quarta-feira, junho 20, 2007

José Sócrates - um trafulha, um larilas, um filho da mãe ou um engenheiro adulterado?

José Sócrates
Analisado à lupa pela sociedade civil



Um trafulha:

Miguel Sousa Tavares: «Todos vimos nas faustosas cerimónias de apresentação dos projectos [Ota e TGV], [...] os empresários de obras públicas e os banqueiros que irão cobrar um terço dos custos em juros dos empréstimos. Vai chegar para todos e vai custar caro, muito caro, aos restantes portugueses. O grande dinheiro agradece e aproveita.»

«Lá dentro, no «inner circle» do poder - político, económico, financeiro, há grandes jogadas feitas na sombra, como nas salas reservadas dos casinos. Se olharmos com atenção, veremos que são mais ou menos os mesmos de sempre.»


Um larilas:

Santana Lopes, não se coibiu de criticar o seu opositor [Sócrates] fazendo referências aos seus hábitos sexuais. Quem não se lembra da história dos "colos" de Santana Lopes, que era um homem à antiga, que preferia os colos femininos, ao invés do seu opositor [Sócrates], que preferia "outros colos"?




Um filho da mãe:

Fernando Charrua reafirmou que o seu comentário "F. da P. (filho do pai) sobre Sócrates foi feito em privado, dentro de quatro paredes de um gabinete, a um amigo de longos anos e à hora do almoço".

"Bem diferente é o caso da directora regional, que em público gracejou acerca do mesmo assunto", salientou, acrescentando que Margarida Moreira "se encontrava no jantar como directora regional de Educação do Norte, ou seja, representando a ministra da Educação e o Governo de Portugal". "Se dúvidas ainda houver, possuo provas quanto a datas, testemunhas e quanto ao que ali foi proferido".


Um engenheiro adulterado:

Balbino Caldeira - o percurso académico do primeiro-ministro vem dar razão ao clamor público, nos blogues, nas notícias de jornais, nas rádios, TVs e nas ruas, para que as dúvidas fossem investigadas.

... o percurso académico do primeiro-ministro de Portugal não pode estar sujeito à dúvida. Nem o primeiro-ministro na entrevista de 11-4-2007 à RTP-1 dissipou essas dúvidas, tendo, ao contrário, ainda as aumentado, nem as notas sucessivamente contraditórias do seu Gabinete forneceram o esclarecimento cabal do caso.


Comentário:

Será Sócrates um mandatário dos ladrões da alta finança e dos grandes empresários da construção como afirma categoricamente Miguel Sousa Tavares, um larilas como sugeriu Santana Lopes, um filho da mãe como gracejou Fernando Charrua ou um engenheiro abastardado como blogou Balbino Caldeira?

Não obstante as críticas torpes que lhe são dirigidas, sou da opinião que a honestidade de Sócrates está ao nível da sua virilidade. Que mais poderíamos desejar para governar este rectângulo à beira-Espanha plantado?

16 comentários:

Diogo disse...

No Público:

Especialista do MIT diz que Ota é um risco para os investidores

O projecto do aeroporto da Ota é apontado como um "risco considerável" para os potenciais investidores privados, numa análise sobre o futuro do sector e a sua relação com as companhias de baixo custo (low cost) realizada em Março deste ano por um docente e investigador do MIT (Massachussets Institute of Technology), Richard de Neufville, para um jornal da especialidade.

"As receitas futuras de um investimento num grande aeroporto são imprevisíveis", alerta o especialista, que indica ainda que "o potencial para aeroportos secundários sub-utilizados em Portugal pode ter um crescimento interessante", devido às necessidades das "low cost".

....

Os socialistas chumbaram ontem, isolados na AR, o projecto de resolução do CDS-PP que recomendava ao Governo o estudo da opção "Portela+1" - ou Portela mais Montijo, como esclareceu Telmo Correia - para a localização no novo aeroporto.

Laurentina disse...

Será Sócrates um mandatário dos ladrões da alta finança e dos grandes empresários da construção como afirma categoricamente Miguel Sousa Tavares, um larilas como sugeriu insolentemente Santana Lopes, um filho da mãe como gracejou Fernando Charrua ou um engenheiro mal amanhado como blogou Balbino Caldeira?

É TUDO ISSO E MUITO MAIS ...

GOSTAVA DE SABER SE PREFERES GUARDAR OS RECIBOS DAS PROPINAS OU O DIPLOMA DO TEU CURSO MESMO SEM SER VERDADEIRO!!!



BEIJÃO GRANDE

Anónimo disse...

A rebaldaria continua:

Três membros do actual governo e um alto dirigente do PS aparecem referenciados nas escutas telefónicas efectuadas pela Direcção Central de Investigação da Corrupção e da Criminalidade Económica e Financeira, da Polícia Judiciária, no âmbito da investigação do caso Portucale relacionado com alegadas suspeitas de tráfico de influências.

Pedro

Laurentina disse...

É SEMPRE A ABRIR ...CORRUPÇAÕ AO MAIS ALTO NÍVEL ...TUNGA!!!
DEPOIS AINDA DIZEM QUE É MENTIRA ...CORJA...!!!!

BEIJÃO

contradicoes disse...

Não gosto como se costuma dizer de bater no ceguinho, mas não deixo de estar de acordo quanto à teimosia na aposta deste investimento megalómano que a todos nós e no capítulo dos interesses que defende muita dúvidas nos deixa.
Daí ter lançado um repto no meu blog no sentido de ser urgente constituir-mos um Movimento Cívico dos Abstencionistas Portugueses para obrigar-mos o poder instituído a alterar a actual Lei eleitoral. Não podemos tolerar que se mantenha m estas regras do jogo viciado em que o poder está sempre nas mãos dos mesmos com todos os inconvenientes que isso representa e são por nós conhecidos.

RB disse...

Já levaste com o processo em cima por falares do primeiro-ministro? Muito bem apanhado este post...

Anónimo disse...

Até aceito que esse homem tenha defeitos, se humano é, como dizem, mas o despeito é ruim e traste, é perigoso, e eu não queria ser alvo da inveja de tais carraças e lapas, melgas, moscas varejeiras...

E a San João vou pedir,
com devoção, todos dias,
que me livre de invejosos,
de arrebentas e balbinos.

marinah

xatoo disse...

também vou nessa do
"Movimento Cívico dos Abstencionistas"

Anónimo disse...

Mas se esse
Movimento Cívico dos Abstencionistas Portugueses
ou outro pudesse alguma coisa,
eu também ia.

O caso é que não pode.
Não pode. Não pode nada.
E tamos entregues, meus caros.

E ser realista ainda é melhor
que enxame de vespas enfurecido.

Anónimo disse...

bah
que enxame enfurecido de vespas!

já agora...

xatoo disse...

bzzzzzzzzzzzzzzzzz
outra ideia é aconselhar o voto naqueles em quem normalmente as maiorias acarneiradas nunca votaram; naqueles que nunca exerceram quaisquer cargos públicos nestes ultimos 30 anos.
p/e Garcia Pereira, o Zé Sá Fernandes, etc

Setora disse...

Pois, pois, sem esperar nenhum Sebastiâo, nenhum salvador.

Mas para a autarquia já agora, por exemplo, a Roseta. É a única mulher e fez espernear o Sócrates.E como tem unhas vai sempre parar à margem.

"o moço da bodega" disse...

Aqui no nordeste quando encontramos um homem valente dizemos: cabra-da-peste!
Ô cabra-da-peste, senta a burduna nesse mangote de corno, que assinamos em baixo...caba valente, sô....

Abraços do Brasil

Anónimo disse...

Epá, comentários homofóbicos bazo eu.

py

Anónimo disse...

Já agora não me refiro ao moço da bodega, que esse entendo, refiro-me a si Diogo.

Encomendo-lhe que passe por tudo o que já passei.

Venham raios e coriscos

py

PS: mas quanto aos negócios estou de acordo que o aeroporto novo deve ser uma solução económica em extensão com outro pré-existente e que se calhar o TGV é só Lisboa- Madrid.

E veja lá se isso da inveja não tem origem num fogo serpentino.

Nuno J. Silva (aka NJSG) disse...

Aquilo que me causa maior espanto é mesmo o regresso a uma sociedade com censura, polícia política, e vigilância.

No Estado Novo, só dentro de quatro paredes, no conforto dos mais próximos e de excelente confiança é que se podia discutir, baixinho, a política do estado.
Nunca lá estive (felizmente) para testemunhar isto, mas é o que posso dizer pelos sucessivos relatos históricos.

Embora estejamos a viver uma época já mais livre, não nos podemos esquecer do passo atrás que foi dado com a "censura" do livro de Saramago - fez ele muito bem em ir para Espanha.

E agora estamos prestes a dar um passo atrás pequeno para o Sócrates, e um salto em grande para trás para o povo de Portugal.

Desde quando se pode considerar a violação da privacidade e a proibição ao direito de opinião? Portugal já aderiu à mais recente moda que é permitir denúncias on-line de coversas em chats *privados* e mensagens de SMS.

Este tipo de política nunca funcionou nem funcionará correctamente.

Espanta-me que seja considerada uma linha de TGV quando já existem linhas ferroviárias a fazer a ligação a Espanha, e existem linhas em território nacional que beneficiariam de investimentos. Se querem alta velocidade, tratem de melhorar as condições da actual ligação a Madrid.

Quanto à Ota... uma coisa é quando um governo abre um concurso, escolhe a melhor opção segundo os estudos e tem tudo pronto para andar em menos de um ano. Duvido que seja preciso muito mais tempo. Mas entretanto para onde vai o dinheirinho?