quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Sob o Governo de Sócrates a vantagem comparativa de Portugal em relação à China é a nossa mão-de-obra barata

O ministro da Economia Manuel Pinho apresentou como uma mais-valia para atrair o investimento chinês os baixos salários praticados em Portugal.

O deputado bloquista Fernando Rosas considerou que o ministro da Economia entrou "em contradição gritante" com "a retórica do Governo" sobre requalificação: "É uma contradição gritante com toda a retórica da inovação e requalificação dos trabalhadores. De repente na visita à China o factor competitivo já é a mão-de-obra barata".

A crítica de Fernando Rosas é injustificada. O deputado ainda não percebeu o tipo de requalificação dos trabalhadores que Sócrates pretende implementar. Requalificar significa voltar a qualificar. Não se traduz necessariamente pelo aumento das qualificações. A inovação de Sócrates consiste precisamente em requalificar, diminuindo as qualificações. Sócrates já compreendeu que só assim se pode ser competitivo num mundo cada vez mais globalizado. O objectivo é ficar abaixo da fasquia dos trinta cêntimos por hora que ganham os operários chineses.

Vídeo - 2:31m

Manuel Pinho na China

Add to My Profile More Videos

22 comentários:

O-Lidador disse...

Lá está o Sofocleto a tresler.

Não aprecio particularmente este ministro que tem estranhas tendências colectivistas e de intervenção estatal à moda do marxismo jurássico, mas o que ele disse é verdade.

De facto os salários em Portugal estão abaixo da média europeia.

É um facto da vida, e contra factos não há argumentos. Gostaríamos todos que não fosse assim, mas é. Ponto.

A China tem milhões de dólares para investir, resultantes do seu baixo consumo interno e do brutal superavit no comércio externo.
Esse dinheiro não fica debaixo do colchão, pelo que a maioria dele tem de ser aplicado no exterior em compras e investimentos.

Agora imagine-se um burocrata chinês que pretende por exemplo investir numa fábrica de sedas na Europa.

Provavelmente os países do centro da Europa acenam justamente com a sua centralidade e a proximidade aos mercados de consumo e evitam mencionar o custo da sua mão de obra, por óbvias razões.

E Portugal?

Se o Pinho fosse Sofocleto ou anacleto, diria que Portugal é periférico, tem uma legislação laboral do tipo foice e martelo, um lobi ecologista mais radical que o Bin Laden, etc.

Ora como não é tão imbecil como isso, trata de luzir as vantagens...um país seguro, com bom clima, e com mão de obra mais barata que a média europeia.

Como é lógico.

Fragil disse...

Pelo andar da carruagem é inevitável que surjam migrações sazonais de trabalhadores portugueses para a China para a apanha do arroz, devido à estabilidade no trabalho, altos salários e possibilidades de progressão na carreira.

Diogo disse...

Por estranho que pareça Lidador, concordo em parte consigo: o ministro tem razão em dizer que Portugal tem de facto os mais baixos salários da Europa. Mas todo o chinfrim da Direita não reflecte preocupações com o impacto das palavras do ministro nos investidores chineses. A preocupação é com a reacção do homem comum português, aquele a quem andam a dizer há anos que está a ser muito bem pago.

inominável disse...

adorei o teu comentário, Frágil... de frágil não teve nada, nem sequer a finíssima ironia... esqueceste-te foi de referir que será um paraíso para as mulheres já que, devido às leis de controlo da natalidade, há lá homens que não acabam...

Flávio Gonçalves disse...

Eu bem quero emigrar, mas não para a China que se não me falha a memória tem mão de obra muito mais barata que a nossa.

Quanto ao ministro, fugiu-lhe a boca para a verdade, mas aquilo era argumento para utilizar nos EUA ou na Alemanha, sei lá.

Miguel disse...

Cortem já no salário desse acéfalo. Com governantes destes não é de admirar que Portugal não avance e que continue na cauda da Europa. Mas estes oportunistas já têm salários de topo de gama e pensões chorudas sempre à custa de quem paga a crise: o Zé Povinho.

Precisamos de um 25 de Abril feito por gente séria e não por gajos que só querem mama.

Lidador disse...

"Precisamos de um 25 de Abril feito por gente séria"

Esta frase tão singela, encerra o monumental erro das visões de esquerda e da direita fascista:

A necessidade do homem "bom" para nos governar!

Já há vários séculos que Espinoza (por acaso um judeu expulso de Portugal)explicitou esta questão afirmando que há vários séculos que "um Estado não é excelente pelo facto de ser governado por "homens bons", mas sim se a sua Constituição for indiferente ao facto de os seus governantes serem homens bons aou maus" (Tractatus Politicus)

E esta ideia já vem de Aristóteles e constitui a rais da ordem política da nossa civilização: um governo de leise não de homens, apesar das leis serem feitas pelos homens.

Diogo disse...

Toda a gente critica o desbocado ministro Manuel Pinho pelas suas «patéticas» declarações na China. Pinho afirmou que Portugal é competitivo por ter salários mais baixos "que a média dos países da União Europeia" e porque "a pressão para a sua subida é muito menor do que nos países do alargamento".

O impacto das afirmações do ministro junto dos chineses é nulo. Mas são bastante gravosas para os últimos governos e para o patronato, por denunciarem não apenas os baixos salários (coisa que já todos sabíamos), mas sobretudo por mostrarem a «menor pressão para a subida dos salários», o que traduz uma mão-de-obra domesticada.

Por tudo isto considero as afirmações de Manuel Pinho bastante úteis para os portugueses. E que vêm muito a propósito para a discussão da flexisegurança.

Lidador disse...

"O impacto das afirmações do ministro junto dos chineses é nulo"

E diga, caro Diogo, de onde lhe vem o tom catedrático desta afirmação?

Da sua "convicção", ou dos seus "contactos" na China?

E quem é que lhe disse que a sua "convicção" é a "verdade"?

Um Homem das Cidades disse...

De facto Pinho deu cabo do trabalho q patronato e governos portugueses têm andado a fazer nos últimos anos... Afinal os sindicatos têm sido uns bananas...

E esta coisa da semana de 35h e de fins-de-semana de 2 dias tem de acabar! Como querem q o país seja competitivo se o pessoal chega a dormir 8h ou mais horas seguidas?!

xatoo disse...

simplex:
o ministro Pinho foi chamado à governança por ser um gestor do BES.
ipso-facto:
Olhe-se para o Sócrates como um alto funcionário da Banca

O-Lidador disse...

"o ministro Pinho foi chamado à governança por ser um gestor do BES"

Ah, não sabia que só podiam ser "chamados à governança" gajos que não fossem gestores do BES!

Mas olhe lá, essa sua teoria não bate lá muito certo.
Por exemplo, o Correia Campos não era gestor do BES e tb foi chamado à governança. Aliás vendo bem, para além do Pinho, os outros gajos todos que foram chamados à governança não eram gestores do BES.

Explique lá isso, camarada avante!

xatoo disse...

óh Lidador - vc é mesmo um primata de 1ª apanha - então uma coisa só pode mesmo ser ela, ou o seu contrário???,
óh homem, leia qualquer coisinha mais quântica, a ver se consegue desmaniqueizar a pinha: pode começar por coisinhas leves, p/e pelo professor Boaventura Sousa Santos (ou tb não é da sua cultura?) antes de começar a consumir drogas mais duras, como o excelentissimo professor de Oxford Dr. Francisco Louçã,,,e por aí afora
(a gente parte o caco a rir consigo, seu Lidador manguelas, eheheh)

C(ompanh)ia disse...

Está tudo dito quando as influências de alguém são o Anacleto e o Batatoon Sousa Ventura...

Zéi disse...

Oh Lidador

Se o Gonçalo Mendes da Maia soubesse que o senhor andava a espalhar por ai essas demostrações de ignorancia e a usar o seu (dele) cognome, provavelmente processava-o, mas a mim parece-me que o senhor se safaria sem problemas devido a sua condição de inimpotavel, a sua ininteligencia neste caso seria determinante na decisão do juiz.

Uma pergunta simples:

Quantos governos nos ultimos tempos não tiveram um homem do BES?

Pode responder como de costume, em fardos de palha.

luikki disse...

o ministro é idiota e o chefe do ministro não lhe fica atrás...acabei de o ouvir confirmar e elogiar as declarações do speedy pinho....
pobre rectângulo....

Rui Martins disse...

Mas até quando é que vamos ter que gramar com as aleivosias deste Manuel Pinho?

Até Sócrates deixar de ser teimoso e admitir que este é um fala-barato e o seu pior ministro?

Hum... Isso é capaz de demorar algum tempo...

contradicoes disse...

Quanto se escolhe um elenco governamental por razões de amizade e não por competência de quem vai ocupar o lugar é natural que estas coisas aconteçam. E dificilmente se retrocede na decisão porque a amizade é muito forte, incapaz de ceder a este tipo de aleivosias.

Lidador disse...

"pode começar por coisinhas leves, p/e pelo professor Boaventura Sousa Santos"

Xatoo, camarada avante, fiz como me aconselhou e tentei ler uma coisas do Boavaiela SS.

Dei logo de trombas com este "poema" e como tenho a certeza que encerra uma mensagem secreta qualquer sobre a revolução e o futuro da humanidade, agradeço ao camarada avante que me ajude a descodificar o estenograma:


"...faz parte desta gota
ser a taça e alagar-se
faz parte deste cisma
ter entranhas e sujar-se
faz parte deste coito
estar a um canto a masturbar-se"


ou esta

"Desmamaram-se virgíneas tetas
e os limões ali cheirando
que da Ilha dos Amores saíram
e do silêncio"


Se é isto que o xatoo anda a deglutir, compreendo que esteja assim....

Lidador disse...

Caro Zei, solicito os serviços da sua supina "ininteligência" para me esclarecer sobre o significado da palavra "inimpotavel"

Tem a ver com água potável?
Com potas?
Com potes?
Com compotas?

Zéi disse...

Lidador

Nã, nã... nada disso, é muito mais profundo, tem a ver com a sua supina falta de informação, a sua supina dificuldade para questionar as suas ideias e acima de tudo a sua supina teimosia, procurei por todo o dicionario não encontrei palavra para descrever-lo por isso inventei, agora leia lá de novo o meu comentário anterior em voz alta e veja lá se não é a sua cara chapada.
um abraço

Lidador disse...

Caro Zéi, as injúrias são as razões dos que não têm razão.