terça-feira, dezembro 05, 2006

Blogue «O Insurgente» – Crónica de uma morte anunciada?

O Insurgente

De um dia para o outro, o blogue «O Insurgente» deixou de ter comentaristas. Não obstante a catadupa de posts colocados pelo seu mentor, André Azevedo Alves, a caixa de comentários permanece intrigantemente vazia. Dar-se-á o caso deste blogue ter seguido por um obscuro caminho de radicalização e de degenerescência, onde a própria direita tem alguma dificuldade em se rever?

A rigidez do discurso, a inflexibilidade do pensamento e a estreiteza de conceitos tornaram-se a imagem de marca deste blogue. Armados com premissas «não negociáveis», a saber, a crença absoluta nas superiores vantagens do liberalismo económico total, a fé cega nos bons desígnios da administração norte-americana e afundados num catolicismo de carácter fundamentalista, estes bloggers parece trilharem um rumo crescentemente autista em relação a uma realidade que constantemente os contradiz. Perante os factos, rejeitam à priori quaisquer argumentos que não caibam na sua visão minimalista, e reagem repetindo os mesmos chavões, vezes e vezes sem conta, como acontece com um adventista do sétimo dia.

Realidades como o desemprego, a contínua diminuição do poder de compra e a miséria crescente nos países desenvolvidos, as dúvidas levantadas sobre os acontecimentos do 11 de Setembro, as guerras sustentadas em mentiras, e as mortes de mulheres que abortam em vãos de escada, pura e simplesmente não existem. Não encaixam na percepção obstinada e esquizofrénica que têm do mundo. E são como tal rejeitadas.

Deixo aqui um pequeno vídeo sobre a realidade «insurgente», ou será antes um Requiem - Mors ultima linea rerum est?

Vídeo - 2:28m

Requiem pelo Insurgente

Add to My Profile More Videos

16 comentários:

a.castro disse...

Tenho estado aqui a "matutar" que esse "Insurgente" não me é desconhecido de nome -:( [este "ícone" significa "matutar"] E fiquei a saber que esse blog tem mais administradores do que a EDP (por exemplo). Será que as receitas do blog não chegavam para tantos "mamas"? Se calhar não!... Por isso, e com os clientes a "baldarem-se" para outros blogs, está-se mesmo a ver que é mais uma "multinacional" que tem que mudar para a China...

jcd disse...

Blogger, myspace.com...

Estarei a notar uma inaceitável deriva capitalista?

Anónimo disse...

Sofocleto, o Insurgente tem uma grande vantagem em relação ao seu blogue. Não deixa spam nas caixas de comentários dos outros blogues ;-)

alonso disse...

gostei do Sofocleto's filme, eia, e acho que é de se ir lá também à fonte, que me parece ainda mais original que a 'blasfema' do Miranda

e ele há gostos pra tudo, como já pensava o Heraclito

augustoM disse...

É-me completamente incompreensível, o defeito deve ser meu, a existência de defensores de direitas liberais, quando eles próprios são afectados pelas acções dessas direitas. Ou é rico ou masoquista, no meio fica a tolice.
Um abraço. Augusto

Anónimo disse...

É-me completamente incompreensível, o defeito deve ser meu, a existência de defensores de direitas liberais

Pois é meu caro, deveria reflectir um pouco sobre o assunto. Porque liberais há os cada vez mais. As pessoas estão a abrir os olhos e já muitos perceberam que aquilo a que uns chamam socialismo não passa dum gordo sistema de benefício, regalias e direitos adquiridos para meia duzia. A larga maioria dos que estão fora do sistema chamado "Socialismo" estão na merda a asfixiar com cargas fiscais brutais necessárias para manter vivo o guloso sistema socialista.

Sofocleto disse...

jcd said...
«Blogger, myspace.com...Estarei a notar uma inaceitável deriva capitalista?»

Antes pelo contrário meu caro JCD. O Blogger é um espaço onde posso colocar as minhas opiniões à borla, e o Myspace, um espaço onde posso colocar os meus vídeos gratuitamente. Quer menos capitalismo que isto?

LA disse...

"Quer menos capitalismo que isto?"

Pois claro.
Qualquer um deste "sites" vive da caridade alheia (até da dos reptilianos, provavelmente), tendo fins completamente altruistas. Senão como se explicariam os meios que "gratuitamente" estão às suas disposição?

Barão da Tróia II disse...

Percebo! O capitallismo é uma invenção estalinista para justificar o fim deste blogue.

inominável disse...

O Ia tem razão... dói, mas tem razão... E as boas intenções acabam por ser desmascaradas quando há Goggles a comprar YouTubes e afins por preços, digamos eufemisticamente, "compensadores"... e lembrem-se: a censura anda lá!!!!

Ekilibrus disse...

Porque é que será que os que protestam vivem do orçamento de estado, que o mesmo é dizer do dinheirod e todos nós?

Sofocleto disse...

la - «Senão como se explicariam os meios que "gratuitamente" estão às suas disposição?»

Estes sites vivem da publicidade. Recebem um x por cada vídeo que é visualizado. Basta ter um olhar crítico em relação a essa publicidade para que o serviço nos seja de facto facultado à borla. É o mesmo que ver um jogo de futebol na televisão e o intervalo ser preenchido com anúncios de tupperwares.

LA disse...

"Estes sites vivem da publicidade. Recebem um x por cada vídeo que é visualizado."
"Quer menos capitalismo que isto?"

As palavras são todas suas.
E eu gosto de anúncios a tupperwares. Lá na Reptilândia são um sucesso.

Sofocleto disse...

As palavras são minhas, mas a ordem não é essa.

Agora, mais seriamente, vocês gostam mesmo de tupperwares lá na reptilândia?

contradicoes disse...

A realidade do insurgente
é pois pura ficção
demonstrando de forma evidente
toda a sua contradição

Sofocleto disse...

la,
«"Estes sites vivem da publicidade. Recebem um x por cada vídeo que é visualizado."
"Quer menos capitalismo que isto?" - As palavras são todas suas.»

Quando falo na Internet refiro-me à sua parte mais valiosa - os conteúdos. Ora estes, mormente no caso dos blogues, são constituídos por contribuições gratuitas de todos nós, sob a forma de textos, fotografias e vídeos. Esta gratuitidade é dos fenómenos menos capitalistas que existem nos dias de hoje. Mais-valia sem lucro.