quarta-feira, dezembro 07, 2005

A Justiça da História


O «Um Homem das Cidades» teve origem num post publicado por Vital Moreira em 31.01.2005 no «Causa Nossa». Mas essa história ficará para o 1ºaniversário deste Blog, dia 03.02.2006.

Hoje, e como forma de “homenagear” o distinto constitucionalista que possui um notável dom para me irritar, aqui comento um dos seus últimos posts no referido «Causa Nossa».


A propósito (atrasado) do 1º de Dezembro
Nas paredes da grandiosa "sala dos capelos" da Universidade de Coimbra estão patentes os retratos de todos os reis de Portugal. Todos, não! Faltam os Filipes. Trata-se de uma enorme injustiça: primeiro, porque eles não podem ser apagados da história do País; segundo, porque entre eles está um dos grandes reis de Portugal (Filipe I); terceiro, porque a própria Universidade de Coimbra lhes deve muito (a começar pela Porta Férrea...). Quando é que um reitor da UC "ousa" repor a verdade e a justiça da história?
[Publicado por vital moreira]
5.12.05


Um Homem das Cidades:

Ó Dr. Vital Moreira, seguindo o seu raciocínio, quando é que se volta a construir um busto ao Prof. Salazar?

Você quer comparar a Porta Férrea com a Ponte 25 de Abril? E o que é que o 25 de Abril fez por essa ponte para que tenha esse nome? Para quando o regresso da Ponte Salazar?
Se não fosse o homem ainda você atravessava o Tejo de cacilheiro!

Bem...Agora já há a Ponte Vasco da Gama...Mas lá está outra injustiça da história! Essa deveria chamar-se, Ponte Cavaco Silva!

Aqui, devido à sua modéstia, o estadista quis optar pelo nome de um grande navegador português. Infelizmente como não é muito dado a essas coisas da cultura e ninguém da sua «entourage» lhe fez o reparo, esqueceu-se que o grande navegador português da história foi Bartolomeu Dias, o único cuja estátua figura num museu londrino, e não o fidalgo Vasco da Gama.

E o Centro Cultural de Belém?

Não acha o Dr. Vital Moreira que também aqui se deveria repor a verdade e a justiça da história e passar a chamar-lhe «Centro Cultural Aníbal & Maria», ao estilo do «Museu Vitória & Albert» de Londres?

Já ninguém se recorda dos best-sellers literários que a Maria obrigou Aníbal a mencionar na TV para lhe dar um ar menos merceeiro?

E que dizer, Dr. Vital, das pontes que os indonésios construíram em Timor durante a ocupação? Então apaga-se assim a história só porque os rapazes eram um bocadito brutos e chacinaram uns milhares de pessoas?

E de que é que a ONU está à espera para rebaptizar Bagdad por New Bush?

E não me venha para cá dizer que o Sr. Adolfo Hitler não mandou construir nada na Alemanha! Não ouse fazer essa injustiça ao rapaz!

4 comentários:

Mendes Ferreira disse...

....era que faltava...ele o adolfo fartou-se de construir....fornos e não só:mentalidades......:) abraço.

Biranta disse...

Já temos mais uma coisa em comum: Também a mim Vital tem o condão de irritar. Aquele é dos tais que, se os seus comparsas percebessem alguma coisa de "comunicação", obrigavam-no a estar calado, sempre...
Até por isso, nem me dou ao trabalho de visitar o "Causa nossa"

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. Bingo places pensacola fl Blackberry vertrag Free adult daily mature naked pictures Awning caravan eriba Mourning jewellery Uses for meridia Swimwear sunsets http://www.lund-cadillac.info/Where-to-look-up-commercial-isuzu-parts-catalog.html summer blouses designer Free patterns sweaters and afghans Boxplot software ladies western blouses Psychological effects impotence Alexa may pornstar Lingerie catalogue gallery Circle of love sapphire and diamond necklace Wife watch big Discount birkenstock sandals milano

Anónimo disse...

Best regards from NY! »