quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Status Quo - Frangos, Armandos e quejandos

O título do post é uma 'private joke'. O conteúdo é uma espécie de explicação para a manutenção do 'Status Quo' político, económico, social e cultural. Ou seja, a atitude pouco reflectida de um grande número de pessoas sobre uma determinada 'realidade' que, embora mal compreendida, é aceite sem contestação e que teima em permanecer nos espíritos.

Penso, faço e voto assim, porque "foi sempre assim" e toda a gente "pensa da mesma forma que eu".

Coloque numa jaula cinco macacos.

Na jaula, pendure uma banana com uma corda perto do tecto e ponha umas escadas que permitam chegar à banana. Não demorará muito até que um macaco se dirija às escadas e comece a subi-las para apanhar a banana.

Assim que ele que ele toque nas escadas, lance um jacto de águia fria sobre todos os macacos.

Passado um bocado, outro macaco tentará subir as escadas para ir apanhar a banana, e a resposta será a mesma – todos os macacos levam com um jacto de água fria. Repita-se esta experiência durante vários dias.

Passada uma semana, se um macaco tentar subir as escadas, os outros macacos vão tentar impedi-lo de o fazer, mesmo que já não levem um banho de água fria.

Agora, retire um dos macacos da jaula e substitua-o por um novo.

O novo macaco vê a banana e quer subir as escadas. Com espanto e medo, vê que todos os outros macacos o atacam. Depois de outra tentativa e outro ataque, o novo macaco fica a saber que se tentar subir as escadas, será agredido.

Dias depois, retire outro dos cinco macacos originais da jaula e substitua-o por outro novo. O recém-chegado dirige-se para as escadas e é atacado pelos outros. Mesmo o anterior recém-chegado participa na punição com entusiasmo.

Substitua o terceiro macaco original por um novo. Este tenta ir para as escadas mas é também atacado. Dois dos quatro macacos que lhe bateram não tinham ideiam nenhuma porque é que não lhes era permitido subir as escadas, ou porque é que participavam na tareia do último macaco a chegar à jaula.

Depois de substituírem o quarto e o quinto macacos originais, todos os macacos que tinham levado com um jacto de água fria tinham sido substituídos. No entanto, nenhum macaco se voltou a aproximar das escadas.

************

E é por isso que os defensores do Status Quo, não obstante tudo o que sabe do primeiro-ministro, continuam a pensar que não existe alternativa credível a Sócrates para a liderança política deste rectângulo à beira-mar plantado.


- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que, então a trabalhar na Câmara da Covilhã, assinou os polémicos projectos concelho da Guarda nos anos oitenta, 23 dos quais aprovados em tempo recorde, e que vão ser investigados pelo Ministério Público e pela Polícia Judiciária.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que viabilizou, a menos de um mês das autárquicas de 2001, o empreendimento projectado pela Pluripar SGPS para 125 hectares do Vale da Rosa, em Setúbal, que implicou o abate de cerca de um milhar de sobreiros e que, como precisou a PGR, "podem tipificar em abstracto crimes de prevaricação, corrupção passiva para acto ilícito, participação económica em negócio ou abuso de poder".

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que se licenciou numa Universidade que foi fechada no meio de um caso de polícia com arguidos e tudo.


- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que nas auto-estradas que constrói, leva o acelerador sempre a fundo se o que está em causa é derreter o dinheiro dos contribuintes.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que anda a usar o dinheiro de quem trabalha e paga impostos para proporcionar os grandes negócios dos escandalosamente ricos, através de sucessivas empreitadas de obras públicas quase todas ruinosas.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que criou os projectos PIN para dar cabo da costa alentejana e do que resta do Algarve.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que foi o principal impulsionador do Euro-2004, "um desígnio nacional", e para o qual desatámos a construir estádios habitados por moscas que custaram mais de mil milhões de euros de investimento público total.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que na apresentação dos projectos da Ota e do TGV, no meio de grandes jogadas feitas na sombra, todos vimos os empresários de obras públicas e os banqueiros que irão cobrar um terço dos custos em juros dos empréstimos e a quem o grande dinheiro a agradece e aproveita.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal de quem muita gente suspeita de ter recebido luvas no caso Freeport, com tios e primos a falar para sobrinhas e sobrinhos e a referir montantes de milhões, e onde houve invulgaridades no processo de licenciamento e despachos ministeriais a três dias do fim de um governo.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que utiliza dinheiros públicos para acorrer ao salvamento de negócios bancários irresponsáveis e inviáveis, como o BPP ou o BPN.

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que dá avales de 20 mil milhões de euros de dinheiros públicos a uma banca que regista lucros diários de mais de três milhões de euros (em 2008).

- Mesmo sabendo que Sócrates é o tal que mantém o IRC pago pela banca em menos de metade (12%) do que pagam as restantes empresas (25%) e recusa qualquer explicação para esse facto.


************

E é também por isso que os defensores do Status Quo, não obstante as inúmeras contradições do "Holocausto Judeu", continuam convencidos que morreram seis milhões de judeus no holocausto, a maior parte nas câmaras de gás nazis. Como poderiam alguma vez duvidar se os filmes de Spielberg são tão realistas... E se a épica mini-série «Holocausto», que passou em todos os ecrãs, foi vencedora de tantos prémios, incluindo 8 Emmys e 2 Globos de Ouro...

- Mesmo sabendo que o judeu Elie Wiesel, Prémio Nobel da Paz em 1986 e a quem o Primeiro-ministro israelita Ehud Olmert propôs em 2006 o cargo de Presidente do Estado de Israel, nunca ouviu falar de câmaras de gás ou gaseamentos de prisioneiros nos dez meses que passou como prisioneiro em Auschwitz (tal como descreve no seu livro autobiográfico «Noite»).

- Mesmo sabendo que, como é descrito no
Jewish Virtual Library: «As condições no campo de concentração nazi de Bergen-Belsen eram boas atendendo aos padrões dos campos de concentração e a maioria dos prisioneiros não era sujeita a trabalhos forçados. E que em Março de 1944, Belsen foi renomeado um Ehrholungslager [Campo de Convalescença], para onde eram trazidos os prisioneiros de outros campos de concentração, demasiado doentes para trabalhar.

- Mesmo sabendo que nas
três das mais conhecidas obras sobre a Segunda Guerra Mundial: «Cruzada na Europa» do General Eisenhower, «A Segunda Guerra Mundial» de Winston Churchill, e o «Memórias da Guerra» do General de Gaulle, não existe uma única referência às câmaras de gás nazis , ao genocídio de judeus, ou às seis milhões de vítimas judaicas da Segunda Guerra Mundial.



************

E é igualmente por isso que os defensores do Status Quo, não obstante a lógica, a física, as provas e os testemunhos em contrário, continuam convencidos que foram os maltrapilhos de Bin laden a derrotar a mais poderosa Força Aérea do planeta a 11 de Setembro de 2001. Pois se os jornais e as televisões são unânimes em afirmá-lo...

- Mesmo sabendo que Boaventura de Sousa Santos, doutor em sociologia do direito pela Universidade de Yale e professor catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, tenha afirmado que: «o intenso debate em curso sobre a verdadeira causa do ataque às Torres Gémeas (estaria o governo envolvido?), sobre o colapso das Torres (resultado do impacto ou de explosivos pré-posicionados nos andares inferiores?) sobre o ataque ao Pentágono (avião ou míssil?). O debate envolve cientistas credíveis e cidadãos do "movimento para a verdade do 11 de Setembro", e ocorre quase totalmente fora dos grandes media e sem a participacao de jornalistas.»

- Mesmo sabendo que o ex-Presidente Italiano,
Francesco Cossiga, veio a público falar sobre os atentados do 11 de Setembro, afirmando, num dos mais respeitados jornais italianos, que os ataques foram executados pela CIA e pela Mossad e que esse facto era do conhecimento geral entre os serviços de informações a nível global.

- Mesmo sabendo que o
Parlamento japonês acusou a Administração Bush de estar por detrás dos atentados de 11 de Setembro de 2001.
.

15 comentários:

Anónimo disse...

O meu amigo toca de chamar macaco a toda a gente que não pensa com você! A isso chama-se “apanhar moscas com vinagre” que como sabe não resulta!
Para este macaco (que sou eu) não chega dizer mal, isso todos nós sabemos, mas tem que apresentar soluções!
Sugiro-lhe que no fim de cada post coloque um caminho alternativo para aquilo que critica!

DEMM disse...

anónimo, antes de se arranjarem soluções é preciso identificar as verdadeiras causas dos problemas, e isso é que anda a ser escondido pelos governos e por grande parte dos media...

quando "toda" gente tiver os olhos abertos para isto, talvez não faltem soluções...

Ricardo Zenner disse...

Caro Diogo,

Parabéns pelo postal lúcido e descomprometido!

Quanto aos «macacos»... Quem não quer ser macaco não lhe veste a pele, e de carneiro muito menos...

E o DEMM tem toda a razão.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Grande macacada ó Diogo. Holoconto, democracia dos tais monos, os amanhãs serão melhores... è tudo uma questão de fé e esperança.
Você é um herege ó Diogo.
E o outro que ganhou o oscarilho do caralho a fazer o papel paneleiro que gosta, e que andou à pesca a quando do furacão katrina para as câmaras fotográfiacas o promoverem, é a outra face da mesma moeda mas que você tem evitado falar. (?)
A demoniocracia serve para isso - fazer todos os referendos necessários até levar-nos "a nossa avante"

Sempre a considerar
Optio ( O tal do SIS) ;-)

Ana Camarra disse...

Diogo

Deves de estar a tocar nalguma ferida, para te virem morder ás canelas, não faz mal, costuma-se dizer que para certas pessoas antes filho da mãe que coitadinho!
Quanto a esta macacada, os condicionalismos impostos e aceites pela maioria levam ao que descreves no global, daí a importância de descodificar o mundo, usar o racicinio que é por aí que nos podemos distinguir de qualquer simio.
Quanto aos exemplos que apresentas:O Sr. Pinto de Sousa representa muitos intereses que tudo irão fazer para o manter como animal amestrado; o Holocausto tenho aprendido muito neste teu espaço. Não digo que não tenha existido, apenas que foi contado da forma que dava mais jeito; a dispora judaica é daquelas coisas, até pode não existir, até podem existir muitos sem consciência que servem outros fins e como é habitual, alguns, menos que se aproveitam.
O 11 de Setembro só serviu os interesses de G. W. Bush, só mais nada, tenho pena de quem morreu? Claro que sim, mas depois do 11 de Setembro a Administração Bush teve campo de manobra para o que quiz.
Obrigado pela tua lucidez.

beijos

Johnny Drake disse...

ESTE É, SEM DÚVIDA, UM DOS MELHORES 'POSTS' QUE O DIOGO ALGUMA VEZ AQUI COLOCOU!

OS MEUS MAIS SINCEROS PARABÉNS PELA CORAGEM E PELA FRONTALIDADE!

(e se escrevi em maiúsculas foi porque gostaria que tudo isto chegasse a TODA A GENTE)

Um grande abraço!

JD

Armani disse...

Quanto à experiência dos macacos, não tenhamos dúvidas quanto à reacção dos mesmos.

Os estudos de Darwin sobre a evolução das espécies, nos dizem como o nosso comportamento está intimamente ligado ao comportamento do grupo, a aprendizagem através da imitação, etc.

Portanto nada mais natural no ser humano. Não somos parentes próximos dos símios?

O penso logo existo, não é o mesmo do penso logo voto…

Está à vista que só os Frangos e Armandos, tem opinião diferente da tua… isso deixa-me orgulhoso, pois é a prova provada que não alinhamos nas tuas minorias com pretensões a maiorias.

Diogo disse...

Anónimo das 9:35, isso de não se apanhar moscas com vinagre, depende da quantidade de vinagre utilizada. Quanto a (eu) colocar um caminho alternativo estou farto de o fazer.

DEMM, é precisamente isso.

Ricardo Zenner, obrigado pelo elogio.

Optio (o tal do SIS), eu tenho andado a evitar falar de quê?

Ana Camarra, tens toda a razão. Temos de colocar em causa toda a informação que nos chega, venha ela de onde vier. Beijo.

Drake, obrigado e um abraço.

Armani, Este foi um artigo provocador. O objectivo era mesmo incitar reacções. De qualquer forma acho incompreensível, da sua parte que considero uma pessoa informada, o voto num dos indivíduos mais corruptos que já passou por este rectângulo. E você nunca me soube explicar.

Mayra disse...

Ola Diogo... tudo bem???
Estou postando um comentario aqui porque preciso urgente falar com voce... e muito importante mesmo, sera que voce poderia me passar um email para que eu entre em contato. meu email: mayracarolline@gmail.com
por favor e muito urgente...grata

Anónimo disse...

Para já o seu ataque é ao capitalismo e seus donos (muito bem), mas estamos a esquecer a vertente "cultural", social, recreativa, protagonizada por gente pretensamente anti-sistema mas que vive dele e para ele e são as caras tontas das chamadas questões fracturantes. O homenageado este ano pelo óscar wooliodesco é disso um exemplo. Todos escravos dos donos da industria do holocausto. Os tais que gostam de ver toda a gente misturada mas que na "sua terra" constroem muros em volta, o que diga-se, também não é nada de novo pois sempre o fizeram ao longo da História. Agora criaram um gueto com o tamanho de um país.

Anda por aqui muita gente que já tem vergonha de dizer que foi comunista e como se acham intelectualmente superiores descobriram que o que está a dar é dizer-se ideologicamente muito próximo daquele que levou com a picareta na cabeça.Todos muito anti-sistema!!!?. Veja-se o percurso dos ditos cá no burgo e por quem foram (são) levados ao colo. E agora venham-me dizer quem são os donos do audiovisual?
HIPOCRISIA em exagero de muitos e alguma ignorância e boa fé (de uns poucos).

Sempre a considerar
Optio

alf disse...

Pois, amigo diogo, parece-me que o exemplo dos macacos, muito verdadeiro, está completamente deslocado no caso do sócrates - parece-me que toda a gente que eu conheço que anda a fazer campanha contra o sócrates é exactamente como esses macacos, tudo o que querem é que tudo fique exactamente na mesma e estão danados com o sócrates que anda a mexer nos seus interesses inconfessáveis. E os que apoiam o Sócrates são exactamente os que querem que as coisas mudem. Serão todos burros?

quanto às suas acusações contra o sócrates tb metem muita água.

Os sobreiros são uma árvore «selvagem» em Portugal, que cresce por todo o lado. Não há necessidade nenhuma de a proteger. A que propósito vem essa pseudo-protecção? É mais uma dos macacos que querem que nada mude.

A costa alentejana não se protege proibindo as pessoas de para lá irem mas tornando-a rentável com qualidade - é assim que se protegem as zonas naturais, toda a gente sabe isso. Excepto os macacos que não querem que nada mude.

O prazo legal para passar licenças de utilização é de 10 dias; o que devia ser averiguado são os processos que demoram eternidades nas câmaras. Sei de uma arquiteta da CML que deixava os processos a repousar sobre a sua secretária até que os interessados fossem ter uma conversinha com ela. Foi corrida mas o Santana ou o Carmona foram buscá-la para cargo de ainda maior responsabilidade. Para sorte dos municipes já se reformou.

Realmente, para certos macacões haver processos que são aprovados rapidamente são um grande incómodo... olha se as pessoas começam a perceber que não há razão para a aprovação de um processo demorar mais de um par de horas... onde isto iria parar!

Cursos que se tiram na farinha Amparo é por todo o lado. Muitos dos deputados devem ter cursos desses. Muitos professores do nosso ensino têm cursos desses. Neste país, o PM não podia ser só bacharel, não é? Não aprovo o que ele fez mas compreendo.

Mas se quer saber, tb começo a ficar desiludido com o Sócrates. Os povos só de governam de duas maneiras - ou pela autoridade duma ditadura ou partido único, ou pela autoridade democrática. Mas esta funciona através dos processos de avaliação e do mérito, não é? Ora em Portugal não há uma nem outra. E o Sócrates não está a conseguir impôr a autoridade democrática.

Sendo assim, resta-nos a MFL para impor a autoridade. Assim, como estamos, parecemos uma gaiola de macacos onde cada um faz o que lhe apetece... mas só de pensar nessa alternativa...xiii...

Diogo disse...

Alf: «E os que apoiam o Sócrates são exactamente os que querem que as coisas mudem. Serão todos burros?»

Diogo: Não me ocorre outro epíteto. Vou até mais longe – um indivíduo que vota no principal responsável pela construção de dez estádios de futebol (à custa do contribuinte) para a realização de um campeonato europeu, é um mentecapto.

Isto para não falar das dezenas (centenas) de casos de corrupção em que esse ladrão está envolvido.

Zorze disse...

Diogo,

Mais uma vez os meus parabéns, pelo deveras interessante post.

Não deixa de ser interessante as reacções ao post.
É notório que causa excitação a alguns leitores.

A advocacia de defesa está em alta, mas, gastam a sua energia em vão. Pois Sócrates é mais um "running-boy", numa espécie de contrato a prazo.
É parte integrante de uma corrente. Tem linhas mestras para seguir e nesse caminho uns pequenos espaços para a sua "criatividade".

Neste mundo globalizado, Portugal é uma filial, é uma unidade de negócio quantificável e valorada por empresas de rating de credibilidade intocável.
Como por exemplo, quando atribuiram à Islândia uma notação AAA+ e no dia seguinte o País anunciava que estava na falência.

Abraço,
Zorze

contradicoes disse...

Meu caro Diogo já uma vez lhe disse e volto a afirmá-lo esta luta que travamos face a uma realidade que toda a gente vê mas tenta ignorá-la, continua a ser inglória daí não se conseguir alterar o rumo político deste país porque uns temem papões outros os patrões e outros ainda deixarem de receber comissões por favores prestados.

Johnny Drake disse...

Diogo, o Leozinho anda nervosinho... lol pensei que ele andasse a deixar comentários por aqui, mas enganei-me. Parece que ele para estes posts não quer mais "fontes"...
Um abraço

JD