domingo, dezembro 17, 2006

Porque é que estes gajos só pagam 11% de IRC?











Porque é que estes gajos, cujos lucros aumentam escandalosamente de trimestre para trimestre, só pagam 11% de IRC, quando o resto das empresas paga 25%? Porque é que o governo mantém estas taxas ridículas à banca sem dar qualquer explicação à população? Será que os bancos têm o Sócrates no bolso?

11 comentários:

Anónimo disse...

E já agora outra pergunta.

Porque razão se cria - e muito bem -um Procurador Especial para o caso Apito Dourado,
e não se faz o mesmo para o crime económico (banca, Construção civil, ou seja do pessoal da operação furação )?


Mistério...
ou sabem muito?
António

Augusto disse...

Gostava de colocar uma questão: é o Governo que controla os bancos ou os bancos que controlam o Governo neste país? Nas eleições estamos a votar no Sócrates, no Marques Mendes ou no Ricardo Salgado? Vivemos numa democracia ou numa plutocracia?

Barão da Tróia II disse...

Pagam o que querem e quando querem, os Governos têm medo da Banca, porquê? Não sei, se eles se forem embora, aparecem logo outros, portanto não percebo, só se for por amizade, do tipo, grandes financiamentos partidários à socapa, pois só pode ser por isso. Boa semana.

inominável disse...

ora aí está um assunto que não percebo... e como tal, só poderia opiniar... aguardo as vossas opiniões, que é isso que mais me agrada nete blogue (sim, sim, as do Lidador também!!!).

Macillum disse...

Bem... se nos lembrarmos do caso Irangate que se transformou em Portugate e em Camarate, talvez nao estranhemos que o dinheiro de antigos personagens desse embroglio (como 'e o caso do actual presidente da republica Cavaco Silva) e dos novos personagens (como 'e o caso do Socrates) esteja seguro nos cofres destes bancos.
Como ja aqui referi varias vezes, o objectivo para Portugal - dentro desta nova ordem mundial maconica -'e de servir de extensao 'a base das lajes, a qual, sozinha, nao suportara a logistica americana necessaria para sustentar a grande guerra que esta prestes a estalar no Medio Oriente e que acabara com esta enorme recessao, recessao tal que atingira o seu auge no primeiro trimestre de 2007.
Nao 'e por acaso que a populacao portuguesa esta envelhecida, as maternidades a fechar, o abismo entre o custo de vida e os rendimentos a aumentar, os bancos de urgencia a encerrarem e, resultado disto e de muito mais, o exodo em massa para fora do territorio... quando for a hora de ceder Portugal aos amigos americanos de Mario Soares, de Cavaco Silva, de Durao Barroso, de Freitas do Amaral, nao devera haver muita populacao portuguesa com forca para fazer qualquer resistencia no terreno... e a resistencia que houver facilmente sera silenciada pelas forcas policiais e militares.
Estes senhores que o Sofocleto aqui apresenta sao alguns dos senhores que vao recebendo as suas iguarias para calarem a boca em relacao ao dinheiro que os seus bancos guardam oriundo do comercio de armamento (entre outros comercios, como a droga, dominado pela CIA desde a Colombia) que sustentam guerras no medio oriente, passando pelos aeroportos portugueses, no arquipelago e no continente.
Para entenderem a razao deste "pagamento" a estes senhores deem uma olhada em www.ofimdademocracia.blogspot.com

Portugate ainda nao terminou.

Nao se esquecam de fazer o bem sem olhar a quem... o mundo e a vida precisa disso mais do que nunca.

Macillum disse...

Talvez a cedencia de Portugal aos EUA passe pela anexacao a Espanha, ideia que se tem vindo a lancar para o ar como estudo da reaccao de massas... mas parece que os recalcamentos traumaticos que a historia nos deixou exaltarao mais revoltas populares se esse caminho for tomado...

augustoM disse...

Porque são pobres!!!
Boas Festas.
Um abraço. Augusto

a.castro disse...

Porquê?... porque são gajos ricos, "omessa"! -:(((((-: [este "icones" significam que o Malaposta anda chateado com a cambada de corruptos que governa este pobre país e com os capitalistas. Estes apoiados por aqueles, e vice-versa].
"Sem prescindir"... Abraço!

contradicoes disse...

Porque tal como no anterior regime os banqueiros exerciam um domínio enorme sobre o poder político. Lembro-me de que quando o Professor Marcelo Caetano anunciou que tencionava extinguir a PIDE o António Champalimaud pediu-lhe uma audiência e ameaçou-o de que se ele confirmasse essa intenção ele deslocaria toda a sua fortuna para o Brasil. O que aconteceu a seguir foi apenas a mudança de rótulo. À PIDE acresceu a sigla DGS, passando a ser conhecida por PIDE/DGS.

inominável disse...

pois é, Contradições.... a história é mais circular que linear...

Range-o-dente disse...

Quando o disparate é absoluto, comentar é, quase de certeza, de comparável inutilidade.