qualquer justificação.


O conhecimento não nos devia trazer elevação?

Mas não é o conhecimento que nos conduziu a esta pocilga. Até será mais a falta dele por muitas pessoas e certas elites.

Eu referi que o homem civilizado tem as estas duas facetas. A bondade e a maldade. Pode criar coisas fantásticas como destruir tudo num ápice ou gradualmente.
É lutarmos para que impere a primeira.
Acho que todos aqui sabemos hoje mais ou menos que o lado negro é o que está no poder e a impor a sua devastadora ideologia.
Maçons, sionistas, iluminatis, banqueiros, marxistas e outros grupos estão a vencer. E esses são o lado negro da civilização.

Já houve grandes civilizações, e eu acredito em algumas que nem são aceites cientificamente como a Atlantida. E que acredito foram construídas com base em ideais nobres e com grande conhecimento.


E quanto ás etnias que ainda vivem em total harmonia com a natureza devemos deixa-los em paz, evitando invadir os seu espaço. E nem devemos achar que temos o dever de os "civilizar". Podemos conhecê-los, ter algum contacto mais nada.

PEDRO LOPES disse...


Vejam antes que desapareça do youtube

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Dda-0Q_XUhk

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes

“Porque essas tribos apresentam formas de vivência mais próxima dos restantes animais ...”
LOL Pois é. Há animais que não põem em causa a sua própria sobrevivência. E há outros que são um autêntico cancro! Mas claro, “É nestas raças mais "avançadas" que existe a noção de bem e mal.” LOL Não meu caro, a noção do bem e do mal sempre existiu desde que existe o ser humano. Admito poder haver casos em que não existe consciência dessa noção, mas ela está lá.

“Mas não é o conhecimento que nos conduziu a esta pocilga.”
Tem razão. Expliquei-me mal. Talvez com Samuel Johnson perceba.
“Integridade sem conhecimento é fraca e inútil, mas conhecimento sem integridade é perigoso e horrível.”
Para mim o conhecimento a que você se refere é uma parte do conhecimento, diria que é conhecimento tecnológico e científico. Falte-lhe o complemento, o conhecimento ético, com ética.

PEDRO LOPES disse...

Para mim o conhecimento a que você se refere é uma parte do conhecimento, diria que é conhecimento tecnológico e científico. Falte-lhe o complemento, o conhecimento ético, com ética.

Carlos,

Eu concordo em absoluto com isso. Não o explicitei dessa forma mas concordo plenamente.

E como podes ver, a própria tecnologia reflecte bem este paradigma "Bem/Mal" que refiro. Embora isto de bem e mal não seja um referencial absoluto, pois no meio existem muitas coisas que são "neutras".
Há os drones, os chips, as vacinas com mercúrio, as drogas pesadas, armas biológicas e outras, minas, etc etc. Imensa tecnologia altamamente maligna e destrutiva.

E há outras que são boas e podem proporcionar bem estar ou outras que permitem salvar vidas bem como as que permitem libertar-nos de tarefas repetitivas.

N disse...

Carlos chipar pessoas não é sinónimo de avanço civilizacional.

Avanço civilizacional é acompanhado sempre de liberdade(liberdade responsável e não libertinagem atenção).

Não há liberdade sem privacidade.

Chipar as pessoas só mesmo um filho da grande puta pode ambicionar isso.

Os chips,drones e microcameras não é apenas repugnante do ponto de vista das liberdades individuais.

Mas também porque proíbe os humanos do acto mais antigo de sempre.
O acto de amar,namorar,ter relações sexuais,no fundo o direito a viver o amor com outro parceiro do sexo oposto em privacidade.

Às vezes quando penso no que o mundo se está a tornar passam-se muitas coisas pela minha cabeça.

Uma era vários cometas atingirem isto como castigo e depois os muito poucos sobreviventes começaram tudo de novo com outro paradigma.

Outro pensamento que me passa muitas vezes era uma selecção dos melhores homens e mulheres,aniquilar a merda toda sub-humana e principalmente os corruptos e traidores políticos,e depois os melhores humanos escolhidos para sobreviver encarregar-se iam de criar um novo mundo,com muito mais recursos,muito mais natureza,mas sempre com competição entre as várias raças e etnias,pois muito tempo de paz e demasiado conforto amolece os povos.

Sendo improvável isso acontecer,resta acabar rapidamente com a terceira republica e instaurar um regime nacionalista.

Não apenas porque este falhou a nível económico-social-moral como provam os dados.

Mas porque é preciso começar a preparar futuras milícas(todo o cidadãos lusitano deve ser um soldado),novos tipos de bases subterrâneas para forças especiais das forças armadas em caso de invasão a longo prazo de drones,cyborgs e outro tipo de avanços tecnológicos que nós não consigamos deter devido ao atraso que temos fruto da governação da escumalha democrata,pois nem sempre tivemos atrasados em relação à parte bélica comparando com outros países e nações,basta ver que chegamos a estar em 4 continentes ao mesmo tempo,Europa,Ásia,América e Africa(se reflectirem nisto,é de facto grandioso o que conseguimos sendo um País tão pequenos,mas com homens grandes a compensar,não eram democratas....)

N disse...

Um povo com fibra e alma jamais pode aceitar a escravidão.

Nem que em ultimo caso não podendo se vencer o inimigo ao menos então que percamos os dois e faze-lo perder mais que nós.

E aí entra a transcendência do soldado.

Os kamikazes Japoneses.
Ou os soldados da Força Aéria nazi que à falta de munições suicidavam-se heróicamente ao ir contra os bombardeiros americanos só para conseguir causar mais uma baixa que fosse para salvar o seu povo e o ideal NS.

Em caso de inferioridade númerica e menos meios,a transcendência,o fanatismo e radicalismo consegue equilibrar melhor as coisas face a um inimigo mais forte em meios e numero.

Mas para haver transcendência é preciso os cidadãos,civis ou militares terem algo em que acreditem,e isso só é possível com uma ideia,uma ideologia baseada no sangue e no solo,com um líder que se guie pela honra e pela verdade,altruísta e leal à nação.

Obediência e lealdade às vezes confundem-se erradamente.

O dinheiro compra a obediência,o medo consquista a obediência.

Mas o dinheiro não consegue comprar a lealdade total,pois quem serve por dinheiro não tem ideais alguns,hoje defende quem lhe paga,amanha mata o mesmo porque entretanto alguém pagou mais.

O medo pode conquistar a obediência dos mais fracos e covardes,mas há sempre alguém cuja chama da liberdade arde por dentro e mais tarde ou mais cedo a rebelião torna-se uma realidade e os que impunham a obediência através do medo irão provar a raiva e ira dos que foram anos e anos pisados.

Agora a lealdade conquista-se através do coração,é algo espiritual.
O homem segue o ideal ou o líder porque acredita nele.
Isso é de uma força tremenda.

A democracia,capitalismos e etc não percebem o que é isso,e jamais irão perceber.

Daí a necessidade de um estado NS Lusitano.

É preciso que o povo tenha orgulho em ser Lusitano,e que se transcenda a todos os níveis,a nível intelectual,moral,racial,científico,artístico,bélico,gastronómico,tudo mesmo.

E que jamais aceite a escravidão seja quem for que a queira impôr.

Se for uma potência mundial então 24 horas sobre 24 horas estuda-se como dar cabo da sua economia para tudo o resto cair.

Fazer questão de vincar que não há povo mais vingativo que os Lusitanos e quem quer que se meta com eles,seja quem for,irá pagar muito caro essa issensata ousadia.

Esse é o Portugal que eu ambiciono.
Um Portugal de pé,e não de joelhos face à democracia.

Carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
alf disse...

no fundo, é como cá.. há sempre 6 milhões de portugueses que estão lixados.. pelo menos ;-)

Carlos disse...

Dangerous Knowledge
http://vimeo.com/30482156
http://vimeo.com/30641992

Caro N
“Carlos chipar pessoas não é sinónimo de avanço civilizacional.”
Não posso concordar mais consigo.

Carlos disse...

Caro alf
Isso é que foram férias...

Anónimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra
http://commanderviagragenerique.net/ viagra
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra precio
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ viagra

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis vente
http://commandercialisfer.lo.gs/ acheter cialis generique
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis roma
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis 20 mg