quarta-feira, dezembro 14, 2016

Artigo dedicado a todos os grupos de seis milhões de judeus que, década após década, foram perseguidos, humilhados, torturados, chacinados e exterminados às mãos dos gentios


Como toda a gente sabe, Holocausto é o termo geralmente usado para descrever o genocídio de aproximadamente Seis Milhões de Judeus Europeus durante a Segunda Guerra Mundial, como parte de um programa de extermínio deliberado, planeado e executado pelo regime Nazi na Alemanha liderada por Adolf Hitler.» - (Wikipedia)




Mas, ao contrário do que geralmente se pensa, o Holocausto judeu de 1939-1945, levado a cabo pelos nazis, não representou a primeira vez na História em que Seis Milhões de Judeus foram molestados pelos gentios. Já antes da II Guerra Mundial, em muitas alturas diferentes, muitos grupos de Seis Milhões de Judeus foram perseguidos, humilhados, torturados, chacinados e exterminados às mãos dos gentios.


****************************


1902 - 31 anos antes de Hitler subir ao poder na Alemanha (1933) e 37 anos antes do início da Segunda Guerra Mundial (1939):


Enciclopédia Britânica (1902)


A Enciclopédia Britânica na edição de 1902 afirma que Seis Milhões de Judeus estavam a ser sistematicamente humilhados na Rússia e na Roménia.

Na página 482 de um artigo sobre Anti-semitismo na 10ª edição da Enciclopédia Britânica (1902) encontram-se as palavras: "Enquanto existem na Rússia e na Roménia Seis Milhões de Judeus que estão a ser sistematicamente humilhados... [While there are in Russia and Rumania six millions of Jews who are being systematically degraded...].

Estas palavras surgem no último parágrafo da coluna esquerda da página 482 da Enciclopédia Britânica de 1902 - (Clicar na imagem para aumentar):




Enciclopédia Britânica (1902): [While there are in Russia and Rumania six millions of Jews who are being systematically degraded...]

"Enquanto existem na Rússia e na Roménia Seis Milhões de Judeus que estão a ser sistematicamente humilhados..."


****************************


1906 - 27 anos antes de Hitler subir ao poder na Alemanha (1933) e 33 anos antes do início da Segunda Guerra Mundial (1939):


The New York Times - 25 de Março de 1906


Dr. Nathan saiu de São Petersburgo com a firme convicção de que a política do governo russo para a "solução" da questão judaica é o extermínio brutal e sistemático [de Seis Milhões de Judeus].




The New York Times - 25 de Março de 1906

Dr. Paul Nathan's View of Russian Massacre

STARTLING reports of the condition and future of Russia's 6,000,000 Jews were made on March 12 in Berlin to the annual meeting of the Central Jewish Relief League of Germany by Dr. Paul Nathan, a well-known Berlin publicist, who has returned from an extensive trip through Russia as the special emissary of Jewish philanthropists in England, America, and Germany, to arrange for distribution of the relief fund of $1,500,000 raised after the massacres last Autumn.

Dr. Nathan paints a horrifying picture of the plight and prospects of his coreligionists, and forecasts at any hour renewed massacres exceeding in extent and terror all that have gone before. He left St. Petersburg with the firm conviction that the Russian Government's studied policy for the "solution" of the Jewish question is systematic and murderous extermination.



"Opinião do Dr. Paul Nathan sobre o massacre russo [dos judeus]

Relatórios assustadores sobre a condição e o futuro dos 6.000.000 de judeus russos foram feitos a 12 de Março em Berlim para a reunião anual da Liga Central de Assistência Judaica da Alemanha pelo Dr. Paul Nathan, um conhecido jornalista de Berlim, que regressou de uma extensa viagem através da Rússia como emissário especial de filantropos judeus de Inglaterra, América e Alemanha, para organizar a distribuição do fundo de auxílio de US $ 1.500.000 (um milhão e meio de dólares) recolhidos após os massacres do Outono passado.

Dr. Nathan descreve uma imagem horrível da situação e perspectivas de seus correligionários, e prevê a qualquer altura novos massacres que que irão exceder em extensão e terror todos os que aconteceram antes. Dr. Nathan saiu de São Petersburgo com a firme convicção de que a política do governo russo para a "solução" da questão judaica será o extermínio brutal e sistemático."


****************************


1915 - 18 anos antes de Hitler subir ao poder na Alemanha (1933) e 24 anos antes do início da Segunda Guerra Mundial (1939):


Jornal «The Sun» - Nova Iorque – 6 de Junho de 1915


"Horrors Worse Than Kishineff Charged Against Russia Today" - Horrores piores dos que os de Kichinev imputados hoje à Rússia

[Kichinev ou Kishineff - província da Bessarábia do Império Russo situada na zona da actual Moldávia]

Estas palavras surgem no primeiro parágrafo da coluna à esquerda do Jornal «The Sun» - Nova Iorque – 6 de Junho de 1915 - (Clicar na imagem para aumentar):


             


"Since the destruction of the Temple in Jerusalem the Jewish people have had no darker page in their history than that which the Russian Government is writing to-day. Six million Jews, one-half of the Jewish people throughout the world, are being persecuted, hounded, humiliated, tortured starved. Thousands of them have been slaughtered. Hundreds of thousands of Jews, old men, women and children, are being driven mercilessly from town to town – driven by the Government, attacked by the troops of their own country, plundered and outraged."

"Dear brethren, have mercy on the six million Jews in Russia and take our part! Ask the Russian Ministers why we are being tortured so mercilessly. Our children are slaughtered by the Russian army.
"


"Desde a destruição do Templo de Jerusalém que o povo judeu não teve uma página tão negra na sua história como aquela que o Governo russo está a escrever hoje em dia. Seis milhões de judeus, metade do povo judeu de todo o mundo, estão a ser perseguidos, acossados, humilhados, torturados e mortos à fome. Milhares deles foram chacinados. Centenas de milhares de judeus, velhos, mulheres e crianças estão a ser escorraçados impiedosamente de cidade em cidade - dirigidos pelo governo, atacados pelas tropas de seu próprio país, saqueados e ultrajados..."

"Queridos irmãos, tende misericórdia dos seis milhões de Judeus na Rússia e assumamos as nossas responsabilidades! Perguntem aos ministros russos porque é que estamos a ser torturados tão impiedosamente. As nossas crianças são massacradas pelo exército russo"


****************************


1919 - 14 anos antes de Hitler subir ao poder na Alemanha (1933) e 20 anos antes do início da Segunda Guerra Mundial (1939)


Revista «American Hebrew» - 31 de Outubro de 1919


Em 1919, um ano depois de terminada a Primeira Guerra Mundial, Seis Milhões de Judeus estiveram condenados a morrer à fome numa Europa hostil [Revista: "The American Hebrew"].



Na Revista «American Hebrew» de 31 de Outubro de 1919, surgiu um artigo entitulado "A Crucificação dos Judeus Tem de Parar!" [The Crucifixion of Jews Must Stop!], escrito por Martin H Glynn, ex-governador do Estado de Nova Iorque.

O artigo foi publicado um ano depois de terminada a Primeira Guerra Mundial, aproximadamente 20 anos antes do rebentar da Segunda Guerra Mundial. O artigo refere por sete vezes o número 'Seis Milhões de Judeus'.


(Clicar nas imagens para aumentar)

                       
Artigo no "The American Hebrew" (1919) - páginas 582 e 601

A Crucificação dos Judeus Tem de Parar!


Do outro lado do mar Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres pedem a nossa ajuda, e oitocentas mil criancinhas choram por pão.

[...] Seis Milhões [Judeus] de seres humanos. Não devemos ser os seus protectores mas temos de ser o seu socorro.

[...] Nesta catástrofe, quando Seis Milhões [Judeus] de seres humanos estão a caminhar rapidamente para a sepultura [...]

Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres estão a morrer [...] por causa da terrível tirania da guerra e um fanático desejo de sangue Judeu.

Neste ameaçador holocausto de vida humana [...] é feito um chamamento ao povo deste país para santificar o seu dinheiro com a dádiva de 35 milhões de dólares em nome da humanidade de Moisés aos Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres famintos.

Seis Milhões [Judeus] de homens e mulheres estão a morrer – oitocentas mil crianças estão a chorar por pão. E porquê?

Por causa desta guerra pela Democracia, Seis Milhões de Judeus, homens e mulheres estão a morrer de fome do outro lado do mar; oitocentos mil bebés Judeus estão a chorar por pão.

Na guerra mundial o Judeu ajudou toda a gente excepto o Judeu. [...] Portanto, agora é a altura de todos ajudarem o Judeu, e Deus sabe que é agora que ele precisa.

[...] Desde que o armistício [da Primeira Guerra Mundial] foi assinado, milhares de Judeus na Ucrânia foram oferecidos como sacrifícios vivos a ambições diabólicas e a paixões fanáticas – as suas gargantas cortadas, os seus corpos rasgados membro a membro por bandos assassinos da soldadesca ciumenta. Na cidade de Proskunoff, há poucas semanas atrás, a madrugada viu a porta de cada casa onde vivia um Judeu marcada para um massacre.

Durante quatro dias, do nascer ao pôr do sol, fanáticos utilizaram a navalha como demónios do inferno, parando apenas para comer, ébrios com o sangue das vítimas Judias. Mataram os homens; foram menos misericordiosos com as mulheres. Violaram-nas e depois mataram-nas. De um objectivo a uma loucura, de uma loucura a um hábito, aconteceu esta matança de Judeus [...]

[...] para um lugar ao sol, e a crucificação dos Judeus tem de parar. [...] Mas algum poder no mundo tem de se levantar para impedir o extermínio de uma raça digna. [...]


****************************


1931 - 2 anos antes de Hitler subir ao poder na Alemanha (1933) e 8 anos antes do início da Segunda Guerra Mundial (1939):


The Gazette Montreal - 29 de Dezembro de 1931


Rabi Jonah Wise: "Seis Milhões de Judeus na Europa oriental estão prestes a morrer de fome, e pior, durante o próximo inverno.


                            

"Rabi Jonah Wise: Six million Jews in Eastern Europe face starvation, and even worse, during the coming winter. If additional funds are not collected by the American Joint Distribution Commitee to meet an estimated budget of $2.500.000 unprecedented havoc and misery will rule to the everlasting shame of humanity at large [...]"


"Rabi Jonah Wise: "Seis Milhões de Judeus na Europa oriental estão prestes a morrer de fome, e pior, durante o próximo inverno. Se não forem obtidas doações adicionais pelo American Joint Distribution Committee até completar o orçamento estimado em US$ 2.500.000 [dois milhões e meio de dólares), haverá caos e miséria sem precedentes para vergonha eterna da humanidade em geral [...]".


****************************


1936 - 3 anos depois de Hitler subir ao poder na Alemanha (1933) e 3 anos antes do início da Segunda Guerra Mundial (1939):


The New York Times - 31 Maio de 1936


Americanos apelam a um refúgio para os judeus - Americans Appeal For Jewish Refuge




"Americans Appeal For Jewish Refuge"

"The petition, in expressing the opinion of enlightened Christian leadership in the United States, favoring a larger Jewish immigration into Palestine, stressed the intolerable sufferings of the millions of Jews in 'the European holocaust.'"

"Great Britain has it within her power to throw open the gates of Palestine and let in the victimized and persecuted Jews escaping from the European holocaust."



Americanos apelam a um refúgio para os judeus

"A petição, ao expressar a opinião da liderança cristã iluminada nos Estados Unidos, favorecendo uma maior imigração judaica para a Palestina, enfatizou os sofrimentos intoleráveis dos milhões de judeus no 'holocausto europeu'".

"A Grã-Bretanha tem o poder de abrir as portas da Palestina e permitir que os judeus maltratados e perseguidos escapem do holocausto europeu".




****************************


1939 - Um mês depois do início da Segunda Guerra Mundial (1939):


The Jewish Criterion - 13 Outubro de 1939


O jornal "The Jewish Criterion" já previa, apenas um mês após o início da Segunda Guerra Mundial, a aniquilação de seis milhões de judeus:

"a próxima guerra mundial será a aniquilação de seis milhões de judeus na Europa Central e Oriental." - "the coming world war would be the annihilation of six million Jews in East and Central Europe."



7 comentários:

Nick disse...



Sentimentos aos 48 milhões de judeus "holocaustados".

Nick disse...


Corrijo:

Sentimentos pelos 42 milhões de judeus "holocaustados"

Diogo disse...

Olá Nick.

Só coloquei seis casos de «Six Million Jews», mas há centenas.

Portanto, é melhor falar de six hundred million or a thousand and two hundred million or a thousand and eight hundred million ... of Jews...

Thor disse...

há muito que falei nisto.
http://hyperborea-land.blogspot.pt/2011/07/o-mito-dos-seis-milhoes.html
http://hyperborea-land.blogspot.pt/2011/07/o-mito-dos-seis-milhoes-ii.html

já se falava em "6 milhões" décadas antes da II guerra e dos campos de concentração...

Diogo disse...

É verdade Thor.

Acrescentei-o à minha lista de blogs.

FAB 29 disse...

Contribuindo:
http://fab29-palavralivre.blogspot.com.br/2015/09/6-milhoes-de-judeus-desde-quando.html

Diogo disse...

Existe um consenso de 97% de historiadores em como morreram seis milhões de judeus no holocausto nazi, muitos deles gaseados. Agora, se os nazis usaram Zyklon B, dióxido de carbono, metano, aerossóis ou vapor de água nas «shower rooms», já não sei…