terça-feira, junho 03, 2014

Portugal a caminho da Democracia Direta


Na imagem abaixo, mais um cidadão a mandar às malvas as aldrabices de um putativo candidato a «representante democrático»:



Quando meia dúzia de canalhas, a soldo do Grande Dinheiro, afirma representar Portugal inteiro e, mesmo, com todos os jornais e televisões a torcer por eles, recolhem apenas os votos de 9% de portugueses (os que, ao fim de décadas de mentiras, ainda acreditam em estórias da carochinha).




Dentro de alguns anos, a Abstenção vai cerrar os dentes e esmagar firme e decididamente a «Partidocracia Representativa», dando lugar à Democracia Direta:



Quem esteja minimamente atento à catadupa de embustes, contradições e roubos colossais que as «Democracias Representativas» cometem contra os povos que dizem representar, já terá percebido que não estamos em presença de um «Sistema Político» a funcionar em prol das populações, mas de um Sistema Extorsionário exclusivamente às ordens de uma Elite Financeira.

Esta Elite Financeira, que, como diria Eça – é dona de toda a Banca, de toda a Política e de todos os jornais e telejornais, não só traz o povo dependente pelo capital como, injúria suprema, pela voz dos seus Media, ordena-lhe o que há-de fazer, o que há-de pensar, como se há-de governar, e como há-de viver e morrer.

As «Democracias Representativas» - filhas diretas das ditaduras – foram congeminadas para lidar com uma população mais letrada. Repetem até à exaustão o slogan da «liberdade» - «liberdade de escolha», «liberdade de opinião», «liberdade de ação», etc. No entanto, toda essa «liberdade» tem sido ditada e conduzida pelas redações dos jornais e televisões (até ao atual advento da Internet).

Como afirmou Chris Gupta: "A constituição de uma «Democracia Representativa» "consiste na fundação e financiamento pela elite do poder de dois partidos políticos que surgem aos olhos do eleitorado como antagónicos, mas que, de facto, constituem um partido único. O objetivo é fornecer aos eleitores a ilusão de liberdade de escolha política e serenar possíveis sentimentos de revolta..."

Pois bem, é chegada a hora da Democracia Direta. O indivíduo já não vota em «representantes», mas no objeto do seu interesse: seja a construção de um infantário local, um hospital regional ou uma autoestrada nacional…

32 comentários:

Diogo disse...

Caro Pedro Lopes,

Toda a decisão que tenha a ver com a comunidade – seja o condomínio, a rua, o bairro, a freguesia, o concelho, o distrito, o país, o continente ou o planeta, é uma decisão política.

Evidentemente, as pessoas preocupam-se com os interesses que lhes dizem mais respeito. Mas contrariamente ao que dizes, há interesses regionais e nacionais que lhe podem interessar tanto como os interesses locais.

Se não existisse uma autoestrada a ligar Lisboa e o Porto (ligando rapidamente não apenas estas duas cidades, mas outras localidades com alguma importância), rapidamente se juntariam os votos necessários a tal empreitada. Eu, por exemplo, votaria numa tal autoestrada – porque tal também me interessa.

Não pode haver melhor "Core" para um novo regime!




Thor, continuas a pensar em pirâmide quando o futuro é o pensamento e a decisão em matriz (por muitas piruetas que esta possa ter).


Thor «não havia governantes que tivessem a última palavra? então que sistema defendes tu Diogo? uma anarquia sem líderes ou chefes? oclocracia? ditadura das massas?»

Defendo uma Democracia sem líderes. Uma Democracia das pessoas.

Não sei que idade tens. Mas eu, dos 8 aos 13 anos, vivi numa zona de uma cidade (que não é Lisboa), onde éramos cerca de 20 miúdos a brincar depois das aulas (e dos trabalhos para casa). Não havia líderes e, no entanto, organizávamo-nos para jogar futebol, para fazer corridas de bicicletas, para fazer campeonatos de natação, para festas com miúdas em casas e garagens de uns e outros, etc.

Sem chefes, conseguíamos-mos organizar para fazer quase tudo aquilo que queríamos. Obviamente que, em cada destas «brincadeiras», havia sempre alguns que não queriam, que queriam outra coisa ou que ficavam chateados com a decisão tomada em grupo. Mas na atividade seguinte eram outros a gostar mais e outros a gostar menos. O certo, é que esse grupo manteve-se coeso durante vários anos até a vida (dos pais) os separar.

Donde, o futuro não vai ser nenhuma ditadura de massas. Vai ser um grupo de adultos, sem líderes, a interagir e a decidir empreitadas em conjunto.

Thor disse...

comparar uma nação ou pátria, com um grupo de miudos.
isto é mesmo não ter a noção da realidade.
eu também não sei que idade tens, Diogo. mas eu já tenho mais de 30, e tu é que ainda raciocinas como se tivesses 13 anos.

agora, o pessoal todo (10,5 milhões) reunia-se todo numa roda e decidia tudo sozinho, sem chefes, num paraíso. e de caminho, ainda fumavam uns charros e tal.

oh Diogo, acorda para a vida.
o que tu defendes é um "paraíso" anarco-hippie que, na prática, significa ditadura da maioria ou dos estúpidos.
e, de brinde, ainda vai haver uns a mandar ou a querer mandar mais, pois essa é a natureza humana.

Diogo disse...

Caro Thor, já tenho quarenta e muitos. E que eu defendo é a vontade da maioria dos cidadãos.

Tu continuas a pensar em termos de pirâmide (onde as decisões são tomadas por gnomos, a soldo não sei de quem, com um tipo de bigodinho retangular no ápex, e que não prestam contas a ninguém – às chamadas massas estúpidas e ignaras).

Eu, (e cada vez mais gente), pensamos em termos de matriz. A informação flui por todos os segmentos e por todos os nós dessa matriz. Dependendo da escala e da quantidade de informação a circular em determinados pontos, assim se percebe a necessidade de tomar decisões sobre determinados assuntos.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

O Diogo censura posts apenas por falarem verdade.
E vem dar lições de democracia...

O Diogo assiste a uma abstenção de 70%,e isto dados "oficiais"(que são SEMPRE aldrabados), logo a abstenção foi maior ainda.
Ora se abstenção representa quem REJEITA a democracia, como é que o Diogo diz que caminhamos para a democracia directa?

O Diogo quer impor a vontade dele sem qualquer lógica, sem qualquer legitimidade, sem ter o mínimo de noção do que é uma Nação, e dá exemplos da sua eventual futura gerência comparando com putos a brincar depois das aulas...

Resta perguntar ao Diogo se nessas ditas aulas onde ele estava com os seus amiguinhos, as notas eram todas iguais, ou seja, se era aplicado o método democrático de avaliar todos como iguais independentemente de...
Ou se as notas eram dadas de acordo com o valor demonstrado...

Até num bando de miúdos há líderes.
Até num campo de futebol há líderes.
Até num exercito há líderes.
Até numa comunidade há líderes.
Até numa empresa há líderes.

A única lógica do "sem líder" só deve ser aplicada numa revolução nacional quando os líderes não estão há altura.
Porque permite ser desorganizadamente organizada e sem uma única cabeça de comando,o que dificulta imenso a missão dos mercenários policias que defendem os políticos ladrões, corruptos,pedófilos,traidores à nação e que inclusive roubam esses mesmos policias mercenários-idioto-masoquistas.

Depois vem falar no bigode.
O Diogo deve ter um qualquer trauma com bigodes só pode.
Como se a existência de bigode ou não, fosse relevante para determinar o valor de um homem.

Está descansado que "cheira-me" que o próximo a pegar nisto não vai ter bigode.

Thor disse...

caro N, a filosofia do Diogo ficou bem demonstrada quando ele uma vez perguntou para que é que era preciso forças armadas fortes :)

democracia directa, sem trabalho, sem líderes, sem forças armadas, as máquinas a fazerem tudo e as pessoas a divertirem-se juntas de mãos dadas :))

o Diogo diz já ter quarenta e muitos anos.
mas depois ainda há quem diga que o factor idade devia ser levado em consideração na hora de votar :)

Pedro Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Lopes disse...

"Até num bando de miúdos há líderes.
Até num campo de futebol há líderes.
Até num exercito há líderes.
Até numa comunidade há líderes.
Até numa empresa há líderes."


Só uma achega adicional.

Nós defendemos lideres, e não "ditadores" ou "Chefinhos" de certas empresas e dos governos.

Estas imagens explicam ao Diogo o que se pretende, e o que defendemos:

http://modernservantleader.com/wp-content/uploads/2013/05/boss-vs-leader-800x800.png

http://thebeany.net/wp-content/uploads/2013/04/boss_vs_leader.jpg

http://www.nadezhda.org/new/pic.php?f=104

Diogo,

Aqui ninguém defende ditaduras, seja de que tipo for, mas parece que isso custa a remover das cabeças. Ou é democracia ou é ditadura e prontos.
Esta dicotomia não sai nem com lixívia, fosga-se!!!

Ditadura é a Democracia.
E a directa, nos moldes que apresentas não é viável. Limitada a certos aspectos ainda vá que não vá.

Thor disse...

exacto. líder é uma coisa.
ditador é outra.

sempre houve líderes na história, porque a natureza é aristocrática e tem horror ao "vazios".
os "vazios" que o Diogo adora, são sempre ocupados por algo ou alguém.

nas sociedades que o Diogo defende, provavelmente o "vazio" será ocupado por alguma "nomenklatura" marxista.

nas nossas sociedades, nem sequer haveria vazio.
haveria um LÍDER, com orgulho do seu povo, a lutar para fortalecê-lo, eugenizá-lo, virilizá-lo, melhorá-lo, intelectualizá-lo, cultivá-lo, etc, etc

mas o Diogo ao ler isto, provavelmente encolherá os ombros e dirá "pra quê?"

o que é facto é que a natureza é desigual, logo haverá sempre homens com inclinação para ter mais poder que outros.
a competição e a liderança são dados INATOS da natureza. sempre existirão.
a igualdade é uma mentira e sempre o foi.

Diogo disse...

«Aqui ninguém defende ditaduras»

«A filosofia do Diogo ficou bem demonstrada quando ele uma vez perguntou para que é que era preciso forças armadas fortes :)»

«Nas nossas sociedades, nem sequer haveria vazio. Haveria um LÍDER, com orgulho do seu povo, a lutar para fortalecê-lo, eugenizá-lo, virilizá-lo, melhorá-lo, intelectualizá-lo, cultivá-lo, etc, etc»


*******


Nestes dois parágrafos está bem explícito o vosso apego a políticas de há 70 anos atrás…

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

"os "vazios" que o Diogo adora, são sempre ocupados por algo ou alguém."

Ora nem mais.
Quando não são ocupados por líderes nacionais e com legitimidade moral,intelectual, e racial/étnica, são ocupados pelo inimigo(judeu)como é manifestamente o caso.

A democraCIA preencheu o vazio de poder nacional.

Thor disse...

Diogo, até podiam ser políticas de há 7000 anos atrás, desde que fossem válidas.

eu gosto do modelo espartano.
aprecio algumas coisas do fascismo, mas prefiro muito mais o nacional-socialismo ao fascismo.

o que é preciso é "matar" de vez o liberalismo e a democracia moderna que são doenças do séc.XVIII e que mataram os nossos genuínos e originais valores ARIANOS!
defendo purificação genética, e purificação de valores também.

fora com o liberalismo e a decadência maçónica.
fora com a merda da igualdade e da revolução francesa.

é toda essa merda de mentalidade que lavou e castrou o cérebro aos Diogos, a ponto de criticarem os gajos que querem defender de facto o país.

N disse...

"Nestes dois parágrafos está bem explícito o vosso apego a políticas de há 70 anos atrás…"

Quando havia natalidade nativa superior a 2 filhos por casal.
Quando não havia recibos verdes.
Quando o desemprego era baixíssimo.
Quando a traição era intolerável.
Quando a pedofilia era punida com prisão ou execução por esquadrões de morte.
Quando havia designio nacional e propósito maior de vida.
Quando não havia endividamento deliberado para enriquecer a máfia usurária e aproveitar o pretexto para também baixar salários e comprar sectores-chave das nações.

Houve coisas negativas?
Houve pois...
Mas foram muitas mais as positivas que negativas.

E aquilo que eu e muitos ambicionamos, não é uma cópia desses regimes, mas sim copiar algumas das melhores coisas, melhorar outras, inovar e criar coisas nossas ,e através da nossa cultura, mitologia, identidade,e condições e condicionantes,criar uma sociedade NS Lusitana Aristocrática.

E falas de coisas antigas como se antigo=mau.

Pela tua lógica a democracia é a pior das merdas,pois ela é mais antiga que o Fascismo e que o NS.

Mas deixa-me também te esclarecer que a democracia que vocês muito gostam de gabar que nasceu na antiga Grécia, só cidadãos NATIVOS e que tivessem cumprido serviço militar podiam votar.

E também te lembrar que os melhores filósofos da altura, disseram que a democracia ia ser a desgraça da Grécia, e que assim foi...

Mas isso não é ensinado nas escolas.
Não convém.

Interessa é ensinar que mandar soldados para Angola lutar pelo que é era nosso, era imoral e injusto.

Mandar soldados para o kosovo lutar pelo que não é nosso, é justo e legitimo.

Era imoral o império Português porque "África pertence aos Africanos".

Mas o slogan "Europa pertence aos Europeus", isso aí já é racismo...

A democracia é estado de direito, também vos ensinam.
Mas ainda ninguém foi preso pelo crime de traição à Pátria, apesar de este ser um crime público e simultaneamente também já foram apresentadas queixas(eu já apresentei queixa contra 3 filhos da puta, ou seja, NÃO HÁ DESCULPA para não haver detenções).

Também somos uma Nação soberana dizem...
É por isso que um ministro(miguel macedo) fornece os dados de TODOS os cidadãos a outro país estrangeiro(eua sob ocupação sionista).

Vocês são programados desde miúdos numa ditadura de mentiras,falsidades,ilusões,demagogias,e traições...
Mas basta ter o nome Democracia, que vocês aceitam tudo.

Pedro Lopes disse...


"Mandar soldados para o kosovo lutar pelo que não é nosso, é justo e legitimo."

Morreram mais soldados Portugueses na I Guerra mundial, que os poderes globais nos pediram para participar, do que no ultramar.
Mas não vemos assim muita azia por essas mortes.

Ora deixa-me cá, ver, I Guerra Mundial, 1914. 1914 vivíamos em que tipo de regime?


Thor disse...

Pedro Lopes, basta só dizer que durante o PREC que durou cerca de 1 ano e meio, morreram mais pessoas do que durante 40 e tal anos de Estado Novo.
sabem para que é que se fez o 25-A?
foi para isto:

"A tropa de cravo ao peito do 25 de Abril, a tropa fandanga de sapatilha e punho cerrado dos SUVs, a tropa assassina do RALIS, não tem nada a ver com isto. No dia 11 de Março, os heróis do regimento vermelho metralharam, a sangue frio, no quartel, um casal, matando um homem. Este crime foi largamente documentado através de um filme realizado in loco, que alguém conseguiu no mesmo dia transportar para Paris, sendo passado pela ORTF e por várias cadeias de televisão europeias. Que se saiba os assassinos nunca foram incomodados. No mesmo RALIS existia uma 'sala de torturas' montada por especialistas cubanos. Também o regimento da Polícia Militar se notabilizou nestas actividades; a 'crónica negra' das prisões do 25 de Abril está por fazer, mês desde fuzilamentos simulados (algumas das vítimas enlouqueceram), até ás mais degradantes humilhações por que um homem pode passar, houve de tudo um pouco, a partir do momento em que 'as liberdades democráticas' foram oficialmente restabelecidas em Portugal."- Jaime Nogueira Pinto, Portugal os Anos do Fim, Dom Quixote, 2014


e não esquecer que já antes do 25-A faziam merda:
"O Partido Comunista, na melhor tradição de ajuste de contas, metralhava no Norte um militante, Augusto Lindolfo, que falara de mais na prisão e que iria assim enfileirar numa galeria de 'traidores' justiçados pelo partido, bem mais extensa que a dos militantes liquidados pela PIDE."- Jaime Nogueira Pinto, Portugal, Os Anos do Fim, Dom Quixote, 2014


e não esquecer que estes tipos entregaram as colónias de mão beijada à administração da URSS (e EUA), além do Cunhal ter enviado ficheiros confidenciais do Estado para a URSS (está no arquivo Mitrokin)

depois vieram os dois lacaios da CIA, o Bochechas e o Balseirão com o cavalo de tróia da democracia.
o traficantes de diamantes e o Bilderberg.

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Diogo

Acho que abstenção não irá crescer mais do que isto.
No dia da votação, vi pelo noticiário as pessoas irem votar.
Se prestar atenção, eram maioritariamente pessoas idosas com bem mais de 55 anos.

Estas pessoas não irão deixar de ir votar, mesmo que lhes explique a situação do país, não vão !!!

Portanto caro Diogo, acho que veremos ano que vem nas eleições legislativas um percentual alto de votantes, mais de 60 %.
Espero estar enganado.

Nosso povo é alienado, veja o que vai se passar neste período do mundial de futebol , do dia 12 de junho á 13 de julho, o povo vai ficar embasbacado a ver futebol, nada mais importará.

Espero estar enganado, mas iremos ver neste período nossos governantes sem vergonhas a aumentar o significativamente os impostos ......... a ver vamos !!!!

Estou muito pessimista, e não vou me meter a frente de ninguém, por um povo que não dá um coice a parede, e nem arreganha os dentes para estes FILHAS DAS PUTAS DOS POLITICOS PORTUGUESES !!!!!

Abraços.

Ramiro Lopes Andrade

Diogo disse...

Caro Ramiro, as pessoas mais idosas que você viu irem votar prova exactamente o meu ponto: Os mais idosos são os que não vão à Internet e recebem apenas a «informação» dos jornais e telejornais. Os mais idosos também são os que têm mais dificuldades em mudar de hábitos. E são os mais idosos que vão desaparecer primeiro (pela ordem natural da vida).

É natural que as próximas eleições legislativas tenham mais votantes que estas europeias (sempre tiveram), mas todas as eleições estão a perder cada vez mais votos.

Quanto à mudança, ela virá lenta mas firmemente. Por causa dos novos meios tecnológicos, por causa da nova informação (que põe a nu toda a porcaria que emporcalha o poder), e por causa do sentimento crescente de indignação das pessoas.

Abraço

Pedro Lopes disse...


O Irão dá o exemplo.

http://www.elministerio.org.mx/blog/2014/06/iran-ejecucion-multimillonario/

Thor disse...

http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=3934724&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:%20DN-Ultimas%20%28DN%20-%20Ultimas%29

o Paulo Macedo, antes, era só um traidorzinho.
agora, é um traidorzinho Bilderberg também.

viva a democracia. faxismo nunca mais!

Armando disse...

Bom mesmo era voltarmos à idade da pedra-lascada!... Aí as pessoas eram felizes, arrastavam as gajas pelos cabelos p´ras grutas e davam uma, e davam duas, senão três e depois iam todos à caça grossa com umas fisgas... Consta-se que por essa altura eram muito felizes.

Pedro Lopes disse...


PJ investiga suspeitas de corrupção nos vistos 'gold'.

"A Polícia Judiciária está a investigar suspeitas de corrupção na atribuição de vistos dourados. Em causa está a recepção de luvas por parte de altos responsáveis do Estado com poder de decisão em todo o processo de atribuição dos vistos."


http://cmtv.sapo.pt/atualidade/detalhe/pj-investiga-suspeitas-de-corrupcao-nos-vistos-gold.html


Este é o Portugal dos três D's.

Uma lixeira a céu aberto.

Vou a nado até ao Brasil se alguém for preso neste processo dos vistos dourados.







RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Pedro Lopes

Podes ficar tranquilo, não vais precisar vir para o Brasil a nado.
Não vai acontecer nada.

Para semana regresso a Portugal para passar 15 dias na santa terrinha.
Espero que não me tenham levado a casa e o carro ......... hahahahaha

Aqui vou eu Figueira da Foz ..........

Abraços a todos

Ramiro Lopes Andrade

menvp disse...

DEMOCRACIA SEMI-DIRECTA:
- possibilita a existência de um processo ágil de tomada de decisões... e... permite que o contribuinte não passe um 'cheque em branco' aos políticos.
[ver blog Fim-da-Cidadania-Infantil]

Diogo disse...

Caro Menvp,

Vi o post do Fim-da-Cidadania-Infantil. A democracia semidirecta que lá é descrita é muito pouco. Quero ter individualmente uma participação muito maior - seja na formulação de decisões e projectos, seja na apreciação e aprovação dos mesmos.

Não quero continuar a entregar decisões chave que afectam a minha vida a «representantes ou a «estadistas» vindos sabe-se lá de onde e a soldo sabe-se lá de quem.

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Diogo

O Aníbal vai condecorar o FILHA DA PUTA DO ANTONIO BORGES a título póstumo.

Será que que este FILHA DA PUTA vai ressuscitar do inferno, e voltar para nos atazanar ?????????

Até tremo com esta hipótese.

Faz um novo post sobre o BELZEBU ANTONIO BORGES, porque aquele que fizeste ficou ótimo.

Abraços.

Ramiro Lopes Andrade

Pedro Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Lopes disse...


O regime democrático em todo o seu esplendor.

"Prostituição e droga sobem PIB"

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/prostituicao-e-droga-sobem-pib

Ora bem, "Prostituição" e "droga", são coisas positivas numa sociedade, ou são doenças a combater?

Portanto com isto o estado criminoso, corrupto e decadente, dá claramente a mensagem um tanto subliminar de que são actividades "boas" para a economia e que não fará sentido combatê-las.

NOJO!!!!!





Thor disse...

logicamente. pois se os democratas são os próprios traficantes de topo, é claro que vão promover subliminarmente a droga como uma coisa boa.
e além de controlarem a droga, também controlam as redes de prostituição.

Thor disse...

mais democracia

http://www.publico.pt/economia/noticia/governo-recupera-cortes-salariais-que-estavam-em-vigor-no-ano-passado-1639641

vamos espatifar a maldita classe média para tornar isto a médio/longo prazo num Brazil qualquer ou numa China comunista.

e deve ser "coincidência" que o anúncio de mais cortes, seja no dia em que o Mundial começa.
é só "coincidência".
estes fdp sabem-na toda.
com o povinho alienado pelo CR7 e pela puta da bola, toca a anunciar mais merda nesta ocasião.

faxismo nunca mais! 25 de Abril sempre!