segunda-feira, agosto 18, 2014

De como as “Notícias” são veiculadas pelos «Merdia Venais» de forma a que mais de 99% da população não perceba como está a ser espoliada...


Retrato de uma Cabra


Maria Luís Albuquerque (desde 2/7/2013, Ministra das Finanças de Portugal)


******************************




Jornal Público - 13/08/2014

Este título do «Público» significa, tão simplesmente, o seguinte:

1 - Que o Estado – ou seja, (quase) todos os contribuintes – emprestaram ao BES mais de 10.000 milhões de euros. Vá o diabo saber porquê, porque o BES pode pedir o dinheiro que quiser ao Banco Central Europeu (BCE) a juro próximo do zero.

2 – Que os contribuintes portugueses nunca mais vão recuperar esse dinheiro. Este irá ser retirado (por "políticos" cujo nível de corrupção merece a pena capital) aos salários, às pensões, à saúde, à educação e aos apoios sociais.

3 – Que a expressão «Exposição do Estado à crise no BES» está escrita em econocorruptês – uma linguagem utilizada por jornalistas corruptos (com alguns conhecimentos de economia e finanças) para deixarem os seus leitores completamente às escuras.


Totalmente às ordens do Poder Financeiro Mundial, a ministra Maria Luís Albuquerque tem por missão empobrecer os portugueses, conduzi-los à miséria, despejá-los das casas e matá-los – seja por falta de apoio médico, pela fome ou pelo suicídio causado pelo desespero. Entretanto, alguma entidade financeira há-de criar-lhe uma choruda conta num qualquer paraíso fiscal (pelos serviços prestados).


******************************

Um povo que usar todas as armas à sua disposição (já que sonegado de todas as entidades que o deveriam defender), contra a Máfia do Dinheiro acolitada por políticos corruptos, legisladores venais, boa parte dos juízes ligados à política e comentadores a soldo, cujos roubos financeiros descomunais destroem famílias, empresas e a economia de um país inteiro, esse povo está a utilizar a violência de uma forma justa.

Num país em que os políticos, legisladores e comentadores mediáticos estão na sua esmagadora maioria a soldo do Grande Dinheiro, só existe uma solução para resolver a «Crise»... Somos 10 milhões contra algumas centenas de sanguessugas...


Fernando Madrinha - Jornal Expresso de 1/9/2007:

[...] "Não obstante, os bancos continuarão a engordar escandalosamente porque, afinal, todo o país, pessoas e empresas, trabalham para eles. [...] os poderes do Estado cedem cada vez mais espaço a poderes ocultos ou, em qualquer caso, não sujeitos ao escrutínio eleitoral. E dizem-nos que o poder do dinheiro concentrado nas mãos de uns poucos é cada vez mais absoluto e opressor. A ponto de os próprios partidos políticos e os governos que deles emergem se tornarem suspeitos de agir, não em obediência ao interesse comum, mas a soldo de quem lhes paga as campanhas eleitorais." [...]

6 comentários:

Ricardo disse...

Quando faliu, apostei que os prejuízos no BES para o estado português iam ser à volta de 12 mil milhões e querem então ver que acertei? Estes governantes estão apostados em enterrar os portugueses em dívidas e sabem que se têm de safar, por isso, salvaguardam os seus interesses e os dos amigos, pois claro. Foram todos ás reuniões de Bilderberg onde lhes disseram que o Estado social era para destruir e eles acreditaram. Só não acreditam os tugas. A saúde, paga quem pode, educação? só a futeboleira e isto vai dar em sarrabulho um dia destes porque quando a fome apertar vai andar tudo no gamanço e à estalada.

Pereira disse...

E a festa continua.....!!!! Não há problema o Zé paga e como o Coelho continua a Banhos podemos estar descansados!! Ah e como o Sr Silva nada diz também não há motivo para preocupação.

Bob disse...

Cortem o cabelo à cabra da Ministra das Finanças, mudem-lhe a roupa, e temos um gandessíssimo cabrão à frente dos dinheiros portugueses.

PO disse...

"E a festa continua.....!!!! Não há problema o Zé paga e como o Coelho continua a Banhos podemos estar descansados!! Ah e como o Sr Silva nada diz também não há motivo para preocupação."

A festa continua,e tu disseste o porquê de continuar...
Vocês continuam à depositar fé em escumalha e à espera que eles digam algo, quando é altura é de agir mas outros homens sem qualquer ligação a este regime, e por isso mesmo com a alma limpa.

Ou isso, ou então "vingam-se" nas urnas de 4 em 4 anos.
Pode ser que eles comecem entretanto já a fornecer a vaselina, e talvez um chip por razões de "segurança",para o vosso bem claro...

Numa Nação de marinheiros, continua-se apostar num regime titanic...

Anónimo disse...

O arquitecto MANUEL SALGADO, vereador e nº 2 de ANTÓNIO COSTA na CM Lisboa com o pelouro do urbanismo, autorizou a demolição do Quartel de Bombeiros mais moderno de Lisboa, para expandir o Hospital da Luz (pertencente ao BES).

NOTAS ADICIONAIS:
1. O arquitecto MANUEL SALGADO é autor do projecto de expansão do Hospital da Luz
2. O arquitecto MANUEL SALGADO é primo direito do RICARDO ESPÍRITO SANTO SALGADO

https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/t1.0-9/10494561_825462087486574_6896953367817989594_n.jpg

Esta democracia é bué fixe!

Thor disse...

já não sei que diga...
quem a esta altura do campeonato ainda não percebeu que essa canalha política e banqueira é toda genocida, ladra e corrupta, então provavelmente já não tem remédio.
quem continua a acreditar neste circo asqueroso e nem sequer desconfia de nada, é um digno de dó.

qual é que é a parte de a democracia ser um plano de extermínio e genocídio lento que vocês não percebem?

eles podem estar a ir ao cú de toda a gente, que mesmo assim vai haver sempre uns quantos narcotizados a defendê-los, a desculpar tudo ou a relativizar.