segunda-feira, agosto 29, 2005

Antigo conselheiro de George W. Bush denuncia um golpe de estado a 11 de Setembro de 2001


Tornando pública uma análise detalhada dos atentados do 11 de Setembro de 2001 em Nova Iorque, Morgan Reynolds declarou a 12 de Junho de 2005: «Se os três arranha-céus de aço foram abatidos por uma demolição controlada, então a hipótese de uma conspiração interna e de um atentado governamental contra o povo americano seria incontestável

M. Reynolds é hoje professor emérito de economia na universidade A&M no Texas. Foi conselheiro económico de George W. Bush, encarregado do departamento do Trabalho desde o primeiro mandato presidencial. Foi o último director do Centro de Justiça penal do Centro Nacional para a Análise Política de Dallas.

«É impossível negar a existência do debate científico acerca das causas reais do abatimento das torres gémeas e do edifício nº 7. A tese oficial contradiz-se a si própria. Só uma demolição profissional, controlada, pode explicar todos os elementos averiguados e o abatimento das três torres.

Morgan Reynolds acrescentou ainda que os peritos em explosivos e em construção foram sistematicamente postos de lado e intimidados durante todo o inquérito conduzido pela comissão governamental Kean.




Comentário:

Não há imagens de nenhum avião a bater na torre 7 do World Trade Center. Donde, três hipóteses se perfilam para a demolição do edifício:

a) O embate de um pirotécnico português, em parapente, a caminho de uma festa da nossa comunidade emigrante em New Jersey.

b) O embate de um cidadão alemão, em asa delta, cheio de cerveja e de gases, antecipando animadamente a Oktober Fest de München.

c) A implosão controlada, por técnicos competentes yankees, já tão comprovadamente eficientes nas Twin Towers, minutos antes.

6 comentários:

Zecatelhado disse...

Vou passar para aqui o comentário que deixei em "Editorial", que é mais uma achega...
Bem... estive a ler um artigo de Prison Planet, acerca dum célebre (embora silenciado pelos OCS, como é costume) pequeno almoço, no dia 11 de Setembro de 2001, com os mais altos responsáveis dos serviços secretos americanos, incluindo da respectiva Comissão do Senado e um tal General Mahmoud Ahmad, responsável máximo dos serviços secretos paquistaneses, que tem sido identificado, por vários serviços secretos de diversos países, como o "homem do dinheiro", por detrás dos terroristas que executaram o 11 de Setembro. Nomeadamente os serviços secretos da ìndia têm denunciado o "papel" deste general, à CIA, porque terá transferido avultadas somas, em dinheiro, para alguns dos indivíduos identificados como autores dos atentados.
Mas não se fica por aqui a "notícia". No dia 13 desse mesmo mês, o Presidente da Comissão do Senado para as relações exteriores, voltou a encontrar-se com o general, no âmbito da, prometida cooperação...
Esta história é um amotoado de episódios escabrosos e elucidativos, dos quais nós só temos capacidade para denunciar alguns, poucos, dos muitos que existem. É caso para dizer, como o outro: "a cada cavadela: minhoca".
Até quando irão os rafeiros que infestam os grande meios de comunicação, pelo Mundo inteiro, manter a censura, cerrada, que fazem a estas denúncias, cujo número cresce todos os dias?
É caso para dizer que os criminosos que controlam os OCS é que estão a proteger os facínoras que mandam na américa...

Biranta disse...

Esqueci-me de mudar o "user". O comentário anterior é meu!

Bilder disse...

Sem duvida que algo esta muito mal contado,no meu blog tenho varios links sobre essa e outras cabalas,aconselho o site www.911inplanesite.com

Anónimo disse...

Amigos, tentem comprar algum juízo porque o que têm nitidamente não chega!
Deixem de dizer barbaridades!

Anónimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! here

Anónimo disse...

larry silverstein......sortudo ?