segunda-feira, setembro 10, 2012

Há males que vêm por bem...


Os atentados do 11 de Setembro de 2001 aconteceram há 11 anos



A 11 de Setembro de 2001, 19 piratas do ar, ao serviço da Al-Qaeda chefiada por Bin Laden, conseguiram sequestrar quatro aviões comerciais e sobrevoar durante tempos infindos o território dos Estados Unidos, de longe a maior potência militar do planeta. Após uma eternidade e dada a inacção da Força Aérea americana, dois dos aviões embateram e conseguiram fazer implodir as duas torres gémeas e o edifício nº 7 do World Trade Center. Outro avião foi embater no Pentágono, o edifício mais bem defendido do mundo, onde penetrou por um buraco minúsculo e se vaporizou no interior. O quarto avião despenhou-se no solo e desapareceu por completo.


*************************************


Em Setembro do ano 2000, meses antes do acesso de George W. Bush à Casa Branca, o "Project for a New American Century" (PNAC) publicou o seu projecto para a dominação global sob o título: "Reconstruindo as defesas da América" ("Rebuilding American Defenses"). O PNAC foi adoptado pelo vice-secretário da Defesa Paul Wolfowitz, o vice-presidente Dick Cheney e o secretário da Defesa Donald Rumsfeld.

Da esquerda para a direita: o vice-secretário da Defesa Paul Wolfowitz,
o vice-presidente Dick Cheney e o secretário da Defesa Donald Rumsfeld

O PNAC esboça um roteiro da conquista. Apela à "imposição directa de bases avançadas americanas em toda a Ásia Central e no Médio Oriente" tendo em vista assegurar a dominação económica do mundo, e ao mesmo tempo assegurar uma guerra eterna ao «terrorismo» simbolizado pela celebérrima Al-Qaeda.

O projecto do PNAC esboça uma estrutura consistente de propaganda de guerra. Um ano antes do 11 de Setembro, o PNAC fazia apelo a "algum evento catastrófico e catalisador, como um novo Pearl Harbor", o qual serviria para galvanizar a opinião pública americana em apoio a uma agenda de guerra (pág 51)":


"Further, the process of transformation, even if it brings revolutionary change, is likely to be a long one, absent some catastrophic and catalyzing event – like a new Pearl Harbor."

«Além disso, o processo de transformação, mesmo que traga transformações revolucionárias, será provavelmente longo, excepto se se produzir algum evento catastrófico e catalisador – como um novo Pearl Harbor.»

Os arquitectos do PNAC parecem ter antecipado com cínica precisão a utilização dos ataques do 11 de Setembro como "um pretexto para a guerra".


*************************************


De modo análogo, nas palavras de Zbigniew Brzezinski, no seu livro The Grand Chessboard (1997):

"... it may find it more difficult to fashion a consensus on foreign policy issues, except in the circumstances of a truly massive and widely perceived direct external threat."

"... pode considerar-se mais difícil conseguir um consenso [na América] sobre questões de política externa, a não ser nas circunstâncias de uma ameaça externa directa verdadeiramente maciça e amplamente percebida."

Zbigniew Brzezinski, que foi Conselheiro de Segurança Nacional do presidente Jimmy Carter, foi um dos arquitectos da rede Al-Qaeda, criada pela CIA para combater os soviéticos na guerra afegã (1979-1989).

*************************************


Bruce Hoffman, vice-presidente da Rand Corporation (o mais importante centro privado de pesquisas em matéria de estratégia e de organização militar em todo o mundo, e a expressão prestigiada do lobby militar-industrial norte-americano), numa conferência publicada pela US Air Force Academy em Março de 2001 (ou seja, seis meses antes dos atentados de 11 de Setembro de 2001), dirigindo-se a uma audiência de oficiais superiores da força aérea norte-americana, afirmou:

"We try to get our arms around Al-Qaeda, the organization — or maybe the movement — associated with bin Laden (...) now, putting aside whether it was possible to actually topple the North Tower onto the South Tower and kill 60,000 people, consider the goal (...)"

"Estamos a tentar fazer um cerco à Al-Qaeda, a organização - ou talvez o movimento - associada a bin Laden (...) bom, não discutindo agora se era realmente possível fazer cair a Torre Norte sobre a Torre Sul e matar 60.000 pessoas, considerem tal objectivo (...)"


*************************************


Na sequência do 11 de Setembro as despesas militares dispararam, e por consequência os chorudos contratos do complexo militar-indústrial. De 2001 até hoje, o orçamento americano da defesa passou de 404 mil milhões para quase 900 mil milhões de dólares anuais, um aumento de cerca de 120% em onze anos. Abençoada Al-Qaeda!

Gráfico do aumento da depesa militar norte-americana desde 2001 até hoje, em milhares de milhões de dólares, que tem beneficiado enormemente o complexo militar-industrial norte-americano, cujos maiores expoentes têm sido as empresas Lockheed Martin, Northrop Grumman, Boeing, SAIC, Raytheon, General Dynamics, etc., etc., etc.



*************************************


Comentário


O Complexo Militar-Industrial Americano, ironicamente devido aos lucros proporcionados pelo evento catastrófico e catalisador do 11 de Setembro, tem tido ao longo dos últimos 11 anos excelentes motivos para sorrir.

Tudo graças ao terrorismo levado a cabo pela omnipotente, omnipresente, omnisciente e infinitamente maligna Al-Qaeda, chefiada por Bin Laden, que, na história do terrorismo, só encontra paralelo na todo-poderosa organização criminosa K.A.O.S., comandada pelo vilão Siegfried e tenazmente combatida pelo agente da C.O.N.T.R.O.L.E., Maxwell Smart.


À esquerda, o presidente George W. Bush em visita às instalações da CIA.
À direita, o famigerado Bin Laden, chefe da organização terrorista Al-Qaeda.



À esquerda, o agente Maxwell Smart e o chefe da C.O.N.T.R.O.L.E.
À direita, o famigerado Siegfried, chefe da organização terrorista K.A.O.S.

E se existe um paralelismo indesmentível entre a atual Al-Qaeda, chefiada pelo recentemente falecido Bin Laden, e a antiga K.A.O.S., comandada pelo vilão Siegfried, já a organização onde trabalhava Maxwell Smart, a C.O.N.T.R.O.L.E., hoje está hoje desmultiplicada por inúmeras agências:

CIA (Central Intelligence Agency); DIA (Defense Intelligence Agency); NSA (National Security Agency); NRO (National Reconnaissance Office); FBI (Federal Bureau of Investigation); AI (Army Intelligence); NI (Navy Intelligence); AFI (Air Force Intelligence); MCI (Marine Corps Intelligence); etc., etc., etc.

Não obstante tantas agências secretas de informações, a Al-Qaeda continua mais pujante e mortífera do que nunca. A Al-Qaeda reivindicou 163 atentados cometidos no Iraque entre o final de junho e meados de julho de 2012. Só ontem (9/9/2012), cometeram nesse país atentados que causaram mais de 90 mortos e cerca de 400 feridos. Para uma organização terrorista que odeia tanto os valores ocidentais, causa alguma estranheza que se mostrem tão assanhados em chacinar tantos cidadãos muçulmanos...


*************************************


Excerto de um artigo de Mário Soares - Jornal Expresso 27-03-2004

É preciso conhecer melhor a Al-Qaeda para a combatermos com eficácia. Não às cegas. Há milhares de livros, publicados em todas as línguas, sobre o terrorismo global - que está intimamente relacionado com a «globalização depredadora» que temos e com a «economia de casino» que nos rege. Estudemo-los.

[...] Exploremos os contactos que a Al-Qaeda parece ter com o mundo obscuro das finanças - dos «off-shores» e dos «paraísos fiscais» - com o «dinheiro sujo», com a criminalidade organizada, com o tráfico ilegal de armas, incluindo atómicas, com o mercado da droga. Há franjas desse sub-mundo que, seguramente, serviços secretos, mesmo os minimamente secretos, mesmo os minimamente organizados, podem penetrar e conhecer. Já o devem ter feito. Mas será que os grandes responsáveis querem tomar conhecimento dessa negra realidade e das pistas que indica?

62 comentários:

Nuno disse...

A Al-Qaeda e a K.A.O.S. e Bin Laden e Siegfried – Tão reais, tão poderosos e tão perigosos uns como os outros. Valha-nos o “Olho Vivo”!

PEDRO LOPES disse...

Há alguns a falar publicamente.
Mas isto não vai a lado nenhum como sempre.

Espalhem a verdade.

http://www.youtube.com/watch?v=Zv7BImVvEyk

http://www.youtube.com/watch?v=BZmSHTiYa2M&feature=related

Anónimo disse...

"recentemente falecido Bin Laden"

O antigo agente da cia bin laden já morreu há uns bons anos devido a doença terminal.

Isto já foi confirmado por varios agentes dissidentes cia e intelligence militar.

Ou alguem acredita que capturaram um dos gajos mais procurados e depois atiraram o corpo para o mar?ahahah,que desculpa esfarrapada para não mostrar o corpo.

Eles tambem sabem para que "publico" estão a falar...

Mas há sempre alguem com os olhos bem abertos para a realidade.

Ver:

http://www.youtube.com/watch?v=XF6HHFveHJI&feature=plcp

http://www.youtube.com/watch?v=Xub-QFqgYik&feature=plcp

http://www.youtube.com/watch?v=jy8BgyhWHB8&feature=plcp

http://www.youtube.com/watch?v=LofScCiJT4c&feature=plcp

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=bRxsbnUh7tQ

O atentado false flag teve como proposito ao mesmo tempo o pretexto para ir roubar os recursos aos outros Países,gastar impostos dos americanos e emprestimos da federal reserve para a industria militar que controla os 2 partidos dos eua,fez o jeito a israel,conseguiu tirar as liberdades aos americanos e montar uma sociedade hipervigilante e agora com uma divida descomunal e o caos social a caminho o end goal é montar uma ditadura de capitalismo selvagem de estado com chips.

Hoje a tirania mundial é o sionismo internacional encabeçado pelos eua,inglaterra e israel e todos os traidoes que se venderam aos mesmos(a maior parte dos governos europeus).

Mas já há movimentações de Patriotas americanos que estão mortinhos pela vingança legitima e não são tão poucos quanto isso.

Enquanto eles não fizerem o que os nazis fizeram com os judeus e os traidores então é um dia perdido para a morte lenta dos eua.

Anónimo disse...

Excerto de um artigo de Mário Soares - Jornal Expresso 27-03-2004

Quanto a este artigo cheio de hipocrisia( o habitual) deste crapula,é preciso ser mesmo um filho da grandessissima puta para falar em terrorismo quando andava ele "exilado" em quartos de luxo da maçonaria francesa com milhares de dolares da cia no bolso enquanto denunciava os Portugueses(soldados,civis,mulheres e crianças incluindo) para serem mortos pelos terroristas marxistas.

É preciso ser mesmo um escroque,um verme sem vergonha falar de off-shores quando o seu partido é uma mafia que faz uso e abuso de off-shores durante o saque a Portugal e aos Portugueses há mais de 30 anos.

É preciso ser mesmo um verme sem escrupulos falar de trafico de droga quando andou com o chavez a trocar navios carregados de drogas pesadas para inundar principalmente lisboa e setubal e foder gerações e gerações de jovens e desgraçar a vida dos seus pais.

É preciso ser mesmo um filho da puta da pior especie para não ter o minimo de consciencia para se ter suicidado com um tiro na boca depois de toda uma vida de traição e mentiras e actos sem escrupulos.

Mas pior mesmo foi nunca ter havido um solitário nestes 30 anos que lhe tivesse executado devido á traição do ultramar.

Este ultimo facto diz muito de como Portugal andou clinicamente ligado á maquina,sem ninguem se importar ou sentir o que quer que seja em relação ao País e a todos os seus camaradas que morreram traídos em vão no ultramar.

Já para não falar das 2 a 3 gerações presentemente que vão ter um futuro bem pior que os pais devido ao saque dos cofres do estado que a maçonaria fez e ainda faz ao longo de 30 anos democraticos.

Imaginem um traidor do nivel do soares quanto tempo durava numa Russia ou numa Servia...

Um povo que não se vinga é um povo de merda e está destinado a morrer.

Anónimo disse...

“... recentemente falecido Bin Laden ...”

Já não me lembro muito bem, mas aquando da guerra dos balcãs, este mesmo Bin foi a um hospital militar americano, se não me engano na Bósnia, para receber tratamento, pois estava muito doente.

Seja como for Benazir Bhutto afirma que morreu antes de 2007. Claro que para a política americana não era conveniente a morte “prematura”, daí só ter “morrido” recentemente... Pouco depois desta afirmação Banazir foi assassinada. Há coisa que não se devem divulgar... antecipadamente, tudo tem um tempo certo...

http://www.youtube.com/watch?v=0Z96IIQyVe0

.
Caro anónimo
Também não vejo o dia de mais este crápula ser enterrado. Mas, uma coisa pode ter a certeza. Destas coisas percebe ele! Zangam-se as comadres...

Outra coisa. Você diz que o senhor Salazar era burro. Entendo a sua afirmação, não gostaria de viver sob o regime Salazarista, mas uma coisa lhe digo, sabia mais ele a dormir, do que nós todos acordados.
Carlos

Diogo disse...

Anónimos e outros,

Quanto a Mário Soares, acho-o um aldrabão de merda mas que de vez em quando manda uma bocarra verdadeira (a que, dada a mediatização do personagem, eu registo e transcrevo).

Quanto a Salazar, foi o capataz das cinco famílias mais ricas de Portugal e, como é normal, estava a soldo da Banca Internacional.

Anónimo disse...

Diogo

“Quanto a Salazar, foi o capataz das cinco famílias mais ricas de Portugal e, como é normal, estava a soldo da Banca Internacional.”

Nada de exageros.
Como farias se tivesses no lugar de Salazar?
É preciso não descontextualizar nem fazer afirmações fora da realidade.
Espero a tua resposta.
Carlos

Diogo disse...

Olá Carlos,

Se eu estivesse no lugar de Salazar, teria muito provavelmente recusado estar ao serviço de ladrões e a enganar uma população inteira. E não estou a descontextualizar nada. Considero-me uma boa pessoa. Salazar era um fantoche (e assassino).

Abraço

N disse...

Salazar era nacional capitalista,era uma especie de arbitro e travão para os capitalistas nacionais.

Não era vassalo da banca internacional coisa nenhuma Diogo.

Nem era internacionalista nem tão pouco fascista.

Era nacional capitalista de cariz conservador clerical.

Carlos eu digo que Salazar foi burro porque não criou uma ideologia,a doutrina deixou-a á igreja.

E a isso juntou uns slogans patrioticos sem grande substância.

O que foi o salazarismo?como ideologia?

Nada...

É neste aspecto que digo que ele foi burro porque um estadista a primeira coisa que tem que fazer é criar uma ideologia e um espiritualismo proprio para assim garantir unidade,lealdade e disciplina e ser algo com substância.

Quanto a eu gostar ou não do seu regime,nada tem a ver com isso,eu certamente não gostaria,primeiro porque prezo mais a liberdade que ele,prezo a criatividade,não sou reaccionário nem tão pouco clerical.

E alem do mais sou NS e por isso não acho compativel o capitalismo com uma casta superior,porque a nível espiritual o capitalismo promove a ganância,traição,materialismo e isso esbarra com a minha ideologia e valores.

Não sou adepto nem do nacional capitalismo como não sou adepto do socialismo internacional igualitario.

Sou NS.

Já disse que respeito Salazar porque não foi traidor,e isso para mim vale muito.

Agora não respeito a sua ideologia,nem a sua concepção de estado e sociedade.

"mas uma coisa lhe digo, sabia mais ele a dormir, do que nós todos acordados."

Isso é facil de ver...

Comparar quem era Salazar com a minha idade,o que ele tinha escrito,o seu grau intelectual,se tinha maquina por detrás,e se ele era ouvido e seus pensamentos traduzidos lá fora.

Na minha perspectiva eu sei mais que ele agora,quanto mais e se chegar(que isto de dissidente á séria nunca sabemos quando morremos) á idade que ele teve na altura.

Eu formei ideologia\religião,tenho notável oratoria,excelente capacidade de argumentação,sou mais criativo,sou poeta,sou filosofo,tenho textos e poesia traduzida em todos os continentes,sou melhor parecido que ele(ahah,que modesto que eu sou) e não tenho maquina partidária nem capital por detrás.

O meu valor só não é reconhecido como deve ser aqui em Portugal porque eu tou completamente fora do sistema e isso teve o preço de ficar isolado.

Mas Hitler tambem ficou...
Sócrates o grego preferiu morrer a vergar á democracia...

Nunca o escondi e assumo,eu quero poder,tenho mais que capacidade para o exercer.

Agora há condicionantes que eu não controlo...

É que variáveis como o nivel intelectual de uma sociedade,o grau de corrupçao,coragem do povo,etc determinam ou não a mudança de regime.

Por exemplo,na Grécia,na Sérvia,na Russia,na Alemanha,na Ucrânia,nos Eua,na Suécia dão mais valor ao que eu digo e escrevo do que os do meu proprio país que têm a grande vantagem de ter acesso a mais textos e pensamentos e sem traduções que ás vezes deturpam os textos e tiram alguma qualidade ao mesmo.

Só que Portugal é um país muito pequeno,toda a gente se conhece e está tudo comprometido uns com os outros,está divido entre os que traem muito e traem pouco,os que roubam muito e roubam pouco,e como eu não quero tar do lado do mal menor sou preso politico,domiciliário,de forma ilegal e sem julgamento sequer.

E um pormenor da importância magna é que noutros tempos o povo era mais ignorante no sentido de ignorância=menos sabedoria,mas era muito menos burro,muito menos corrompido espiritualmente,muito menos igualitário,e homogeneos quase por inteiro a nível racial e tradicionais.

Era muito mais facil na altura um Líder emergente conseguir o que o povo e elites militares o acompanhassem.

Hoje é muito mas muito mais dificil...

Um gajo sente-se por vezes numa ilha cheio de macacos.

Mas a sede de vingança é o fogo que me faz arder por dentro e não desistir.

Está me na massa do sangue...

N disse...

Salazar era nacional capitalista,era uma especie de arbitro e travão para os capitalistas nacionais.

Não era vassalo da banca internacional coisa nenhuma Diogo.

Nem era internacionalista nem tão pouco fascista.

Era nacional capitalista de cariz conservador clerical.

Carlos eu digo que Salazar foi burro porque não criou uma ideologia,a doutrina deixou-a á igreja.

E a isso juntou uns slogans patrioticos sem grande substância.

O que foi o salazarismo?como ideologia?

Nada...

É neste aspecto que digo que ele foi burro porque um estadista a primeira coisa que tem que fazer é criar uma ideologia e um espiritualismo proprio para assim garantir unidade,lealdade e disciplina e ser algo com substância.

Quanto a eu gostar ou não do seu regime,nada tem a ver com isso,eu certamente não gostaria,primeiro porque prezo mais a liberdade que ele,prezo a criatividade,não sou reaccionário nem tão pouco clerical.

E alem do mais sou NS e por isso não acho compativel o capitalismo com uma casta superior,porque a nível espiritual o capitalismo promove a ganância,traição,materialismo e isso esbarra com a minha ideologia e valores.

Não sou adepto nem do nacional capitalismo como não sou adepto do socialismo internacional igualitario.

Sou NS.

Já disse que respeito Salazar porque não foi traidor,e isso para mim vale muito.

Agora não respeito a sua ideologia,nem a sua concepção de estado e sociedade.

"mas uma coisa lhe digo, sabia mais ele a dormir, do que nós todos acordados."

Isso é facil de ver...

Comparar quem era Salazar com a minha idade,o que ele tinha escrito,o seu grau intelectual,se tinha maquina por detrás,e se ele era ouvido e seus pensamentos traduzidos lá fora.

Na minha perspectiva eu sei mais que ele agora,quanto mais e se chegar(que isto de dissidente á séria nunca sabemos quando morremos) á idade que ele teve na altura.

Eu formei ideologia\religião,tenho notável oratoria,excelente capacidade de argumentação,sou mais criativo,sou poeta,sou filosofo,tenho textos e poesia traduzida em todos os continentes,sou melhor parecido que ele(ahah,que modesto que eu sou) e não tenho maquina partidária nem capital por detrás.

O meu valor só não é reconhecido como deve ser aqui em Portugal porque eu tou completamente fora do sistema e isso teve o preço de ficar isolado.

Mas Hitler tambem ficou...
Sócrates o grego preferiu morrer a vergar á democracia...

Nunca o escondi e assumo,eu quero poder,tenho mais que capacidade para o exercer.

Agora há condicionantes que eu não controlo...

É que variáveis como o nivel intelectual de uma sociedade,o grau de corrupçao,coragem do povo,etc determinam ou não a mudança de regime.

Por exemplo,na Grécia,na Sérvia,na Russia,na Alemanha,na Ucrânia,nos Eua,na Suécia dão mais valor ao que eu digo e escrevo do que os do meu proprio país que têm a grande vantagem de ter acesso a mais textos e pensamentos e sem traduções que ás vezes deturpam os textos e tiram alguma qualidade ao mesmo.

Só que Portugal é um país muito pequeno,toda a gente se conhece e está tudo comprometido uns com os outros,está divido entre os que traem muito e traem pouco,os que roubam muito e roubam pouco,e como eu não quero tar do lado do mal menor sou preso politico,domiciliário,de forma ilegal e sem julgamento sequer.

E um pormenor da importância magna é que noutros tempos o povo era mais ignorante no sentido de ignorância=menos sabedoria,mas era muito menos burro,muito menos corrompido espiritualmente,muito menos igualitário,e homogeneos quase por inteiro a nível racial e tradicionais.

Era muito mais facil na altura um Líder emergente conseguir o que o povo e elites militares o acompanhassem.

Hoje é muito mas muito mais dificil...

Um gajo sente-se por vezes numa ilha cheio de macacos.

Mas a sede de vingança é o fogo que me faz arder por dentro e não desistir.

Está me na massa do sangue...

Diogo disse...

Caro N,

Salazar foi um sacristão provinciano a soldo da Finança e dos ricos. Quis um Portugal pobrete mas alegrete. Devia ter levado um balázio aos quarenta em vez de cair de uma cadeira aos oitenta.

Anónimo disse...

http://grupolegio.blogspot.pt/2012/09/historia-da-ra-que-nao-sabia-que-estava.html

N disse...

Diogo eu de certeza absoluta que no regime de salazar era dissidente.

Só que uma coisa é ser dissidente para impôr outro regime mais social mas nacionalista.

Outra coisa é ser pseudo dissidente como o balsemão a trabalhar na sabotagem e desinformação para o builderberg para derrubar o regime de salazar para capturar Portugal abrindo-o aos capitais apátridas e globalistas.

Ou como o soares ao serviço da maçonaria.

Ou como o pcp ao serviço da urss.

Uma coisa é seres contra o regime,outra coisa é seres contra Portugal.

Os que fizeram o 25 de abril eram e ainda são contra Portugal.

Gerson disse...

A Al-Qaeda é uma invenção dos EUA e Osama Bin-Laden foi descoberto pela central de selecção de actores de Hollywood e mandado para fazer aquele papel. Osama Bin-Laden é perfeito demais para ser autêntico.

Os EUA precisam sempre de um inimigo universal. No passado, foi o Comunismo Internacional. Infelizmente, já não há União Soviética, há falta de inimigo, alguém teria de preencher o papel. Foi quando acharam a jihad planetária, encarnada na Al-Qaeda. Esmagar o "Terrorismo Universal" passou a ser a razão de ser de tudo o que os EUA fazem.

Diogo disse...

Caro N,

Eu não sou contra Portugal mas já não me considero um patriota. Estou com as pessoas que querem o bem da humanidade sejam portugueses, espanhóis, alemães, americanos, russos ou chineses. E estou contra os filhos da puta, sejam eles portugueses, espanhóis, alemães, americanos, russos ou chineses.

Já só sou patriota nos jogos da seleção, mais nada.

PEDRO LOPES disse...

Eu não sou contra Portugal mas já não me considero um patriota. Estou com as pessoas que querem o bem da humanidade sejam portugueses, espanhóis, alemães, americanos, russos ou chineses. E estou contra os filhos da puta, sejam eles portugueses, espanhóis, alemães, americanos, russos ou chineses.

Já só sou patriota nos jogos da seleção, mais nada.


É praticamente o meu estado de espírito actual.
Que ninguém julgue que os nossos problemas se resolveriam com um golpe de estado e em que os golpistas fossem realmente contra o sistema obsceno da finança mundial, e contra a toxicidade da chamada cultura "global".

Se aparecer um líder com eles no sitio e que queira liderar um povo de fortes gentes(porque governar para carneiros é fácil, até um passos coelho, imaginem), e com politicas férteis que faça com que o pais funcione numa harmonia social e económica, esse lider teria de prever á partida a reacção do sionismo internacional.

Ou seja teria de ser preparar para sanções económicas, tentativas de assassinato, bloqueios financeiros, propaganda grotesca nos canais de propagando do costume(CNN,BBC,Reuters, Aljazzera etc), e por fim para uma invasão militar.

Eu sou contra a globalização desde o inicio, mas agora a revolta só pode funcionar se for global. Só num pais ou outro o Sionismo anula facilmente.

Ainda assim existe alguma esperança vaga. Há forças anti-globalização e anti-capitalismo que ainda mexem alguns cordelinhos.

PEDRO LOPES disse...

Bem em relação a Salazar eu tenho algumas reacções contraditórias em mim mesmo, mas no geral a minha apreciação é negativa.

Por uma lado ele permitiu a existência de pobreza em muitas regiões. Por outro nunca beliscou as grandes famílias do circulo de poder económico nacional.
Por outro lado nunca apostou na alfabetização em massa da população. Isto dava apenas para alguns doutores.

Embora se possam valorizar um ou outro aspecto.Por exemplo, havia pobreza mas não havia insegurança.
Um gatuno era mesmo preso, e hoje é solto a mando do tribunal passadas umas horas. Não havia gatunagem generalizada como vemos hoje.
E por outro lado os gastos do estado eram escrupulosamente os necessários. Só se fazia uma estrada se fosse realmente necessário. Hoje há autoestradas em que passa um carro por dia.

Anónimo disse...

Um indivíduo que procura, tanto que me dá a entender, fazer um juízo isento quanto aos factos ocorridos no chamado holocausto… e depois não consegue de forma desapaixonada analisar mais friamente o Portugal da I republica (KAOS :-)) e o subsequente período de ordem salazarista.

Ninguém é …perfeito!!!
A “longa noite fasssista” é o DGMA do Diogo.


Sied"

Diogo disse...

Concordo Pedro Lopes.

A revolução que eu julgo ser possível seria a formação de pequenos grupos em todos os países (que poderiam ser formados por uma só pessoa), informados na Internet, que se proporiam eliminar um único crápula de cada vez – um comentador e propagandista vendido, um deputado a soldo, um legislador venal, um governante corrupto ou um banqueiro.

Sem haver uma revolução com milhares de pessoas que poderia provocar a intervenção de grandes contingentes policiais ou de militares nacionais ou estrangeiros, iam-se assim eliminando paulatinamente, um a um, os canalhas, tornando-os apenas casos isolados de polícia e criando uma sensação de pânico aos canalhas no activo e aos candidatos a canalhas.

Limpando o sebo hoje a um comentador mentiroso, amanhã a um deputado a soldo, no dia seguinte a um legislador venal (pertencendo a um grande escritório de advogados), no outro dia a um secretário de estado, e depois a um banqueiro ou a um administrados de um banco, mantendo mais ou menos este ritmo, sempre com grupos de limpeza diferentes, as coisas começariam lentamente a mudar.

Diogo disse...

Sied,

Salazar foi um atraso de vida. Era um defensor do «pobrezinho mas honrado». Um sacristão forreta que travou completamente o desenvolvimento do país.

Salazar devia ter compreendido que quando rebentaram as guerras no ultramar, eram as grandes potências que as estavam a alimentar e não iriam desistir até se apoderarem das colónias. Devia ter saído logo que possível e evitado as mortes dos desgraçados dos putos portugueses que foram enviados para lá para combater numa guerra onde não tinham hipótese nenhuma.

PEDRO LOPES disse...

"Limpando o sebo hoje a um comentador mentiroso, amanhã a um deputado a soldo, no dia seguinte a um legislador venal (pertencendo a um grande escritório de advogados), no outro dia a um secretário de estado, e depois a um banqueiro ou a um administrados de um banco, mantendo mais ou menos este ritmo, sempre com grupos de limpeza diferentes, as coisas começariam lentamente a mudar."

Precisamente.
Uma operação altamente didáctica para o "SISTEMA" seria um ataque com misseis tipo "manpads" contra o hotel onde se realiza-se o próximo encontro do grupo Bilderberg, deixando o edifício em ruínas.
Outra acção possível e não vejo grandes dificuldades seria rebentar á bomba as lojas maçónicas. Ou forçar a entrada e depois regar tudo com gasolina e chegar fogo.

Paralelamente eu defendo ainda a criação de milícias populares, dedicadas ao combate ao crime.
Tudo o que fosse assaltantes, violadores, traficantes de droga, incendiários, burlões de idosos seriam eliminados da sociedade por estas milícias. Uma vez que o regime actual defende, com unhas e dentes, estes criminosos. Ouçam por exemplo o que diz um Doutor Alexandre Alves ou mesmo o bastonário marinho pinto. Foda-se ai de alguém que condene um criminoso, cai logo o Carmo e a trindade.

PEDRO LOPES disse...

Existem ainda outros alvos de igual importância, além de políticos e banqueteiros emora ligados a estes.

São os promotores do Bio-Terrorismo.
Promotores dos OGM deviam ser decepados a sangue frio.
Bem como os que legalizam e criam e laboratórios secretos venenos para adicionar aos alimentos de forma a tornar as pessoas cada vez mais zombies.
Os negócios da doença, a "Big-Pharma" deviam ser colocados também na mira de snipers.
Aqueles que criam medicamentos de tal forma a que os mais idosos(e não só) fiquem dependentes desse medicamentos para sempre, devem ser chamados e interrogados com uma pistola apontada á cabeça.
Bem como os que criam todo o tipo de produtos de higiene e beleza que contém químicos altamente suspeitos.
Estamos completamente rodeados de todo o tipo de venenos e hoje é quase impossível evitá-los.

Carlos disse...

Afirmações aqui feitas que vou tentar abordar. Vou ver se consigo ser advogado de defesa de Salazar. (vai ser lindo lol).

Diogo disse a Carlos
“Se eu estivesse no lugar de Salazar, teria muito provavelmente recusado estar ao serviço de ladrões e a enganar uma população inteira. E não estou a descontextualizar nada. Considero-me uma boa pessoa. Salazar era um fantoche (e assassino).”

“Diogo disse... a N,
Salazar foi um sacristão provinciano a soldo da Finança e dos ricos. Quis um Portugal pobrete mas alegrete. Devia ter levado um balázio aos quarenta em vez de cair de uma cadeira aos oitenta.”

Diogo disse A Pedro Lopes
“Limpando o sebo hoje a um comentador mentiroso, amanhã a um deputado a soldo, no dia seguinte a um legislador venal (pertencendo a um grande escritório de advogados), no outro dia a um secretário de estado, e depois a um banqueiro ou a um administrados de um banco, mantendo mais ou menos este ritmo, sempre com grupos de limpeza diferentes, as coisas começariam lentamente a mudar.”

Diogo disse a Sied
“Salazar foi um atraso de vida. Era um defensor do «pobrezinho mas honrado». Um sacristão forreta que travou completamente o desenvolvimento do país.

Salazar devia ter compreendido que quando rebentaram as guerras no ultramar, eram as grandes potências que as estavam a alimentar e não iriam desistir até se apoderarem das colónias. Devia ter saído logo que possível e evitado as mortes dos desgraçados dos putos portugueses que foram enviados para lá para combater numa guerra onde não tinham hipótese nenhuma.”

Pedro Lopes: “Por outro lado nunca apostou na alfabetização em massa da população. Isto dava apenas para alguns doutores.”

Carlos disse...

Este é um assunto à parte.
Diogo: “Já só sou patriota nos jogos da selecção, mais nada.”

Pedro Lopes: “É praticamente o meu estado de espírito actual.
Que ninguém julgue que os nossos problemas se resolveriam com um golpe de estado e em que os golpistas fossem realmente contra o sistema obsceno da finança mundial, e contra a toxicidade da chamada cultura "global".

Anónimo disse...

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=2764411

Anónimo disse...

Faz pouco tempo houve um concurso de muito mau gosto com o nome de Olivença...

Parece castigo dos Deuses:)

Carlos disse...

Condensado

Diogo: “Salazar era um fantoche (e assassino).”
Diogo: “Devia ter levado um balázio aos quarenta...”
Diogo: “Limpando o sebo hoje a um comentador mentiroso, amanhã a um deputado a soldo, no dia seguinte a um legislador venal (pertencendo a um grande escritório de advogados), no outro dia a um secretário de estado, e depois a um banqueiro ou a um administrados de um banco, mantendo mais ou menos este ritmo, sempre com grupos de limpeza diferentes, as coisas começariam lentamente a mudar.”
Diogo: “Considero-me uma boa pessoa.”

Não duvido.
Haverá aqui alguém que não se considere uma pessoa boa?
Diogo, quantas vezes na governação da tua vida, privada e profissional, fizeste algo que não estivesse 100% de acordo com os teus valores, ética? Quantas vezes tiveste de fazer algo com o qual não concordasses a 100% mas era a acção/decisão correcta? Porque tiveste de levar em conta uma visão mais ampla do problema, por exemplo.
Propões o assassinato de pessoas, que também elas se acham boas, a mente humana tem destas coisas, porque achas que o que fizeram e fazem, é de tal forma ignóbil, que é o castigo adequado e tem de servir de exemplo para outros não tentarem fazer o mesmo.
Achas justo, achas-te no direito de defenderes a alteração deste regime actual por meio de assassinatos, mas Salazar já não pôde achar justo ou achar-se no direito de defender o seu regime da ou pela forma que entendeu.
Não há aqui dois pesos e duas medidas?
Já agora, quantas vezes apregoou ele o assassinato?
Quantos assassinatos ele sentenciou?
Ok. Estava implícito. Então quantos portugueses foram assassinados? E porquê?
Quem lutava contra o regime não sabia o que lhes esperava?

Carlos disse...

Diogo disse a Carlos
“Se eu estivesse no lugar de Salazar, teria muito provavelmente recusado estar ao serviço de ladrões e a enganar uma população inteira.”

A teoria é uma coisa, a prática é outra.
Queres desenvolver e concretizar mais este tema?

Carlos disse...

Diogo disse a Sied
“Salazar foi um atraso de vida. Era um defensor do «pobrezinho mas honrado». Um sacristão forreta que travou completamente o desenvolvimento do país.

Diogo disse a N,
“Salazar foi um sacristão provinciano a soldo da Finança e dos ricos. Quis um Portugal pobrete mas alegrete.”

Pedro Lopes: “Por outro lado nunca apostou na alfabetização em massa da população. Isto dava apenas para alguns doutores.”

Quando Salazar chegou ao poder qual era a percentagem de analfabetos em Portugal?
Quando veio 74 qual era a percentagem de analfabetos que existiam em Portugal?

Quais foram as dificuldades que a democracia teve para reduzir essa percentagem?
Quais foram as dificuldades que Salazar teve em reduzir (se é que teve e/ou reduziu), essa percentagem?

Qual foi o crescimento económico durante o Salazarismo?
Qual foi o crescimento económico desde 74?

Temos cá o FMI. Porque razão Salazar recusou várias ofertas do FMI?
Porque razão recusou inclusivamente o pedido da rainha da Inglaterra para que deixasse o FMI fazer um empréstimo a Portugal com juros super vantajosos?
Salazar agiu bem ou mal?
(vou jantar)

Diogo disse...

Carlos, (sobre o condensado)

Eu, e toda a população deste país, já fizemos coisas com as quais não concordávamos, mas trata-se de ofensas menores.

Contudo, isso não obsta que não se tomem medidas drásticas contra indivíduos que estão perfeitamente conscientes de que estão a cometer um genocídio em troca de uma recompensa mais ou menos choruda.

Carlos, não tens uma consciência moral? Uma coisa é dar uma bofetada a um filho. Outra é espancá-lo com um taco de basebol.

Salazar, além de um sacristão a soldo e um atraso de vida, mandou censurar, prender, torturar e matar. Queres comparar o quê?


Carlos: «Qual foi o crescimento económico durante o Salazarismo?»

Era absurdo (e impossível) não haver crescimento económico durante 40 anos no século XX.

Então, Carlos? Que raio de conversa é esta?

PEDRO LOPES disse...

(vou jantar)

O Carlos janta como deve ser enquanto podes. É que para o ano isso vai ser difícil. Com o estado a mamar perto de 70% do rendimento de cada cidadão, vamos ter que nos ficar por umas sopas.

Quanto a Salazar eu pessoalmente tenho a mente aberta. Não sou demonizador por princípio daqueles que são demonizados precisamente pelos nossos inimigos, ou seja pelos status-quo actual.

Já ouvi coisas boas de gente que viveu na sua época, e já ouvi coisas más.
Eu no meu post sobre ele tentei falar de coisas que me desagradam(se forem verdade, não sei) e de coisas que admiro e prezo. Segurança, valores, independência, gastos escrupulosamente necessários e que façam sentido.

Mas acho que cometeu erros graves.
E alguns são ideológicos. A educação é um erro ideológico. Os soviéticos(não me batam pf) foram ferozes a combater a iliteracia.

Salazar (Tal como Hitler.NS não me chateias por favor) teve a oportunidade de criar uma sociedade muito mais fértil, mais dinâmica e valorizar e aproveitar melhor o potencial do cidadão Português e distribuir melhor a riqueza e diminuir a pobreza.
A emigração é prova disso. Tanta gente que teve de basar para frança e Alemanha e até para o Brasil.

Ele teve a inoportunidade porque não havia a ruído da democracia actual a zurzir aos ouvidos nem panfletos sionistas, nem existia ainda a sociedade mediática de hoje. Portanto ele falhou.

Obviamente que mais tarde ou mais cedo as forças sionistas apareceriam a bater á porta.
Mas numa sociedade mais preparada e mais identificada com ele e mais nacionalista era mais difícil a entrada dos Banqueteiros.

Anónimo disse...

Ó Carlos, a troika da altura queria por um estrangeiro a "governar" Portugal! Os gregos na altura estavam como agora - emprestaram-lhes dinheiro e puseram lá um estrangeiro a administrar o empréstimo. Queriam fazer o mesmo aqui, Salazar mandou-os foder.
O Digo fala da Guerra em África... desde 1926 até à Guerra Ultramarina vai muito ano. Se Salazar tivesse morrido antes do massacre da UPA, financiado pelos cabrões dos USA,será que o Diogo gostava mais dele????
Vejam ao que nos levaram estes cleptocratas após 25 do a.
E não pensem que a culpa é só dos bancos e do judeu internacional pois cada tuga desenrascado (xico espero e tal) é um entrave ao correcto funcionamento (desenvolvimento) de uma sociedade, de uma nação, de um país, de um Povo.
Populaça reles e invejosa que Salazar tão bem conhecia. Burgueses da pior espécie que nunca perdoaram a Salazar, ao botas de Santa Comba, a ousadia de lhes mostrar como se pode ser pobre e superior.
Os críticos de Salazar tem ainda hoje estas origens: Burgueses da pior espécie e os descendentes da populaça invejosa.
Salazar, mesmo não sendo perfeito, ao lado da gentalha que por aí polula à esquerda e à direita... enfim não vamos por mais na carta.

Só assino quando estou de serviço
;-)

N disse...

Ó Pedro Lopes eu não te chateio,mas tu vejo bem que já jantaste,e deves ter jantado bem...

Eu quando ouço essas tuas bacoradas de comparar Hitler a Salazar tenho é pena e MUITO respeito pelos padeiros.

Hitler criou uma classe media culta,forte e GIGANTE seu idiota.

Salazar criou uma classe baixa ignorante,fraca e gigante.

Hitler foi revolucionario,Salazar reaccionário.

Hitler era anti-capitalista,Salazar nacional capitalista.

Fds,voçê tem muita dificuldade em atingir certas coisas,pense antes de dizer certas coisas caralho.

Adiante...

O Carlos mete algumas questões pertinentes ao Diogo.

Mas o Diogo ao menos já percebe que isto só lá vai é á força e que o uso dessa força é legitima.

Os Portugueses que estão insatisfeitos,os mais de 40% de abstenção(os que mandaram foder TODOS os partidos e regime,tendo numeros superiores ao partido venceder,o psd),e mais alguns lemmings que entretanto já estão acordar(o cú começa a doer) tem é que dizer muito claro para ONDE querem ir...

Ó Diogo aqui ninguem é salazarista,nem mesmo o Sied.

Agora é preciso não mentir sobre os factos e analisar os mesmos com isenção.

Quanto vitimas mortais durante 40 anos de "Salazarismo"?

Uma duzia?

Quantos a urss matou?

Milhoes,e a nata da sociedade Russa...

Isto só a nivel interno.

Posto isto que moral têm os filhos da puta dos comunas,estalinistas e trotskistas(pcp e be) de falar no terror do "fascismo"(que nunca existiu) do Salazar,quando queriam e AINDA QUEREM impôr um regime comunista cujos planos iniciais de "social engenerring" que vem nos manuais comunistas(que eles não mostram pois claro) diz para matar 30% da população sobreduto intelectuais,juízes,dissidentes variados e proprietarios de variados terrenos.

Pois segundo esses filhos da puta só assim se pode controlar a sociedade comunista e depois a moldar.

O regime do Salazar foi muito soft para com os comunas e pricipalmente com os maçons,não venham com merdas...

Uma duzia de mortos em 40 anos dá uma media que nem a um morto dá por ano.

Agora,verdade é que Salazar foi duro para com os inocentes,isso é verdade,havia demasiada repressão policial sobre inocentes em geral e míudagem mais rebelde(que estão na idade para isso e ainda bem,mais vale míudos reguilas do que pascaços).

PEDRO LOPES disse...

Reparem numa coisa.
Após o 25 de Abril onde é que se implantou o comunismo?
Foi no Alentejo, Ribatejo e algumas regiões á volta de Lisboa.

E Porquê? Pensem um bocado. É simples.

No norte a simpatia com o comunismo foi nula. E eu sou do Norte. Trás-os-Montes concretamente. Na minha região ninguém queria o comunismo. Embora em parte fosse por causa da religião acho que também era porque as pessoas julgavam que os comunistas iam coletivizar as suas propriedades.
E na minha região a propriedade rural era uma extensão da própria pessoa. Parece que fazia parte do ADN de cada pessoa, ao ponto de por vezes as pessoas recusarem a venda de uma propriedade por elevados valores pois tirando-lhe a terra as pessoas ficavam inseguras e sem sentido de vida.

No Alentejo era diferente.
A fazenda pertencias a 4 ou 5 magnatas. Roquetes e afins.
E a maioria da população trabalhava para eles quase de borla.
Admiram-se que o comunismo tivesse sucesso no Alentejo?

O segredo dos segredos, e que acho que todos concordam aqui, é uma melhor distribuição de riqueza pelos cidadãos. Confiar neles, deixa-los crescer e evoluir com a ajuda de programas estatais que informem e ajudem a quem quer produzir e trabalhar.

N disse...

http://omsilanoican.blogspot.pt/2012/06/ha-imagens-que-valem-mais-que-mil.html

Quanto a economia ao menos Salazar não endividou o País,não deixou dívida descomunal para gerações seguintes,nem andou a ROUBAR através de ppps,bpn,bpp,"derrapagens" em obras publicas,especulações de terrenos e etc(nunca mais saía daqui pois o ROUBO da canalha democrática é INFINDÁVEL).

Agora não foi um gajo que apostasse na inovação nem na criatividade,nesse aspecto era um bocado saloio.

Sem um povo criativo não há grande dinamização empresarial ,desenvolvimento cientifico,e Salazar não deixava o povo ser criativo pois nunca puxou pela criatividade do mesmo,e até barrou-a com a repressão exagerada e com a doutrina da igreja a dizer aos fiéis para serem pobres,ajoelharem-se,comerem merda se for preciso,dar a outra face a quem lhes faz mal,que depois vai valer a pena porque vão para o tal "céu".

Obvio que um povinho tão atrasadinho a nivel cultural,sem grande espaço para debate politico e consequentemente sem possibilidade de subida de nível intelectual e consciência,clericalmente doutrinado e a viver sob um relativo medo,obvio que não consegue descolar para outro patamar civilizacional.

PEDRO LOPES disse...

"Ó Pedro Lopes eu não te chateio,mas tu vejo bem que já jantaste,e deves ter jantado bem"

Começas com essas merdas.
Olha, tenho aqui um vinho bem bom que veio lá da minha região. E é 100% biológico, pois não leva tratamento químico algum. É místico. Ajuda a raciocinar e a ver o mundo de forma cristalina.

És muçulmano ou quê? Tens alguma coisa contra o vinho?

Já os Romanos gostavam bem deste cálice. E nunca os Romanos ousaram e taxar as populações a 70% dos seus cultivos.E mesmo assim levaram porrada cá em Portugal com liderança do Viriato.
Já viste o que é, uma gajo apanhar 20 sacos de batatas e ter de dar 13 sacos aos estado, ficando apenas com 7?

N disse...

Quanto aos exemplos que o Carlos deu de exemplos menos éticos do povo comparado com os políticos.

Há algo que deve ficar bem explicito.

São condenáveis,mas não comparaveis.

http://omsilanoican.blogspot.pt/2012/06/democraciaimoralidade.html

E além disso,para melhorares a base primeiro tens que mudar o topo.

Quando no topo está a merda e esta doutrina e serve de exemplo e com todo o espectaculo medíatico de propaganda,obvio que o povinho vai se nivelar pelos modelos que tem em cima.

O resultado de tar merda em cima é que o resultado final é uma pirâmide de merda de cima a baixo.

Primeiro tem que se correr com a corja no topo e só depois é que se pode educar este povinho e até mesmo ter LEGITIMIDADE para o fazer,que na presente situação NÃO HÁ legitimidade moral alguma.

"Só assino quando estou de serviço
;-)"

Diogo,quanto ao ultimo post do Sied,tens que ter noção de uma coisa,o Salazar não TRAIU os soldados Portugueses.

A escumalha dos marxistas,liberais,maçonarias e afins TRAIRAM.

Imagina um filho teu a ser alvejado por denuncia do pcp ou através da radio argel com armas fornecidas tanto pela cia como pela urss,com o balsemão e o soares a sorrir cada vez que o sangue puro lusitano era derramado,sangue completamente diferente do sangue sujo judio desses dois FILHOS DA PUTA.

Sabes o que aconteceu ás mulheres Portuguesas?

Foram violadas,mais que uma vez e depois cortadas á catanada.

Isto não aparece pois claro naqueles pseudo documentários do ultramar com o nome de "guerra colonial" dirigidos por maçons ou parasitas a comer do erario publico e a fazer propaganda á canalha democratica.

PEDRO LOPES disse...

É verdade sim senhor.

http://alerta1143.blogspot.pt/2008/04/mrio-soares-desejou-que-os-portugueses.html

Vejam bem o que o pai da democracia se atreveu a proclamar.
E o porco vive á grande e á francesa á custa dos impostos que nos asfixiam.

N disse...

"És muçulmano ou quê? Tens alguma coisa contra o vinho?"

Sou do Norte caro lemming,gosto muito de vinho(do porto só) e não gosto de muçulmanos,nem de judeus nem de cristãos.

Isso de práticas de ajoelhamento é para os povos de africa e asia.

Europa genuína é pagã e os Deuses querem é que nos levantemos,homens e mulheres.Não fomos feitos para rastejar.

"No norte a simpatia com o comunismo foi nula. E eu sou do Norte. Trás-os-Montes concretamente. Na minha região ninguém queria o comunismo. Embora em parte fosse por causa da religião acho que também era porque as pessoas julgavam que os comunistas iam coletivizar as suas propriedades.
E na minha região a propriedade rural era uma extensão da própria pessoa. Parece que fazia parte do ADN de cada pessoa, ao ponto de por vezes as pessoas recusarem a venda de uma propriedade por elevados valores pois tirando-lhe a terra as pessoas ficavam inseguras e sem sentido de vida."

No Norte as pessoas dão mais valor á liberdade e propriedade privada pois o sangue celta corre nas nossas veias há muitos milhares de anos e toda a cultura Celta baseia-se num misto de socialismo tribal autonomo com um pingo de nacional-anarquismo que entretanto evolui(e eu faço por isso) para nacionalismo autonomo.

Embora eu goste de Portugal por inteiro atenção,agora é um facto que o norte é menos miscigenado e mais tradicional.

A unica coisa que estraga o Norte são os liberais,a vergonha do norte.

O comunismo recebe muito propaganda de Países de africa e america latina,dinheiro de drogas e prostitiução e do roubo dos oligarcas desses Países.

E essas mafias estão mais concentradas no sul,daí a propaganda ser mais aceite aí.

Já para não falar que da demência igualitária da merdocracia cada um vale um voto,e toda a gente sabe em que partido é que os não nativos votam,e estes estão mais concentrados em Lisboa e Setubal.

Já para não falar que muitos artistas "portugueses",que na realidade são judeus de sangue e de nariz,maioritariamente a viverem em Lisboa tambem dão muito propaganda aos marxistas.

Agora há muito lusitano puro de Lisboa que resiste e irá resistir para que Portugal não morra como nação.

Porque no fundo,todos nós somos um só,como de muitos,um!!!

PEDRO LOPES disse...

"Porque no fundo,todos nós somos um só,como de muitos,um!!!"

Meu caro, nunca me passaria pela cabeça qualquer tipo de divisionismo Norte/Sul. Isso são apenas tretas para entreter a CS e pequenos arrufos bairristas.

Eu apenas mencionei ser do norte e friamente tentar interpretar os motivos da aceitação do comunismo mais numas regiões que noutras.

Eu até condeno o Afonso Henriques por não ter tido a coragem de ter conquistado a Galiza. Os galegos gostavam. Eramos mais completos com a Galiza.

PEDRO LOPES disse...

Anónimo NS,

Se ainda não viste isto, acho que poderás gostar.

É uma história fantástica sobre a civilização da Atlatida.
São 5 horas de documentário.
Para muitos será apenas fantasia, especulação.
Mas foda-se a história faz tanto sentido que eu quase arrisco a acreditar que quem realizou este documentário tem algum tipo de ultra-consciência e que consegue ver através de vidas passadas.
A narrativa é tão fluída e majestosa e bela que mesmo que não acreditemos vale a pena nem que seja pelo valor artistico.

E se tiverem o "Real Player" facilmente fazem download para o PC.

PEDRO LOPES disse...


Oh, esqueci-me do link. É do vinho.

http://www.youtube.com/watch?v=eGD4HMVtvEk

Carlos disse...

Diogo
“Eu, e toda a população deste país, já fizemos coisas com as quais não concordávamos, mas trata-se de ofensas menores.”

“Carlos, não tens uma consciência moral? Uma coisa é dar uma bofetada a um filho. Outra é espancá-lo com um taco de basebol.”

“Contudo, isso não obsta que não se tomem medidas drásticas contra indivíduos que estão perfeitamente conscientes de que estão a (tentar) cometer um genocídio em troca de uma recompensa mais ou menos choruda.” (pagos por potências estrangeiras)
Não seria mais ou menos esta resposta que Salazar te daria? É válida? É. Temos a governar aqueles que Salazar não queria. Temos uma forma de governar que também ele condenava e recusou pratica-la. Não te estou a comparar com Salazar. Era uma perspectiva. Há filhos que com um safanão ou conversa o assunto fica arrumado. Há outros...

As ofensas, menores, vão aumentado com o grau de responsabilidade. Quando se tem uma responsabilidade de 100, uma ofensa menor, digamos 10 %, é de 10. Quando essa responsabilidade é de 1.000, uma ofensa menor, os mesmos 10%, é de 100.

“Era absurdo (e impossível) não haver crescimento económico durante 40 anos no século XX.”
Era mesmo um absurdo e impossível não haver crescimento económico?
Que acontecimentos houve entre os anos 1933 a 1974? Terá sido um mar de rosas? Estou-me a lembrar dele ter herdado um país completamente falido e quase ruínas, duma guerra mundial, dum embargo alimentar mundial, duma embargo petrolífero, duma guerra de guerrilha contra Portugal, de território português ter sido invadido pelos japoneses e pelos aliados, que por sinal já se sabia que lá havia grandes quantidades de petróleo, desde o inicio do século XX e não estavam lá muito inclinados a devolve-lo, etc...
Se era impossível não haver crescimento económico, quantos mais países estiveram à nossa frente?

“Então, Carlos? Que raio de conversa é esta?”
São perguntas que não me queres dar a resposta.

Um herói só o é, só pode existir, se houver/existir um vilão. Um herói só é grande, se primeiro, o vilão for um grande vilão (estou a falar dos que combateram Salazar).
Qual é o herói que quer ser um herói, pequenito?
Atenção, não estou a dizer que não houve gente que não sofreu. Mas, não temos já idade e maturidade suficiente, para analisarmos o passado, como já alguém aqui disse, com calma e a necessária frieza?

Embora não vá já falar das ex-colónias, não me digas que também achas que Cabo Verde devia ser devolvido aos nativos.

“Salazar, além de um sacristão a soldo e um atraso de vida, mandou censurar, prender, torturar e matar. Queres comparar o quê?”
Bom tenho de ter um termo de comparação. Mesmo descontextualizando que tal compararmos com os nossos governantes actuais?
Penso que os actuais, ao contrario de Salazar que quem não se metesse na política, dificilmente tinha problemas, estão a fazer praticamente tudo o que acusas Salazar. Isto é. Quer te metas na política ou não levas por tabela. Serve?

PEDRO LOPES disse...

É uma história fantástica sobre a civilização da Atlatida.
São 5 horas de documentário.


Estou a rever e olhem, fala imenso de Hitler e da maçonaria.
E .... vai de encontro a algumas teorias do NS e outras nem tanto. A ver com cuidado e com espírito adulto.


http://www.youtube.com/watch?v=eGD4HMVtvEk

Carlos disse...

Diogo
Uma das crueldades que Salazar fez, foi ter permitido que o alvaro cunhal tirasse o curso de direito na prisão. Deve ter sido uma tortura atróz. O dito cujo depois fez todos os possíveis para nos escravizar.

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
“Os soviéticos foram ferozes a combater a iliteracia.”
Ok. Vamos então só falar de instrução e não de cultura.
Qual foi o estado da educação que Salazar herdou? Qual foi o estado em que a deixou? Já perguntei mas ninguém ainda respondeu. Será que vou ter de ser eu a dar as respostas? Perde toda a piada :)

“ Salazar teve a oportunidade de criar uma sociedade muito mais fértil, mais dinâmica e valorizar e aproveitar melhor o potencial do cidadão Português e distribuir melhor a riqueza e diminuir a pobreza.”
Que base social Salazar herdou? E a que deixou?

“A emigração é prova disso. Tanta gente que teve de basar para frança e Alemanha e até para o Brasil”
Comparando com o que temos hoje, já li em qualquer lado que já batemos os valores de Salazar.

Penso que temos de ter um termo de comparação para sabermos onde nos encontramos. Deixemos as afirmações vagas e propaganda. Eu posso inverter tudo o que afirmam e a discussão vai por água a baixo.

Quantas escolas herdou Salazar e quantas construiu? E depois do 25/4? Ou antes de Salazar?
Que território teve de gerir e que território agora têm de gerir? É comparável a dificuldade?
Quais foram os países que herdaram o mesmo ou similar e fizeram melhor?


Caro anónimo 11 Setembro, 2012 23:23
Quase que concordo com tudo o que diz.

PEDRO LOPES disse...

"qual foi o estado da educação que Salazar herdou? Qual foi o estado em que a deixou? Já perguntei mas ninguém ainda respondeu. Será que vou ter de ser eu a dar as respostas? Perde toda a piada :)"

Carlos,
O que Salazar herdou era mau demais.
Mas ele teve tempo suficiente(40 anos) para fazer um pouco melhor.
E sem o circo mediático de hoje.

Mas é verdade, que contando com as colónias o processo era mais complicado.
Também poderíamos falar na escassa industrialização e no facto de a nossa economia ser 80% feita á base da agricultura.
Salazar podia ter feito bem mais com o tempo que dispôs.

Mas eu também já referi aqui outros aspectos que considero positivos do seu legado.

Anónimo disse...

Ao cuidado do "N"

http://www.youtube.com/watch?v=T1yrn51Vel4

Sied"

N disse...

Ó Sied eu sei o que queres dizer com isso.

Eles são um povo e não são uma raça e etc...

Mas os seus lideres espirituais afirmam que eles são uma raça.

Agora eles são é uns hipocritas do caralho,pois havia apenas 2 tipos de judeus,os semitas e os ashkenazi e eles se fossem coerentes reproduziam-se só entre eles em vez de se misturarem com os da nossa raça para melhorarem a nivel genetico.

Mas eles andam com programas de eugenia em israel nomeadamente para formar a SUA RAÇA.

Decerto essa militares mulheres do video devem tar muito orgulhosas de lutar por um estado onde a prostituição feminina é elevadissima e cujas redes na europa são maioritariamente controladas por judeus.

Decerto devem tar muito orgulhosas por lutarem pelo povo que induziu o materialismo como nunca tinha sido induzido no mundo,pelo papel "boneca sexual" da mulher,ou objecto sexual,uma grande conquista feminina não haja duvida.

E decerto ao lerem o talmud decerto que ficam muito orgulhosas ao saberem que são apelidadas de cadelas,cadelas que devem fazer o que o marido judeu manda.

Devem tambem tar muito orgulhosas de umas das maiores violações em massa que aconteceu na historia ter sido ás mulheres germânicas pelas tropas bolshevistas onde os judeus a comandar deram ordens especificas para violar TODA a mulher germânica que encontrassem para lhes retirar o orgulho racial.

Em cada 10 mulheres que foram violadas 7 suicidaram-se por não aguentarem a vergonha e o trauma.

Claro que não há nenhum filme de hoolywood sobre isso,porque todos sabemos quem manda em hoolywood.

N disse...

http://www.youtube.com/watch?v=OZIeO8pf9SU

http://www.youtube.com/watch?v=RlHVin56U2w

Ao teu cuidado Sied...

N disse...

O Judaísmo como religião etnocentrica dominou o ocidente devido á falta de uma religião exclusivamente Ariana que funcionasse como contra poder em nossa defesa.

É por isso que eles nos vençeram e destruiram o nosso continente,as nossas tradições,os nossos valores,os nossos habitos,a nossa arte,a nossa arquitectura...

A pseudo elites europeias umas venderam-se e outras foram covardes e assobiaram para o lado.

É por isso que eu digo que a nobreza está na alma e não no titulo.

Só uma religião Ariana pode combater o judaísmo internacional.

Isto é obvio para quem perceba o minimo de estrategia e tenha o minimo de espirito de sobrevivência.

Em milhares de anos de diversas etnias europeias,mais de 80% a 90% do seu tempo de existência elas só sobreviveram porque se defenderam através do sangue e não através de estéreis ideologias politicas.

Capitalismo,comunismo,democracia,tudo isso é merda que jamais nos defenderá como POVO.

Muito pelo contrário,são precisamente os intrumentos para nos destruir como povo.

Isto é factual,não é uma opinião.
É só olhar em volta....

PEDRO LOPES disse...

Reparem bem no que diz este grandessíssimo filho da puta:

http://economia.publico.pt/Noticia/durao-barroso-defende-um-novo-rumo-e-um-novo-pensamento-para-a-europa-1562676

Isto anda a ser cozinhado secretamente há muitos anos, e agora estão a pôr os testas de ferro a falar. O Barroso é apenas um testa de ferro, é apenas um criado labutador da Nova Ordem Mundial.Um criado para todo o serviço.
Quem me dera ter um criado destes lá na minha terra para me ir lavrar as terras, carregar sacos de batatas, fardos de palha, espalhar estrume na horta etc.

N disse...

Pedro Lopes a questão da Atlântida é mais complicada que isso e só está ao alcançe de quem atingiu um nível espiritual muito alto e através do sangue activa a memória astral.

Muito resumido,aqueles que nos ajudaram diversas vezes ao longo dos séculos criaram a Atlântida e através de programas eugenicos criaram uma raça mestra,a raça Ariana que foi contruída á sua imagem(Deuses),e os não arianos eram as outras raças que lhes competia fazer os trabalhos mais básicos.

A raça mestra era a elite que mandava e era responsavel pela arquitectura,arte,filosofia,progressos tecnologicos e cientificos,etc...

A casta sacerdotal era só uma,mas como em tudo na história há sempre os traidores gananciosos e então houve uma fractura na casta religiosa e então formaram-se duas irmandades espirituais,a que vestia de branco,preto e vermelho que foi a que se manteve fiel ao plano dos Deuses e responsavel pela protecção e desenvolvimento da raça mestre,a raça Ariana,a irmandade da serpente(simbolo da sabedoria).

E os traidores que formaram a irmandade azul e branca que combate os arianos até aos dias de hoje e que foi daí que se criou a maçonaria.

Daí o combate no nazismo entre a sociedade Thule e a maçonaria.

A Thule lutou pela nossa raça contra a maçonaria.

A maçonaria está ao serviço do demiurgo e grande enganador e tem um plano de dominação mundial e de exterminio dos Arianos e sua escravatura dos que restarem.

As várias irmandades que zelam pela nossa raça juraram combate eterno ao demiurgo\jeová.

Normalmente seguem o caminho lucíferico(não confundir com diabo ou satanás),mas ultimamente seguem ritos recuperados do paganismo porque assim vão directamente ás raízes.

O demiurgo e a maçonaria são os responsáveis pela matrix democrática percebes?

O que prendem a humanidade através do engano e da ilusão escravizando-os e impedindo os mesmos de serem livres e de se superarem.

Um nova religião está se a formar para travar a grande batalha contra o grande enganador.

A religião "Werewolf" que engloba Celtas,Romanos,Nordicos\Germânicos,Eslavos,Helénicos,etc...no fundo todo as etnias Arianas.

A nossa missão é muito clara,destruir a democracia e instalar estados NS por toda a Europa.

E iremos aonde for preciso para atingir essa meta e confiamos na ajuda de Odin,Cernunnos,Perun,Zeus e Jupiter,que nos estão a oferecer o caos para nós depois trazermos a Ordem.

O nosso objectivo é libertar toda a nossa raça e recuperar as nossas nações.

Anónimo disse...

http://omsilanoican.blogspot.pt/2012/06/httpwww.html

Anónimo disse...

Ao cuidado de todos:
No período nacional-socialistas alemão as pesquisas sobre o problema “racial” judeu iam até, salvo erro, três gerações atrás – bisavô ou trisavô no máximo. Outra coisa que os nazis modernos desconhecem, uns por ignorância, outros por negligência e ainda outros por estupidez e maldade, convem fazer aqui um parêntesis para relembrar que sendo o nazismo transmitido por todos os meios (escola, filmes, jornais, etc.) como sendo a encarnação do mal é de, no mínimo, desconfiar da fauna que se diz nazi, um bom exemplo disso é seguir a história skinhead (…), portanto como estava a dizer a investigação feita na Alemanha nacional-socialista ia ao pormenor (que na mentalidade de pseudo-nazis seria secundária ou desnecessária) de saber o individuo em causa era ou não frequentador da sinagoga.

Saudações
Sied"

alf disse...

Diogo

Esta é uma face da humanidade; a face dos frustrados, ambiciosos, gananciosos, egoístas, predadores, a quem os outros humanos incomodam. Eles estão por todo o lado, no topo como na base (até nos comentários ao seu blogue aparecem).

Depois, há a outra face, que se opoe a esta, que luta por uma sociedade melhor

No meio, uma data de gente que se recusa a ver a face "má" e que, em consequência, faz o jogo dela.

Um problema dos "bons" é que não conseguem gerir a face má, apenas os "maus" conseguem gerir os "maus". A guerra é a solução da humanidade para manter os "maus" controlados. A solução dos "maus" de topo mas os "bons" pactuam porque não têm uma alternativa melhor. Mas há que a encontrar.

Eu, como tenho na algibeira o "fim do mundo", tenho uma alternativa que vai tornar a guerra obsoleta... mas esta alternativa tem de ser controlada pelos "bons" e não pode cair nas mãos dos "maus" e isso é que não é nada fácil...

Carlos disse...

PEDRO LOPES disse...
“Reparem bem no que diz este grandessíssimo filho da puta: Durão Barroso pede federação de Estados-Nação 18 anos depois de Jacques Delors.”
Para quem tem apenas um espírito de patriotismo futebolístico, não compreendo a indignação...

PEDRO LOPES disse... Carlos,
“O que Salazar herdou era mau demais.”
É capaz de quantificar?

“Mas ele teve tempo suficiente(40 anos) para fazer um pouco melhor.”
Consegue dar um exemplo?

“E sem o circo mediático de hoje.”
A propagação de conhecimento, notícias, propaganda, etc, também era inferior ao de hoje. Logo, parece-me haver uma certa paridade. Correcto?

“Mas é verdade, que contando com as colónias o processo era mais complicado.”
Muito mais complicado.

“Também poderíamos falar na escassa industrialização e no facto de a nossa economia ser 80% feita á base da agricultura.”
Bingo! Já estamos a chegar a algum lado.
Herdou portanto um país em muito mau estado e pobre. Como devia Salazar ter começado a desenvolver a instrução por exemplo? Devia ter logo começado a construir faculdades, ou escolas secundarias, ou escolas primárias? Ou todas em conjunto? Como é que você faria?

“Salazar podia ter feito bem mais com o tempo que dispôs.”
Dê-me um exemplo de comparação. Esta afirmação assim de pouco serve.

“Mas eu também já referi aqui outros aspectos que considero positivos do seu legado.”
E eu estou consciente disso. Estou só a trocar informação e perspectivas consigo. Se quiser, a dar uma visão diferente de Salazar. Como propus, a ser seu advogado.

PEDRO LOPES disse...

Carlos,


Compare o nível de vida geral de Portugal nos anos 50/60 com países como a França, a Alemanha, Holanda e outros.
E repare que estes passaram pela destruição causada pela II GG, e Portugal não.
Então estes países em 10 anos fizeram mais do que Portugal em 30.

Claro que não podia fazer tudo ao mesmo tempo, mas pode-se fazer algumas coisas em paralelo.
Com as finanças em ordem(Mérito de Salazar é verdade) podia ter começado a investir mais em infra-estruturas necessárias ao desenvolvimento económico, mais universidades, apoiar mais a industria, o turismo, o mar etc.

E olha que eu não sou um demonizador nato do Salazar.

Para mim ele fez quase tudo certo até aos anos 50. A partir dai apodreceu na cadeira do poder juntamente com a sua entourage.

Carlos disse...

Caro Pedro Lopes
É verdade que a França e a Alemanha, depois da guerra tiveram um desenvolvimento extraordinário. É verdade que Portugal, no final da década de 40, passou por grandes dificuldades, que perduraram e reflectiram-se na década seguinte. Vá-se lá saber porquê... embora me pareça que um tal de George Marshall teve algumas culpas no cartório.
Apenas para finalizar sinto-me na obrigação de discordar de si em duas afirmações.
1 - O país tinha um grau de analfabetismo que rondava os 70%. Por isso teve de começar por construir escolas primárias e não universidades.
2 - Quando um governo, como está muito na moda, resolve apoiar a industria, ou o turismo, onde pensa que ele vai buscar o dinheiro para esse apoio? Ao seu, ao meu, aos nossos bolsos. Por acaso o meu amigo já recebeu algum dividendo desse dinheiro? Dessa imposição? Eu já desisti de esperar! Afinal somos muito maus investidores. Somos obrigados a investir para outro ter o lucro. É o que Mussolini dizia ser o fascismo. A união entre o poder económico e o poder político. Em que o 1º usa o 2º em seu benefício (o 1º obriga o 2º a executar políticas para seu, do 1º, benefício). E é aqui que Salazar marca alguns pontos (calma Diogo lol).

*

Na minha opinião, que vale o vale, Salazar consegui um bom trabalho ao longo de todo o seu percurso.
Podia ter sido melhor? Talvez. Podia ter sido pior? Se olharmos para o antes e para o depois...

PEDRO LOPES disse...

Carlos,

Acho que não vale a pena alongarmos-nos mais sobre isto.
Infelizmente os exemplos de governos, reinos ou impérios que tenham sido construídos em prol de toda a sociedade são escassos ou nenhuns.
Uns podem ter sido menos maus, só isso.

E se existiram a história moderna apagou-os da memória.
Talvez no antigo Egipto?A civilização da Atlanta?Lemúria?Maias?Incas?Não sabemos.
Eu sou adepto e aficionado de história alternativa e acredito em civilizações avançadas que ocorreram no passado. Com tecnologia de ponta e tudo. Há bastantes evidências pelo mundo fora.

E hoje era possível criar civilizações avançadas, quer tecnologicamente, quer socialmente, quer espiritualmente não fosse a ideologia destrutiva do lucro, do poder, do exibicionismo, do consumismo, do deboche e da banalização do próprio humano em si.
Para certos empresários/CEO's um servidor ou uma impressora tem tanto ou mais valor que um empregado.

Anónimo disse...

I really like it when individuals get together and share ideas.
Great site, keep it up!

Feel free to visit my web-site - payday cash loans

Anónimo disse...

I really like it when individuals get together and
share ideas. Great site, keep it up!

Also visit my web page: payday cash loans
My website > cash advance online loans