terça-feira, novembro 22, 2011

E se a Caixa Geral de Depósitos criasse uma conta especial de depósitos à ordem – a Conta Especial CGD - através da qual todos os empréstimos seriam concedidos a um juro fixo de 1%?

.
Esta conta especial de depósitos à ordem – a Conta Especial CGD estaria apenas sujeita a duas restrições:

1 – Da Conta Especial CGD só poderia ser transferido dinheiro para outra Conta Especial CGD - seja por cheque, multibanco, home banking (transacções bancárias através da televisão ou do computador) ou qualquer outro meio.

2 – Da Conta Especial CGD não seria permitido levantar dinheiro em numerário - notas ou moedas – seja ao balcão de uma sucursal, seja num multibanco.


**********************************


Para compreender melhor as vantagens da Conta Especial CGD é necessário perceber primeiro como funciona a política de crédito da Banca:


Comprei há meses um excelente livro - Política Monetária e Mercados Financeiros. O livro, síntese da experiência de ensino ao longo dos últimos dez anos dos autores Emanuel Reis Leão, Sérgio Chilra Lagoa e Pedro Reis Leão, na área da economia monetária e financeira, explica-nos, de forma muito simples, a forma como os bancos comerciais, em conluio com o Banco Central Europeu, perpetram diariamente um roubo de proporções inimagináveis às famílias, às empresas e aos Estados.


Logo no primeiro capítulo do livro este processo é descrito de forma magistral:

a) Um banco concede crédito a uma família no valor de 100.000€ para a compra de uma casa, creditando a conta de depósitos à ordem dessa família no montante de 100.000€.

b) Para essa operação, um funcionário do banco altera os números que estão registados informaticamente na conta à ordem da família, somando 100.000€ ao valor que lá se encontrava anteriormente.

c) Esse dinheiro não existia antes em lado nenhum. O banco cria-o a partir do nada - algum funcionário do banco altera os números que estão registados informaticamente na conta à ordem da família, somando 100.000€ ao valor que lá se encontrava anteriormente.

d) O facto de, como resultado dessa operação, terem surgido mais 100.000€ de Depósitos à Ordem no passivo do banco, obriga a sua área de tesouraria a tomar medidas para que o banco continue a possuir reservas suficientes, tanto para cumprir as obrigações legais em termos de reservas (2% na Zona Euro), como para fazer face a eventuais cheques que a família venha a usar e satisfazer eventuais pedidos de conversão de Depósitos à Ordem em notas e moedas físicas pela família.

Dadas as situações simétricas entre bancos, em que, em média, a quantidade de notas, moedas e cheques que sai de cada banco é aproximadamente igual à que entra, o montante de reservas necessário para suportar o acréscimo de Depósitos à Ordem é comparativamente reduzido. Ou seja, para fazer face às exigências referidas para um empréstimo de 100.000€, o banco necessitará aproximadadmente de 3.500€ em reservas adicionais (1.500€ para cheques, notas e moedas, e 2.000€ para reservas legais).

e) Estas «operações» são tornadas possíveis porque os bancos comerciais funcionam em circuito fechado - o dinheiro levantado num banco é depositado noutro, e actuam sob a batuta dos bancos centrais, na sua maioria privados ou geridos por privados, que determinam as taxas directoras e regulam os movimentos financeiros entre os bancos comerciais.

f) Findo o prazo do empréstimo, a família pagou ao banco os 100.000€ que pediu emprestado (e que o banco criou a partir do nada), e, muito provavelmente, pagou em juros uma quantia várias vezes superior ao valor do empréstimo.


Esta fraude sem nome acontece quotidianamente em todos os empréstimos dos bancos comerciais às famílias, às empresas e aos Estados. Haverá roubo maior na história da civilização?


**********************************




Funcionamento da Conta Especial de Depósitos à Ordem

A Conta Especial CGD



1 - João pretende comprar uma casa a Afonso no valor de 100.000€. Para tal precisa de um empréstimo nesse valor. Nesse sentido, abre uma conta especial de depósitos à ordem – a Conta Especial CGD, que lhe garante uma taxa de juro de apenas 1%.

2 - João vai falar com Afonso para saber se este tem uma Conta Especial CGD na Caixa Geral de Depósitos e, caso não tenha, se este aceita abrir uma conta deste tipo neste banco.

3 - Se Afonso já tiver, ou não tendo, se aceitar abrir uma Conta Especial CGD, então João pede um empréstimo à Caixa Geral de Depósitos no valor de 100.000€. Este banco abre-lhe uma conta especial de depósitos à ordem – a Conta Especial CGD, e um funcionário do banco digita 100.000€ nessa conta.

4 - No acto da compra da casa, a Caixa Geral de Depósitos transfere os 100.000€ da Conta Especial CGD do João para a Conta Especial CGD de Afonso.

5 - João ficará a pagar apenas as amortizações do capital e os juros de 1% sobre o montante emprestado, ao contrário do que faria se não tivesse uma Conta Especial CGD, ou tivesse pedido um empréstimo a um banco privado, onde ficaria sujeito às flutuações dos juros (em função da taxa Euribor) substancialmente mais elevados e ao pagamento de spread (taxa de lucro dos bancos).

6 - A Caixa Geral de Depósitos cobraria apenas 1% de juros pelos empréstimos que efectuasse através das Contas Especiais CGD, percentagem necessária para cobrir os custos operacionais do Banco (balcões, rendas, salários, hardware e software, etc.). A Caixa Geral de Depósitos não cobraria spread.


7 - João teria de dar todas as garantias actualmente em vigor neste tipo de transacções à Caixa Geral de Depósitos. A casa ficaria hipotecada à Caixa Geral de Depósitos até ao pagamento integral da dívida por parte do João. Este pagaria igualmente seguro de vida, seguro multirriscos, seguro habitação, custos de aberturas do processo, despesas de avaliação e outras despesas.

8 - João fica com uma dívida de 100.000€ à Caixa Geral de Depósitos e Afonso fica com 100.000€ disponíveis na sua conta na Conta Especial CGD. Repare-se que a Caixa Geral de Depósitos não desembolsou dinheiro algum. Limitou-se a abrir duas contas, uma que creditou – a de Afonso – em 100.000€, e outra que debitou – a de João – em 100.000€. A Caixa Geral de Depósitos procedeu apenas a um movimento contabilístico. A CGD terá também de possuir reservas suficientes para cumprir as reservas legais (2% na Zona Euro) - 2.000€ neste caso.

9 - Agora, Afonso, que possui uma Conta Especial CGD com 100.000€, pretende comprar um automóvel no Stand Autocar no valor de 20.000€.

10 - Mas Afonso só pode transferir dinheiro da sua Conta Especial CGD para outra Conta Especial CGD.

11 - Afonso vai falar com Jorge, o dono do stand Autocar, para saber se este tem uma Conta Especial CGD e, caso Jorge não tenha, se este aceita abrir uma conta deste tipo neste banco.

12 - Se Jorge já tiver, ou não tendo, se aceitar abrir uma Conta Especial CGD, este banco credita a conta de Jorge em 20.000€ e debita à conta do Afonso a mesma importância. Atente-se, uma vez mais, que a Caixa Geral de Depósitos não desembolsa dinheiro nenhum. Procedeu novamente apenas a um simples movimento contabilístico.

13 - Afonso, com os 80.000€ que lhe restam na Conta Especial CGD depois da compra do automóvel, continuará, eventualmente, comprando ou pagando bens e serviços da mesma forma, recrutando, no processo, novos clientes para Contas Especiais CGD.



Conclusão

Dado a pequeno valor das taxas de liquidação dos empréstimos: 1% de juros somado à ausência do pagamento de spread, as famílias e as empresas teriam clara preferência pela Conta Especial CGD como método financiador. O número de Contas Especiais CGD de compradores e vendedores neste Banco cresceria exponencialmente, bem como a quantidade e o valor dos movimentos financeiros.

A prazo, dar-se-ia a falência dos bancos comerciais privados neste país:


Uma altura chegará em que Sicrano pagará com dinheiro que possui na sua Conta Especial CGD, através de Multibanco, um almoço num restaurante que terá necessariamente de possuir uma Conta Especial CGD, e que Beltrano pagará com um cheque sobre a sua Conta Especial CGD um par de calças a uma loja de roupas que terá obrigatoriamente de dispor de uma Conta Especial CGD.

Quanto ao Estado Português, possuiria uma Conta Especial CGD, através da qual, a juro zero, obteria a liquidez que necessitasse para as suas necessidades.
.

45 comentários:

Anónimo disse...

Alem de ser muito justa a ideia,a propria caixa ganharia porque arrumava com a concorrencia.

Isso numa nova republica tinha pernas para andar...

alf disse...

Se isso fosse bom negócio, já os outros bancos o tinham feito; mas não é - o bom negócio é subir os juros tanto quanto possível.

Mas você não anda longe.

A única solução, para mim, é o Estado mandar imprimir uma nova moeda; com essa moeda pagaria os 13º e 14º mês em vez de os cortar. O Estado aceitaria essa moeda 14% dos pagamentos ao Estado, o que daria valor de troca à moeda.

para disfarçar a criação de dinheiro, poderia em alternativa emitir coupons de dívida pública, por exemplo a 10 anos. Esses coupons teriam por exemplo o valor nomimal de 10 euros. A sua introdução no mercado seria através do 13º e 14º mês.

A verdade é esta: convém criarmos desde já uma moeda alternativa ao euro por várias razões, uma delas para não estarmos com a corda pelo pescoço com o euro.

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Diogo

É uma excelente idéia, mas jamais a UE permitiria isso.
A maçonaria portuguesa jamais permitiria isso.
A banca portuguesa e europeia, jamais permitiria isso, que por contágio atingiria os restantes países da UE.
Portanto para " acontecer algo ", teria que correr muito sangue ........
Como nosso Zé Povinho é imberbe, indolente, e tacanho, lá continuaremos nós a ir á FATIMA, a ver FUTEBOL, a ver NOVELAS IMBECIS, e a ouvir muito FADO ( que alias vai ser patrimonio mundial / não me façam rir ).

Tu ainda vais ter algum acidente Diogo, com estas idéias, cuidado, eu já sempre olho pelo retrovisor do carro quando ando por ai.

Um abraço, e cuida-te.

Ramiro Lopes Andrade

Diogo disse...

Anónimo (22:48) – Esta seria uma proposta que muitas centenas de milhar de cidadãos deviam forçar a Assembleia da República a aprovar.


Alf - Esta proposta tinha a grande vantagem de não ser necessário criar uma moeda alternativa – continuava-se apenas a trabalhar com o Euro, mas retirava-se aos bancos comerciais a chulice de ganhar dinheiro criado por eles a partir do nada.

A CGD funcionava em circuito fechado e podia inventar dinheiro à vontade para emprestar a um juro simbólico, dinheiro que retornaria sempre à CGD.


Ramiro Lopes Andrade – Como respondi ao Anónimo, esta seria uma proposta que muitas centenas de milhar de cidadãos deviam forçar a Assembleia da República a aprovar. Poderia muito bem acontecer que a Espanha, a Itália, a Grécia e a Irlanda também adoptassem um sistema semelhante, criando um efeito dominó em toda a Europa.

N disse...

Ramiro lopes e quando olhas pelo retrovisor aproveitas para pentear o cabelo?:)

Um abraço para os padeiros.
Levantam se ás 5 da manhã para fazer para para o ramiro.
É obra!

ramiro achas mesmo que o sistema teme te para andar atrás de ti?
És um otario e não tens influencia alguma em ninguem.


Diogo,isso só num novo regime, não há volta a dar,é preciso alguem estar por cima do capital e por a corja dos aventais na ordem.

Em democracia é uma utopia pensar que tal seria possivel.

Mas a tua ideia é boa diogo,e viavel...
Noutra forma de regime claro.

E ao contrario do que diz o alf é bom negocio.
Para a caixa,para o estado porque controlava melhor as coisas,anulava influencias de outros banqueiros,as familias respiravam melhor,as empresas idem,toda a gente ganhava.

N disse...

Levantam se ás 5 da manhã para fazer pão para o ramiro.
É obra!

Fica a correcção..
E já agora mais um abraço.

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro N

Não me levanto as 5, mas encontro a tua santa ( m ) na nacional 109 todos os dias a rodar a bolsa.
Não a utilizo por dever ser muito porca seu cabrão.
Tu não és homem mesmo .....
Não consegues falar nada de nada , que triste de espirito.
Vai ver futebol que te acalma, de certeza.
Sempre podes ir de joelhos á fátima pedir alguma coisa.

Anónimo disse...

Ramiro essa boca da fatima é para católicos.

Suspeito que não haja aqui nenhum o que faz com que estejas a falar para o caralho.

Mas tu que tanto falas dessas cerimonias insistes imenso em ser baptizado a mascote do blog.

Assim seja:

Passas a ser a mascote do forum para um gajo te ir gozando todos os dias ok cromo?

Considera te baptizado.

P.S.: Quando olho para a tua foto lembro me do boneco do ovo kinder

A tua vida deve ter sido um inferno em criança,pois se és assim tão cromo em adulto faço ideia em pirralho.

Ao menos fizeste rir e ainda fazes rir o pessoal,pensa na positiva.

O mundo sem cromos não era a mesma coisa.
O defeito não está na vossa existencia,mas sim no modelo democratico que vos permite decidir as coisas.

Eu da minha parte que não sou democrático garanto te que sou a favor da vossa existência.

Mas tenta não dizeres merda todos os dias ok?
Para falarmos serio aqui nos posts pode ser mascote?

Abraço ovo kinder argelino.

Diogo disse...

Se houver mais algum comentário a ofender outro comentador, apago-o.

Anónimo disse...

Artigo 10.º

Toda a pessoa tem direito, em plena igualdade, a que a sua causa seja equitativa e publicamente julgada por um tribunal independente e imparcial que decida dos seus direitos e obrigações ou das razões de qualquer acusação em matéria penal que contra ela seja deduzida.



Artigo 12.º

Ninguém sofrerá intromissões arbitrárias na sua vida privada, na sua família, no seu domicílio ou na sua correspondência, nem ataques à sua honra e reputação. Contra tais intromissões ou ataques toda a pessoa tem direito a protecção da lei.

Artigo 17.º

1. Toda a pessoa, individual ou colectivamente, tem direito à propriedade.

2. Ninguém pode ser arbitrariamente privado da sua propriedade.

http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5427260-EI8142,00-Empresa+de+Murdoch+faz+acordo+milionario+com+vitima+de+escutas.html

Começa a poupar balsemão....

HRoque disse...

Caro Diogo,
Já se pode postar como anónimo? Bom não interessa. Ainda assim creio que fez bem; desta forma todos podem escrever o que bem quiserem, pois a LIBERDADE DE EXPRESSÃO é condição e mais nada.
Falando agora de outras coisas, bastante sérias e pertinentes, a solução que apresenta relativamente à banca, ou melhor, à conta especial cgd, acho absolutamente BRILHANTE, contudo tenho algumas dúvidas. Por exemplo, no mercado "doméstico" (que aliás muitos apresentam como FUNDAMENTAL - a CRIAÇÃO DE MERCADOS DOMÉSTICOS, nacionais, ou regionais, mas NÃO, NUNCA esta treta do MERCADO GLOBAL que nos impingem todos os dias como a solução para todos os males, sendo ele próprio - a globalização - o pior mal de todos eles; nomeadamente Gerald Celente), dizia, esta solução funciona na perfeição, mas, e relactivamente ao comércio externo, às trocas cambiais? Reger-nos-íamos por que regras? As actuais? É que com os sectores primários e secundários reduzidos CRIMINALMENTE a esterco, dependemos basicamente de tudo o que importamos (matérias primas e bens/serviços). Ah, mas numa coisas somos os maiores exportadores: DÍVIDA (soberana dizem eles). Já agora, há alguma dívida que nos condicionando não seja soberana? A economia será mesmo uma ciência? Nesta pergunta de cátedra, a única coisa que me vem logo à ideia é GEORGE SOROS (esse grande catedrático...)
Caro Ramiro permita-me, cavalheirescamente, fazer-lhe um um pequeno reparo: sendo eu próprio católico, mas acima de tudo CRISTÃO, não posso deixar de estar de acordo consigo quanto ao que escreve, pelo menos em parte. Sabe, nestas coisas a fé faz toda a diferença. Mas, no fundo é uma situação transversal a grande parte dos assuntos da sociedade. Princípios de FÉ.
Uns numa coisa outros noutras.
Penso que quando "desabafa" no três pólos principais, para si ( e eu concordo em dois dos três apresentados) pela hecatombe da nossa sociedade, o faz porque está profundamente INDIGNADO com a desmobilização da sociedade. Fado e Futebol, sim. Fátima, honestamente creio que não. Veja que nunca tivemos uma sociedade tão laica e ateia como a actual. Tenho para mim, que a falta de valores/princípios ou pelo menos a sua subversão é hoje, condição para o desnorte em que nos encontramos. Tudo isto claro, fruto de uma estratégia concertada pela malta do avental.. E verifique que há coisas na Igreja católica que me ENVERGONHAM profundamente, nomeadamente os casos de pedofilia, a vergonhosa seita da Opus Dei (à semelhança da maçonaria), a inquisição, tudo coisas que dependendo de mim estariam mais que mortas e enterradas bem lá nos confins da história.
Tudo que ponha em causa e/ou condicione a liberdade, a dignidade humana deverá ser intransigente e energicamente combatido. NADA MAIS.

N disse...

HRoque ainda bem que mencionou a pedofilia praticada durantes decadas em que dezenas de milhares de crianças foram violadas em todos os continentes nas instalações clericais e tudo de forma predemitada e continuada.

Ainda bem tambem que mencionou a opus dei.Que além de estar com as impressões digitais no caso bpn que está a custar os cortes aos Portugueses(por falar nisso a auditoria demora muito do movimento 15 março ou foi "tiro de polvora seca"?),temos tambem casos de escutas e videovigilâncias ilegais feitas a cidadãos muito pior que o caso murdoch(queixa já feita á espera de depoimento e como está a demorar muito, em breve irá para os tribunais internacionais visto que parece que os tribunais Portugueses não querem dar andamento,o proprio estado Português tambem será acusado de cumplicidade com terrorismo tecnologico com patrões dos media,opus dei e maçonaria)

Quando á degenaração da sociedade nada tem a ver com a falta do catolicismo,muito pelo contrario e passo lhe a explicar:

Países com mais influencia católica:

*Europa do sul e america do sul

Europa do sul e america do sul=fome,corrupção e desigualdades

Países com menos influencia catolica e com muito influencia pagã:

*Europa central e Europa do norte

Europa central e Europa do norte=Os locais com melhor condições de vida e menos corrupção.

Que leitura podemos então tirar dos FACTOS?

O catolicismo é um instrumento do grande capital corrupto para anestesiar e estupidificar os povos,para serem explorados,roubados,pisados,humilhados e ainda "agradecerem" essa miseria.

E o vaticano está com a maçonaria no projecto da Nova Ordem Mundial,é só ver a ultima proprosta da criação dum banco mundial por parte do papa.

O probelema dos Portugueses é mesmo encararem a democracia como uma especia de "religião" e o politicamente correcto como uma doutrina obrigatoria.

E tanto a opus dei como a maçonaria aproveitaram bem a moleza deste povo para os roubar impunemente durante decadas.

E ainda continuam,porque a 3ª Republica continua...

Até os Portugueses dizerem BASTA.

Mais vale morrer como um lobo se necessario do que viver toda uma vida como um escravo.

Quando alguem fala verdade e se recusa vergar é chamado de "extremista" pelo sistema.

Que traduzido:
"extremista"=Gajo que não se vende,não aceita ser escravo voluntario,e não aceita trair a sua Pátria"

N disse...

http://acordaotario.blogspot.com/

Há tempos fiz este site para alertar os Portugueses.

E para ver se ainda têm um pingo de coragem para se revoltarem.

Pois se é decadente um povo aceitar ser escravo voluntario,mais decadente é quando esse mesmo povo foi em tempos conquistador e heroico.

É um escarro diário nos feitos dos nossos antepassados que deram a vida para que nós fossemos livres,seja contra as invasões espanholas ou francesas ou mouras,mas ainda nos deram com o seu sangue suor e lagrimas um Imperio para que podessemos andar de cabeça levantada entre os maiores,sem medo,e com a nossa lingua espalhada pelos 4 cantos do mundo.

30 anos de democracia e lavagem cerebral dos media,destruiram toda a coragem deste povo.

Até que um dia virem lobos novamente.

HRoque disse...

Tenho para mim certas premissas, mas...
Caro N,
Terei todo o gosto em analisar/debater consigo desde que, aceites algumas dessas premissas, nomeadamente, respeito pela opinião do intervenientes.
Assim, refere alguns países como exemplo de sucesso e outros de fracasso absoluto. Referiu estados europeus nórdicos onde a presença católica é menos significativa.
Atente: a presença católica, mas não a ausência de CRISTO, compreende? Podem ser ortodoxos, adventistas, evangélicos, luteranos o que quiser. Veja por exemplo a origem do Papa. Concordarei consigo se disser: bom mas isso é uma questão de cultura. TAMBÉM o é efetivamente. E sim, esses são países exemplos de tolerância, civilizados diria. Porque há cidadãos íntegros e honestos que não são católicos, obviamente. Como escrevi anteriormente, é tudo uma questão de FÉ, de CRENÇA.
Passos Coelhos e Vitor Gaspar (dupla execrável) creem que matando o povo à fome a crise será sublimada e os objetivos atingidos. Nada mais natural: início de base zero. Eis a metafísica desses cabrões. Deles e daqueles que nós sabemos...
Mas poderíamos ir pelo outro lado ou pelo reverso da medalha: qual o(s) países de maior sucesso (dizem alguns, exemplo supremo de tolerância: Israel.
Pelos vistos, e bem analisadas as coisas, este é um dos países de maior sucesso. Pelos vistos, até "dominam" o globo. O que dizer então?
Quanto à Opus Dei já escrevi: o meu desejo é vela apagada dos anais da história.
Esses bandidos dos BPNs são tudo menos Cristãos.
Mas há coisas que me geram alguma curiosidade e confusão: perceber como é que duas SEITAS que se "odeiam" visceralmente(pelo menos na teórica) possam estar tão em uníssono pela partilha do poder. Será isso mesmo? Dividir para reinar? Um novo Tratado de Tordesilhas? Não sei.
Mas confesso que gostaria que me explicassem.
Outras das coisas que não entendo é a ligação dos Jesuítas com a maçonaria, os iluminatti e o governo mundial. Com os templários, ok, mas com os Jesuítas?
A congregação religiosa com um papel fundamental na defesa das populações indígenas na América Latina?

N disse...

Hroque á parte de luteranos e protestantes e afins então eu vou ser mais directo:

Países com mais influencia pagã=Nordicos e Europa Central.

Países onde se vive melhor,há menos corrupção e onde o povo é em geral superior intelectualmente e menos atrasadinho=Nórdicos e Europa Central.

No entanto em terras eslavas está se assistir a uma evolução intelectual,espiritual,mas com mais mobilização e musculo que nos Nórdicos e Alemanha por exemplo.

Já disse muitas vezes e afirmo categoricamente.
Os Eslavos vão conduzir o renascimento Europeu.
São varios os sinais que eles é que estão a fazer ressurgir o Arianismo Pagão em força e convictamente.

Tenho a maxima fé neles na luta contra a nova ordem mundial sionista.

Islão
Judaísmo
Cristianismo

3 religiões do deserto,3 religiões semitas que sempre procuraram dominar a Europa Ariana e escravizar os Arianos.

Islão é um movimento conservador retrogada e ultra totalitário.
Tem a passividade dos europeus a favor,uma taxa de natalidade brutal de mais de 4 filhos por casal,e tem fundos do grande trafico de heroina para o seu movimento e agora já joga na imprensa,politica muito por culpa das infiltrações que fizeram no mundo do futebol através da compra de clube que lhes permitiu abrir as portas.
Os Europeus andaram a nanar e em muitos Países a situação está completamente fora de controle(França e Inglaterra os piores)

Cristianismo é um movimento conservador e hipocrita e muito habil em enganar as massas,afinal de contas são 2000 mil anos na "arte" da vigarice.
Tem os antigos capitalistas,monarquias e etc sempre dispostos a coperar com eles para dominio do gado.

Judaísmo joga dos 2 lados e mexe se no liberalismo e ao mesmo tempo financia os movimentos marxismos para assim ter peões nos 2 lados do xadrez.
Ao mesmo tempo fomenta o satanismo(libertinagem) para combater o catolicismo de forma mais vincada,e para promover comportamentos degenarados e libertiganem nos Europeus,o que só mostra como muitos arianos são idiotas em serem satanistas e anti semitas ao mesmo tempo.

As 3 lutam e lutarão sempre por poder.

A democracia é um circo,onde a função dos palhaços(politicos) é vos entreter na novela,enquanto por detrás dos bastidores se joga a serio na conquista do poder e na vossa escravatura.

Diogo disse...

HRoque,

Esta seria inicialmente uma solução interna. Mas suponha que outros bancos nacionalizados pertencentes a outros Estados Nacionais seguiam pela mesma via? Os euros dentro dessa rede continuariam a funcionar em circuito fechado. No fundo, tratava-se apenas de alargar a base de clientes a uma escala europeia.

Os conceitos de importação e exportação em espaços económicos abertos deixam cada vez mais de fazer sentido, tal como não fazem a nível nacional: Pierre comprará 100 toneladas de cortiça a Joaquim por x Euros, que, por sua vez, comprará 100 mil litros de azeite a Esteban por y Euros, etc.

Abraço

N disse...

http://www.youtube.com/watch?v=IS8wLGYYfCQ

Hitler apesar de todos os erros que lhe possam apontar viu ao longe e alertou o povo para o perigo dos judeus.

Hoje poucas são as Nações que ainda não estão colonizadas pelo sionismo internacional.

Portugal há muito que foi vendido pelos soares e pelos balsemãos e com muita gente a compactuar com isto em todos os sectores.

Portugal é soberano apenas em teoria...

Porque a democracia é um sistema colonialista internacional.

Portugal pode se dizer sem qualquer demagogia que é uma nação ocupada.
E não foi preciso armas.
Bastaram euros e dolares....

HRoque disse...

Essa coisa do vós isto e aquilo, e estão na escuridão, e não sei quê; enfim, mas adiante. Se assim fosse porque raio estaria aqui a debater coisas, que se pretendem sérias...
Umas das merdas que não consigo entender é como é que o Cristianismo; os ensinamentos de Cristo podem conter em si próprio o que quer que seja para além daquilo que VERDADEIRAMENTE SÃO: A VERDADE. São DEZ OS MANDAMENTOS.
Que confusões nessas cabeças...
Dizer-se que o uso da religião como controlo de "massas" é algo de profundamente errado, está correto. Afirmar-se que se fez, faz e continuará a fazer-se pela cúpula da Igreja com esse mesmo fim é discutível.
Em tempos escrevi o que escrevi em relação a si. Porque Cristo me ensina a ser o melhor possível para mim e para os outros recuei. Pedi-lhe RESPEITO ao falar de coisas para mim MUITO SÉRIAS.
Mas porque é que não fala do que realmente interessa: de que o poder e as malfeitorias vem de uma cúpula/pirâmide (desde logo uma contradição) em contradição e em muitos casos NEGAÇÃO daquilo que foram/são os ensinamentos de Cristo?
Mas fala tanto do Cristianismo... Sabe do que fala? Quer seriamente comigo discutir sobre o Cristianismo?
Olhe, digo-lhe já que sobre o paganismo não sei debater. É algo que desconheço em absoluto, para além daquilo que é do conhecimento geral.
Mas é sobre misticismo que quer falar? Sobre o gnosticismo?
Que o Cristianismo é uma religião semita? Mas o que é que isso interessa?
Para mim e para muitos É A VERDADE.
Que os semitas são contra estes e aqueles...
Onde, nos Evangelhos encontra DISCRIMINAÇÃO de Cristo em relação a quem quer que seja? Gentio, ariano, enfim, o que quiser ONDE?
Faz a mais pequena ideia do que escreve?
Esse "sentido de grupo" que descreve no paganismo foi precisamente o fermento para que impérios se formassem, aniquilando-os.
E Cristo veio precisamente dizer que esse não é o caminho.

HRoque disse...

Caro Diogo,
Mas mantendo a mesma moeda, ainda que num "mercado nacional"?
É que umas das coisas defendidas por muitos é a necessidade urgente de sair deste mercado regional que é o euro e criar uma moeda própria.
No fundo seria voltar à troca direta, ainda antes da malvada invenção fenícia...

NA disse...

http://www.youtube.com/watch?v=EXiFULuToeQ&feature=channel_video_title

Diogo disse...

Não, HRoque, não há necessidade nenhuma de sair deste mercado europeu nem do Euro. O que tem de acontecer é:

1 - O BCE ser de facto um banco ao serviço dos Estados, criando, para estes, dinheiro a juro 0% até uma determinada percentagem do PIB, e ir subindo muito gradualmente a taxa de juro aos países mais gastadores para evitar casos de inflação na zona Euro.

2 – Se se aceitasse a existência de bancos comerciais privados, proibir-lhes a utilização de sistemas de reservas fraccionárias, impedindo-os, assim, de criar dinheiro a partir do nada.

3 – Estender a solução que eu proponho no post a toda a zona Euro e acabar com os bancos privados.

RAMIRO ANDRADE - O PROVOCADOR disse...

Caro Hroque

Claro que não estou contra as religiões, não é minha intenção ofender ninguem com suas crenças religiosas.
Eu é que não tenho mais fé nas instituições religiosas, por causa dos escandalos de pedofilia e financeiros em que estão envolvidos o vaticano, e as instituições evangélicas.
Mas adiante ......... apesar de alguns energumeros que encontramos por aqui com muita garganta, sempre podemos nos divertir com os post´s aqui deixados por eles, devem ser pessoas castiças de conhecer pessoalmente.
Espero que portugal sobreviva a corja dos politicos que o está a destruir.
As excelentes idéias colocadas aqui por Diogo, muito dificilmente poderiam ser colocadas em prática, o loby dos maçons/ banca / e igreja, jamais o permitiriam.

Solução ??????? Nenhuma viavel na actual situação, somente se a situação se agravar muito, e o Zé Povinho for empurado para o limite da sobrevivencia, e acho que esta situação irá se concretizar muito em breve.
No entanto assistiremos á manobras de diversão e propaganda em larga escala pelos mesmos de sempre, com a vitimização da classe politica, e com a censura da internet, com medidas para limitar e censurar este meio de liberdade incrivel que são estes blogues de discussão liberdade.

Não se iludam ..... seremos cerceados em nossas liberdades, com o pretexto da garantia do estado, cada um de nós é monitirado com muita atenção, não pelo potencial violento que se pode gerar, mas pela divulgação de soluções e afrontamento á classe dominante, esta é que é a verdade.

Abraço a todos.

Ramiro Lopes Andrade

Anónimo disse...

http://www.ionline.pt/outros/duas-reparticoes-financas-foram-atacadas-cocktails-molotov-0

Parabens aos autores.
Que não fique por aqui...

HRoque disse...

Caro Ramiro,
Acredite que compreendo o seu desalento. Mas Cristo NADA tem a ver com o descreve (e bem). Há que separar as águas e eu penso que as tenho devidamente separadas.
Temos sim é o DEVER DE DENUNCIAR e julgar quem comete tais barbaridades.
A mudança só depende de nós, os "alinhados" com a verdade e justiça.
O resto tem de ser corrido a vergastada, forte e feio. Mais nada.
Um pequeno à parte: vimos todos hoje nos jornais da pândega os "tumultos violentos" junto à assembleia da república...
Tumulto aquilo? Não foi mais do que o preâmbulo...
Foi mais uma aula prática para o corpo intervenção. Não percebo como é que alguém vai fazer frente a um manda chuva artilhado até aos dentes sem no mínimo levar uns varapaus, uns molotovs, umas bombas de carnaval ou "very-lights" para no fundo balançar a contenda.
O que eu vi foram uns desgraçados a serem malhados por uma malta que se quer da pesada com bastões e tudo.
Ir a bairros problemáticos não é com os "fortalhaços" do corpo de intervenção. Não porque lá a malta do rendimento mínino, vulgo ciganos, estão melhor armadas do que eles próprios (com automáticas, semi-automáticas, caçadeiras de zagalote e mais o caralho que os fode)
Desculpem o desabafo, mas revolta ver aquelas imagens.
Abraço a todos

Anónimo disse...

HRoque voçê pelo ultimo comentario mostra que não tem noção de coisa alguma.

Enfim...

Quando ao dia de hoje valeu pela acção directa contra as finanças tal como ha dias pegaram fogo a umas portagens.

Isso sim,actos com impacto que só pecam por serem poucos.


Isto para haver mudança de regime é primeiro criar o ambiente para isso.

Por outras palavras,é preciso caos.

Agora andar a reboque dos sindicatos marxistas um correia do pcp(sgtp) o outro correia da maçonaria(ugt) com o grande anti capitalista maçom joão proença que vai estudar os dossiers em hoteis de luxo 5 estrelas,em cadeiras deitado junto á piscina de charuto...

Eles apenas representam os trabalhores marxistas e não a esmagadora maioria dos trabalhadores nacionais que não são marxistas.

Mais uma vez a instrumentalização dos trabalhadores é notória.

Gritam:"Fascismo nunca mais"

E esta divida é da democracia.

Podiam gritar:Maçonaria nunca mais"

Mas não,eles fazem o que os comités comunistas e maçonicos mandam.

Os trabalhadores marxistas fazem propaganda a uma ideologia que é a que mais oprime os trabalhores,o comunismo.

Devem pensar certamente que no laos,koreia do norte,china,vietname é que os trabalhadores têm grandes direitos e grandes liberdades.

E nem vale a pena explicar aos lemmings que estão a ser manipulados pelos marxistas,pois os lemmings não pensam,não sabem pensar e não querem saber pensar.

Pode se explicar varias vezes,das mais variadas formas,com a linguagem mais basica possivel,por desenhos inclusive,e fazer isto 50 vezes.

O lemming continua a não entender que a ideologia que defende é lhe prejudicial e que gritar contra o fascismo é ridiculo porque a divida,a traição nacional,e o saque de mais de duas decadas foi tudo feito pelos democratas.

Anónimo disse...

O probelema é que o lemming é a maioria do povo Portugues,e seja o lemming manipulado pelo marxismo e trotskismo do pce e be,pela maçonaria ou pelos liberais jamais perceberá que ele está a lamber a pata a quem lhe enfia a bota pelo olho do cu adentro.

É a democracia....
Pois a democracia é a ditadura dos lemmings.

É a maior parte a sacrificar a melhor parte,a merda a sacrificar a nata.

O Circo resume se ao capitalismo liberal,corrupto e traidor do psd,ao pseudo socialismo maçonico e corrupto e pedofilo e traidor do ps,e aos marxismos e trotskismos do be e pcp....

E ainda há camelos que acreditam que isto vai lá com algum destes...

Tou para ver quanto mais tempo os policias vão demorar a concluir que sendo eles funcionarios publicos,quando mais tempo durar este regime,mais pequena será a sua reforma.

Ainda não chegaram á conclusão que nada ganham em defender este regime,muito pelo contrario serão de todos os mais prejudicados.

A classe media que ainda existe que não se enxergue tambem...
Irão cair para a classe media baixa e baixa mesmo.
E além da miseria os vossos filhos irão levar com um ambiente semelhante ao brazil nas escolas,nas ruas e nas saídas á noite.

Ainda hoje professores academicos dizem que nunca viram tantos estudantes qualificados a emigrarem como hoje,e que estão a sair do País não por vontade mas obrigados.

Nós pagamos,nós formamos,e depois os outros Países a serio colhem o bom produto e acolhem nos.

Portugal faz uma grande troca não haja duvida.
Sai os nativos qualificados,entra o terceiro mundo.

Sai a nata,entra a merda.
Granda troca!

Optimos indicadores do que vem aí no futuro.O brasil europeu...

Tudo isto é evitavel.
Derrubando o regime e mudando para um regime nacionalista.

Cada dia que passa com este regime pior vai ser...

Espero que não acordem só quando acontecer uma tragedia,as reformas irem com o caralho,verem as vossas casas penhoradas pelos bancos,os vossos filhos pequenos esfaqueados por um esfomeado desesperado,as vossas filhas violadas por um terceiro mundista deliquente...

Acordem enquanto é tempo...
Trabalhadores,jovens,policias,militares,todos.

Acordem para a necessidade da mudança de regime,para a sua inevitabilidade,e para a mais que obvia catastrofe que se avisinha com este regime.

Acordem...

Anónimo disse...

Eles agora irão vir com a treta do "governo de salvação nacional".

Que não passa de conversa para simio,pois é ridiculo os coveiros serem ao mesmo tempo chamados para salvar o que estão a matar.

Numa empresa um gerente que levasse a empresa á bancarrota era despedido e condenado em tribunal por abusiva negligência e metaforicamente comparando com a classe politica era preso por fraude e roubo das receitas da empresa.

Num clube de futebol um treinador que levasse o clube á descida de divisão depois de altos investimentos era despedido.

Quem levou o País á bancarrota,ao descalabro moral e social,através da incompetência,corrupção e traição obviamente tem que ser posto andar e pagar pelos seus crimes.

Os media agora vão bombardear no futuro a necessidade do governo de salvação nacional.

2+2=5

Irão vos repetir isto todos os dias,com opinadores do regime a dizer que realmente 2+2= 5.

Mas basta voçês não se deixarem tratar como se fossem simios,que sabem que 2+2=4.

A democracia diz vos que 2+2=5.

20 e tal anos voçês acreditaram que 2+2=5.

Os resultados estão á vista,e hoje temos uma divida como não tinhamos desde 1828.
E são voçês que estão a pagar,ainda vão pagar mais,e os vossos filhos irão pagar tambem.

Acordem....

É uma questão de abrir os olhos de cima e fechar o de baixo.
E saem do transe democrático,da matrix que vos humilha pior que um animal num zoo.

Portugal pode ter uma especie dum "Reich Celta".

Há alternativas.

Lutem por uma nova Republica.

HRoque disse...

Óh anónimo,
Anda, chega-te à frente.
Estiveste lá hoje ou não?
Nós, manifestamo-nos porque queremos mudanças, mas não, NUNCA para aquilo que defendes. Essa é uma luta tua e de mais uns quantos. Sabes, o que queremos é que algo mude. Se são ou não marxistas tu lá saberás. Se fumam ou não charuto, desconheço pois não tenho convivência com tais personalidades.
Se têm uma agenda própria? Grande novidade que estás a dar.
Se representam alguma coisa? Sim, nem que seja mínima. Mas sabes, tudo isso é-nos indiferente, e isso TU NÃO PERCEBES (nem com apresentações power-point).
O que me move não é a pilhagem. Nem misticismos, nem paganismo nem o caralho.
O que me orienta são princípios de justiça e verdade. Se NÃO ENTENDES isso, paciência.
O que tu sabes já a mim me esqueceu.
O que vivemos atualmente é FASCISMO puro e duro.
Se quem alimenta uns, financia ou outros é foda mas já se sabe que assim é, ou foi. Cabe a cada um de nós actuar em conformidade.
O resto do que escreves já nem li, mas presumo que seja mais do mesmo: NADA QUE REALMENTE INTERESSE.
Para concluir: a dignidade humana é condição fundamental numa sociedade. Os mecanismos/estratégias que as possibilitem devem ser acarinhadas e estudadas. A economia deverá estar ao serviço do homem e não o seu contrário. E disto meu caro, não abdico nem que o caralho torça. E se o Carvalho da Silva fala aos meus ouvidos então eu ouço. Se ele é um bandido? Só o tempo o dirá.
Ah, e o que Portugal precisa é de valores éticos. E isso não é um exclusivo de NINGUÉM.

LEMMING disse...

Sim o que vivemos é o fascismo,e dos puros e duros,dantes era um fascismo conservador clerical,nós derrotamos o fascismo para por a democracia e agora vivemos o fascismo porque, porque,porque...

Ai caramba que estou tão confuso que já vejo fascismos em todo o lado.

Mesmo que haja varios tipos de fascismos,para mim só existe um,porque foi isso que eu aprendi com a biblia democrática.

Por isso sempre que eu não gosto de alguma coisa chamo lhe fascista.

Quando sou pcp,chamo fascista ao ps,quando sou ps chamo fascista ao psd,quando sou psd chamo fascista ao cds.

Quando sou be chamo fascista a tudo mesmo.

Se um gajo não leva no cú é um fascista.

O fascismo não é democratico pois assenta numa liderança dum estadistas e não de agencias corruptas e traidores como os partidos,mas nada disso me intressa,eu chamo fascistao até ao cão que ladra muito alto e não me deixa dormir á noite,é mesmo um fascista!

Fascita! Fascista! berro para ele muitas vezes.

Eu sou contra todo o tipo de totalitarismo,só sou a favor do totalitarismo de que todos são obrigados a ser democratas.

O totalitarismo democratico.
Que por sua vez aceita totalitarismo comunistas e totalitarismo da nova ordem mundial sob a forma de partidos,mas que partidos nazis isso não,pois isso é totalitarismo que não controlado pelos judeus.

Eu li na biblia democratica que há totalitarismo bons e totalitarismo maus.

Se um totalitarismo como o fascismo italiano ou o nazismo alemão for usado como forma de defender o seu povo e subir o nivel dos trabalhores e expulsar os judeus parasitas e por os banqueiros na ordem isso é um totalitarismo mau.

Os outros totalitarismo controlados pelos judeus são bons.

Porque não é "racista".Porque só existe racismo branco.

Quando se é anti branco,ou anti ariano isso não é "racismo".

É "democratico"...

Bem,e ja se faz tarde e tenho que carregar a bateria do meu chip rfid que me injectaram debaixo da pele para tar sempre localizado,procedimento todo ele muito democratico pois claro,porque eu pela democracia faço tudo,tudo mesmo,eu no dia em que tiver uma filha vou lhe dar o nome de "democracia" em homenagem a esta forma de regime igualitaria que me nivela por igual á nata da sociedade.

Ainda me lembro do tempo em que havia meritocracia e eu era um falhado.

Bem dita democracia que hoje sou tanto como eles,apesar de não ser nada nem nunca ter sido nada.

LEMMING disse...

E esta ditadura financerira são mesmo nazis os gajos.

O nazismo era fortemente anti capitalista,mas isso não intressa.

Eu vejo os outros lemmings chamar de nazismo ao imperio financeiro que é comando por judeus,e apesar de ser ridiculo chamar nazis a capitalistas eu chamo tambem,porque eu sendo um lemming faço sempre o que os outros lemmings fazem,mesmo que não tenha logica nenhuma.

Bendita democracia em que cada um vale um voto,e nós lemmings sendo a maioria temos na mão o poder dos votos para decidir e dar cabo desta Nação com mais de 800 anos.

Maozinho Tsé Tumba disse...

Realmente,este regime justifica-se sempre lançando anátemas sobre o anterior.
Tudo funciona numa lógica de que estava tudo mal antes e que agora devemos aceitar todas as malfeitorias dos pulhas que nos apascentam.que vão do gamanço à pedifilia.
Tendem a justificar tudo com essa imbecilidade,agitando o fantasma do fascismo,coisa nebulosa,um papão que nos pode devorar a qualquer momento.
Em contraponto colocam a tal "esquerda",a que praticou morticínios e torturas por esse mundo fora.Até transmitem o poder de pais para filhos e irmãos.
Não há pachorra!

N disse...

A democracia é o emplastro na hora de decidir valer tanto como nós.

Porque cada um vale um voto.

E será sempre sempre sempre assim.

Para gozo da maçonaria e opus dei que humilha e pisa este povo como nunca foi pisado em mais de 800 anos.

A democracia é a ditadura dos otarios.
E á pala dos otarios,está se a dar cabo da Nação.

Não há meio termo,ou os Portugueses acabam com a democracia ou a democracia acaba com os Portugueses.

Anónimo disse...

"Em contraponto colocam a tal "esquerda""

Em Portugal a esquerda é uma merda.
Mas a direita é igual.

Daí a necessidade de um sistema de terceira posição que vá buscar o melhor que há da direita ideologica e o melhor da esquerda ideologica e crie um nacionalismo inovador,social e racial,que dê liberdade aos patriotas e perseguição aos corruptos e traidores,e não como acontece nas democracias onde os Patriotas são perseguidos e os corruptos e traidores beneficiados.

Sem os estupores dos partidos,mas com um estadista que reúna as condições requesitadas para uma liderança de sucesso garantido.

Condição moral.(Honra,Caracter,Incorrompível)

Condição intelectual.(Inteligência,Criatividade,Capacidade de antecipação face aos probelemas)

Condição racial.(Seja inequivocamente da raça raiz da nação)

Só estas 3 juntas dão uma boa liderança.

E por isso mesmo tal só se encontra fora dos Partidos.

Portugal só foi Portugal quando não foi democracia.

Há que apredender com a historia.

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Ora ora anonimo.

Finalmente escreveste algo em que estou de acordo contigo a 100%.
Mas deixe-me falar uma coisa :

- isto que dizes só peca por tardio !!
- quem seria o lider carismático para esta tarefa ?????
- pelo que sei o Sr. Oliveira Salazar ( PATRIOTA / HONESTE / E HONRADO ) está morto e enterrado.

E não serão nos nacionais socialistas que irias buscar tal personalidade, esta é a maior dificuldade.
Dê alguns nomes caso existam aqui em Portugal !!!!!!!

Cumprimentos patrióticos.

Ramiro Lopes Andrade

Anónimo disse...

Nos Países a sério e não vassalos,deveria haver um cupula militar(apolitica,leal,ambiciosa e intoleravel a traidores) que observando potencias lideres dentro da sociedade escolhia os para liderar.

Nos Países a serio,deviam ser os militares a decidir mudanças de regime cada vez que os mesmos são prejudiciais ao País como Nação.

Não devem ser os media a decidir lideres,nem encenadores com os seus espectaculos mediaticos,nem uns estupores quaisqueres que nos gabinetes dum clube bilderberg decidem qual o fantoche para entreter os Portugueses num circo mediatico enquanto por detrás dos bastidores se planeia a sua destruição total e transformação em colonia de escravos para a nova ordem mundial sionista.

Não intressa tar aqui com tretas.

Há pessoas,há ideias,há vontades,há coragem.

Há o ambiente e a legitimidade(crise,corrupção,recessão,fome,traição dos politicos,desemprego,emigração nativa,outras nações a ocuparem o espaço enquanto aqui andam a brincar as ventoinhas ecologicas,e a conquista dos movimentos islamicos no norte de africa que obviamente obrigará a algo ainda mais fanático e disciplinado que eles para funcionar como contra ponto,logo regimes nacionalistas na Europa e a destruição das democracias)

Portugal não precisa de ver isso acontecer nos outros Países,pode muito bem ser pioneiro e acabar com a democracia,não temos nada que andar semrpe atrás dos outros,e pior e mais ridiculo ir no mesmo caminho quando sabemos por antecipação a merda que deu(por exemplo o fenomeno do islão em frança,inglaterra,belgica,suecia,etc...)

O tempo mostrará qual o sentido de dever das (F)orças (A)rmadas.
E qual a sua Pátria a sua prioridade.
Se é Portugal,ou se é os afeganistãos e os kosovos.

A minha posição muito clara.

Sou contra a democracia e defendo um regime de terceira posição.

Tendo um plano economico decente e sem tar sujeito a sabotagens,a partidos a estorvar,banqueiros a querer mandar,ou o gajo a querer opinar e decidir sobre tudo e mais alguma coisa mesmo que não perceba de nada e coisa nenhuma,há nações do mundo que podem emprestar dinheiro que precisamos a juros muito mais baixos.

O probelema do credito resolve se.

O probelema de o aplicar e resolver os probelemas da Nação tambem,porque sem partidos,acaba se a corrupção e a demagogia e a sabotagem.

Sendo a nação um barco,ele só chega a bom porto se tudo remar para o mesmo proposito.

Um barco democrático,uns remam para a direita,outros para a esquerda,outros não querem remar,outros roubam os mantimentos e ainda outros que sabotam o barco.

Um barco democrático irá sempre ao fundo,e negar esta evidencia é tapar o sol com a peneira.

As democracias modernas são os cavalos de troia para destruir a Europa por dentro a favor do sionismo internacional,pois para desorganizar uma nação é preciso dividi la internamente para a sua coesão partir.
Os partidos só servem para dividir uma nação com ideologias estereis e prejudiciais ao povo e á Nação.

As pessoas não têm qualquer capacidade de reflectir sobre isto porque são bombardeadas por propaganda e foram ao longo dos anos envolvidas num processo gradual de corrompimento moral e de estupidificaçao.

Portugal está a saque,está a ser traído á cara podre.

Eu não vou compactuar com esta traição nacional,tenha o preço que custar.

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=uIikf1wt9v4

http://www.youtube.com/watch?v=FxBA49fSYeA

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Anonimo

Não me fale dos militares portugueses, por serem todos corruptos, iguais aos politicos.

Cambada de mafiosos, que fazem de Portugal placa giratória do trafico de drogas, e venda de armas de guerra no comercio clandestino internacional ( ou já te esqueceste que matou amaro da costa e sá carneiro / cia + militares portugueses ).

Te pergunto outra vez, quem em Portugal poderia assumir o comando do país com mão de ferro, e colocar estes corruptos no lugar deles ( isto é , com uma bala no meio dos cornos ).

E não me venhas com estes pulhas dos nacionais socialistas , que são uns oportunistas, e parasitas.

Quem ???????????

Só queria que me desses um nome credivel ........

Estou a aguardar.

Cumprimentos patrióticos.

Ramiro Lopes Andrade

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Diogo

A tua idéia inflamou teu blooge !!!!
Isto aqui está animado.

Já se fala em derrubar o poder dos mafiosos, queria que alguem desse uma solução definitiva, e o mais importante, que alguem me motivasse com convicção.

Vamos ver ...........

Cumprimentos.

Ramiro Lopes Andrade

HORIZONTE XXI disse...

Depois de ler os diversos comentários atrevo-me a escrever o seguinte:a solução que vocês procuram não passa por substituir uma liderança por outra, não existem "impermeáveis" e se surgisse um homem desses teria de se tornar num "bom ditador" ou seja deixar de se ajoelhar aos poderes internacionais e priveligiar os interesses deste pedaço de terra, o que concerteza o faria encontrar-se a sete palmos de terra muito rapidamente.
O que melhor serve o que nós todos (quase) procuramos não é encontar a liderança X ou Y, é sermos todos essa liderança, é serem os cidadãos a decidir o futuro de Portugal, só assim estaremos mais perto da liberdade e de deixar o porão do navio. Num primeiro passo todas as decisões importantes devem ser referendadas. Não é mais possível eleger uma elite, deixá-los fazer o contrário daquilo que disseram que fariam, esperar democráticamente 4 anos para os tirar de lá e colocar outros que farão exactamente a mesma coisa (gerir o nosso suor em proveito de uma minoria dominadora).

Abraço livre

Anónimo disse...

HORIZONTEXXI

Hoje é impossivel ditaduras ao estilo dos anos 30.Hoje o povo é informado,hoje há telemoveis,há internet,informação ao segundo e por isso mesmo que se quisesse(que NÃO É O CASO,repito,NÃO É O CASO) tentar esse tipo de regimes era impossivel.

Posto isto,e devido não só á sua impossibilidade como o facto de não ser essa a meta,deixemos termos como "ditadores" ou "ditaduras" que são apenas termos que a maçonaria usa para levantar fantasmas e assustar o povo,para os continuar a roubar,pisar,humilhar e trair.

Um estadista é necessario inclusive para salvaguardar as proprias liberdades do povo.
Chipar a população é um processo a ocorrer neste momento pelos democratas por exemplo.
Só um estadista pode parar este atentado terrorista sobre a população.

Não há qualquer liberdade com os recibos verdes,juros criminosos dos bancos,e fome ao ir para a mesa.
A democracia,sim é um sistema ditatorial,só que é disfarçado,pois não se assumindo como ditadura o povo amolece e assim é presa facil.
É isso que está acontecer e só não vê quem não quer ver.

Referendar tudo não é solução nenhuma pois as massas não tem sabedoria para decidir sobre as materias importantes.

Basta ver o tema dos submarinos por exemplo.
Uma coisa é os contornos dos negocios.
Outra coisa é a necessidade dos mesmos.

No entanto o povinho diz varias vezes que não precisamos de submarinos para nada.

Alguma vez o povo percebe que nós tendo uma zona maritima como temos até deviamos ter 4 submarinos?

Está a ver o povo estudar essas materias por exemplo?
Está a ver o povo comparar quantos submarinos têm os outros Países?

Isto é só um exemplo...
O povo em geral não tem sabedoria nenhuma,apenas uma pequenissima parte.
A grande parte do povo é estupida,e diariamente manipulada pelos media.

O povo primeiro tem que ser educado,e uma nova republica deve ter como meta potenciar as capacidade intelectuais e espirituais do povo.

E para isso é preciso doutrinar o mesmo,e ter um canal de televisão em sua posse para propaganda,senão o povo será enganado por outros media que têm a coleira da nova ordem mundial sionista.

As Forças Armadas devem ter um plano de captura da RTP.

Um novo regime precisa de ter o seu proprio canal de televisão.

O povo ouvindo a verdade perceberá então as metas do novo regime,e aplicar se á porque sabe que finalmente após mais de 2 decadas de mentira e traição,terão alguem que lhes falará verdade e não os tratará como simios.

O objectivo principal neste momento é derrotar este regime.
Sem demoras.
A 3ª Republica tem que cair custe o que custar.

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro HORIZONTE XXI

Compreendo vosso dilema.
Mas isto já não vai lá com democracia, nossa sociedade está podre por dentro, e por fora !!!!!!!!

Só existe uma solução, uma liderança incontestável, incorruptivel, com mão de ferro, e um belo muro em betão para fuzilamentos sumários dos corruptos em Portugal.

Este muro de fuzilamentos, com transmissão ao vivo pelos canais de televisão, em horário nobre as 20:00 hs, com assistencia de todos obrigatória, para os de mais tenra idade já fossem aprendendo, que , caso pisassem o risco, teriam o mesmo destino.

Como sou engenheiro civil, o construiria de graça, a minha custa, este muro com 100 de comprimento, com 3 metros de altura, com argolas no topo afastadas de 2 em 2 metros, e fuzilamentos simultaneos de 50 de cada vez.

Seriam sorteados cidadãos para compor este pelotão de fuzilamento, te garanto que haveria venda de lugares só pelo prazer de eliminar estes pulhas.
Há ..... e as famílias tinham que pagar as balas e as despesas de funerais, em covas rasas sem identificação.

SONHOS NUMA NOITE DE VERÃO ... HAHAHAHHA

Como era bom se fosse verdade, enquanto isso, vamos convivendo com nossa realidade de implosão do euro, já na próxima semana.

Um abraço.

Ramiro Lopes Andrade

Anónimo disse...

Devido á campanha de desinformação de que se avisinha é bom em nome da sabedoria ensinar que o "Anarquismo" não é uma ideologia estatica.

Há 3 variantes de Anarquismo:

Anarco-liberais:Piolhosos e bebados,deliquentes sem qualquer noção de nada,cujo mundinho gira á volta dos açidos e festas de trance.

Anarco-Comunistas:Anarquistas que são marxistas ideologicamente,maioritariamente manipulados pelo proprio sistema,e instrumentalizados para servirem de idiotas uteis contra qualquer movimento Patriotico.

São um pouco como os idiotas dos fascistas catolicos,são os idiotas uteis do sistema e não se apercebem disso,mesmo que um gajo lhes explique 500 vezes como estão a ser manipulados.

Nacional-Anarquistas:A nata dos Anarquistas por assim dizer.
Nacionalistas anti marxistas e anti capitalistas,sem qualquer ligação á maçonaria ou á igreja.

Patriotas racialistas cujo amor á liberdade é imenso e maior é o odio a quem lhes tira a liberdade.
Possuidores de cerebro,numero e musculo,e devem fazer parte do projecto da nova Republica.

NA disse...

http://2.bp.blogspot.com/-AUVgdo2ShNA/TrqmXXBwK9I/AAAAAAAABYU/RoSdVnXiEPY/s400/social.PNG

http://www.youtube.com/watch?v=pSamFDR058Y&feature=channel_video_title

Anónimo disse...

o camarada diogo então mas essa historia da conta especial CGD não é um pouco semenhante ao negocio da droga, ou seja, uma economia paralela, onde a droga so tem valor para os drogados e não para a economia em geral, tal como os depositos da CECGD so teriam valor para aqueles que nela participassem.
sinceramente não vejo logica nenhuma nisto ou tu achas que quando o afonso fosse falar com o jorge para comprar um carro esse carro era criado por quem? pelo jorge ? não por exemplo pela BMW e achas que dos 20 mil euros pagos pelo afonso atraves da CECGD a BMW iria aceitar 18 mil euros tendo como forma de reaver esse dinheiro a nessecidade de tambem ela criar uma CEDGD e por sua vez como forma de dar liquides a esse montante e pagar aos seus fornecedores tambem eles terem que criar uma CEDGD etc etc etc é que o entrave a isto nem tem tanto que ver com euros mas sim com economia global

essa da CEDGD fasme lembrar aquela historia de um homem muito poupadinho que na ora da bucha pendorava o chouriço numa rama do chaparro e monhava o pãosinho só na sombra do chouriso agora lá que o homem foce poupadinho a este ponto eu até posso acreditar agora se me viessem dizer que ele ainda fazia negocio com a sombra do chouriço épa calma lá com isso !!

Anónimo disse...

Só me ocorre dizer uma coisa - Volta Salazar.