quinta-feira, setembro 06, 2007

O escandaloso roubo perpetrado pelos bancos contra às pessoas e as empresas com o beneplácito de Sócrates, Constâncio e Cia.


Jornal de Notícias - 3 de Setembro de 2007

Texto do deputado Honório Novo do PCP

A espiral dos juros!

Nos últimos dois anos os juros aumentaram mais de dez vezes. Cada vez mais as famílias não conseguem pagar as prestações dos seus empréstimos, que aumentaram 20% a 30%, enquanto os ordenados permaneceram quase congelados ou desapareceram com o desemprego. São mais de 15 000 as famílias atingidas pelas mais recentes subidas dos juros, drama que, aliás, não parece preocupar minimamente o último relatório do Banco de Portugal (pudera, o dr. Vítor Constâncio e os seus amigos continuam a não ter qualquer dificuldade para fazer face às prestações dos respectivos créditos…).

Por outro lado, agravou-se no segundo trimestre deste ano a tendência de queda na construção. O sector parece ter caído cerca de 23% - na construção de edifícios mais de 12%, nas restantes obras de engenharia acima dos 40% -, reflectindo com nitidez as dificuldades acrescidas que a subida dos juros provocam nas decisões de compra e de investimento.

Entretanto, o Banco Central Europeu (BCE) ameaça aumentar este mês as taxas de juro! Mais uma vez! Para o BCE nada conta, nem que os juros tenham já superado os valores do início do século, que os aumentos provoquem o descalabro de cada vez mais famílias, que a actividade produtiva se confronte com condições de financiamento cada vez mais difíceis ou que os baixos níveis de crescimento económico sejam incapazes de criar emprego - muito em particular em países como o nosso, que está há anos com crescimentos bem abaixo dos ritmos já de si moderados dos seus parceiros europeus.

Mas então não há ninguém que ponha o BCE na ordem, que diga ao sr. Trichet, ao sr. Constâncio e a outros que tais que deveriam dedicar mais atenção à economia real e às pessoas? Sócrates e o Governo Português, que presidem neste semestre aos destinos da UE, podiam e deviam ter já dito e feito alguma coisa para travar esta espiral (quase) suicida de subida dos juros. Só que se calam que nem ratos, não querem perturbar a pretensa independência do banco central nem querem admitir que o BCE tem que passar a trabalhar orientações que promovam o crescimento e o emprego em vez de se dedicar apenas aos malabarismos germanófilos para controlar uma inflação que há muito não preocupa. Na verdade, o que Sócrates não quer é introduzir qualquer debate que o faça desviar do seu objectivo de fazer aprovar um tratado contranatura que (não por acaso) pretende consagrar a "tal independência" do BCE. Depois é capaz de nos vir dizer que não tem nada a ver com as subidas de juros nem pode fazer nada para as evitar...


Comentário:

Em baixo, alguns dos grandes usufrutuários da "tal independência" do BCE. A actividade de sanguessuga continua a render biliões todos os meses:


24 comentários:

arcebispo disse...

Às vezes questiono-me se os gurus da economia não vêm aquilo que o cidadão comum vê: que com os juros a continuarem a subir, tornando-se impossível pagar a prestação não resta outra solução senão não a pagar? Depois dá no que deu, bancos sem dinheiro.
Agora o BCE faz marcha-atrás e já não vai subir os juros em Setembro.
Pois é, mas por cá o cartel legal bancário já os subiu por antecipação. Agora como é, devolvem?

Nicolaias disse...

Um deses intitulados gurus, chamado de "A nova estrela da economia nacional" no Diario economico de 29-08-2007, dise em entrevista ao mesmo jornal que "Num mês não se falará nesta crise do crédito"

http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/edicion_impresa/destaque/pt/desarrollo/1029780.html

Hoje, 7 dias após essa entrevista, no dia em que o Banco Central Europeu deveria aumentar as taxas de juro, precisamente, às 11:45, recusando-se, porém, a aumentà-las devido necessitar de mais dados em relação à crise que tem abalado os mercados,
hoje, cavalheiros,
o ouro bate um record nunca visto de mais de 700US$, em 704US$, mas que passará despercebido, uma vez que os meios de comunicação social não referirão tal coisa.

Nicolaias disse...

Folha da Reuters onde se pode constatar o preço do ouro a 704.6,US$ sendo que petróleo fecha ao estúpido preço de 76,30US$.

Será preciso mais paninhos-quentes destes senhores que nos querem descansar que tudo vai passar tranquilamente? Os números falam por si e não há português que contrarie a evidência da matemática económica, por mais guru que o falante seja.

Nicolaias disse...

Desculpem. Folha da Reuters:

http://today.reuters.com/investing/Commodities.aspx

O-Lidador disse...

Chiça, nicolau, você além de ignorante é mentiroso.

O preço do ouro bateu records?
Bem, só em 1980, a preços correntes, a onça chegou passou os 5000 dólares.

E já ouve preços bem mais altos que o de hoje, só para falar nos últimos 30 anos.
De resto que é que isso lhe importa?
Compra ouro?
Vende ouro?
Porra, então qual é o seu ponto?

E quando o preço do ouro está baixo, como em 2000, por exemplo, o que é que você faz?
Berra também, ou tem orgamos de felicidade?

Mas caramba, confesso que estou curioso em saber como é que o preço do ouro o prejudica ou beneficia a si.

A não ser que esteja preocupado comigo, mas que diabo,quem lhe delegou a tarefa de me "defender"?
E quem lhe disse que eu prefiro o ouro caro, ou barato, ou nem uma coisa nem outra?

Explique-se rapaz...seja coerente, sensato e lógico pelo menos uma vez na vida.
Explique o que é que o cu temm a ver com as calças...

Diogo disse...

Aconselho vivamente a todos verem este vídeo. Para se compreender como funciona a banca:

Money as Debt

Anónimo disse...

Nicolaias:

A presunção e o cinismo de alguns mariolas que por aqui peroram, num tom próprio de burgo mediéval, em nada contribui para reflexões esclarecidas sobre a realidade. A empáfia é tal, que é um desperdicio de tempo entrar em dialogo directo com ele(s).
Quanto à evoloção da cotação do ouro, todos sabem que é um indicador importante sobre a evoloção do resvalar da economia mundial para uma crise semelhente à de 1929.

Sauridio

Anónimo disse...

Sim saurídio, a "evoloção" é do caraças, como "todos sabem".

Ou fingem que sabem...

Nicolaias disse...

Caro Lidador,

não seja mentiroso.

Mostre-me documentos que comprovem tal aberração... 5000US$?!! Sinceramente...

Entretanto, eu mostro-lhe a história do preço do ouro, embora com alguma margem de erro:

http://goldprice.org/30-year-gold-price-history.html

Se o ouro tivesse alguma vez atingido nos últimos tempos, nem que fossem 1000US$, já teriam sido largadas todas as bombas atómicas do planeta.
O cavalheiro demostra-se um verdadeiro ignorante em plena arrogância.

E apesar do Saurídio não ter escrito bem "evolução", o seu comentário não deixa de ser esclarecedor face a biltrice do Lidador: o preço do ouro é o mais real indicador da verdadeira situação económica por trás das notícias lançadas ao público e revelador de tempos vindouros se queremos ter alguma visão profética, uma vez que é nele que o valor do dinheiro se basea.
Hoje o ouro encontra-se em 710US$ e talvez continue a subir, uma vez que os mercados estão a viver períodos de pânico cada vez mais longos... e o período que recomeçou na 2a Feira passada depois de um fim-de-semana de espectativa face ao encerramento das bolsas em pequeníssima alta, parece que não vai terminar tão cedo: o facto do ouro ter ultrapassado os 70US$ e o Banco Central Europeu não ter dados suficientes para saber qual a percentagem que há-de aplicar nas taxas de juro, só demostra que a situação está completamente fora de controle, ninguém no seu bom senso lança prespectivas positivas e já nem as divisas injectadas nos mercados pela Reserva Federal Americana e pelo BCE estão a fazer qualquer diferença, mas ainda a piorar a coisa.

Preparem-se meus amigos, pois, se há bastante tempo que ando a advertir para a subida do ouro como factor indicativo do que por aì vem, parece que é chegado o tempo.
Será que vamos assistir ao início de uma grande guerra ainda este ano?

Deus queira que não!

O-Lidador disse...

Caro nicolau, se for ao site que você próprio indicou e clicar em

http://goldprice.org/inflation-adjusted-gold-price.html

confirmará aquilo que lhe ensinei.

E aprenderá a não perder boas oportunidades de ficar calado, ou, no mínimo, informar-se convenientemente antes de desatar a falar do fim do mundo, arvorado em cassandra de vão de escada.

De vez em quando damos de trombas na rua com uns cromos que anunciam o fim do mundo dia sim dia não, e o nicolau parece um desses tolinhos.

O que reparo é que não respondeu ao que lhe perguntei;
Que lhe importa o preço do ouro?
Compra ouro?
Vende ouro?

E quando o preço do ouro está baixo, como em 2000, por exemplo, tem orgasmos de felicidade? POrquê?

Em que é que o preço do ouro o prejudica ou beneficia a si.

Explique-se rapaz...explique o que é que o cu temm a ver com as calças...

Quanto a profecias, olhe, até eu sou capaz de as fazer mais concretas do que você.
Nomeadamente:

1-Amanhã irá morrer gente nas estradas.
2-O ouro irá subir e descer ( e aqui, se acrescentar a frase "sabe-se lá por que obscuros desígnios", dou logo a ideia de que sou um gajo a par das "grandes conspirações dos money masters", ou dos senhores do universo, ou dos alienígenas verdes, ou os "poderosos", etc)

3- Irá haver uma guerra ainda este ano, pela simples razão de que ainda não houve um único ano na história do homem, durante o qual não andasse alguém à batatada.
Neste preciso momento, estão em curso várias guerras, a mas grave e mortífera no Sudão, mas já percebi que para os tontinhos como você, as guerras só são guerras quando , de algum modo, envolvem americanos e judeus.

Chiça, você é um cromo, meu rapaz... precisa de uma religião...que tal a ovnilogia?

Diogo disse...

Lidador,

Você ainda não se pronunciou sobre as subidas das taxas de juro que se registaram nos últimos dois anos e meio, sem qualquer alteração da inflação. Nem sobre a "tal independência" do BCE...

O-Lidador disse...

O Diogo resume,numa frase, as razões das variações das taxas de juro: evitar alterações na taxas de inflação.
É essa a função principal dos Bancos Centrais, em economias monetaristas e a razão de ser da sua independência.
Pasmo pelo facto de o Diogo, que se gaba de possuir conhecimentos de economia, ignorar o "bé-á-bá.

Repare que se a inflação não variou muito, como disse e bem ( e isso é uma coisa "boa"), então a política seguida pelo BCE foi acertadíssima.

O Diogo não consegue perceber o facto, ou é mesmo a ambliopia que o impede de interpretar correctamente aquilo que está na frente dos seus olhos?

contradicoes disse...

Quem se atreveu a comprar
casa nestes últimos anos
teve que dela abdicar
face aos juros que pagamos

Perdem por isso dinheiro
face ao valor que pagaram
já nem resta o mealheiro
porque até esse quebraram

Os banqueiros são abutres
com a conivência do Estado
nos juros com seus ajustes
causando crédito mal parado

Muitas casas estão em venda
porque os seus proprietários
não conseguem pagar a renda
com os seus baixos salários

O Banco de Portugal
tem um governador
que não ganha nada mal
mas também é um promotor

Do saque autorizado
do rendimento bancário
muitos passam um mau bocado
por culpa deste salafrário

Um abraço do Raul

PintoRibeiro disse...

Lapidar, lapidar.
Abra�o.

Diogo disse...

O-Lidador disse...

�O Diogo resume, numa frase, as raz�es das varia�es das taxas de juro: evitar altera�es na taxas de infla�o. � essa a fun�o principal dos Bancos Centrais, em economias monetaristas e a raz�o de ser da sua independ�ncia. Pasmo pelo facto de o Diogo, que se gaba de possuir conhecimentos de economia, ignorar o "b�-�-b�.

Repare que se a infla�o n�o variou muito, como disse e bem ( e isso � uma coisa "boa"), ent�o a pol�tica seguida pelo BCE foi acertad�ssima.


Ent�o Lidador, se a infla�o n�o variou muito, porque subiram as taxas de juro? Vamos ver at� onde resistem esses neur�nios.

O-Lidador disse...

Diogo, numa carroça, são os cavalos que vão à frente, e não o contrário.

Veja se percebe que os bancos centrais alteram as taxas de juro , para cima e para baixo, PARA EVITAR que a inflação suba muito ou que haja deflação.

É uma medida preventiva, não paliativa.
Quando os BC actuam como bombeiros ( por vezes fazem-no), é porque a "manutenção preventiva" funcionou mal.

É como a relação do Diogo com o dentista.
POde ir lá antes de ter cárie e nunca terá cárie, razão pela qual, se for tão patego como parece, berrará que anda a gastar dinheiro inutilmente, porque nunca teve cáries.

Chiça, que a sua estultícia até assusta...

Diogo disse...

Lidador,

Se a inflação ameaçasse subir, dava-lhe toda a razão. Infelizmente a inflação parecia e continua a parecer mais estável do que nunca (à volta dos 2% e com tendência para descer). Donde, meu caro neuronless (mentalmente pouco expedito), porquê a subida da taxa de juros?

Nicolaias disse...

Caro Lidador,

parece-me que o site que lhe referenciei mostra o preço do ouro já ter estado em 2.250US$ em 1980 (e não 5.000US$, reflexo de seu exagero constante).
Contudo, neste outra,

http://www.kitco.com/scripts/hist_charts/yearly_graphs.plx

mostra-nos que ele esteve em cerca de 850US$ em 1980.

Nesta

http://www.usagold.com/reference/prices/1980.html

tb nos mostra que esteve em 850US$.

Nesta, então,

http://www.bullnotbull.com/archive/gold1980.html

afirma-se que em 1980 esteve no seu máximo, acima dos 900US$.

Ou seja,
nem o site que eu lhe dei como exemplo possui informações correctas (o que eu já tinha reparado, uma vez que afirmei que os valores continham erros), nem a faixa dos 700US$ foi um record como afirmei.
Isto quer dizer que, o máximo do ouro foi de cerca de 900US$ (e peço desculpa a todos aqueles que induzi em erro), contrariamente à estupidez de uns 5000US$ afirmados pelo Lidador, o qual deveria ter feito o que me sugeriu e ter realizado um estudo mais aprofundado.
Ainda assim, subida do ouro para mais de 700US$ interessa-me porque demostra claramente que tempos mais difíceis do que aqueles que estamos a viver, estão por chegar.

Espero que o arrogante orgulho do Lidador o deixe admitir publicamente seu erro de cálculo.

Nicolaias disse...

Caro Diogo,

o cavalheiro Lidador fala sem compreender do que fala: taxas de juro e inflação nada têm a haver uma com a outra. Isso é conhecimento económico transmitido pelo média para enganar o povo... e como podemos comprovar pelo Lidador, está a resultar perfeitamente.

Nicolaias disse...

E segundo investigação mais aprofundada, parece que o máximo do ouro foi de 850US$ em 21 de Janeiro de 1980.

O-Lidador disse...

Caro nicolau, quando vejo alguém a negar a realidade, sei que não vale a pena argumentar.
Não se pode argumentar com um lunático ou um tipo sob o efeito de alucinogéneos.

Só lhe posso dizer que,apesar de você o negar:

1.As taxas de juro estão evidentemente relacionadas com a inflação e isso nem sequer tem discussão no mundo real. POderia até, se tivesse pachorra, explicar-lhe porquê, em termos acessíveis à sua limitadíssima compreensão, mas não vale a pena. A informação está disponível, é uma questão de o nicolau a ler e tentar entender.
Se quiser permaneer cego e idiota, problema seu, seja feliz e masturbe-se.

2.Preço do ouro.
Como muito bem disse, o preço do ouro a preços correntes, já esteve 400% mais alto do que hoje.
E estará mais ou menos, dependendo do mercado.
O preço actual existe porque há quem venda achando que está a fazer um bom negócio e quem compre achando exactamente a mesma coisa.
Obviamente, um deles está enganado, mas é assim que funciona o negócio.

Coomo as pesoas não querem o ouro para se deitar nele, se o preço subir muito, vai chegar um momento em que começam a vender, para fazer lucros.
O preço baixará, obviamente e quando estiver baixo, a malta começa novamente a comprar. São os ciclos normais do mercado.

Claro que quem tem neste momento muito ouro armazenado, e quer fazer lucros, não o irá vender à maluca, porque se inundar o mercado, o preço baixa em acelerado.

De resto é uma questão psicológica e a bem dizer, armazenar ouro é bem mais perigoso que armazenar dólares ou euros, porque enquanto as divisas são controladas por dois bancos centrais, a produção de ouro está disseminada por vários países e basta que poer exemplo a Africa do Sul ou a Rússia se ponham a vender ouro à bordalhona, para que a coisa venha por aí abaixo.
Claro que em condições normais não têm interesse nisso, uma vez que acabam por perder dinheiro.

Assim sendo, a profecia é facil de fazer: um destes dias, alguém que armazenou muito ouro começa a vendê-lo... e segue-se um sell off que trará o preço por aí abaixo.

Siga o meu conselho: se tem ouro, ou stocks relacionados com ouro, é altura de começar a vender porque é grande a probabilidade de vir aí um ciclo de distribuição.
Basta ver os índices MACD, RSI, Bolingger Bands, estocástico, etc, para perceber isso...

Infelizmente ( para si) você é mais bronco que um calhau rolado e acredita que quem determina o preço do ouro é o "comité central" dos "illuminati".

Zéi disse...

Lidador

Então se um activo subir muito o senhor vende, voce deve ser um trader do caraças.
Qualquer trader iniciante conhece a frase "Cortar as perdas deixar crecher os ganhos".
Mas explique lá porque é que voce acha que vai vir ai um tempo de distribuição no que diz repeito ao ouro, companheiro quando assistimos a queda do dolar,e não demora que a queda seja tal que as economias do mundo inteiro comecem a resentir-se, com a queda do dolar dizia eu, é natural que as pessoas comecem a direcçionar os seus investimentos para activos mais solidos, é o caso do XAU, é que caso o senhor não saiba o ouro não é só uma mercadoria ela é tambem uma moeda, ha quem lhe chame até The ultimate currency.

E já agora que conversa é essa do RSI, Bolliger bands e mais não sei o quê, mostre-me lá os gráficos onde aplicados esses indicadores, o senhor veja uma tendencia de descida, cá para mim nem uma linha de tendencia o senhor é capaz de traçar quanto mais uma media movel ou ler um indicador como o Relative Strength Index (RSI) ou o Mac.

Não diga baboseiras homem.

O-Lidador disse...

Caro Zei, é verdade que sou um ignorante nestas matérias.
Todavia não me tenho saído mal e quanto a indicadores, tenho aqui um software chamado Metastock, que além desses, me dá em tempo real umas dezenas de outros.

A diferença entre o Zei e eu, é que eu sei que sou ignorante, porque tenho as mãos na massa e sei o preço dos erros.
Pelo contrário, a ignorância convencida é sempre arrogante.

P.S. Já agora, os indicadores que referiu não mostram tendências...procuram antecipar as inversões de tendência.
Para ver as tendências, basta olhar para os gráficos.
Quanto ao RSI, uso um período de 14 dias, a linha dos 70 para venda e alinha dos 30 para compra.

Mas, é claro, em conjugação com mais alguns indicadores.Normalmente uso mais o RSi para traçar identificar resistencias e suportes.

Se todavia sabe usar o RSI na sua forma mais simples, aplique-o ao gráfico dos preços do ouro e verificará facilmente que está overbought.
Bons negócios...

Zéi disse...

Ao Lidador
RSI para identificar resistencias e suportes...tá bem.

Mas exprimente Fibonacci retracement penso que seja mais adequado mas cada trader tem as suas tecnicas, tenho ouvido dizer que há gente que se dá bem com 3 medias moveis, 8, 13 e 21 dias e mais uma de longo prazo 144 dias, todas exponenciais, linhas de tendencia, MAC e chega, e dizem tambem que quando um activo está a andar de lado o melhor é utilizar Boliger Bands.

Quanto a utilização do RSI no gráfico do ouro, diga-me em que grafico utilizou o senhor esse indicador, 10minutos, 30minutos, 6meses, 10anos?

Bons trades