terça-feira, maio 07, 2013

Anne Frank - um exemplo da incompreensível rotação dos prisioneiros judeus pelos diversos campos de extermínio nazis







A história de Anne Frank começa na Alemanha dos anos 20. Os seus pais, Otto Frank e Edith Holländer casaram-se numa sinagoga no dia 12 de Maio de 1925. Nove meses depois, no dia 16 de Fevereiro de 1926, a primeira filha do casal, Margot, nasceu em Frankfurt am Main. No dia 12 de Junho de 1929, nasceu Annelise Frank (Anne Frank).


Em 1933, com a subida ao poder de Adolf Hitler, a família Frank decidiu mudar-se para a relativamente segura Amesterdão, na Holanda. Para tanto, no verão desse ano, Edith, Margot e Anne Frank foram morar com a avó materna Holländer, em Aachen, enquanto o pai, Otto Frank, partiu para Amsterdão para organizar as coisas. No dia 5 de dezembro de 1933, Edith e Margot, a mãe e a irmã de Anne Fraank, mudaram-se para Amesterdão. Em Fevereiro de 1934, Anne Frank juntou-se aos pais em Amesterdão.

No verão de 1937, a família Van Pels trocou Osnabrück na Alemanha, por Amesterdão. No dia 1 de Junho de 1938, Otto Frank em parceria com Hermann van Pels inaugurou a Pectacon B.V., especializada na produção de ervas utilizadas no tempero de carne. No dia 8 de Dezembro do mesmo ano, Fritz Pfeffer trocou a Alemanha pela Holanda. Em Março de 1939, a situação dos judeus na Alemanha começou a ficar intolerável.

Mesmo com muitos membros do Partido Nazi presentes no seu território, a Holanda tratava muito bem os seus refugiados judeus e os Frank sentiram-se seguros juntamente com seus vizinhos judeus.

No dia 5 de Julho de 1942, Edith Frank recebeu um documento registrado convocando Margot Frank para ir para o campo de trabalhos forçados de Westerbork, na Alemanha.

Diante de tal facto, Otto Frank, o pai de Anne Frank, decidiu antecipar a ida da família para o esconderijo localizado em Prinsengracht, 263 (local onde funcionava seu escritório e que desde o ano anterior estava sendo preparado para se tornar esconderijo da família caso fosse necessário).

A 13 de Julho de 1942, a família Van Pels, Hermann, Auguste e Peter, mudou-se para o Anexo Secreto. No dia 16 de Novembro, Fritz Pfeffer chegou ao esconderijo como o oitavo clandestino.

Durante dois anos os moradores do Anexo Secreto fizeram parte de uma grande família, morando num confinado espaço e vivendo sob o constante medo de serem descobertos pelos nazis e pelos seus simpatizantes. Foi durante este período que Anne Frank escreveu o seu famoso diário.

A 4 de Agosto de 1944 o Anexo Secreto foi invadido de surpresa pela polícia nazi e os moradores foram presos.


Depois de presos, os oito moradores do Anexo Secreto foram levados para uma prisão em Amesterdão e no dia 8 de Agosto foram transferidos para Westerbork, um campo de triagem para judeus no norte da Holanda. A 3 de Setembro de 1944 foram todos deportados para Auschwitz (Polónia), onde chegaram no dia 6 de Setembro de 1944. À chegada ao campo de concentração de Auschwitz, Anne Frank e os outros sete residentes do Anexo foram poupados à morte nas câmaras de gás.


**********************************

A família Frank


Otto Heinrich Frank, pai de Anne Frank, foi o único dos oito moradores do Anexo a sobreviver, sendo libertado de Auschwitz pelo Exército Vermelho no dia 27 de Janeiro de 1945. Otto Frank morreu em Basileia, Suiça, no dia 19 de Agosto de 1980 com 91 anos.







Edith Hollander Frank, mãe de Anne Frank, morreu com 44 anos na enfermaria de Auschwitz-Birkenau, no dia 6 de Janeiro de 1945, vítima de inanição.





Margot Frank, a irmã mais velha de Anne Frank, foi transferida, por volta de 28 de Outubro de 1944, com Anne Frank e Auguste van Pels de Auschwitz para Bergen Belsen, campo de concentração perto de Hannover (Alemanha), onde morreu com 18 anos, possivelmente no final de Fevereiro de 1945, vítima da epidemia de tifo que matou milhares de prisioneiros no local. O seu corpo foi provavelmente enterrado nas valas comuns de Bergen Belsen.



Anne Frank foi transferida, por volta de 28 de Outubro de 1944, com a irmã e Auguste van Pels de Auschwitz para Bergen Belsen onde morreu com 16 anos, possivelmente no final de Fevereiro ou início de Março de 1945, vítima de tifo. Provavelmente o seu corpo também foi enterrado nas valas comuns do campo que foi libertado por tropas inglesas a 12 de Abril de 1945.




A família van Pels



Hermann van Pels morreu nas câmaras de gás de Auschwitz, de acordo com o único testemunho de Otto Frank, Hermann, em Outubro ou Novembro de 1944, com 55 anos. Pouco depois as câmaras de gás foram desactivadas.






Auguste van Pels, esposa de Hermann van Pels, foi transferida de Auschwitz com Anne e Margot, por volta de 28 de Outubro de 1944, para Bergen Belsen. Em Fevereiro de 1945 foi transferida para Buchenwald, depois foi transferida para Theresienstadt em 9 de Abril de 1945, e aparentemente foi transferida para outro campo de concentração depois disso. É certo que não sobreviveu, mas não se sabe a data de sua morte.





Peter van Pels, filho dos Pels, foi forçado a participar da marcha da morte de Auschwitz a 16 de Janeiro de 1945 até ao campo de concentração de Mauthausen, Áustria, onde, segundo a Cruz Vermelha, morreu no dia 5 de Maio de 1945, com 18 anos, três dias antes do campo ser libertado pelas tropas americanas.





Fritz Pfeffer


Fritz Pfeffer foi transferido de Auschwitz para Sachesenhausen e novamente transferido paro o campo de concentração de Neuengamme, onde morreu no dia 20 de Dezembro de 1944, com 55 anos, com uma inflamação nos intestinos.







**********************************

Em suma

Dos oito prisioneiros judeus, principais personagens do diário de Anne Frank, apenas três permaneceram em Auschwitz com sortes diferentes:

1 - Hermann Pels foi «gaseado» em Auschwitz segundo o «único testemunho» de Otto Frank (o pai de Anne Frank).

2 - Edith Frank, mãe de Anne Frank, morreu na enfermaria de Auschwitz vítima de inanição.

3 - Otto Frank, pai de Anne Frank, sobreviveu a Auschwitz, sendo libertado pelo Exército Vermelho.


Os outros cinco elementos foram todos transferidos, alguns por diversas vezes:

4 e 5 - As irmãs Margot e Anne Frank foram transferidas de Auschwitz para o campo de concentração de Bergen Belsen, onde morreram de tifo.

6 - Peter Pels foi transferido de Auschwitz para Mauthausen onde morreu três dias antes do campo ser libertado pelas tropas americanas.

7 - Fritz Pfeffer foi transferido de Auschwitz para Sachesenhausen e depois para Neuengamme, onde morreu com uma inflamação nos intestinos.

8 - Auguste Pels foi transferida de Auschwitz para Bergen Belsen, depois para Buchenwald, depois para Theresienstadt, e aparentemente para outro campo de concentração depois disso. Pensa-se que não terá sobrevivido.


Questão

Se o objectivo dos nazis era exterminar judeus, como se explica que deste grupo de oito judeus que se encontrava em Auschwitz, o local de extermínio nazi por excelência, apenas um tenha sido «gaseado», de acordo com o «único testemunho» de Otto Frank? E porque andaram os outros a saltar de campo em campo (tendo a senhora Auguste Pels passado por cinco campos de extermínio diferentes)?

26 comentários:

N disse...

Isto é tão simples quanto isto...

Quem quer investigar o holoconto?
Fascistas,nazis,"extremistas",nacionalistas "anti-semitas", e toda uma espécie de adjectivos por parte da corrupta mainstream média.

Quem é que tenta proibir qualquer investigação,qualquer pergunta,qualquer dúvida,qualquer debate?

Os judeus em geral,e não-judeus democratas em geral(vendidos e submissos aos judeus).

Então quem é que está a esconder alguma coisa?

Aqueles que buscam a verdade?
Ou aqueles que tentam proibir a busca da verdade?

A resposta é óbvia...

A indústria do holoconto é uma espécie de religião inquisitória dos tempos modernos.

Se não dizes também que 2+2 são 5 és um "terrorista".

Dantes chamavam "pagãos",hoje chamam "anti-semitas" e "terroristas".

Queres ter acesso à verdade?
És um "terrorista"...

Não admites ser chipado e aceitares que os teus filhos também o sejam?
És um "Anarquista perigoso para a democracia"...

Achas que é inaceitável que a tua nação esteja subjugada ao sionismo?
És um "racista"...

Não gostas de apanhar no cú?
És um "retrogada"..

O politicamente correcto é a nova inquisição.
E a democracia a religião que comanda a inquisição.

Anónimo disse...

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2013/05/derrubar-mais-uns-mitos-sobre-mordechai.html

Pedro Lopes disse...

Mais um excelente trabalho.

A questão de andarem de campo em campo e de facto estranha.
E se os Alemães os quisessem mesmo matar nem sequer necessitavam de os levar para os campos.
Para quê manter aquelas infra-estruturas todas, quando lhes podiam simplesmente meter uma bala na cabeça?



Agora parece que o novo divertimento dos Holocontistas é andar á caça de nonagenários Alemães que foram guardas em auswitch ou em outros campos.

É dos assuntos mais importantes para o mundo actual.



Jorge disse...

O carvão que os comboios nazis não gastavam com tanta viagem e tanta transferência de prisioneiros.

Anónimo disse...

http://omsilanoican.blogspot.pt/2013/03/former-kgb-agent-explains-how-jews-are.html

N disse...

Leram o que o próprio ex-agente do kgb admite quais os principais meio e objectivos de sabotagem?A desmoralização em primeiro lugar tendo em vista a escravatura na fase final?

Agora vejam o que tem sido feito desde o 25 de abril...

Fim da tropa obrigatória.

Enfemenização do homem através de educação liberal e neo-marxista.

Casamento panão legalizado.

Libertinagem da mulher "moderna" e cosmopolita.

Banalização da traição e multiplicação de parceiros e sexo "casual".

Preparam a adopção de míudos por casais panões para converterem o míudo mais tarde em panão também,porque a natureza é fodida e não deixa ter filhos pelo cú, vai daí os democratas podem assim recrutar crianças heterossexuais para conversão para prolongar a "espécie".

Heterofobia propagandeada a vários níveis e por variados meios.

Tentativa de destruição de todo o tipo de identidade própria e substituição pelo "americanismo", "cultura" globalizadora e cosmopolita.

Fim de feriados nacionais,como o 1º de Dezembro,porque está ligado à nação e o seu simbolismo está ligado à coragem,soberania e elevação dos nativos.

Ao mesmo tempo os feriados relacionados com datas de eventos ou pseudo-revoluções maçónicas mamtém-se...

Ou seja, a democracia está acima da Pátria.É essa a doutrina,mais ou menos a descoberto que se está a querer enfiar nas mentes dos Portugueses.

Quase como se a nação fosse uma forma de regime escolhida para gerir a democracia.

E se esta escumalha não é travada a tempo,não vai demorar muito a legalizarem a pedófilia e incesto com o argumento de "escolha sexual".

Qual o intuito da desmoralização?
Óbvio...

Desvirilizar os Lusitanos para escravizar Portugal de vez,sim,porque em grande parte já está escravizado,democraticamente escravizado,porque a soberania é a soberania de um bom escravo,um servo bem comportado e submisso.

Podes ter as tuas fronteiras e tal "relativamente" controladas,mas políticamente,financeiramente,socialmente e moralmente toca a obedecer aos ditames de fora,da a patinha ao dono e o dono dá-te um osso.

Se houver lobos Lusitanos no meio do gado e no meio dos cães de serviço submissos ao sionismo,então toca a dar os dados de TODOS os Portugueses aos americanos sionistas,o miguel macedo como bom lacaio que é e bom mercenário fará essa ALTA TRAIÇÃO de bom grado a Portugal e aos Portugueses.

E por fim dizer aos capachos dos média que chamem de "terrorista","extremista perigoso",etc, todos aqueles que topem a sabotagem e alta traição a Portugal e se recusem a vergar.

Agora vejam se isto que eu disse não corresponde à realidade e começem a juntar as peças do puzzle...

A democracia é uma ditadura disfarçada e anti-nacional.

Pedro Lopes disse...



http://xaameriki.files.wordpress.com/2013/05/sam.jpg

Anónimo disse...

Esse desenho é do Golden Dawn,é o samaras a prestar submissão aos judeus e continuar o plano democrático de traição interna dentro da Grécia.

Anónimo disse...

http://xaameriki.files.wordpress.com/2013/05/goldendawnradio.jpg?w=627&h=523

Esta está muito boa porque podemos interpretar como aquela máxima do "De pé entre as ruínas", referente ao homem nobre que não se deixa vergar mesmo que tudo à volta se degenere e o tente corromper.

Andreia disse...

Negar o holocausto é negar o direito de israel sobre as terras que ele ocupa atualmente, logo os que negam o holocausto têm o objetivo politico de ocupar as terras de israel, no meu ponto de vista.

Pedro Lopes disse...

"Negar o holocausto é negar o direito de israel sobre as terras que ele ocupa actualmente, logo os que negam o holocausto têm o objectivo politico de ocupar as terras de israel, no meu ponto de vista."

Não é nada disso. Negar o Holocausto é o mesmo que negar que 2+2=5.
http://trutube.tv/video/1606/THE-ORIGINAL-6-MILLION

Eu acho que ninguém aqui quer as terras de israel, o que gostávamos era que eles deixassem as nossas.

Pedro Lopes disse...

"A humanidade não existe sociologicamente, não existe perante a civilização. Considerar a humanidade como um todo é, virtualmente, considerá-la como nação; mas uma nação que deixe de ser nação passa a ser absolutamente o seu próprio meio. Ora um corpo que passa a ser absolutamente do meio onde vive é um corpo morto. A morte é isso - a absoluta entrega de si próprio ao exterior, a absoluta absorção no que cerca. Por isso o humanitarismo e o internacionalismo são conceitos de morte, só cérebros saudosos do inorgânico o podem agradavelmente conceber. Todo o internacionalista devia ser fuzilado para que obtenha o que quer, a integração verdadeira no meio a que tende a pertencer. Só existem nações, não existe humanidade."

Fernando Pessoa, in 'Textos Filosóficos e Esotéricos - 1915'

N disse...

"Negar o holocausto é negar o direito de israel sobre as terras que ele ocupa atualmente, logo os que negam o holocausto têm o objetivo politico de ocupar as terras de israel, no meu ponto de vista."

Cara Andreia, negar o holocausto é apenas negar algo que na realidade não existiu baseado em provas,factos,testemunhos verídicos de que as cameras de gás foram montadas depois pelos aliados como forma de diabolizar os Alemães.

E quanto ao "direito" reivindicado por parte do povo judeu em ocupar aquele território é o assumir dos mesmos que são na realidade um povo semita e Asiático, e assim sendo não têm qualquer legitimidade para opinar ou decidir o que quer que seja em território Europeu de povos Arianos.

A única coisa de jeito que escreveu foi ter escrito israel com letra pequena...

E actualmente é com "c" que se escreve, porque o aborto ortográfico é tão legítimo e lógico como a submissão da Nação Portuguesa ao sionismo.

A submissão começa sempre com coisas pequeninas..
Não se subjugue e comece abrir-se a outros pontos de vista.

Pergunte a si própria se quem a rouba actualmente através da usura é obra dos nazis ou dos judeus.

Pergunte a si própria se quem a diz para injectar vírus biológicos em forma de vácinas é obra dos nazis ou dos judeus.

Pergunte a si própria se a especulação financeira que foi responsável pelo saque dos dinheiros dos contribuintes para a máfia da alta finança é obra dos nazis ou dos judeus.

Pergunte a si própria se a máfia da maçonaria que se rege pelo talmud e o que lá diz, se foi escrito por nazis ou por judeus.

Pergunte a si própria se as principais organizações e indíviduos ligados ao negócio da prostituição infantil se são nazis ou judeus.

Pergunte a si própria se os mainstream média que a enganam todos os dias se pertencem aos nazis ou aos judeus.

Depois de reflectir sobre isso talvez tenha outro ponto de vista e perceba quem realmente de facto estraga a sua vida, quem a engana e lhe faz mal,não só a si mas a quem lhe é querido também, e à sua própria nação(isto se lhe tiver algum amor).

http://omsilanoican.blogspot.pt/2013/02/talmud-alguns-excertos.html

Talvez alguns excertos do livro espiritual e doutrinário dos judeus e maçonaria a elucide da escória humana que eles são.

N disse...

"A taxa de desemprego continuou a subir em Fevereiro na Grécia, ao atingir 27% da população activa, contra 21,9% no mês homólogo de 2012 e 26,7% em Janeiro de 2013, informou hoje o instituto de estatística grego, Elstat."

Só quem (des)goverva e (des)governou é que pode ser responsabilizado.

Quem (des)governou e levou a Grécia a este ponto?

Resposta:Democratas em geral,marxistas,liberais e neo-conservadores.

Quem não(des)governou e não tem qualquer culpa nem pode ser responsabilizado?

Resposta:Golden Dawn.

Quem então é o problema?

Resposta:Todos menos o Golden Dawn.

Qual é a solução?

Resposta:O Golden Dawn.

Em Portugal a lógica é a mesma...

O problema não pode ser a solução.

Actualização:
"A taxa de desemprego subiu em Portugal para os 17,7% no primeiro trimestre"

Sempre a subir...

http://omsilanoican.blogspot.pt/2013/04/danos-democraticosactualizacao.html

Anónimo disse...

"Uma nação pode sobreviver aos idiotas, mas não à traição..." Cícero

Pedro Lopes disse...

Resposta:O Golden Dawn.


Apenas um exemplo:

"BANKING SECTOR: MERGING AND NATIONALIZATION OF BANKS, ABSOLUTION OF DEBT BASED ON SOCIAL CRITERIA

Immediate purification of the banking system. The Golden Dawn aims to nationalize the banks that have received capital support under the guarantee of the Greek government. It is sad to have the Greek people pay for the recapitalization of private banks. It is unacceptable, to have the money received by the Troika bankers transformed into public debt, without the State receiving a majority of their shares in return.

Along with the nationalization of the banks, it is required that they all get merged to a single, strong central bank that will subsidize production. Also, the National State must enforce the absolution of bank debts of Greek families based on social criteria and help ease the unbearable burden of the working class, caused by usurious loans."

http://golden-dawn-international-newsroom.blogspot.gr/p/the-program-of-golden-dawn.html




Comparar este tipo de politicas com a merda liberal capitalista e esquerdo-maçónica é o mesmo que comparar ouro com com ferrugem.

simon disse...

Também, deixa lá, Diogo, que se a intenção dos nazis não era matar os judeus, esses todos que escaparam ao gás, coitados, não lhes invejo a sorte de turistas de campo em campo para morrer de tifo, de fome, penúria e mais misérias.

N disse...

Pedro Lopes,o Golden Dawn como podes ver é verdadeiramente anti-capitalista e revolucionário e aliado da classe trabalhadora nativa.

Isso é que é verdadeiro nacionalismo.
Nobre,justo e orgânico.

Os que se dizem "revolucionários" como os neo-marxistas são na verdade reaccionários pois são eles que tentam manter o actual sistema,logo são falsos revolucionários.

E agora mais uma conquista da democracia maçonica Portuguesa acabadinha de chegar:

"Desemprego dispara 53% na agricultura

O número de desempregados à procura de novo emprego com origem neste setor passou, em três meses, de 17,7 mil para 27,1 mil."

A realidade supera a propaganda democrática...

Portugal é um titanic a todo o vapor.

E só os parvos ficam surpresos..
E ainda vai piorar..
Quanto mais durar a 3ª República pior vai ser...

Já ando a dizer isto há anos...

Cito agora Platão:

"Não devemos de forma alguma preocupar-nos com o que diz a maioria, mas apenas com a opinião dos que têm conhecimento do justo e do injusto, e com a própria verdade."

"Só os homens mais sábios têm razão antes do tempo e são estes que devem governar se o povo quiser sobreviver"

N disse...

"é o mesmo que comparar ouro com com ferrugem."

Sabes porque é que o ouro é valioso Pedro Lopes?

Porque é raro...
Porque as coisas vulgares e fáceis de arranjar, essas pouco ou nada valor têm.

É assim com os metais,é assim com as mulheres e com os políticos.

A qualidade é preferível à quantidade.

Democracia=quantidade.
NS=qualidade.

Pedro Lopes disse...

"O número de desempregados à procura de novo emprego com origem neste setor passou, em três meses, de 17,7 mil para 27,1 mil."

--sheeple mode ON--

É pá, ao menos vivemos numa democracia e podemos falar á vontade.
No fascismo nem havia sequer internet, e ainda te queixas?

--sheeple mode OFF--

Acreditem que se virem por ai nos sites da imprensa de "referência" aparecem comentários deste tipo a rodos, principalmente quando algum mais atrevido sai um pouco fora do politicamente correcto.

Basicamente devido á lavagem á mioleira há muita gente que mesmo perante a miséria total julga que o seu voto vai mudar alguma coisa e que os políticos da oposição são melhores que os do governo e que sem democracia irá aparecer uma PIDE a prender toda gente.

Pedro Lopes disse...



http://ajmacdonaldjr.files.wordpress.com/2013/03/112_sheeple__d_.jpg

alf disse...

Diogo

Você ainda não colocou sobre a mesa uma coisa óbvia: não se exterminam civis sumariamente a não ser no momento da conquista.

Ou seja, quando os alemães ocupavam aldeias russas, exterminavam toda a gente. Mas quando se faz prisioneiros, estes não podem ser exterminados da mesma maneira, há que dar a ideia de que se lhes dá a mínima chance de sobrevivência; se eles sobrevivem ou não, é com eles. A prazo, morrerão todos.

É isto que os israelitas fazem com os palestinianos: mantêm-nos prisioneiros num gigantesco campo de concentração, impedem-nos de terem qualquer organização relevante (há uns anos invadiram o território palestiniano para destruir o sistema informático oferecido pelos suecos para o registo das propriedades, pois isso foi encarado como um primeiro passo para se organizarem; e destruíram tb as escolas da ONU)

Se os alemães tivessem simplesmente exterminado os judeus, o mundo poderia ter-se levantado contra tal barbaridade; assim, mantiveram muitos simpatizantes. Tal como os israelitas.

O que os israelitas pretendem é que, a prazo, os palestinianos se extingam - quem vive sem esperança nem futuro acaba por perder a vontade de viver. A forma de o conseguir é esta.

tal como os alemães; tivessem ganho a guerra, ou tivesse esta demorado mais um pouco, nenhum dos judeus que apanharam teria sobrevivido; mas para a história ficaria apenas que os alemães arianos os tinham protegido em campos especiais, não fosse a cena das câmaras de gás.

Há que ser subtil quando se quer fazer coisas que sensibilidade do povão condena, percebe? é assim que os grandes líderes pensam. Se puderes fazer sem que ninguém saiba, porreiro; se não puderes, tens de arranjar uma forma de conseguires o que pretendes fingindo que pretendes o contrário.

isto é básico; é por isso que o Passo Coelho cantou o hino na tomada de posse e os membros do governo andam todos de patriótico pin ao peito. Até tive um arrepio na espinha quando vi isso, já sabia o que se seguia...

N disse...

"Ou seja, quando os alemães ocupavam aldeias russas, exterminavam toda a gente."

Mais uma fantasia hoolywoodesca...

Caro Alf, quem massacrou os Russos(Eslavos) foram precisamente os comunistas(judeus) que ocuparam o poder na Rússia depois de terem sido financiados pelos banqueiros judeus contra a elite Eslava Russa que mandava no País.

As pessoas foram mortas,torturadas,casas e bens pilhados só porque sim,mulheres Eslavas eram violadas vezes sem conta por parte dos bolshevistas judeus nas prisões,e o povo Russo Eslavo que sobreviveu e não foi morto foram escravos durante décadas dos bolshevistas.

Aliás,se houve raça/etnia que mais sofreu às mãos dos judeus foram os Eslavos,porque não foi só na Rússia,foi na Polónia,Ucrânia,Sérvia,etc...

Os filhos da puta dos judeus até davam ordens explícitas aos militares bolshevistas para violarem as mulheres Arianas para lhes tirar o orgulho racial.

Na Alemanha o caso foi de tal ordem que por cada 10 mulheres Alemãs que foram violadas pelos judeus bolshevistas, 7 suicidavam-se porque não aguentavam o trauma.

Foi isto que Hitler e os bravos SS impediram com a sua própria vida de entrar no Ocidente.

Depois da merda democrática se ter aliado aos comunistas(pudera,a elite era judia de ambos os lados), os judeus enriqueceram e de que maneira à custa da prostituição de mulheres e crianças Eslavas.

Alías,negócio ainda hoje maioritariamente nas suas mãos sujas e judias,numa menor escala é certo,mas mesmo assim numa escala absolutamente inaceitável com muita gente a fechar os olhos.

Depois com a tecnologia e internet foram eles os grandes pioneiros do negócio de filmes porno de menores,algo que também dominam maioritariamente até aos dias de hoje e que é uma coisa absolutamente asquerosa.

Depois admiram-se que haja muitos raptos de menores...
O negócio da pedófilia e industria porno de menores rende milhões e milhões de euros,e os judeus estão na linha da frente.

Quando há detenções por parte de polícias(muito nobres) dessa escumalha, é raro aparecer nos média,e quando aparece nunca dizem a ascendência da escumalha.

Porque querem a todo o custo abafar que são os judeus maioritariamente que controlam a indústria de pornografia de menores.

Crianças a serem sodomizadas,violadas e depois mortas até(vídeos mais hardcore),mas que pelos vistos excita muito esses dementes de merda.

Não é nada que não tenhamos aqui em Portugal,é só ligarmos o canal da assembleia e estão lá alguns deles que fazem parte dessa escumalha.

Eu essa escumalha, um dia que lhes pusesse as mãos em cima, eles iam ver o que era terror a sério..

N disse...

Post relativo à evidente e factual ligação da maçonaria com a pedofilia,e como é através da democracia que se expande a sodomia de menores.

http://omsilanoican.blogspot.pt/2013/01/outras-paragens.html

Pedro Lopes disse...


Alain Soral expõe as Redes de Pedofilia, Rituais Satânicos e o Casamento Gay.

A não perder.

http://www.youtube.com/watch?v=QphFnMLpYL8

Anónimo disse...

http://www.pnr.pt/2013/05/09/passos-coelho-promove-islamizacao-da-europa/

Bom post...