sábado, março 22, 2008

Outra «brincadeira» de Cheney & CIA, agora deste lado do Atlântico?




Diário de Notícias - 21/3/2008

«A Europa está atenta às novas mensagens de Ussama ben Laden e mantém-se vigilante face a uma ameaça terrorista que é permanente. Numa cassete de áudio divulgada na quarta-feira à noite por uma organização americana que vigia os sites de grupos islamitas radicais, a SITE, uma voz atribuída ao número um da Al-Qaeda diz que a Europa deve ser castigada por causa da publicação das caricaturas de Maomé

«Actualmente pode haver uma ameaça acrescida por parte de militantes extremistas no estrangeiro contra interesses dinamarqueses...»

«As mensagens de Ussama ben Laden, para a França, mostram que a ameaça terrorista é permanente...»

«A Itália, por seu lado, está a levar muito a sério as acusações feitas naquela cassete de cinco minutos, nomeadamente as que são dirigidas ao Papa Bento XVI...»

«Na Alemanha o Ministério do Interior lembrou que o país se mantém na mira do terrorismo...»


«A cassete de Ben Laden, que diz que "a resposta será aquilo que verão e não o que ouvirão", poderá ter mais que ver com o aniversário do profeta Maomé do que com os cinco anos da guerra do Iraque. "No dia 12 do terceiro mês islâmico [quarta-feira à noite para os não muçulmanos] assinala-se o nascimento e também o falecimento do profeta", explicou ao DN o xeque Zabir Edriss.»


Comentário:

Seis anos e meio depois do 11 de Setembro, Cheney prepara o assalto ao Irão com um atentado de igual envergadura na Europa?



11 comentários:

alf disse...

O Bin Laden dá imenso jeito à gestão do humano rebanho. A principal razão de todas as estruras que têm poder sobre as pessoas é as pessoas acreditarem que essas estruturas as protegem de algum perigo.

É um bocado como o esquema da mafia - arranjam uns bin ladens, uns aquecimentos globais, uns buracos de ozono e aqui estamos nós para vos proteger, a troco de justas compensações pela protecção que vos oferecemos.

Rikhard disse...

É impressionante como estes pasquins vendem a propaganda da oligarquia americana.

E que tal fazer um pouco de investigação?

Essa organização americana, SITE, não passa de um think tank da indústria do armamento em conjunto com os habituais de Israel, que no fundo são tudo a mesma coisa.

A SITE é muito bem paga pelo governo dos EUA para inventar supostos factos sobre bin laden e tudo o que tenha a ver com a al-qaeda e supostos grupos terroristas.

"However, SITE states on its Internal Revenue Service Forms 990 that it claims tax-exempt status because the "Organization receives compensation for services provided under contract to the Government of the United States on an Arms-Length basis at fair market value" and "the organization believes such work is consistent with its exempt purposes", in 2003[2] and 2004[3] the organization "earned more than $500,000 from the GOVERNMENT", with "over $273,000" coming directly from taxpayers in 2004, Berni McCoy reported September 10, 2007, in his Democratic Underground journal."

Está também a ser paga por essa organização que será a guarda pretoriana de um futuro ainda mais'despota dos EUA, a Blackwater.

Essa empresa que tem mais de 200000 homens e que mata a torto e a direito no Iraque, não prestando contas sobre nada e a ninguém.
Foram tb os senhores que estiveram a actuar dentro dos EUA a quando das cheias.

"Endorsed by Blackwater
Listed under "Security for the Professional", sponsored by Blackwater Security Consultants, Blackwater USA cites SITE Institute as "An Invaluable Resource" in its May 9, 2005, Blackwater Tactical Weekly newsletter."

Quanto à senhora que criou a SITE, é Israelita, tendo pertencido às Israeli Defense Forces, antes de ter criado a SITE, trabalhou para um senhor que se chama Steven Emerson, mas já vamos a ele, o projecto de ambos chamava-se The Investigative Project on Terrorism.

Alguém acredita que esta senhora seja minimamente isenta na sua investigação?
Ela é paga por supostamente conseguir descobrir conspirações terroristas, ou seja quanto mais supostas informações conseguir melhores contractos garante com o governo dos EUA, por tanto parece-me normal que quando não encontre, os invente ela.

E essa da invenção leva-nos ao senhor teven Emerson, que quando não tem info, inventa-a e passo a citar "What would an investigative reporter turned director of a private intelligence operation, who is increasingly obsessed with proving that mainstream Muslim American organizations are radical, do when he fails to find evidence to support his obsession? Human decency and ethical conduct dictate that he give up his obsession and admit that he was wrong. Steve Emerson, the director of the shadowy Investigative Project, thinks otherwise. Rather than doing the right thing and give up his bigoted endeavor, he decides to use fantasy to forge evidence and prolong his compulsive obsession."
http://blog.lsinsight.org/2007/07/steve-emersons-fantastic-obsession.html

"Mr. Emerson's prime role is to whitewash Israeli governments and revile their critics."—Alexander Cockburn, Wall Street Journal, June 14, 1990.

"There are thousands of ax-grinders in journalism, pushing tantalizing stories with few verifiable facts. Most collect rejection slips, but Steven Emerson finds one respectable media outlet after another for his work, which is sometimes nimble in its treatment of facts, often credulous of intelligence sources, and almost invariably supportive of the Israeli government."— Jane Hunter, EXTRA!, October/November 1992

enfim, são estes os jornais que temos.

nunca os ouvi ainda dizer uma palavra sobre as familias das vitimas que não quiseram receber indemnizações para poderem processar o governo dos EUA, bush e cheney, uma vez que estas familias pensam que eles são cúmplices nos ataques, ou que no minimo sabendo deles nada fizeram para os impedir.

nunca li, ouvi ou vi os media portugueses tratarem o assunto da possibilidade dos ataques terem sido mal explicados, das torres terem sido demolidas ou mais recentemente do Parlamento Europeu através de um parlamentar italiano ter debatido o caso.

eu próprio contactei diversos jornais, incluindo o pasquim DN, diversas rádios e televisões e nenhuma me deu sequer resposta, incluindo a LUSA.

enfim, palavras para quê, estes senhores não passam de papagaios a debitar notas das empresas de armamento dos EUA e dos seus defensores.

cumps,

rj

P.S - os links: http://www.sourcewatch.org/index.php?title=SITE_Institute
http://blog.lsinsight.org/2007/07/steve-emersons-fantastic-obsession.html
http://www.sourcewatch.org/index.php?title=Rita_Katz#_note-1
http://www.sourcewatch.org/index.php?title=Steven_Emerson

Anónimo disse...

Encontre o Bin laden ! :-)

Apache disse...

Se vai ser na Europa ou não, não sei, mas que os americanos vão inventar outro onze de Setembro, parece haver poucas dúvidas.

xatoo disse...

o comentário do Rikhard foca bem o caminho para o essencial: os israelitas estão metidos até ao pescoço na planificação do 11 de Setembro
http://www.rense.com/general64/moss.htm
Os operadores da Odigo controlaram o espaço aéreo e o serviço de informações; e a Mossad coordenou operacionalmente:
The retired Pakistani general Hameed Gul who is closest to the Taliban and Osama bin Laden contends the Sept. 11 terrorist attacks on New York City and Washington were the work of renegade U.S. Air Force elements working with the Israelis.
concluindo:
9-11, Mossad, the CIA and “False Flag Operations”: Intel Expert Says 9-11 Looks Like A Hollywood Show

Zorze disse...

Sente-se uma energia no ar. Algo está para acontecer.

Zorze

rose disse...

Mercenários e ratazanas de Bildeberg, os assalariados de Bildeberg.

PintoRibeiro disse...

Admira-te...
Abraço,

FCR disse...

Podes ter razão. Não me tinha lembrado dessa. Mas mesmo que não haja atentados, o facto de fingir ameaças já é bastante para criar um clima de psicose colectiva anti Irão para provocar a aprovação popular europeia de um possível ataque.

Maria Miranda disse...

Há dois dias deu na Sic uma reportagem sobre o maior exercício, alguma vez já feito, de simulação de ataque a Israel.
Saberão eles alguma coisa? Como por exemplo, um "atentado" no ocidente, com a rápida resposta do EUA contra o Irão, que por sua vez
atacará Israel? Espero que não aconteça mas não me admira nada que Bush, ou quem mexe os cordelinhos por ele, esteja a preparar alguma, para antes das eleições, de modo a dar força ao candidato republicano.

Anónimo disse...

Hello. And Bye.