sexta-feira, janeiro 12, 2007

Guantanamo - um mal menor?

Correio da manhã - 12 de Janeiro de 2007

Manifestações contra Guantanamo

«A data que assinala o 5.º aniversário do centro de detenção de Guantanamo está a ser marcada por várias manifestações um pouco por todo o Mundo, nomeadamente em Nova Iorque (EUA), Londres (Reino Unido) e Sidney (Austrália), bem como à frente da base militar norte-americana, em Cuba, com os manifestantes a exigirem o seu encerramento.»

«De acordo com a organização internacional, no final de 2006, continuavam em cativeiro 430 pessoas, de mais de 35 nacionalidades. Entre as torturas denunciadas, destacam-se o isolamento dos detidos, a humilhação sexual, a privação do sono, a submissão a temperaturas extremas e alimentação forçada.»


Existem, contudo, sinais de que grande parte das denúncias são totalmente infundadas, e que o tratamento dado aos terroristas é, apesar de tudo, bastante mais humano que o prestado aos presos de delito comum, na generalidade das prisões norte-americanas:

Vídeo - 4:44m

DS - Guantanamo

Add to My Profile More Videos

16 comentários:

Fragil disse...

Aquilo não é uma prisão, é uma colónia de férias. As caganitas podem ser bastante nutritivas desde que não se abuse.

Adriana M. disse...

O vídeo é de mau gosto. Se calhar preferiam os gulags da Coreia do Norte onde já morreram mais de 400,000 pessoas desde 1972 e 200,000 estão ainda presas hoje. Lá, quando uma pessoa é acusada de um crime político, ela e a família são mandadas para esses campos.

xatoo disse...

o Poder sempre se apoiou na gente básica que devido à sua ignorância congénita está sempre disposta a cagar-se para os direitos humanos do vizinho, quanto mais para o direito internacional - que nem desconfiam o que será.
Guantanamo, viola todas as regras do direito internacional, é uma vergonha para a auto-intitulada "civilização" Ocidental,
mas
há gente que apoia

O-Lidador disse...

Inferno é em Guantanamo e eu estou de acordo que os talibans, farsolas e islamistas que lá estão acampados, provavelmente por andarem a caçar borboletas nas proximidades do Kyber Pass, estariam melhor à guarda das Nações Unidas, lá para os lados do Sudão.
É que ali, a avaliar pelas última notícias sobre a fogosidade dos capacetes azuis, não só não seriam ignorados, como teriam ocasião de socializar e acamaradar no sentido bíblico ou corânico propriamente dito, cada vez que virassem o rabo para o ar, ou para Meca, talvez ao som de “In the navy”.

A esquerda “moderna” derrama tantas lágrimas pelos inocentes (como este marmelo da foto, Khalid Shaikh Mohammed, apanhado em Rawalpindi, e que os americanos em boa hora engavetaram ali num pedaço de Cuba) que para os milhões de miseráveis que sobrevivem no resto da ilha, debaixo da pata do mais dinossaurico ditador do nosso tempo, nem baba e ranho lhes sobra.

A energia da “luta” e do “protesto” que fez desembarcar meia dúzia de “activistas dos direitos humanos”, parece ter-se esgotado ali, onde estão as ultimas câmaras de televisão.
É pena, porque eu tinha quase a certeza de que iriam pelo menos até ao Darfur para, mesmo sem o incentivo das câmaras de televisão, protestarem à frente de um ataque das milícias islâmicas.
Infelizmente para os refugiados do Darfur, além do azar que já têm, têm um ainda maior: é quem os persegue não parece ter nada a ver com os americanos ou israelitas e os “activistas” não exercem o métier nestas ingratas condições.

De resto, já nem é preciso ir a Guantanamo. Há sempre uma base americana perto de nós, onde se pode exercer a justa indignação.
Por exemplo, na ilha Terceira, agora que a Dra Ana Gomes garantiu que alguém disse que alguém viu “coisas estranhas”, abre-se uma imensa oportunidade para o turismo de causas.
Parece que a altas horas da noite, em noites de Lua Cheia, vêem-se para lá vultos estranhos arrastando grilhetas e fendendo o silêncio com gritos lancinantes de além túmulo.
Podem ser lobisomens, almas do outro mundo ou “coisas estranhas”.
Ou até, confidencia a Drª Gomes, terroristas inocentes e secretos, acorrentados que descem secretamente dos secretos voos da CIA (também ela muito secreta), para fazer a uma secreta mijinha em plena terra pátria.

Onde estão os “ activistas “ do meu país?

DLM disse...

Meu caro, O que o põe fora de si é que uma centena de fanáticos que partilham consigo o ódio à américa estejam atrás das grades. O que o move, é o mais elementar ódio à américa. Uma pulsão que o põe do lado de quem ataca a sua civilização. De resto, voce está-se olimpicamente nas tintas para os direitos humanos. Ali mesmo ao lado a oposição vai dentro e já limparam o sebo a 30 000. Não me recordo de o ver aos pinotes de indignação. No darfur as estimativas por alto já contam 500 mil mortos. Indignou-se? O tanas. Calou-se e fingiu que não era nada consigo. Na somália as milícias islâmicas enquanto puderam chacinaram quem tinha o azar de ser apanhado a ver futebol na tv, a ver filmes, e a ouvir musica. Ao menos lembrou-se de lhes dedicar uma posta? Está quieto. Tb não era consigo. O genocídio no Ruanda despertou lhe, ao menos, um “aí”? Não andarei enganado se disser que não.
O resto, é musica para embalar os idotas uteis

Sofocleto disse...

No dlm reconheço a prosa inconfundível do Lidador.

Não se preocupe meu caro, vamos ter oportunidade de falar do Darfur, da Somália e do Ruanda. E vamos dissecar o papel dos dirigentes americanos nestes genocídios. Estou convencido que vai ficar surpreso.

xatoo disse...

as expressões concisas decalcadas dum discurso grunho:

"provavelmente por"
"estariam melhor"
"teriam ocasião"
"eu tinha quase a certeza de que iriam"
"Parece que"
"Podem ser"

óh Sofocleto, gabo-te o gosto de estares sempre a responder ao anormal

DLM disse...

O sacana do imperio está em todas

Sofocleto disse...

É boa, dlm do Centurião! A sua escrita é a prosa chapada do Lidador. Foram colegas de carteira na mesma escola? Copiavam um pelo outro? Levavam as mesmas reguadas pelos erros nas redacções?

O-Lidador disse...

Sofocleto, não seja paranóico. Garanto-lhe que o dlm não sou eu, embora ache que de facto escreve de forma muito parecida.
De resto nem é de admirar, uma vez que qualquer pessoa sensata que um calhe passar por este seu ninho de cucos, fará o mesmo diagnóstico.

Mas ao menos a si, apesar da obsessão e da evidente paranóia, reconheço uma estatura maior. Encaixa e responde com caneladas elegantes.

Quanto aos bobbys e tarecos( leia-se biruta e chato), estão de facto birutas e são chatos como o caraças.
Além de não dominarem a arte do insulto.

Tem de lhes ensinar a serem mais subtis e requintados.
Que eu saiba isto ainda não é uma ditadura do proletariado.

Manuel disse...

Dois tipos de fruta...

Dois tipos de fruta ilibam os EUA de qualquer mau-trato em Guantanamo...

Esta lógica quadrúpede lembra-me alguém...

Adivinhem quem será?

8)

DLM disse...

Sofocleto, como vê , não sou o lidador, mas aprecio igualmente visitar o hospicio.

LaBellaMafia disse...

oh caro Sofocleto, mas voçê é daltónico e só vê azul, vermelho e branco, ou os EUA roubaram-lhe um chupa-chupa quando era pequeno? de facto esta sua tendência para justicar tudo com parte da América do Norte é de suspeitar! Não será antes o seu âmago minimalista, ou Occam's Razor, a querer justificar tudo pela forma mais simples que lhe vem à cabeça, com um cheerleadiano E-U-A? tenha paciência... consuma-se com a realidade que é bem mais relevante que a utopia que o move. Vá deixe-se de cabalas e "sorria, porque amanhã será sempre pior" como diria um imperialista de nome Murphy.

Cumprimentos de uma senhora.

Anónimo disse...

Que eram uns grandes filhos da puta já todos sabemos mas a este ponto não imaginava!

Um abraço

FC

Ludovicus Rex disse...

Um Erro, uma vergonha...

meias tintas disse...

Sra. Ana Gomes....apresente queixa ou cale para sempre......!