terça-feira, junho 16, 2009

John F. Kennedy - discurso contra as Sociedades Secretas que dominam a América


A 27 de Abril de 1961, perante as Associações de Jornais Americanos em Nova Iorque, John F. Kennedy fez o seguinte discurso acusando as sociedades secretas:

Discurso completo aqui.

Excertos:

(...) A palavra "segredo" é repugnante numa sociedade aberta e livre, e nós como povo somos intrinsecamente e historicamente contra as sociedades secretas, juramentos secretos e procedimentos secretos. Decidimos há muito que os perigos do excessivo e injustificado encobrimento de factos relevantes é mais grave do que os perigos que são citados para o justificar.

(...) Porque estamos confrontados em todo o mundo por uma conspiração monolítica e cruel que se apoia principalmente em acções encobertas para expandir a sua esfera de influência, em infiltração em vez de invasão, em subversão em vez de eleições, em intimidação em vez da livre escolha, em guerrilha a coberto da noite em vez de exércitos à luz do dia.

(...) Os seus planos são ocultos, não anunciados. Os seus erros são encobertos e não tornados públicos. Os seus dissidentes são silenciados e não elogiados. Nenhum gasto é questionado, nenhum rumor é publicado, nenhum segredo é revelado.



Vídeo [legendado por mim] em português:



.

8 comentários:

Anónimo disse...

Quem foi que o assassinou?
Consta-se que este senhor SECRETAMENTE participou e deu aval a determinadas manobras e que depois na hora da verdade não cumpriu com o prometido.
Consta-se que o paizinho deste senhor secretamente fez fortuna com a Lei seca.
Consta-se que este senhor secretamente se passeava pelos lençóis de outras camas.
E consta-se que este senhor, como muitos outros senhores, PUBLICAMENTE quis (e querem) passar uma imagem dos USA que é o oposto da realidade.
Como alguém escreveu – Um “país” que passou da barbárie à decadência sem conhecer a civilização.

Optio

Ana Camarra disse...

Diogo

Nunca conclui se JFK era mesmo bem intencionado e se por isso foi aniquilado ou se era um pau de 2 bicos.
Em muitas coisas foi um joguete, noutras abriu perspectivas para um novo mundo.
No fim foi assassinado, estou convencida pela própria CIA.

beijos

Diogo disse...

Optio, sei perfeitamente que este senhor se passeava por muitas camas (nada a opor). Sei que o pai dele era um aldrabão. Quanto à Baía dos Porcos, parece que foi feito contra a sua vontade. O certo é que lhe puseram os miolos à mostra com fogo cruzado. O que é menos conhecido é que ele deu ordens para retirarem do Vietname e

E ainda menos conhecido é que a 4 de Junho de 1963, Kennedy assinou um decreto presidencial quase desconhecido, o Decreto Executivo 11110, com a autoridade para essencialmente retirar ao Banco da Reserva Federal o seu poder para emprestar dinheiro ao Governo Federal dos Estados Unidos com juros. Com o golpe de uma caneta, o Presidente Kennedy anunciou que o privado Banco da Reserva Federal estaria em breve fora do negócio.

http://citadino.blogspot.com/2007/11/jfk-vs-federal-reserve-banksters.html



Ana, Kennedy mandou imprimir milhares de milhões em notas fora da alçada da Reserva Federal Americana. Um pecado mortal.

Beijo.

xatoo disse...

respondendo à pergunta do Optio. Quem comandou as operações do assassinato foi George Herbert Bush então director da CIA. Trabalhou em conjunto com a Máfia e a extrema direita anti-comunista
No restante, Kennedy era um milionário, como tantos outros, aliás a única classe que nessa época tinha possibilidades de concorrer ao cargo, quando os candidatos ainda tinham de pagar as campanhas do seu próprio bolso.
Aliás, como o dinheiro per si (das famiglias privadas) sempre valia alguma coisa (e não a influência dos lobies organizados a nivel do Estado) consta-se que Nixon foi roubado na eleição de 1960

R. Rudoisxis disse...

Obrigado por publicar este texto.
Foi um presidente que fascinou o mundo como ninguém, talvez agora igualado por Obama.
Resta-nos talvez e na impossibilidade de investigarmos a verdade ler alguns livros sobre ele e ficar a saber verdades ou não verdades mais ou menos profundas.
A utopia de um mundo novo nasce em cada eleição lá ou aqui e o certo é que todos sem excepção desejam a mudança sem saberem ao certo aquilo que querem ou não querem mudado.
Acabamos e em analogia com o futebol por sermos treinadores de bancada, dos cafés ou até mesmo dos locais de trabalho, dando soluções quando o nosso clube perde,como se fossemos detentores de todo o cnhecimento. Somos peões num tabuleiro de xadrês capazes de fazer estragos quando o estratega nos move, mas sem vermos o jogo. Somos soldados com a nossa capacidade de vencer a guerra mas sem sabermos ao certo a razão da mesma.
É bom recordar e reflectir
Um abraço

Johnny Drake disse...

Tinha este vídeo há já algum tempo "no baú", mas como o achei demasiado importante para o colocar sem ser legendado foi passando... Felizmente parece que andamos em "sintonia mental" e fizeste o excelente trabalho em legendá-lo. Pena tenho eu que todo este trabalho que é desenvolvido por nós (modéstia à parte;))não possa ser melhor recompensado.
Essa é sempre a minha maior frustração.

Um grande abraço

Zorze disse...

Diogo,

Já tinha metido este vídeo só que legendado em espanhol.
Agora em português talvez o volte a colocar.

Quanto ao discurso e apesar de todas as vicissitudes de Kennedy, este discurso foi o que o matou.

Abraço,
Zorze

Cristian disse...

Para que melhor recompensa do que abrir os olhos do povo que é enganado?

Quanto a Obama? Poupe-me, veja o que ele está fazendo... Não esta cumprindo quase nada do discurso(financiamento) que o elegeu.

Abraços a todos!
Excelente post!