quarta-feira, janeiro 13, 2016

Existe um blackout total por parte dos Media tradicionais ao candidato presidencial Paulo Morais


Enquanto as televisões disponibilizam horas aos candidatos do CENTRÃO (PS + PSD + cds): Marcelo Rebelo de Sousa (PSD + CDS), a Sampaio da Nóvoa (PS) e a Maria de Belém (PS), já os candidatos dos partidos "non grataea": Marisa Matias (BE), a Edgar Silva (PCP) e ao independente Henrique Neto, só lhes são concedidos alguns minutos no pequeno ecrã.

Quanto ao candidato a Belém Paulo Morais, (vice-presidente da Associação Transparência e Integridade), a partir do momento em que demonstrou querer expor a toda a gente a podridão que grassa no complexo político-económico-financeiro português, não há comentador que nele fale, e o tempo de antena que lhe é fornecido raramente ultrapassa os escassos segundos.

Candidatos às Eleições Presidenciais de 2016


*******************


Jornalistas e Comentadores a soldo


Mário Soares (numa das raras ocasiões em que a boca lhe fugiu para a verdade) acerca dos Media no Programa "Prós e Contras" [27.04.2009]:

Mário Soares: [...] «Pois bem, agora um jornal, não há! Uma pessoa não pode formar um jornal, precisa de milhares de contos para formar hoje um jornal e, então, para uma rádio ou uma televisão, muito mais. Quer dizer, toda a concentração da comunicação social foi feita e está na mão de meia dúzia de pessoas, não mais do que meia dúzia de pessoas

Fátima Campos Ferreira: «Grupos económicos, é

Mário Soares: «Grupos económicos, claro, grupos económicos. Bem, e isso é complicado, porque os jornalistas têm medo. Os jornalistas fazem o que lhes mandam, duma maneira geral. Não quer dizer que não haja muitas excepções e honrosas mas, a verdade é que fazem o que lhes mandam, porque sabem que se não fizerem aquilo que lhe mandam, por uma razão ou por outra, são despedidos, e não têm depois para onde ir.» [...]


*******************




Um visitante do meu blog - Filipe Bastos – comentou algo que eu subscrevo em absoluto:

Tem piada ouvir nos Media os comentadeiros do costume sobre o Paulo Morais: nenhum gosta dele. Todos o desprezam, e querem vê-lo pelas costas, porque: 1) só fala de corrupção; 2) não prova nada; 3) mete tudo no mesmo saco.

Nem todos os comentadeiros estarão a soldo; alguns rejeitam o Morais por mera lógica. Como vivem de comentar politiquices, desvalorizar politiquices é desvalorizar o seu ganha-pão. Falar de corruptos não lhes interessa. Jamais admitirão que a política em Portugal é um imenso esgoto, pois isso seria admitir que são como moscas: meros parasitas de merda. O triste é que há público para esta gente, tal como para os comentadeiros de futebol - mas enquanto a bola é assumidamente um tema fútil, falar de politiquice passa por "sério".


Quanto a não provar nada, é o costume: só prova quem apresentar um vídeo do corrupto a meter o dinheiro ao bolso, uma confissão assinada e reconhecida no notário, pelo menos três testemunhas, e uma declaração do corruptor a explicar quanto pagou e porquê. Mesmo assim, nem sempre chega. Até já houve escutas cortadas à tesourada dos processos, por ordem dum juiz...

Quanto a meter todos os pulhíticos no mesmo saco, entende-se o choque. O passatempo favorito da carneirada, sobretudo a do PS/PSD, é comparar os seus corruptos. Passam a vida a discutir: os teus corruptos são mais corruptos que os meus! Colocá-los no mesmo saco é uma ofensa terrível.

E depois temos a carneirada sem partido, mas politicamente correcta: onde já se viu!, pôr em causa o "bom nome" do Sr. Doutor, do Sr. Professor, do Sr. Ministro, do Sr. Presidente... Enfim, duvido que os votos sejam (muito) viciados. Com a carneirada que temos, nem deve ser preciso...


*******************


Paulo de Morais


Paulo Morais (vice-presidente da Associação Transparência e Integridade e candidato a Belém) tem vindo a explicar de forma desassombrada aos portugueses, nos poucos minutos que as televisões se dignam conceder-lhe, as fraudes imensas que têm vindo a ser cometidas em Portugal por políticos eleitos, por grandes escritórios de advogados e pelos poderes económicos e financeiros. Paulo Morais tem exposto, preto no branco, de que forma se processam essas fraudes, e aponta sem medo os nomes dos intervenientes e o papel que cada um deles teve nos crimes.


Corrupção


Esta frontalidade valeu-lhe seis processos por difamação. Ganhou a Guilherme d’Oliveira Martins, a Sérvulo Correia, a Altino Bessa e a Cerejo Bastos. Os processos movidos por Luís Filipe Menezes e pelo Grupo Lena correm em tribunal.

Morais acusou o poderoso escritório de advocacia de Sérvulo Correia de ter ganho “muito dinheiro a elaborar o Código de Contratação Pública” e depois facturar “quase oito milhões de euros em pareceres para explicar o código que ele próprio tinha feito”. Chamava a este procedimento um “outsourcing legislativo”.


Sérvulo Correia e Marcelo Rebelo de Sousa

*******************

Oliveira Martins, o presidente do Tribunal de Contas, levantou também um processo por difamação contra Paulo Morais. Não gostou que o agora candidato a Belém exigisse explicações sobre a alegada existência de contratos secretos das PPP, que Oliveira Martins disse existirem no Estado. “Ou o presidente os torna públicos e explica ou os anula ou se demite”, disse Morais que, logo a seguir classificou de “organismo inútil” o conselho contra a corrupção a que Oliveira Martins preside por inerência de funções.

Dois outros processos contra Paulo Morais tiveram o mesmo destino. Um deles, movido pelo deputado do CDS, Altino Bessa e outro pelo empresário e promotor imobiliário Cerejo Bastos.

Luís Filipe Menezes também se considerou vítima de difamação. Luís Filipe Menezes que, apesar de ter recebido ao longo de décadas apenas salários de deputado e de autarca, está a ser investigado por comprar e trocar sucessivamente apartamentos luxuosos no Porto, tendo ainda posado para revistas cor-de-rosa na sua quinta do Douro, avaliada em meio milhão. A queixa contra Paulo Morais ainda corre em tribunal.


Guilherme d’Oliveira Martins, Altino Bessa e Luís Filipe Menezes

*******************

O Grupo Lena, empresa de Leiria, vai recorrer à justiça com as acusações por difamação e atentado à reputação contra Paulo Morais. A decisão surge depois de no debate televisivo com Sampaio da Nóvoa, o candidato presidencial ter estabelecido uma relação directa entre a ascensão do Grupo Lena e a governação de Sócrates.

O candidato a Belém lembrou ainda que Sócrates, no processo judicial em que está envolvido, disse viver à custa de um amigo porque não tinha rendimentos, mas “esse amigo era alguém que pertencia ao Grupo Lena, aquele que curiosamente se transformou no maior fornecedor do Estado Português enquanto foi primeiro-ministro”. E concretizou: “há aqui uma troca de favores clara e isso não é aceitável”.


Carlos Manuel dos Santos Silva (à esquerda), o amigo de Sócrates suspeito de agir como seu testa de ferro, foi administrador do Grupo Lena entre 2008 e 2009. Várias peças processuais indicaram que o Grupo Lena era dado como o “corruptor” do ex-primeiro-ministro Sócrates, depois das análises bancárias mostrarem que os administradores do grupo Lena tinham feito transferências para as contas suíças de Santos Silva.


21 comentários:

Thor disse...

fdx
permite-me um ligeiro off-topic:
esse Guilherme d’Oliveira Martins tem uma fronha de judeu que é obra!

quanto ao blackout, não é tanto assim...só se for agora, porque eu já vi o Paulo Morais a debater em várias estações, SIC, TVI, RTP...

ele parece-me relativamente bem-intencionado, mas não pode nada e sabe que nem sequer pode ultrapassar certos limites. ele é claramente oposição controlada. pode ter "boas intenções" mas não passa disso. e é demasiado democrático.

Anónimo disse...

Gostei de ouvir o Paulo Morais a dizer que não se verga a Angola e ao Brasil.

E que a lavagem de dinheiro das ex-colónias em Lisboa acaba.

Portugal tem de enriquecer com trabalho honesto, não com esquemas em que nos ajoelhamos perante ex-colónias.

Que faz um demónio perante um deus que desce ao Inferno para conviver com o demónio?

Espero que percebam a metáfora.

Diogo disse...

Thor: «quanto ao blackout, não é tanto assim...só se for agora, porque eu já vi o Paulo Morais a debater em várias estações, SIC, TVI, RTP...»

Foi exactamente por aquilo que Morais disse nesses debates que agora lhe cortam o pio.


Anónimo: «E que a lavagem de dinheiro das ex-colónias em Lisboa acaba.»

Isto não significa que Brasil e Angola não encontrem outros caminhos. O importante é que esses esquemas acabem em Portugal.

Pedro Lopes disse...


Que ganhe então o Paulo Morais.

Assim poderá mostrar o que realmente é.

E se o tentarem entalar, não esquecer que passa a ser o chefe das FA. E passa a ter a "bomba atómica" nas mãos.
Apesar de o PR ser considerado uma figura decorativa, na realidade tem muito poder.

Mas não acredito que faça grande coisa. Não tenho razões para acreditar que é apenas uma farsa, ou uma peça do xadrez do próprio regime, mas duvido que consiga fazer mossa neste regime macabro, democrático e filo-sionista.

Agora ver a picareta falante ou um sampaio da nódoa ou uma mariazinha de belem na presidência é um autêntico vexame para o pais. Um insulto á nossa pátria e á nossa história.


Diogo disse...

Caro Pedro Lopes,

Duvido que o Paulo Morais ganhe a presidência. Contra um batalhão de mercenários nas televisões, jornais e rádios, sempre a calá-lo, sempre a escondê-lo, sempre a escarnecê-lo, é difícil que tenha alguma hipótese.

Mas, cada vez ele que fala, cada vez ele que acusa, cada vez que ele põe a lume as mentiras e os mentirosos, mais e mais pessoas vão ficando informadas do tipo de «democracia» em que estamos enterrados. E quantas mais pessoas o souberem, menos gente está disposta a tolerar a fraude.

Eu vou votar Paulo Morais e continuar a divulgar o que ele diz. Que a Internet continue a fazer diminuir os que se informam nas televisões e nos jornais. Na Internet há de tudo. Nos Merdia tradicionais só há falsidade.

Miguel disse...

É verdadeiramente notável como Paulo Morais conseguiu fazer passar a mensagem de que tem combatido a corrupção, quando na verdade é só conversa fiada.

Filipe Bastos disse...

Eu percebo o cepticismo quanto ao Paulo Morais, porque também já o tive - e, de certa forma, ainda tenho.

Também não espero milagres dele, até porque, para todos os efeitos, não está fora do sistema: embora fale contra o sistema dispôs-se a fazer parte deste, já ocupou cargos, vai a debates e festarolas, participa no circo eleitoral.
E parece à partida, sozinho e sem qualquer apoio, uma causa perdida - o que dá imenso jeito a este regime podre para parecer "pluralista" e "democrático", como já falámos.

Ainda assim, depois de o ouvir, tenho de dar-lhe o benefício da dúvida. Parece realmente um tipo sério. Nunca, que me lembre, apareceu ninguém assim, dentro ou fora do circo eleitoral. Ouvir assim os bois pelos nomes, com esta insistência e consistência, é absolutamente novo.

Sou levado a pensar que o Diogo tem mesmo razão sobre o Paulo Morais. E quase me arrependo de votar nulo, como faço, sem excepção, em todas as eleições desta Partidocracia.

Anónimo disse...

Caros,

sinto um profundo nojo por todos esses portugueses proprietários que estão a vender os palácios, quintas e chalets a angolanos, brasileiros, chineses e outros do Terceiro Mundo.

Do país saiu quase todo o ouro privado e nos últimos 20 anos saíram quase todas as colecções privadas de arte. Sei de gente que vendeu para pagar férias, prestações de carros e outras dívidas de crédito ao consumo. Isto é de doidos!

Há uma drenagem brutal que vai continuar, os portugueses estão a suicidar-se!

Diz-se que há fundos dos narigudos prontinhos para começar a comprar os centros de Lisboa, Porto e Madrid, para arrendarem as casas! Sabem o que isto significa? Dizem que esses fundos sediados nos EUA estão apenas à espera que a situação se agrave para comprarem baratucho!

O PREC destruiu todo o capital, nacionalizado num plano sinistro para ser depois vendido ao capital dos fundos dos narigudos.

Eles querem agora o ouro, a arte e estão a ter porque os parvos dos tugas estão a vender tudo.

Querem as herdades e as casas, e os tugas vendem para pagar boa vida, férias, cartões de crédito, carros caros, casas de férias.

Isto é uma LOUCURA.

Que país vão deixar aos filhos? Um canto onde os proprietários são angolanos, chineses, árabes, narigudos, americanos?

Cada vez tenho mais nojo e vergonha de parte dos portugueses. Vaidosos e ignorantes. A vaidade é atributo feminino e mata. Que falta faz um serviço militar obrigatório para incutir valores viris na cabeça do povo...

Anónimo disse...

O Paulo Morais pode não ganhar, mas não desesperem, no momento do aperto final o povo saberá ir buscar uma pessoa decente. Quando já não davam conta do país foram aflitos a pedir ajuda ao Salazar. E agora irão pedir ajuda a alguém que não seja do sistema, em desespero. Poderá ser o Paulo Morais ou outra pessoa como o beato João César das Neves, que tirando a beatice parva tem uma coisa boa, detesta dívida, ou o narigudo Medina Carreira, que também é o menos mau, ou até algum militar.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
N disse...

Hoje vi a propaganda na tv do paulo morais à presidência, e dizia assim:

"A corrupção está a dar cabo da democracia."
"A corrupção está a minar a nossa democracia."


Ora a democracia é a fonte da corrupção. Isto é factual. Então porquê o slogan(que é mais que pensado por diversos agentes de comunicação)?

Simples...Deixa assim no subconsciente do gado que a palavra "democracia" tem uma conotação positiva, e a palavra "corrupção" uma conotação negativa; quando na realidade a democracia é a mãe de toda a corrupção(daí TUDO o que é corrupto defender a democracia como forma de regime ao mesmo tempo que diabolizam a figura de Estadista).


Com esta falsa dicotomia que é narrada por este falso paladino, dá-se esperança à manada pseudo-dissidente assim-assim para o sistema(zog) continuar.

E pelo que vejo pelos comentários, funcionou!


Querem melhor salvador do regime e propagandista da democracia?
paulo morais faz o papel na perfeição!

Anónimo disse...

Paulo de Morais . “A corrupção está a dar cabo da democracia.”
Correcto.

N - “Ora a democracia é a fonte da corrupção.”
Errado.

Para quem vem arrogantemente chamar gado a todos, devia ter mais cuidado com os erros que comete. Mais, para quem quer dar a ideia que é detentor da verdade, ou não percebe de comunicação ou quer afugentar todos (será porque é tudo gado? Incluindo o tal estadista?), do seu ideal...

Tanto eu como você sabemos que o Diogo acredita na democracia, portanto um mínimo de bom senso e educação devia levá-lo a ter mais cuidado com o que diz na “casa” dos outros.

Quanto ao tal estadista conhece algum? Proponha o nome do homem.

Há muitos anos que não voto mas desta vez vou votar no sr Paulo de Morais.
Carlos

João disse...

Ola Diogo

Já disse q as minorias n tem hipotese nenhuma.
O teu favorito é um outsider e nada mais.
O sistema n o tolera.
1 abraço

Anónimo disse...

É preciso mais educação, tolerância e politicamente correcto.

Nem que à pála disso a Nação morra.


Há um ditado muito sábio que diz: "Só não sente, quem não é filho de boa gente."

A vossa tolerância para com o intolerável, diz muito sobre a vossa alma...Ou a falta dela, melhor dizendo.

Filipe Bastos disse...

Anónimo, pode chamar muita coisa a este blog, mas não "politicamente correcto". Se nem tem essa noção, precisa de ler mais... ou sair mais de casa.

Todos aqui "se sentem", de contrário dificilmente voltariam a um blog que ataca de forma constante e frontal o regime, o status quo, o establishment, como lhe queira chamar. Apenas nem todos sentem que uma ditadura, ou um estadista tão misterioso quanto milagroso, seja uma solução viável - ou sequer desejável.

Por outro lado, se V. acredita nisso, até é coerente que não procure, não aceite e não respeite nenhuma opinião contrária: o seu ditador-maravilha também não.

Anónimo disse...

Lol Anónimo...honestidade intelectual
Quem foi que falou em tolerância?, politicamente correcto?, em tolerar o intolerável?

Há formas de insultar. Uma é insultar alguém que anda a fazer mal, a outra é insultar alguém que anda, À ANOS, a desmascarar/expor os males que muitos fazem/impõem aos portugueses, que é o caso do Diogo.
Para os que andam a fazer mal é a melhor oferta que lhes podemos dar é andarmos todos deste lado da “barricada” à “estalada” uns com os outros. Eles embora possam discordar em muitos aspectos uns com os outros mantêm-se unidos e por causa disso vão vencendo! Claro que tb existe o dinheiro despejado a rodos para atingirem os seus objectivos.
A forma como discordamos, como expomos as ideias, os argumentos apresentados, etc, faz com que tenhamos credibilidade ou não. Mas mais do que isso, podemos dar a ideia de, onde comentamos, (neste caso o blog do Diogo e por arrasto o Diogo), ser credível ou não.
Não sou advogado do Diogo, (desculpa-me estes meus comentários) ele não precisa, mas é bom que o pessoal deste lado, por mais frustrante que se sinta, cresça e se aprume. É bom para todos e para o Diogo tb.

“Comentários que nada tenham a ver com o assunto do post, comentários apenas com links e sem qualquer explicação, comentários com linguagem obscena e comentários de Anónimos serão eliminados (inventem uma alcunha - um nickname qualquer).”
Sabe porque o Diogo foi obrigado a por este aviso? Porque os comentários podem destruir um blog. E porque muitos comentadores, não estou a dizer que é o caso do N obviamente, vão a blogues bons e com comentários maldosos, descabidos, etc, embora possam pareçam estar de acordo com o autor ou não, conseguem destruir esses blogues, ou conota-los como nazis, teóricos da conspiração, etc, etc. Conheci blogues que já não existem por causa disso.
Até concordo com coisas que o N diz, mas...
Nem sempre concordo com o Diogo mas a causa dele é nobre, e por isso merece consideração e respeito.
Chegámos a ir mais o Johnny Drake a outros blogues discutir e de forma bem acesa, só para que a verdade fosse reposta. Não havia outro interesse, apenas a verdade.
Carlos

Thor disse...

pois...tudo menos nazis e teóricos da conspiração.

Carlos, cala-te mas é, que não dizes uma de jeito.

"teorias da conspiração", tais como? como o inside-job do 11/9, que o próprio Diogo aqui fala tantas vezes? enfim... ou a fábula do "holocausto" que ele ainda fala mais vezes? ou a "crise financeira" que ele desmascara?

o Diogo é quase um "nazi"! ele apenas caiu nas tretas criadas pela cia/oss, de que o Hitler era um Rothschild agente sionista. não fosse isso, era quase um dos nossos. àparte ser defensor da democracia directa ou do multiculturalismo.

e vocês vivem demasiado para o que os outros podem dizer ou pensar, mas vivem de menos para o que acreditam.
e, sim, Filipe Bastos, este blogue acaba por ser politicamente correcto.
é menos politicamente correcto em comparação com a carneirada, mas não deixa de ser politicamente correcto...
por exemplo, negar que os judeus são uma raça é ser politicamente correcto. defender o multiculturalismo e o globalismo é ser politicamente correcto, defender democracia directa é ser politicamente correcto, etc, etc

e, sim, eu acho que o N tem razão quando critica os que apoiam o Paulo Morais, embora eu não seja tão radical como ele. mas ele acaba por ter razão quando diz que o Paulo Morais é oposição controlada do sistema para dar "esperanças" aos ingénuos.

se se sentem feridos pelo que ele disse, então é porque sabem que é verdade e que ele estava a falar de vocês. de outro modo, não se teriam sentido atingidos/picados.

Filipe Bastos disse...

Thor,

Há-de haver gente, não duvide, para quem até vocês - Thor, N, Pedro Lopes - são politicamente correctos. Mas quando abusamos dum termo, aplicando-o a tudo o que não gostamos, este perde o sentido e torna-se uma espécie de insulto cómico. É como uma tipa anoréctica chamar gorda a outra tipa anoréctica, porque esta pesa mais 300 gramas.

Ou como as "teorias da conspiração", sobre as quais tem razão: muito do que se escreve neste blog são "teorias da conspiração". Porque tudo é teoria até ser universalmente aceite, e tudo é conspiração quando se chama os bois pelos nomes.

Temos é que considerar todas pelos seus méritos, não por quem as diz, ou porque nos agradam ou não. Por exemplo, pelo que sei não acredito que Hitler fosse agente duplo. Se um nazi o diz, eu concordo. Tanto faz ser nazi ou não. Da mesma forma, se um banqueiro judeu, um comunista, ou o Professor Martelo disserem que hoje está de chuva, não é por isso que está de sol: está mesmo de chuva. Isto é tão simples, e tanta gente não entende isto.

Sobre o Morais, como aqui disse, também duvidei dele. Mas já o ouviu nos pseudo-debates contra os pseudo-candidatos? Não vejo a utilidade do Morais para o sistema. Diz demasiado para lhe ser útil, bastava ser vago como os outros. O Diogo parece ter razão sobre ele, o Morais parece a sério.

Anónimo disse...

Thor
“Carlos, cala-te mas é, que não dizes uma de jeito.”

Vamos lá ver isso.

“"teorias da conspiração", tais como? como o inside-job do 11/9, que o próprio Diogo aqui fala tantas vezes? enfim... ou a fábula do "holocausto" que ele ainda fala mais vezes? ou a "crise financeira" que ele desmascara?”

Eu tenho sempre muita dificuldade em acreditar nas versões oficiais sobre qualquer evento, a não ser que apresentem provas irrefutaveis, e, que possam ser confirmadas independentemente. Deixo sempre em aberto a possibilidade de serem revistas. Posso deixar-lhe aqui o endereço do meu blog para você constatar o enorme disparate que acaba de afirmar.
Sabe que por exemplo a versão oficial sobre o 11/9 é que é uma teoria da conspiração? Conspira para ocultar a verdade

“e, sim, eu acho que o N tem razão quando critica os que apoiam o Paulo Morais,...”
Foi disso que falei, da crítica?

Você quer, despudoradamente, extrapolar conclusões e/ou dizer que eu quero dizer isto ou aquilo, é desonestidade. Fala mais de si do que de mim. A malícia não o vai levar a lado nenhum. Pelo menos comigo.

“o Diogo é quase um "nazi"!”
Óh Thor... obrigado pela valente gargalhada... lol lol Eu até diria mais, ele é um valente naxional xôxalista... lol lol lol agora sou eu que vou conspirar contra o Diogo, ele gosta muito de cataplana de ameijoas, especialmente se as ameijoas tiverem menos de 35 primas-Veras... lol...

Não vale a pena comentar mais o que você disse.
Carlos

Anónimo disse...

Estive a ver as fuças do S-O-R-O-S. Rosto mesmo estranho!

Anónimo disse...

Espanha está feia...

Podemos (comunismo do piorio) a chegar-se ao poder.

Não se iludam com a Catalunha.

Dinheiro das Arábias e dos narigudos para os independentistas. Estão a ver o filme?

Não nos interessa uma Espanha quebrada pois será o nosso maior aliado para o que se avizinha.