sexta-feira, janeiro 06, 2006

A malta não quer é trabalhar

TVI - 6 Jan 2006

O desemprego não pára de subir e ninguém parece acreditar que possa inverter esta tendência tão cedo. No último inquérito feito pelo Instituto Nacional de Estatística, os portugueses mostraram-se mais pessimistas quanto à evolução do desemprego nos próximos 12 meses, isto apesar da confiança dos consumidores ter estabilizado.

Esta é pois uma das maiores preocupações das famílias portuguesas. Os dados mais recentes do Eurostat mostram que Portugal foi o terceiro país entre os 25 da União Europeia onde o desemprego mais cresceu no último ano.

Entre Novembro de 2004 e o mesmo mês do ano passado, a taxa de desemprego trepou de 7 para 7,5 por cento. Pior desempenho na Europa só o Luxemburgo e a Hungria.



Comentário:

Somos um país de parasitas. E o resto da Europa e os Estados Unidos não são muito melhores. Queremos ganhar muito sem fazer nenhum e as empresas, muito compreensivelmente, deslocalizam. Porque é que havemos de ganhar setenta contos por mês a trabalhar oito horas por dia numa fábrica de confecções, quando os chineses trabalham por 33 cêntimos à hora, catorze horas por dia, sete dias por semana?

Só podemos ser competitivos se superarmos, por baixo, estes valores. Por exemplo: 20 cêntimos por hora, dezoito horas por dia, sete dias por semana, doze meses por ano. Desta forma, e enquanto os povos da África Equatorial estiverem fora do mercado de trabalho, poderemos aspirar a um desenvolvimento sustentado.

Agora, como estão as coisas não iremos a lado nenhum. E o mau desempenho da Hungria e do Luxemburgo também não é de admirar. Quantos de nós já alguma vez viu um luxemburguês a trabalhar?

6 comentários:

marujo disse...

mas para contrariar essa tendência para a malandrice, o governo acaba de decretar a diminuição do tempo em que o mandraço pode estar a viver à larga com o subsídio do estado. agora, ao fim de 1 ano, se continuar desempregado, que emigre! porque o subsídio deixa de ser atribuído.

silvio disse...

esse comentario era irónico? isso de trabalharmos a 20 centimos por hora, bal blá.
só seria justo se os preços dos produtos alimentares, luz, água, gasolina, e tudo baixassem tambem.
Pois com os salarios que temos mal conseguimos pagar esses bens.,.

Anónimo disse...

...E o Luxemburgo está na situação em que está porque dez por cento da população é portuguesa ou de origem portuguesa!... Isto é assim mesmo!... os genes não enganam e... quem sai aos seus não é de genebra...

Anónimo disse...

Para que não haja dúvidas: Eu estava a ser irónico!

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read »

Anónimo disse...

Best regards from NY! http://www.valium3.info Blackberry tip Farm bureau indiana insurance fantasy football Self employed health insurance michigan How to find plastic surgery spas overseas Colored+contact+lenses+accuvue medical malpractice acura suv http://www.viagra-impotence-0.info Endarterectomy using evista flow Nose bleeds high blood pressure construction accounting software Delta commercial lavatory faucets training management http://www.blackberry-7230-3.info Viagra xxx breast augmentation winter park gmc canada Zyban does it work