sábado, agosto 14, 2010

O debate "franco, aberto, sem peias ou falsos pruridos" sobre Auschwitz, no blogue «O Cachimbo de Magritte»

.
ANVS SCHOLAE


Artigo publicado por Carlos Botelho no Blogue "O Cachimbo de Magritte" a 13.08.2010

"Uma reportagem de uma visita de estudo feita por quinze alunos de Valpaços. A Auschwitz-Birkenau. Ouve-se aqui."

"Podia falar-se da insconciência do júbilo saltitante de quem parece mais ter chegado ao Oceanário ou a um festival de Verão, do que ao anus mundi. (Na verdade, o anus Occidentis...) Mas isso talvez fosse injusto: o que se ouve pode muito bem estar descontextualizado e reflectir apenas um desvio relativamente às nossas expectativas de adultos. O problema são os diálogos, as discussões que se podem ouvir: primeiro, julguei tratar-se de alunos dos 9º ou 10º Anos. Mas não. São alunos do 12º... Ao fim de quase doze anos de escolaridade é aquilo que se obtém. A imaturidade é inacreditável. Imaturidade histórica, cultural - talvez até se possa falar em imaturidade humana. Não são inteira nem fundamentalmente culpados por ela. O facto de viverem onde vivem contribuiu para o crime? Sim, mas só em parte. Acontece que a Escola existe para contribuir decisivamente para minorar ou contrariar esses constrangimentos."

"Aquelas raparigas e rapazes são vítimas de anos e anos de mediocridade castrante, da estupidificação da Escola portuguesa. Orientações políticas, visão da Escola como armazém de entretenimento infantilizante, directivas incompetentes, quantas vezes idiotas, opções curriculares, erosão da autonomia dos professores, perversões pedagógicas e da política disciplinar, etc."

[...]


*****************************************


A este post de Carlos Botelho, no Blogue "O Cachimbo de Magritte", eu respondi com o seguinte comentário:

.
O judeu Elie Wiesel


Elie Wiesel é um judeu nascido na Roménia a 30 de Setembro de 1928. Aos 15 anos é deportado para Auschwitz, onde esteve prisioneiro durante dez meses, e depois para Buchenwald. Sobrevivente dos campos de concentração nazis, torna-se cidadão americano em 1963 e obtém uma cátedra de ciências humanas na universidade de Boston. Em 1980, Elie Wiesel funda o Conselho para o Holocausto americano. Condecorado em França com a Legião de Honra, recebeu a Medalha do Congresso americano, recebeu o título de doutor honoris causa em mais de cem universidades e recebeu o Prémio Nobel da Paz em 1986. O Comité norueguês do Nobel denominou-o "mensageiro para a humanidade."

As suas obras, quase 40 livros, edificadas para resgatar a memória do Holocausto e defender outros grupos vítimas de perseguições receberam igualmente vários prémios literários. Em Outubro de 2006, o Primeiro-ministro israelita Ehud Olmert propôs-lhe o cargo de Presidente do Estado de Israel. Elie Wiesel recusou a oferta explicando que não era mais do que um "escritor". Elie Wiesel preside, nos EUA, desde 1993, à Academia Universal de Culturas.


Elie Wiesel, no seu livro autobiográfico «Noite», onde descreve os dez meses em que esteve prisioneiro no campo de extermínio de Auschwitz-Birkenau, não refere uma única vez nenhuma das cinco enormes câmaras de gás que funcionaram em Auschwitz-Birkenau.

E quando os Russos estavam prestes a tomar conta de Auschwitz em Janeiro de 1945, Elie e o seu pai escolheram ir para a Alemanha com os nazis em retirada em vez de serem libertados pelo maior aliado de América. Se tivessem permanecido no campo, teriam podido, dentro de dias, contado ao mundo inteiro tudo sobre o extermínio dos judeus perpetrado pelos nazis em Auschwitz - mas, Elie e o pai escolheram, em vez disso, viajar para oeste com os nazis, a pé, de noite, num Inverno particularmente frio, e consequentemente continuarem a trabalhar para a defesa do Reich.

Excerto do livro «Noite» de Elie Wiesel:

- O que é fazemos, pai?
Ele estava perdido nos seus pensamentos. A escolha estava nas nossas mãos. Por uma vez, podíamos ser nós a decidir o nosso destino: ficarmos os dois no hospital, onde podia fazer com que ele desse entrada como doente ou como enfermeiro, graças ao meu médico, ou, então, seguir os outros.
Tinha decidido acompanhar o meu pai para onde quer que fosse.
- E então, o que é que fazemos pai?
Ele calou-se.
- Deixemo-nos ser evacuados juntamente com os outros – disse-lhe eu.
Ele não respondeu. Olhava para o meu pé.
- Achas que consegues andar?
- Sim, acho que sim.
- Espero que não nos arrependamos, Elizer!



A escolha aqui feita em Auschwitz por Elie Wiesel e o seu pai, em Janeiro de 1945, é de extrema importância. Em toda a história do sofrimento judeu às mãos dos nazis, que altura poderia ser mais dramática do que o precioso momento em que um judeu podia escolher entre a libertação pelos Soviéticos ou fugir com os genocidas nazis para a Alemanha, continuando a trabalhar para eles e ajudando-os a preservar o seu regime demoníaco?


******************************


Este meu comentário que Carlos Botelho, o autor do post, considerou um «descarregar de obsessões, foi censurado:




******************************


Face ao que foi afirmado pelo Prémio Nobel, Elie Wiesel (que tomou a decisão de fugir de Auschwitz com os nazis ante a proximidade dos soviéticos), atrevo-me a pensar que a censura ao meu comentário no blogue Cachimbo de Magritte não se deve tanto à imaturidade dos miúdos de Valpaços, mas antes, aos anos e anos de mediocridade castrante e à constante estupidificação mediática a que Carlos Botelho tem vindo a ser submetido.


A educação inteligente e responsável que Carlos Botelho, do blogue "O Cachimbo de Magritte", desejava para a nossa juventude
.

26 comentários:

Carlos disse...

Caro Diogo
Tenho dado umas boas gargalhadas à conta desta sua “guerra”. No entanto ainda não consegui perceber o que o move. Comenta aquilo que acha adequado (o que não quer dizer que eles o achem), é censurado, volta a comentar, volta a ser censurado, faz publicidade do blog deles... e, “reclama”?

Diogo disse...

Passa-se, meu caro Carlos, que me irrita solenemente ser «censurado» por gente que aborda determinados assuntos dos quais nada percebe. Se a censura ultrapassa as marcas da decência, e tendo eu um blogue, utilizo-o para colocar a nu a estupidez dos «censores». A publicidade que deles faço não é positiva.

Anónimo disse...

O loby judeu sionista para se infiltrar na europa precisa de os liberais,são as suas putas.
Só uma sociedade materialista,anti patriota,e anti clerical e satanista podem levar ao seu plano de ditadura neo maçonica sionista.

Eles comandam ambas os lados do xadrez.

Pela direita os liberais,pela esquerda a dita "esquerda caviar" maçonica,que promove a miscenagem exagerada,paneleiragem,e substituição da disciplina na juventude pelo facilitismo para estupidifica la.

a juventude hoje não aprende a ser culta e muito menos mascula.
Ela é formada para ser estupida,medrosa,sem qualquer tipo de valores e honra,para quando atingir o estado de adulta ser um consumista de "modas".

Para consumires precisas de dinheiro,dinheiro a fama ajuda,entao começam se todos a expor nas redes sociais.

Ora se te expoes desde pequeno com fotos,nome,locais,gostos,amigos,escola e tudo mais.
Essa mesma geração irá achar "normal" chips.

Esse "gado" irá achar até util para pagamentos mais depressa e encontrar objectos perdidos.

Eu considero os liberais tão ou mais perigosos que nazis ou estalinistas.
Pois ambos têm projectos e agendas totalitarias,só mudam os donos.

Os liberais a maior parte pode é não ter noção disso,mas eles proprios são manipulados.

Para alem de pelo via neo liberalismo aumentar o fosso entre as classes.Irá chegar a um ponto que a classe media que separa a classe baixa e a classe alta será uma "classe policial",privada provavelmente pisando todo o tipo de direitos individuais.

Não defendo que israel seja riscada do mapa,mas defendo a expulsão dos judeus de todo o tipo de posição de liderança,seja politica,segurança,militar,economica de todas as nações europeias.

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=rIej9vfKr6Q

http://www.youtube.com/watch?v=VlMznJfLwME&feature=related

Diogo,visto que sou censurado noutros blogs como o do advogado do jose maria martins quando falo algo que não lhe agrada devido a possiveis apoios que ele tem por trás nomeadamente do psd.

Diga me o que pensa da "terceira via",e se conhece esse movimento nos states e se sim ou se tiver acesso a informação como costuma ter de lá podia fazer um post sobre isso.

Eu defendo uma terceira via,muito parecida com essa embora acrescenta o paganismo ariano juntamente com uma ponte com o cristianismo e edificar a terceira via em toda a europa com uma sociedade não capitalista nen comunista nen nazi.

Patriota,não racista,mas com uma taxa de limite de emigrantes,15% no total e obrigação dos mesmos de aprender a lingua do respectivo País e respeitar os costumes.

Direitos iguais,á exepção do cargo maximo de poder,esse só pudesse ser ocupado por arianos puros.

E assim edificar depois um novo paradigma de união europeia com a russia incluida e os Países do leste e uma Europa Magna com um exercito comum e uma moeda comum.

Filipe Bastos disse...

Diogo,

Não conheço os "colunáveis" d'O Cachimbo de Magritte, nem frequento o blog, mas pela amostra que transcreveu, consigo entender a reacção do tal Botelho.

Ele escreveu um post muito claro: os miúdos de Valpaços foram a Auschwitz, e comportaram-se como... miúdos - saltitantes e imaturos, em vez de baixarem a cabeça e desatarem em pranto, numa homenagem tardia, mas merecida, à tragédia indelével que o local representa.

Este era todo o objectivo do Botelho.

Vai daí, você espeta-lhe com um post sobre o Elie Wiesel, e as contradições do seu 1º livro, que o lançou na sua carreira enquanto "autoridade mundial sobre o Holocausto". Pouco faltou, para lhe chamar um CHULO HIPÓCRITA (OK, esta parte será minha).

Logo, o que esperava? Nem sequer respondeu directamente ao post (pela sua transcrição), limitou-se a apresentar um facto diametralmente oposto às intenções do autor.

Frequento este blog (Um Homem das Cidades) há anos, e não me recordo de o ver expulsar ou censurar ninguém, mas isso é uma EXCEPÇÃO - como decerto sabe.

Logo, ao ir ao "Cachimbo de Magritte" (ou outro blog politicamente correcto), e entrar "a matar"... que mais se pode esperar, senão aquilo que o Botelho fez? O que esperava?

Anónimo disse...

É isto que um gajo tem que discutir,pensar,debater e contar espingardas para edificar se assim houver concordancia.

O nacionalismo europeu só crescerá quando se afastarem da merda do nazismo e deixarem de ser reacionarios e terem o pragmatismo de se unirem aos anarquistas e ambos rebentarem com a concorrencia dos respectivos lados.

Anarquistas rebentam á esquerda.
Nacionalistas rebentam á direita.
Probelema,reacção,solução.
Depois dividir o poder entre os dois e formarem estados nacionais-socialistas.

Arianos pagãos controlariam poder politico,militar,financeiro.
Anarquistas controlariam as ruas,protegeriam as comunidades afastando traficos internacionais de drogas pesadas,prostituição e afins.

Anarquistas controlariam o trafico de axixe,porque como equilibrio assim teria que ser e para ao mesmo tempo como contra poder para evitar qualquer tentativa securitaria sionista no futuro.

Isto não há cá historinhas,ou é mandado por nós,ou vai ser mandado por judeus sionistas.

A democracia não existe,consiste em apenas numa ilusão de escolha o que já está ha muito predefenido e ambos pertençem ao mesmo dono.

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=DVIcB5_fVYU&feature=related

Anónimo disse...

E a Igreja terá que ser pragamatica...

O Judaísmo é o maior inimigo do cristianimos pois promove o ateísmo/satanismo/materialismo atraves da franco maçonaria.

Perdem assim fieis,e cada vez menos casais e cada vez com menos crianças.

O Nazismo tambem não quer a igreja como aliada pois quer poder espiritual doutrinario absoluto.

Os Comunistas quando muito podem até ser pragamaticos e fazer pontes,mas se chegassem ao poder a historia era logo outra,basta ver os regimes que eles têm como "farol".
Coreia do norte,laos,vietname,cambojda etc...

Portanto a Igreja Catolica,E a Igreja Ortodoxa grega e Russa devem começar a ter o pragmatismo de unir pontes com os arianos pagãos helenicos,eslavos,celtas,visigodos e caminhar para a terceira via.

Ou então ficam para trás...
Tão simples quanto isso...

Rick disse...

Caro anónimo,belos comentários os seus só é pena que não tenha uma página(blog site etc)para anunciar suas ideias que me parecem bastante pertinentes nos tempos que correm!
Agora quanto a unir esses grupos manipulados desde o topo e em que os membros não param para pensar em que interesses realmente defendem na prática parece muito dificil,as pessoas que ainda estarão em posição de tomar medidas estão muito ocupadas nos seus interesses egoistas e materialistas ou então são cobardes e não querem enfrentar o sistema de poder actual!!
Nota: o que não quer dizer que não existam grupos na sombra os quais se tentam organizar e lutam contra o dito sistema de alguma forma,mas com que resultados???

Diogo disse...

Anónimo das 04:39 – Eu acredito no poder da tecnologia em evolução exponencial. O trabalho vai paulatinamente acabar, tal como o capitalismo.


Caro Filipe Bastos – O Botelho afirmou que «aquelas raparigas e rapazes são vítimas de anos e anos de mediocridade castrante e da estupidificação, porque não desataram imediatamente a chorar perante o símbolo máximo do holoconto. Eu perguntei ao Botelho que me explicasse a atitude do prisioneiro Elie Wiesel. Porque, no que toca ao holoconto, ou os putos ou o Botelho foram vítimas de estupidificação.

Aldo Luiz disse...

"A democracia não existe,consiste em apenas numa ilusão de escolha o que já está ha muito predefenido e ambos pertençem ao mesmo dono."
Muito bom o comentário anônimo. Está aqui tudo muito bem resumido e muito claro.
O fato é que esta eufemística e solerte nova ordem mundial escravagista de há muito, infiltra-se em toda parte midiotizando toda criatura desde o berço. Cá no Brasil, no nada fantasioso que se doutrina nas escolas, tem as crianças toda a liberdade de escolher "expontaneamente" ampliar seus conhecimentos indo aos "trilhos" da Disneylandia "apreender" o que devem sobre esta liberdade de escolha.

Anónimo disse...

"Caro anónimo,belos comentários os seus só é pena que não tenha uma página(blog site etc)para anunciar suas ideias que me parecem bastante pertinentes nos tempos que correm!"

Eu tenho,e até em forma de poesia.

"que não quer dizer que não existam grupos na sombra os quais se tentam organizar e lutam contra o dito sistema de alguma forma,mas com que resultados???"

A unica forma é congregar ajuntamentos de massas que ambas busquem liberdade,tenham capacidade numerica,logistica,cerebral,e de guerra.

Militares,Suburbios,Claques,Nacionalistas.

Ambos esses ajustamentos tão com orgulho ferido,tem capacidade de mobilização e o inimigo é o mesmo.

Na Russia,Grecia,Servia,Croacia o movimento avança a um nivel acelarado.

É preciso que Italia,Portugal se começem a mexer.

França está perdida e será um grande probelema para a europa.Ainda para mais o sarkozy é judeu e depende do loby sionista.

Aquilo vai rebentar por todos os lados.E aposto 99,9% que a mossad neste momento já financia atentados com fantoches islamicos para armar a puta,crescer um anti-islamismo,rebentar com a europa toda,e em nome da segurança o sionismo no poder politico avançar com a sociedade securitaria com todas as engenhocas que dispoe e com a maçonaria como peões avançados e aliados.

Espero que Alemanha E Inglaterra acordem a tempo...
Uma aliança Ariana de todos os povos europeus só se poderá fazer se for uma aliança baseada na confiança.

Juntos somos mais fortes,separados somos mais fracos.
O mundo tem recursos suficientes para os Europeus se assim os mesmos tiverem capacidade cientifica,militar,fisolofica,economica.

As chefias militares Portuguesas têm que duma vez por todas tirar os culhoes da gaveta e volta los a por no meio das pernas.

Aproxima se para medio prazo graves recessões,com os politicos descrebelizados e as massas revoltadas e sedentissimas de sangue agora é a altura.

NN

Carlos disse...

Caro Diogo
Falo na publicidade ali no lado esquerdo, sob o título “Blogues a seguir”. Embora tenha lá blogues que vou dando uma espreitadela sempre que posso (há lá outro que é uma perca de tempo, mas você é que sabe... hehehe).
Blogues a seguir, é a sua credibilidade que fica posta em causa.

Dei uma vista de olhos pelo blogue e concordo com o senhor Filipe Bastos.
“... os miúdos de Valpaços foram a Auschwitz, e comportaram-se como... miúdos - saltitantes e imaturos, em vez de baixarem a cabeça e desatarem em pranto, numa homenagem tardia, mas merecida, à tragédia indelével que o local representa.”
Lavagens... ops desculpe, aulas obrigatórias sobre a história politicamente correcta já!

Anónimo disse...

mas que "tragedia indelevel" eh essa que tanto reafirmam neste blog sem se importarem com as demonstracoes da fraude, do embuste, da mentira descarada do sionismo?
afinal, sr. diogo, que conversa eh essa ao fim e ao cabo de tanta conversa?

Diogo disse...

Carlos, nos blogues a seguir vou acrescentando alguns para teste. Qual é esse que você diz que é uma perca de tempo?

Carlos disse...

Caro Diogo
“Carlos, nos blogues a seguir vou acrescentando alguns para teste.”
Ok.
“Qual é esse que você diz que é uma perca de tempo?”
LOL
Não seja pirata. Não faço publicidade... já me chega aquela que você me “obrigou/obriga” a fazer... lol
Parabéns! Conseguiu quebrar a resistência, o seu último comentário não foi censurado. Cagandapachorraquevocetem!!!
Gostei foi do contra-argumento... fortíssimo...

Diogo disse...

Carlos,

Ou o Botelho é complemente cego ou deve ter ficado a pensar no assunto. Acho que as crenças dele devem ter sofrido um forte abanão.

Teve a hombridade de não me ter censurado mais comentário nenhum embora tenha encerrado a caixa de comentários.

O seu comentário final «Diogo, V. devia ter vergonha» soa-me mais a um «não é possível que o que ele diz possa ser verdade».

Abraço

Anónimo disse...

Imaginação e simplicidade.

Isto é que são teorias da conspiração!

Diogo disse...

Anónimo,

Limito-me a transcrever os testemunhos de vítimas do holocausto. Nem mais uma vírgula.

Anónimo disse...

"vitimas do holocausto"? mas que holocausto ? "vitimas" que vítimas? o tal do viezel?

um pouco mais de claridade. esta tudo muito ambigüo.

rnpd disse...

Gostei foi da conclusão do "colunável cachimbo"...depois de ter sido sovado na argumentação termina com um portentoso: "você devia era ter vergonha". G'anda argumento ó "cachimbo"!

ARTHUR disse...

PORTUGUES DIOGO, A grande maioria das pessoas sabe o que ha por tras de mensagens como a vossa, nada mais nada menos que a incitaçao ao odio ao povo judeu, voce nao esta interessado no que ocorreu durante o holocausto, voce nao esta interessado com os palestinos lah no fundo voce nao tah tem ai com ambos assuntos nao eh verdade???, MAS EM SE TRATAR EM ATACAR O POVO JUDEU AI EH COM VOCE MESMO, NEH, meio que mediocre esta tua titude neh,???? querido em paises como o Brasil o incitamento ao odio racial eh crime, parabens ao sr. botelho por ter retirado a mensagem ............grande abraços........

Absurdo disse...

Diogo, com as suas conclusões dos escritos e das decisões do Wiesel, você deveria ser urgentemente contratado para professor de Lógica! Excelentes falácias!
Enfim, o ódio cega e você já nada vê.

Jumpin Jack Flash disse...

Diogo,
Você deveria ser cinsurado ao nascer! No parto!

Anónimo disse...

We're a bunch of volunteers and opening a brand new scheme in our community. Your web site provided us with useful info to work on. You've ԁone a formidable proсeѕs and ouг entіre group shall be grateful tо
you.

Feel frеe to viѕit my blog :: payday loans

Anónimo disse...

Τhank you fоr every othег great агtіcle.
Wheгe еlse could anyone gеt that type of info in
such an ideal way of wгiting? I hаνе а pгesentаtіon next
ωeek, and Ι'm at the look for such info.

Also visit my webpage :: payday loans