sexta-feira, agosto 05, 2005

O Papel do Iraque

Os EUA voltaram a ameaçar a Síria, por causa do alegado apoio dado aos rebeldes iraquianos. O vice-presidente Rumsfeld afirmou: “The United States and the world obviously has to create a better clarity in the minds of the leaders of Syria that what they're doing is harmful ultimately to themselves.” Traduzindo por miúdos, o que o falcão Americano disse foi que a Síria terá de aguentar com as consequências de não aceitar a supremacia americana na região. Todo o discurso de Rumsfeld foi no sentido de “ou estás comigo ou contra mim”.

Rumsfeld falou como se fosse iraquiano, ou como se fosse portador de alguma procuração do Iraque, ou como se fosse dono do Iraque:”And Iraq doesn't like what Syria is doing. And Iraq is going to be in that neighbourhood for a very long time. And it's a bigger country, a richer country, and it will be a more powerful country.” Esta parte final do discurso reforçou o tom ameaçador das palavras. E traz à memória o triste papel do Iraque como peão de brega dos interesses americanos na região. Nos anos 80 foi o Iraque quem a mando dos americanos provocou a guerra contra o Irão. Agora, aposto, será o Iraque a provocar a guerra com a Síria, caso em Damasco “não se faça luz sobre aquelas cabecinhas…”.

4 comentários:

rajodoas disse...

Mas não acredito que passe da ameaça aos actos. Agora é que os americanos estão a pagar em termos de perdas de vida dos seus soldados a sua factura pela invasão do Iraque e a popularidade do Bush está francamente em declínio. Atacarem a Síria com o argumento de que estavam a atacar quem acoita terroristas não seria uma grande táctica. Não creio por isso nessa possibilidade, antes pelo contrário quando os familiares das vítimas abatidas no Iraque se começarem a juntar e a protestar pela continuidade da presença militar naquele território o Bush não vai ter outra alternativa que não seja retirar as tropas do Iraque
mais cedo do que está previsto ou seja antes de 2008.

Sofocleto disse...

Rumsfeld tem grandes planos para toda a região. Vamos ver.

francis disse...

Esta administração americana está a sair melhor que a encomenda.
Diz o ditado que quem semeia ventos colhe tempestades. Foram os americanos que fizeram o Bin laden e quem meteram o Saddam no poder. Além disso, foram a única nação que fizeram uso da energia atómica para por fim a uma guerra. esperemos que outros não decidam seguir-lhe o exemplo pois as guerras jamais acabarão.

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP »