sexta-feira, março 23, 2007

Diz que é uma espécie de engenheiro

Jornal Público – 23 de Março de 2007

O PSD exigiu ao gabinete do primeiro-ministro um "cabal esclarecimento" sobre as falhas no dossier de licenciatura de José Sócrates na universidade Independente, apontadas numa investigação da edição de ontem do público. (...)

Os artigos em causa revelam contradições, omissões e dados trocados nas fotocópias do dossier do ex-aluno José Sócrates, nomeadamente a atribuição de notas diferentes às mesmas cadeiras. mostra ainda versões contraditórias, entre responsáveis da universidade, sobre quem terão sido os docentes do então secretário de estado adjunto do ambiente, bem como sobre a frequência do curso. (...)


Comentário:

Averbar notas diferentes nas mesmas disciplinas, desconhecendo os professores e não saber se terminou o curso com distinção ou se perfez apenas dois ou três semestres com classificações medíocres, gera sentimentos de insegurança académica em qualquer indivíduo.

Não espanta, por isso, a desconfiança do Sr. Sócrates sobre o corpo docente em geral, nem que tenha desvalorizado o facto de 60 mil candidatos terem ficado de fora do concurso de professores. A atribulada carreira escolar do primeiro-ministro justifica em pleno tal atitude.

14 comentários:

xatoo disse...

o pm é como o frei Benedito que não come e não bebe, mas está sempre gordito

xatoo disse...

Diogo
foste tão rápido, que quando voltei para postar o preâmbulo do meu post já lá estava o teu comentário. Por isso perdeste este belo naco de prosa, eheheh:

No grande filme de terror que os neocons têm em rodagem, para a humanidade estão reservados mihões de papéis de figurantes. Nós portugeses, não por acaso, mas por indiferença crónica, já estamos habituados,,, por via de trezentos anos de vassalagem ao liberalismo anglo-saxónico (a guerra com mais sucesso é aquela em que não é preciso combater o inimigo); contudo, na actualização em curso para a americanização do país, seria exigivel aos actuais (e próximos) executivos um minimo de decência quando fazem copy&past do neoconismo.

(para quem não leu,,, é acerca da intervenção policial contra os operários da MB Pereira da Costa)

luikki disse...

um burlão é sempre um burlão...
e,. a propósito da matéria, há uma coincudência que me está a fazer "comichão":
o vice-reitor só foi preso preventivamente, depois de ter proporcionado o acesso de um jornalista à documentação sobre o curso do "engenheiro"....

rcf disse...

Jacques Delors e John Major não tinham nenhum grau académico. Houve algum problema? Parece que não. O que chateia é que este país de Drs., Engºs e Arqtºs é um país de VIM’s (Vaidosos, Invejosos e Mentirosos). Houve um amigo que me disse para juntar também Caloteiros, mas não rima.

Diogo disse...

Também eu sou visceralmente contra a utilização dos Drs., Engºs e Arqtºs, símbolo de atraso e resquícios de feudalismo (os países anglo-saxónicos não os utilizam).

Mas a questão aqui é a de um caloteiro que para além de muitas jogadas pouco claras, pelos vistos aldrabou também nas habilitações. A vigarice corre-lhe no sangue.

xatoo disse...

Não há nada melhor do que escolher actores - Ronald Reagan por exemplo, ou o Terminator da Califórnia;
com entertainers nos cargos, não ficam dúvidas nenhumas sobre a natureza do poder - ou seja, que os figurões são meros bonecos de fachada, um género de grilos falantes, que produzem uma retórica que é decidida a outros niveis: os poderes dos grupos ocultos, banqueiros, lobies judeus, complexo politico-industrial-militar, maçonaria, opus dei, etc
O Cavaco também é um bom espécimen: nada do que ele diz, ou aparenta fazer em público, tem alguma coisa a ver com o que ele anda realmente a fazer

contradicoes disse...

Estou-me borrifando se Sócrates é engenheiro ou engenhocas. O QI não se mede pela posse duma licenciatura seja em que área for pois infelizmente constatamos uma triste realidade sobretudo a nível político. São inúmeros os drs. jumentos que proliferam nessa classe, mas não só.
Para mim o importante e essencial é que ele consiga governar Portugal e fazê-lo progredir. Não me parece tal como é referido por um comentador anterior, ser condição essencial para o exercício dum cargo governativo possuir formação académica superior.

Nicolaias disse...

O caso que a seguir expônho, mostra como é que se derrotam aqueles que são pagos para desacreditar, desmoralizar, desincentivar e dividir os que se dedicam no mundo blogue, a expôr a verdade sobre esta gang que anda a instaurar uma Nova Ordem Mundial, dividida em sub-grupos espalhados por vários paises, incluindo Portugal:

este blogue, "Um Homem das Cidades", publicou há pouco tempo este post:

http://citadino.blogspot.com/2007/03/mistrio-do-11-de-setembro-resolvido.html

o qual já gerou 52 comentários.

O que tem vindo a acontecer é que um dos comentadores - o Lidadador, frequentador assiduo neste blogue, empenhado em desvalorizar as sérias investigações que aqui são expostas - procurou desacreditar o dono do blogue, assim como aqueles que comentaram o dito post, através de longos, exaustivos e cansativos textos, os quais, compreensivelmente, ninguém estava com muita disposição para contradizer devido a imensa energia que se tem de dispender para lidar com pessoas assim; mas que, no fim, têm a finalidade de criar a confusão e a desmotivação.

Porém, eu não descansei e dissequei o rumor deste cavalheiro até ao tutano, desmentindo-lhe cada uma das suas falácias, tendo como resultado a sua desistencia em me confrontar, uma vez que não tinha mais argumentos possiveis que provassem que os atentados do 11 de Setembro tivessem sido executados como a versão oficial nos quer fazer acreditar.

Reforco a questão, afirmando que não se trata aqui de uma questão de ego, em que um ego consegue vencer contra o outro devido à sua capacidade de argumentação, mas tráta-se, isso sim, da defesa da constatação óbvia: de que os atentados de 11 de Setembro foram comandados pelo próprio governo, de onde resultou a justificação para se ter morto, até hoje, mais de 80.000 pessoas no Iraque!!!

Para ajudar a reforçar o desmentido da teoria oficial, um anónimo colocou o seguinte e excelente link (imperdivel)

http://resistir.info/11set/mansouri_nov06_p.html

o qual, arrumou de vez com o dito comentador separatista, fraco amante da nação portuguesa e do mundo em que vive.

Este senhor, o cavalheiro Lidador, como podem constatar, desde a sua última postagem (uma tentativa desesperada de me cansar mental e intelectualmente) nunca mais se dignou a expôr a sua ignorante pessoa por aqui, já que foram desmascaradas as suas baixas intensões de não deixar que a verdade venha ao de cima.

Que as liberdades fundamentais sejam defendidas por nós até à última palavra, neste humilde acto de resistência que são as investigações e as exposições que fazemos no mundo blogue!

dlm disse...

Como +e ridiculo quem se leva infinitamente a sério

Anónimo disse...

nicolais
O lidador foi passar a Páscoa à terra, por isso não tem tido oportunidade de vir aqui.

Nicolaias disse...

Isso não é completamente verdade, uma vez que postou no blogue dele hoje, dia 25, e no dia 21 - posts tais que somente geraram comentários nada simpáticos por parte de quem se dignou a comentà-los, resultado da falta de coerência e da motivação caêtica que o move.

Nicolaias disse...

caótica

Bertha disse...

O que está em causa não é saber se o primeiro ministro é ou não licenciado. O Manuel Alegre não é, o Jerónimo de Sousa não é, e nunca ninguém se chateou com isso. O que está em causa é saber se o primeiro ministro se licenciou de forma regular e honesta. Se José Sócrates forçou as suas habilitações, isso prova que, ele sim, quer ostentar o grau académico e não aqueles que estão que levantaram esta questão.

Biranta disse...

Em primeiro lugar reclamar "da lata" do jornal Público e da sua "investigação" tardia, visto que este assunto foi objecto deste meu post, PUBLICADO EM MARÇO DE 2006 e que resultou de cópia doutros textos que encontrei por aí, descrevendo uma investigação dum bloguer.

Já nessa altura o caso foi referido nos OCS e se levantou a mesma polémica. Depois foi "esquecido" para ressurgir agora à laia de conspiração: assuntos que só são notícia e ganham importância quando convèm à agenda e propaganda política de algum partido ou máfia...

A questão, de facto, não é saber se Sócrates é engenheiro ou não. Eu sei que não é porque ele demonstra estupidez demais.

A questão é ele usar o título sem o ter obtido, mentir, como tem feito em relação a tudo... ou tê-lo obtido com vigarice, comprando-o, como também se diz por aí. Tratando-se de Sócrates tudo é possível em matéria de vigarice.

A questão é que gente assim desonesta e oportunista NUNCA PODE governar bem um país, "porque não se fazem omoletas sem ovos".
Sócrates é um lacaio da pior escumalha que há e gente como ele só serve para isso: para serem "bons" e dóceis lacaios de criminosos, facínoras, apostados em destruir o Mundo e a Humanidade.