quinta-feira, maio 23, 2013

Pacheco Pereira - “O Governo juntou-se à troika para formar uma quadrilha” - [que, sob as ordens da Grande Finança, saqueiam selvaticamente o país]





************************************





PTJornal - 10 Abril de 2013


Pela primeira vez, Pacheco Pereira defendeu a demissão do Governo. No 'Quadratura do Círculo', programa de debate da SIC Notícias, o social-democrata defendeu que "o Governo juntou-se à troika para formar uma quadrilha", entrando numa "guerra institucional", com políticas de "duvidosa legalidade".

"À medida que o Governo vai tendo mais dificuldades em cumprir o que deseja, vinga-se em todos aqueles que criam obstáculos. O desastre da política económica deste Governo já existia antes da decisão do Tribunal Constitucional. E o conjunto destes factos – digo isto pela primeira vez – justificaria a demissão deste Governo", disse Pacheco Pereira, ontem, no programa Quadratura do Círculo.

O social-democrata, que tem sido um persistente crítico das políticas de Passos Coelho, considera que a reação do Governo à decisão do Tribunal Constitucional, sobre o Orçamento de Estado, é "inaceitável" e revelador de um sentimento de "vingança para com os portugueses".

"Estamos a atingir um nível de perigosidade para as instituições e para a independência de uma atuação de um Governo na defesa dos interesses de Portugal", acrescentou Pacheco Pereira.

O social-democrata lamentou também que o executivo não tenha aproveitado o chumbo de normas do Orçamento para apresentar como argumento à troika, numa tentativa de renegociação dos prazos.

O cenário político permitiria a Passos Coelho "solicitar uma renegociação do acordo". Pacheco Pereira considera que o Governo, em vez de usar o chumbo para enfrentar a troika, usou-o contra os portugueses.

"O tom revanchista que o Governo assume depois da decisão do Tribunal Constitucional mostra o carácter punitivo que está presente na política da coligação desde o início", afirmou Pacheco Pereira.

Por outro lado, acusa, o Governo entrou "numa guerra institucional dentro do Estado, em colaboração com a troika"”, com a finalidade de "abrir caminho a políticas de duvidosa legalidade e legitimidade", que têm como base "o relatório que fez em conjunto com o FMI".

Nesse sentido, não resta alternativa à convocação de eleições antecipadas. "Não conheço nenhum motivo mais forte e justificado para a dissolução da Assembleia da República por parte do Presidente do que este acto revanchista contra os portugueses", concluiu Pacheco Pereira.

O despacho que Vítor Gaspar assinou, em que ordena a suspensão dos ministérios até novas ordens, é considerado como uma forma de "pressão inaceitável" do ministro das Finanças.




************************************


Segundo Pacheco Pereira, os governantes Passos Coelho, Vítor Gaspar, a troika e os bancos que estão por trás dela, estão a roubar o país a uma escala colossal. Dada a dimensão da rapina, conduzindo centenas de milhares de portugueses à miséria, ao desespero e também à morte, rapidamente se percebe que não se trata apenas de simples roubos, mas de assassínio e genocídio social.

Sendo que as instituições do Estado, que deveriam evitar ou resolver este crime, estão também elas quietas a soldo do mesmo dinheiro, será da máxima justiça que os portugueses façam justiça pelas próprias mãos.

Observar, em breve, as cabeças decepadas de Passos Coelho e Vítor Gaspar a bambolear ensanguentadas num cabaz, constitui já o desejo de milhões.



13 comentários:

Jorge disse...

Quem pode confiar num Governo que enganou o povo e violou a lei?

Existe a necessidade urgente de acabar com estas políticas e certamente que não será uma mudança nos Ministros que irá alterar as políticas que estão a ser seguidas.

Os cortes dos subsídios de férias e de natal têm de ser substituídos por cortes de cabeças de assassinos disfarçados de governantes.

Manter este Governo é alimentar uma máquina de loucura que apenas destruirá o resto da nossa sociedade, economia e cultura.

Anónimo disse...

"Quem pode confiar num Governo que enganou o povo e violou a lei?"

LOL,estás com quase 40 anos de atraso pah!

Anónimo disse...

"LOL,estás com quase 40 anos de atraso pah!"

eheheheh!

vais ver que esses 40 anos ainda são herança (ainda se escreve com h ?)do faxismo.

o fassismo é fodido.

Pedro Lopes disse...

"Observar, em breve, as cabeças decepadas de Passos Coelho e Vítor Gaspar a bambolear ensanguentadas num cabaz, constitui já o desejo de milhões.

Isto é a raia miúda.
O Passos Coelho e o Gaspar são meros tarefeiros a mando dos grandes.
Em vez de lhes cortarmos a cabeça, devíamos primeiro fazê-los regurgitar informação de quem são os seus donos e a forma como actuam e onde enterram o dinheiro.

Depois enchiam-se de biqueiradas e eram colocados numa instituição de correcção. Tal como havia no tempo do faixismo.

Pedro Lopes disse...


"PGR abre inquérito a Miguel Sousa Tavares por chamar "palhaço" a Cavaco"

http://www.publico.pt/politica/noticia/miguel-sousa-tavares-chamou-palhaco-a-cavaco-e-este-queixase-a-pgr-1595395#/0


Ó cabaco, vai te encher de merda.
Não pedes á PGR para investigar a gatunagem, mas por te chamarem o que é ai ai ai que assim não pode ser.....



Anónimo disse...

"Não pedes á PGR para investigar a gatunagem"

Pedro Lopes,então queres que ele se investigue a si próprio?
Ou não te lembras do bpn,da auditoria aos fundos da ue que nunca foi feita ou das negociatas de seus familiares recente na expo?

Diogo disse...

Eu sei que Passos Coelho e Vítor Gaspar são arraia-miúda. Mas a quota do mal feito por estes gajos aos portugueses é tal, que estes animais não merecem continuar a respirar.

menvp disse...

O senhor Pacheco Pereira quer comer o contribuinte por parvo!
.
.
--->>> Com um MINISTRO DAS FINANÇAS RIGOROSO não teria sido 'enfiado' ao contribuinte a nacionalização do BPN, a nacionalização de sistemas piramidais em ruptura acelerada, PPP's, SWAP's, etc...
.
-> Os lobbys que se consideram os donos da democracia - os 'cavadores de buracos' -, com os seus infiltrados em todo o lado (sim, em todo o lado!), isolam e atacam todo e qualquer ministro que queira ser rigoroso, e que não lhes dê abébias para andar a 'cavar buracos' sem fim à vista...
- Obs. 1: Manuela Ferreira Leite (quando era ministra das finanças) quis impor algum rigor nas finanças públicas... consequência: os 'cavadores de buracos' puseram o país inteiro a cantarolar a cantiga «Há vida para além do deficit».
- Obs 2: ao querer impor um certo rigor... o ministro das finanças Vítor Gaspar foi isolado (e atacado por todos os lados) pelos 'cavadores de buracos'.
.
.
O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
-> São raros os ministros que possuem a capacidade de resistência do ministro Vítor Gaspar... leia-se: O CONTRIBUINTE TEM DE AJUDAR NO COMBATE AOS LOBBYS QUE SE CONSIDERAM OS DONOS DA DEMOCRACIA!
-> Por um sistema menos permeável a lobbys, os políticos deverão ser obrigados a fazer uma gestão transparente para/perante cidadãos atentos... leia-se, temos de pensar em bons mecanismos de controlo... um exemplo: "O Direito ao Veto de quem paga" (vulgo contribuinte): ver blog 'fim-da-cidadania-infantil'.
.
.
P.S.1.
Um erro numa folha de cálculo - num estudo que defende a implementação de medidas de austeridade - foi considerado pela comunicação social (nota: é controlada pela superclasse: alta finança - capital global) como um erro gravíssimo de consequências bíblicas.
Uma errata publicada posteriormente, que corrigiu alguns valores... mas que, todavia, no entanto, MANTEVE A CONCLUSÃO FINAL INTACTA... foi... ignorada pela pela comunicação social?!?!?!
.
P.S.2.
Não é difícil de ver que as pensões de reforma são um «sistema piramidal» que carece de sustentabilidade... {são necessárias alterações}
As pensões de reforma dos bancários estavam numa situação pior: eram um sistema piramidal em ruptura acelerada... resultado: o sistema piramidal dos bancários (em ruptura acelerada) foi 'enfiado' ao contribuinte...
Obs: É preciso ter uma grande cara de pau: depois de ter 'enfiado' o sistema piramidal (em ruptura acelerada) ao contribuinte... o banqueiro Ricardo Salgado aparece com a conversa: «Corte nas reformas é terrível»!?!?!
-> Nota: num Sistema Público discute-se "condições para a sustentabilidade"... pelo contrário, num Sistema Privado corre tudo às mil maravilhas... só que depois a 'coisa' abre falência de um dia para o outro (um exemplo: o caso Madoff).

Pedro Lopes disse...

Vamos lá ter calma.

O Pacheco é e sempre foi um idiota útil. Um boçal televisivo.

Recentemente foi co-apresentador de uma obra literária sobre o fascismo da autoria de um historiador imparcial como o é o Fernando Rosas(Levantar a placa que diz "RIR").

O Pacheco, que foi trotskista na juventude, passou a democrata e capitalista, e agora está lentamente a regressar ao trotskismo.

Um falador sem nexo, que se acha intelectual. mas não sebe do quê.

O Pacheco pode ler 1 milhão de livros que não deixa de ser o que é. Um analfabeto literado.

O Pacheco(Levantar a placa que diz RIR) disse que queria o McCain em vez do Obama porque se sentia mais seguro na Europa com o Sistema Anti-Míssil dos EUA, contra o belicistas do Irão.

Anónimo disse...

Este Pacheco é um aldrabão sem emenda,ou não continue comunista lá no fundo.
Denunciar as tramóias de que a nossa pátria tem sido vítima por parte deste gado do regime é que este comediante não quer.
Sempre presente nas tv's controladas e controleiras e nunca teve a honestidade de pôr a nu as negociatas e embustes do partido dele e dos comparsas do socialismo corrupto.
P. que o pariu!

intelligentstrategy disse...

hehehehehe....incrível ....obviamente e parece que ele não sabia desde o incico...se não sabia então o que é que ele anda a fazer nos corredores da política?!!!!!

Anónimo disse...

http://www.correiodamanhacanada.com/rui-teixeira-proibe-acordo-ortografico/

Os meus parabéns.É com Homens destes que se levanta uma nação.

alf disse...

Diogo, de vez em quando andamos sincronizados... mais uma vez os nossos últimos posts complementam-se, parece que foram combinados.