terça-feira, junho 26, 2007

Propaganda «ocidental» versus «censura» venezuelana

Texto de Miguel Carvalho - Visão - 15 Junho 2007

A DEVIDA COMÉDIA

Em mais de vinte países, alguns dos quais da União Europeia, as licenças para emitir no espaço público relativas a mais de duas centenas de canais de televisão e rádios não foram renovadas nos últimos anos. Coisa pouca, não é?

Actualmente, porém, a grande notícia é o caso da «censura» e fecho da Radio Caracas Television (RCTV), um grave atentado, diz-se, à liberdade de expressão.

(...) A RCTV, tal como os outros canais privados da Venezuela, tinha uma concessão de 20 anos para emitir no espaço público. Todas as outras licenças foram renovadas, menos a relativa a este canal. A Venezuela tem mais de 100 emissoras de rádio e TV locais, comunitárias e privadas, em relação às quais não foi tomada idêntica atitude. O Governo da Venezuela, discorde-se ou não da atitude, considerou que a RCTV passou das marcas ao sugerir, num dos seus espaços informativos e de forma mais ou menos camuflada, o assassinato do presidente Hugo Chávez.

No tempo em que governavam na Venezuela os presidentes amigos dos EUA e das democracias europeias, a RCTV foi suspensa várias vezes. Em 1980, por sensacionalismo. Em 1981, por difusão de programas pornográficos. Em 1984, acabou condenada por ridicularizar o Presidente da República.

Na Venezuela, até à chegada de Chávez, os ministros de Informação dos sucessivos governos eram escolhidom após uma consulta aos donos dos grandes grupos mediáticos para não ferir susceptibilidades, tal como pude confirmar em conversas com estudiosos da área dos media na Venezuela.

Acontece, por último, que a RCTV não foi fechada, como se disse e escreveu. A RCTV foi impedida de continuar a emitir no espaço público. Mantém as suas transmissões por cabo, satélite e Internet, às quais milhões de venezuelanos podem continuar a aceder. Refira-se, a título de curiosidade, que Ignacio Ramonet, teórico da comunicação, e Harold Pinter, prémio Nobel da Literatura, estão entre os apoiantes da decisão do Governo venezuelano. O diário britânico Guardian – tão citado pelas elites cá do burgo – publicou recentemente uma notícia – que o burgo ignorou - com a lista das personalidades que apoiam a decisão do Governo venezuelano relativa à RCTV.


Henrique Monteiro, director do Expresso, não podia estar menos de acordo:

«(...) E a Europa, que tanto se preocupa - e bem - com os direitos humanos, não pode contemporizar com regimes como o da Venezuela, se quer ter verdadeira voz e moral na denúncia de Guantánamo ou na crítica dos excessos israelitas.


Comentário:

O director do Expresso, um homem que já se suspeitava deficientemente informado, revela ainda fracos hábitos de leitura (ainda para mais numa língua estranha):




And now something completely different:

7 Maravilhas da Blogosfera:

http://xatoo.blogspot.com/

http://wehavekaosinthegarden.blogspot.com/

http://klepsidra.blogspot.com/

http://sosacriticismo.blogspot.com/

http://www.moteparamotim.blogspot.com/

http://marginalzambi.blogspot.com/

http://apanha-moscas.blogspot.com/

32 comentários:

xatoo disse...

nas peixeiradas contestárias ao fecho da RTCV, graças à imprevista queda de um papelito do bolso de um dos estudantes ricos que se manifestavam, ficou a saber-se que os "protestos" foram delineados e executados sob o libreto de uma empresa de marketing.
Quem paga a contestação?
Se formos a ver, mais de 80% dos Media mundiais são controlados por grupos judeus, desde a News Corporation até à GE (Fox News) passando pela Disney. Estará esta maioria interessada num tipo de comunicação que informe verdadeiramente e difunda noticias e cultura não manipulada pelas classes possidentes?

teodoro petkoff disse...

O branqueamento do chavismo, perdão, do comunismo continua...
Razão para perguntar (como aliás aqui tão insistentemente se pergunta a quem defende os regimes democratas-liberais): quem vos paga, e se o pagamento é o suficiente para fazer esta figura de mais "papista" que o próprio papa?

Diogo disse...

Teodoro, você sabe inglês?:

The Guardian - Saturday May 26, 2007 (o link está no post)

Television's role in the coup against Chávez

We believe that the decision of the Venezuelan government not to renew the broadcasting licence of RCTV when it expires on May 27 (Chávez silences critical TV station, May 23; Comment and Letters, May 25) is legitimate given that RCTV has used its access to the public airwaves to repeatedly call for the overthrow of the democratically elected government of President Hugo Chávez. RCTV gave vital practical support to the overthrow of Venezuela's elected government in April 2002 in which at least 13 people were killed. In the 47 hours that the coup plotters held power, they overturned much of Venezuela's democratic constitution - closing down the elected national assembly, the supreme court and other state institutions.

xatoo disse...

teodoro petkoff
dos "democratas-liberais" já sabemos por Bush quem são, mas
do "chavismo", que alguns designam como o "socialismo do século XXI", outros dizem é uma aplicação prática das teorias de Gramsci - nunca antes experimaentada pelos partidos ortodoxos
Não queres dizer nada sobre isso?

camarada disse...

é engraçado como sempre que se fala bem do chavéz aparece logo alguém a declamar um panfleto de propaganda anti-chavez, o pior é que este senhor nem leu o post todo, ou entao nao saberá mesmo inglês...

Viva Chavez!!!

Anónimo disse...

O director do Expresso, reaça quanto baste, me parece mais, falando claro e depressa, aquele trolha bronco da caneta.

harmonie

Alves disse...

Harold Pinter e Ramonet??? Muito me espantaria se dois comunas admiradores de
Fidel Castro não apoiassem Chavez...

A RCTV foi encerrada porque Chavez é um ditadorzeco que quer controlar a
Venezuela. Até um cego, ou neste caso, um anti-americano radical (o que vai dar
ao mesmo), deveria ver isso.

Mas numa coisa estou de acordo consigo: aqui, na civilizada Europa, o que não faltam são pseudo-democratas que querem controlar a comunicação social (Sócrates e Santos Silva são dois bons exemplos desta espécie).

Teodoro Petkoff disse...

Factos:

1) Multipartidarismo - a Asamblea Nacional venezuelana (órgão legislativo nacional) está inteiremente nas mãos de Chávez, sem presença da oposição.

2) Estado de Direito - o sistema judicial e a Fiscalía (o nosso Ministério Público) são controlados pelo governo. Em 2004, os deputados da Asemblea, com uma maioria simples (e consequentemente inconstitucional)aprovaram a Ley Orgánica del tribunal Supremo de Justicia, que elevou de 20 para 32 o número de magistrados. Escusado será dizer que o nosso novo Bolívar aproveitou para impor neste órgão uma maioria favorável à sua revolução. O então eleito presidente do TS afirmou: "Todo juez que emita juicios en contra de los principios revolucionarios será destituido y anulada su sentencia". Sabe ler castelhano?

3) Sistema eleitoral - os organismos eleitorais idem.

4) Forças Armadas - nos comandos militares das FA´s colocou oficiais que estavam próximos de si desde os seus tempos de conspirador.

5) "Democracia directa" - Em seis anos Chávez convocou 7 referendos em que derrogou progressivamente a constituição e substituiu-a por uma outra feita à sua medida, que o habilitava entre outras coisas, a ser possível ocupar por dois espaços consecutivos de 6 anos a Pesidência, e ter a faculdade de intervir e confiscar propriedade privada, assumir o controlo da educação pública e transformar em delitos penais críticas, denúncias e mesmo piadas sobre o seu governo (faz-vos lembrar alguma coisa?).

Teodor Petkoff disse...

No que toca à comunicação social "livre" (sic) da Venezuela.

A maioria chavista da AN aprovou a Ley de Responsabilidad Social de la Radio y la Television (curiosamente conhecida por aquelas bandas como a Ley Mordaza, sabe o que significa?). Segundo esta democrática lei, o governo assume total controlo sobre emissoras e canais de televisão, nomeadamente na imposição de horários e programas e suspendendo aqueles que possam ser considerados como contrários à "seguridad nacional" (sic).

Uma reforma à legislação penal estabeleceu sanções drásticas à imprensa escrita conferindo carácter de injúria ou delito de "desacato" a críticas, acusações contra altos funcionários, incluindo obviamente o Presidente e o vice-presidente, mas também os ministros, os governadores, os membros do Conselho Nacional Eleitoral e os altos comandos militares. As penas podem ir até aos 3 anos de prisão e inclusive mais se forem considerados delitos reincidentes.

A 9 de Dezembro de 2002 partidários de Chávez atacaram com paus e pedras, em Caracas e noutras cidades do país, jornais e canais de televisão. Por essa mesma altura, jornalistas muito reputados como Patricia Poleo, vencedora do Premio Rey de España, foram acusados de difamação e inculpados no assassinato do "fiscal" Danilo Anderson.

teodoro petkoff disse...

Bom, se quiser discutir também sobre a situação económica da vossa nova tábua de salvação, diga qualquer coisa, ok?

teodoro petkoff disse...

Caro Xatoo,

Até lhe ia responder, mas quando consultei o seu perfil, vi que o meu amigo defende o castrismo. Ora, como é que se responde a alguém que se diz defensor da liberdade e depois se declara a favor do encerramento de uma cadeia de televisão e, como o bolo em cima da cereja, defende o regime castrista?

Diogo disse...

Teodoro,

Posso não concordar com algumas das medidas de Chávez, mas convém lembrar que este está a lutar, com as armas de que dispõe, contra os grandes poderes económicos que, como em todo o lado, controlam políticos, juízes, televisões e jornais.

Sobre a RCTV, Chávez teve toda a razão em não lhe renovar a licença. Esta estação de TV apelou a um golpe de estado contra Chavéz e à sua morte. Eu ou você talvez não fôssemos tão brandos.

Por último, a Venezuela que é considerada o país mais rico em petróleo do hemisfério ocidental, possuía, sob os anteriores fantoches que estiveram no governo, uma das populações mais pobres do mundo. Hoje, as classes mais desfavorecidas têm mais comida, mais educação e mais cuidados de saúde.

xatoo disse...

Teodoro Petkoff e os "factos"
1 - a constituição da Assembleia venezuelana é a que deriva de eleições livres
2 - "com uma maioria simples e consequentemente "inconstitucional" aprovaram a Ley Orgánica del tribunal Supremo(...) e o nosso novo Bolívar aproveitou para impor neste órgão uma maioria favorável à sua revolução" - pior foi feito entre nós quando a tripla Bagão-Portas-Cardona originários de um partido com 4% dos votos subverteram a código do trabalho, a Justiça para aniquilar o PS e vincaram o alinhamento acéfalo com Washington na questão militar sem referendo ou mandato expresso da população.
3 - ganhar ou perder referendos não gera concretamente os mesmos resultados para as classes possidentes
4 - Queria que as Forças Armadas fossem constituidas pelos generais que conspiraram contra o regime? golpistas a quem a RTCV deu cobertura noticiosa ainda antes de tomarem ilegalmente o poder?
5 - Democracia directa - os sectores chave são para ser geridos em função dos interesses públicos da maioria. Não devem ser admitidos boicotes em favor de minorias previlegiadas.
---
Quanto à resposta que o caro Petroff me ia dar "mas que depois se arrependeu" - jamais me passaria pela cabeça não responder a qualquer questão por o meu possivel interlocutor não concordar comigo. Tente dar uma banhoca aos preconceitos e, enquanto ensaboa a mente, medite se está de bem com o papel da sua cabeça ser apenas um mero recipiente onde armazena ideias preconcebidas pelos outros.

Anónimo disse...

atão e o braganzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzza?

contradicoes disse...

O problema, independentemente das motivações políticas de Chávez é este ser um defensor dos explorados (e isto não é mero chavão) mas sim pura realidade pois veja-se as medidas sociais já tomadas a beneficiarem os de mais fracos recurso e isso incomoda todos quantos enriquecem da forma como sabemos. Lamentável é verificar-mos que ainda exista muito quem defende este tipo de sociedade. Pena é que não tenhamos um político com o perfil de Hugo Chávez.

Nuno disse...

À atenção do alves e do teodoro petkoff.

ARGENTINA 1976

Ditadura conseguida através de golpe militar.

PUBLICIDADE

A ditadura militar argentina costumava mandar muitas da suas vítimas para o fundo do mar. Em Abril de 1998, a fábrica de roupas Diesel publicou na revista Gente um anúncio que provava a resistência das suas calças a todos os tipos de lavagem. Uma fotografia mostrava 8 jovens, acorrentados a blocos de cimento debaixo de água a por baixo dizia: «Não são os teus primeiros jeans, mas poderiam ser os últimos. Pelo menos deixarás um belo cadáver.»

Eduardo Galeano - De Pernas para o Ar. Caminho.

VENEZUELA 2007

O governo da Venezuela não renovou a concessão à RCTV para emitir no espaço público, mantém esta estação, no entanto, as transmissões por cabo, satélite e internet.

HORROR! DRAMA! ESCÂNDALO!

A RCTV estação sensacionalista, pornográfica, golpista e instigadora do assassínio do Presidente eleito pelo povo (salvo erro 5 vezes).

Estranha ditadura, comparada com as pseudo-democracias americanas.

"o moço da bodega" disse...

xatoo, gostei do seu comentário. Eu incluiria (se me permite), que além do dinheiro israelense, grandes somas de dólares americano.
Eles pagam alto preço para serem os "donos do mundo".

Abs.

teodoro petkoff disse...

Caro Diogo:

1) Chavéz luta "contra os grandes poderes económicos" com as armas que tem? Não será mais: Chávez está a abotoar-se à grande com as reservas petrolíferas venezuelanas, ou esse argumento só serve se for para atacar os norte-americanos? O futuro nos dirá, entretanto, vamos consultando a lista anual da Forbes para ver a ascenção do nosso Bolívar.

2) A RCTV apelou a golpes de estado e ao assassinato do Presidente. A TV Venezuelana é completamente histérica, e não é uma realidade tão alheia à nossa, devido à imensidão de emigrantes portugueses que naquele país residem e que o podem atestar. Que a RCTV tenha apelado a golpes de estado, não duvido. Mas qual é autoridade de Chávez para usar este argumento depois dele próprio o ter tentado em 92?

3) diz o meu amigo que graças a Chávez as classes mais desfavorecidas têm agora melhores condições de vida. Não se esqueça do que acabou de dizer. Voltaremos a este assunto num outro comment.

Caro Xatoo:

1) Com que então eleições legislativas livres na Venezuela para eleger a Asamblea nacional? As eleições legislativas foram posteriores às presidenciais que guindaram o seu amigo à Presidência. A partir daí ele dispôs de tempo mais que suficiente para ir reprimindo a oposição partidária, ao ponto da maioria dos partidos da oposição terem desistido de se apresentarem às eleições por temerem as fraudes eleitorais. Para que veja, nessas eleições legislativas a abstenção rondou os 75%...

2) Compara o meu amigo as trapaças de Chávez com as trapaças de Bagões-Portas-Cadonas... Por muito mau que tenha sido o governo de santana Lopes (e foi-o!), há algo que nunca se lhe poderá imputar: nunca tornou Portugal numa ditadura. O mesmo não se pode dizer do regime de Chávez. De qualquer forma comparar uma coisa com a outra só demonstra uma tentativa desesperada de fugir à questão que estávamos a discutir.

3) Os resultados dos referendos nem sempre vão de acordo com a vontade das classes "possidentes" Vão, sim, quando as eleições são manipuladas.

4) O meu amigo não estranha que as pessoas indigitadas por Chávez para dirigir as Forças Armadas terem sido compagnons de route da carreira conspirativa e golpista de Chávez. Se bem sabe, o critério nas democracias é a antiguidade no posto ou o mérito, ou mais frequentemente, um critério combinado dos dois. As pessoas não são escolhidas por apoiarem o Presidente. O reconhecimento de que isso é normal é o reconhecimento de que o regime de Chávez é uma DITADURA!

5) Diz o meu amigo que os sectores chaves têm de servir os "interesses públicos da maioria" (sic). Eu já estou como o Goebbels e quando oiço falar de "interesses públicos" e correlatas auto-denominadas "maiorias" pego logo na pistola.´Diga-me o meu amigo já que gosta tanto do outro magano cubano: tem Fidel olhado pelos interesses públicos da maioria? Então como explica que o homem tenha acumulado cerca de 110 milhões de Dólares na sua fortuna pessoal? Digo-lhe o mesmo que disse ao se amigo Diogo: o tempo o dirá. A nós só nos resta ir consultando anualmente a lista das maiores fortunas mundiais da Forbes para ir constatando a ascenção do vosso novo amigo.

Quanto aos "banhos" aos meus preconceitos e às "ensaboadelas" de mente, não me vai dizer isso uma pessoa que defende uma ideologia que não altera uma vírgula ao seu pensamento político meados do século XIX. Vistas assim as coisas o "C" de PCP, bem poderia ser de Conservador. Ou melhor ainda, poderiam mudar para "R" de Reaccionário.

xatoo disse...

petkoff
desculpa lá desiludir-te mas és um básico
Um gajo que invoca a Forbes como fonte (?) que credibilidade pode ter?
eu explico: esses filhos de puta* contabilizam as receitas das Empresas Públicas do Estado Cubano como se fossem propriedade privada do Presidente da República logo, * não podem ter outro nome.
Quanto à minha putativa "tentativa desesperada de fugir à questão que estávamos a discutir"
não me lembro nada de estarmos a discutir algo - aliás o registo está aí acima para o confirmar:
dirigi-me a ti colocando-te a questão do "chavismo" como o "socialismo do século XXI" que se diz ser uma aplicação prática das teorias de Gramsci - nunca antes experimaentada pelos partidos ortodoxos" - questão a que não deste resposta.
Missão impossivel, para um básico,,,

Anónimo disse...

Teodoro:
Não perca o seu precioso tempo a discutir como o xato. Conheço-o bem e sei que aquela cabecinha já está totalmente formatada. Será mais fácil ensinar um asinino a jogar xadrez do que pôr o xato a raciocinar.

teodoro petkoff disse...

Caro Chato,

Os filhos da puta da Forbes, como o meu caro amigo lhes chama, "contabilizam as receitas das Empresas Públicas do Estado Cubano como se fossem propriedade privada do Presidente da República", fazem-no porque essas receitas revertem a favor do seu amigo Fidel, se não directamente, pelo menos indirectamente através das dotações dos seus familiares. Deveria informar-se melhor antes de fazer a sua samaritana defesa do comunismo (que afinal é isto mesmo! Fidel nunca quis enganar ninguém...).

Quanto a Gramsci: está tão caducado como os outros teóricos socialistó-comunistas. Mas eu acho piada a esta argumentação da extrema-esquerda, que é como quem diz: "tudo aquilo a que se chama regimes comunismas do século XX -e mesmo aqueles que perduram no século XXI- foram/são apenas más interpretações da ideologia comunista. No fundo ninguém compreendeu o que diziam os teóricos. Por isso e como o comunismo em si é uma ideia bonita (atenção, continuo a parafrasear a cassete debitada pelos idiotas úteis!), foi foi mal interpretada ao longo da história, deixem-nos lá tentar só mais uma vez, agora é que vai ser a sério; agora até lemos o Gramsci!".

Ainda não percebi como é que a extrema-direita ainda não pensou no mesmo: "Ninguém compreendeu o fascismo, ou o nacional-socialismo, que no fundo são ideias bonitas, mal interpretas e desvirtuadas do seu contexto inicial (continuo a parafrasear os mesmos idiotas úteis, mas desta feita os do outro bando!). Por que é que não nos deixam experimentar uma vez mais? Vá lá, prometemos que desta vez não nos vamos pôr a gasear judeus por dá cá quela palha!"

Alguém disse um dia que quando a utopia entra no discurso político, a violência entra na praxis política! O século XX foi a prova provada disso mesmo! Gramsci?! Aplicações práticas "where any man has gone before"?! Socialismo do século XXI?! Ó meu amigo, socialismo é socialismo em qualquer parte do mundo, em qualquer época do tempo! E queira-me desculpar, mas depois de tantos mortos o seu socialismo já cheira a ranço e a cadáver putrefacto!

Kaos disse...

O meu muito obrigado por te teres lembrado de mim nestas nomeações. É sempre agradavel saber que há quem goste daquilo que fazemos e só nos dá mais força para continuar.
aum abraço

Anónimo disse...

O apanha-moscas uma das 7 maravilhas da blogoesfera ????
Essa é para rir!

Basílio disse...

E eu também agradeço pela referência ao Mote para Motim! Aqui o Homem das Cidades tá cada vez melhor (e não é graxa!).

Não conhecia o outro lado da história sobre o fecho da RCTV. Não sou fã do Chavez mas ele parece ser mesmo uma grande pedra no sapato do Império norte-americano...

xatoo disse...

Teodoro
- Espero bem que consiga provar o que afirma “que as receitas do Estado de Cuba revertem para familiares do Presidente. Quem são? Quanto receberam concretamente, Quais são as suas fontes? (p/e a filha de Fidel incompatibilizou-se com o pai e vive em Madrid há décdas. Também recebe dinheiro?)
- “Fidel (comunista) nunca quis enganar ninguém”? engana-se. Após a derrota de Baptista Fidel visitou Nova Iorque onde foi recebido em apoteose. Na altura o secretario de Estado americano afirmou não haver quaisquer indícios que Fidel fosse comunista. As circunstâncias do bloqueio é que depois o fizeram seguir esse percurso. É lamentável que faça afirmações desse jaez, o que só prova que está completamente desinformado. Isto veio no Público, agora a propósito das “jóias de família” da CIA
Por outro lado, agradeço-lhe a informação sobre Gramsci estar caducado. Trotsky, Lenine, Estaline, Rosa Luxemburgo: é tudo igual! E também devem estar todos caducados. Só a cabeça dos teodoros é que funcionam com plena racionalidade (eheheh, já não me ria assim de vontade há muito tempo) e estão dentro do prazo de validade.
Sobre a sua prosápia, de certo modo alardeando uma suposta superioridade moral em colocar-se no Centro (Neoconservador, não por acaso) – também lhe vou dizendo que, quando invoca a “extrema direita”, as estorietas que aprendeu sobre o nacionalismo alemão também estão inquinadas.É melhor ir averiguando,,, havia uma segunda via nacionista que advogava que o país caminhasse assente nas suas próprias forças: a solução continental contra os vendilhões do imperialismo (a aliança na época judaico-anglo-bolchevista) que resolveram prosperar colocando milhões de pessoas em todo o mundo na miséria. Aprenda porque a extrema-direita hoje, são os do Centro, os teodoros da sua laia anti-comunista primata que não sabem distinguir um Boi da Teoria do Imperialismo, teorizada por Hilferding (que por acaso até nem era comunista)

RB disse...

Parece que a "verdade" que nos querem fazer passar tem sempre um outro lado...

teodoro petkoff disse...

Xatíssimo,

Forneço-lhe para sua informação uma lista dos bens creditados em nome de Castro:

- 59 casas de luxo espalhadas pelo território nacional, com os correspondentes criados e guardas;
- 3 cotos particulares de caça;
- um iate de pesca (oferecido pelo Parlamento cubano!!!);
- 2 modernos aviões russos de uso quase exclusivamente privado, para as suas viagens internacionais.

Se quiser mais informação turística acerca da sua Cuba querida visite o site promocional:

http://hrw.org/englishwr2k7/docs/2007/01/11/cuba14886.htm

O lema devia ser: "Cuba: vá dentro... cá dentro!"

Ele próprio se iracunda quando as pessoas o acusam de ter dinheiro em contas no estrangeiro. Tem razão para tal fúria: toda a sua riqueza permanece em solo cubano.

Fidel foi recebido em NY pelo secretario estado norte-americano da altura que asseverou que obarbudo não tinha qualquer resquício de comunista... Isto prova duas coisas: que os norte-americanos erraram demasiadas vezes com a política do "our son fo the bitch", por um lado, e por outro lado, que o tal secretário de estado não devia ser propriamente um espécimen muito iluminado...

Nas suas palavras foi o bloqueio decretado pelos EUA (benza-se três vezes!) que o fez (a Castro, entenda-se) seguir esse caminho (leia-se o comunismo). Na sua arguta explicação o bloqueio norte-americano foi decretado sob que circunstâncias? E já agora, o que declarava ser Castro no momento prévio?

Trotsky, Lenine, Estaline, Rosa Luxemburgo??? Homem! Caducados já eles estavam em 1917... Hoje em dia já só fazem parte do Alto Paleolítico das idiotices do século XXI e, helás, do pantomímico folquelore do PCP...

Tacha-me de neoconservador... Consegue a proeza de errar duas vezes numa única palavra (está bem, dou-lhe o desconto do prefixo...): não sou "neo", nem "cosnervador"... Ou como diria alguém que lhe deve ser muito caro (quase tão caducado como os seus outros amigos de aí atrás): "sei muito bem o que sou e para onde quero ir!"

FCr disse...

Como já é hábito, os factos continuam a ser deformados e para quem não está atento acaba por cair na propaganda. Até eu que tento manter-me informado.

Obrigado Diogo

xatoo disse...

Pet-koff

mais uma vez vc está de má fé!
- Esses bens que invoca são propriedade da Presidência da República. Acharia legítimo que se dissesse que o Palácio de Belém , apesar de lá morar a familia toda do Presidente (a filha que deixou de ser farmacêutica para viver à pála, o genro que anda a tratar da vidinha montando o negócio da televisão privada em Angola e uma fadista manhosa que é amiga de mão dada com a familía, além do clã de assessores de Espadas&Abomináveis da Neves), gostaria que fosse dito que tudo aquilo é propriedade privada do Cavaco?
- a última viagem de Fidel foi em 2003! veja bem, como vc ao confundir peidos com marmelos, confunde meios de transporte do Estado com jactos particulares do BCP, da Galp ou do nosso 1º ministro para ir a safaris no Quénia

acho que terminou o teu tempo de antena. Vê lá se te curas.
"como sabes muito bem o que és e para onde queres ir!" sempre podes ir bardamerda para ver se te estrumas, porque intelectualmente és um bocado diminuido cá pró meu gosto

O-Lidador disse...

[Esses bens que invoca são propriedade da Presidência da República]

Muito bem, xatoo...isso é que é falar.

Já agora quem é o Presidente da República?
Há quantos anos?
Quem o elegeu?

Porque é que é ele e não o Pepe Ardilles, ou a Mercedes Alqueazar?

Quanto ao bloqueio, nunca dei conta...já lá fui veranear, abarbatei umas jineteras e nunca me bloqueram.
Mas deve haver um bloqueio...tanto se fala nele.

Só não percebo como é que as centenas de milhares de cubanos que foram matar pretos em África, nos anos 70, conseguiram furar o bloqueio.
E as centenas de milhar de cubanos que bateram asas para o inferno capitalista, como é que passram pelo bloqueio?
Pr baixo?

O que vale é que o Gramsci explica isso tudo e muito mais.

Não era ele que explicava que as diferenças visíveis entre os orgãos sexuais masculino e feminino são meras construções sociais?


Um águia, o Gramsci..pena que já esteja a fazer tijolo no caixote de lixo das ideias tristes.

Mas ao menos tem idiotas úteis que lhe acendem velas.

Anónimo disse...

Non, a mon avis,
http://citadino.blogspot.com/
vai a segundo ou a terceiro, se não a primeiríssimo na blogosfera das sete maravilhas e mais que fossem!
amélie

xatoo disse...

Lidador
Segundo a Constituição de 1976, o Presidente recebe oficialmente o nome de "Presidente do Conselho de Estado da República de Cuba"
Aqui em Portugal tb não há eleições para o Conselho de Estado.
O Conselho de Estado é designado pela Assembleia Nacional Popular, presidida actualmente por Filipe Perez Roque, que é eleita pelos delegados vencedores das eleições locais que se realizam periodicamente, como em qualquer outro local,nos diversos circulos municipais.

ps: quanto às restantes diatribes com que nos brinda, como habitualmente,de tão estúpidas, não merecem resposta.