sexta-feira, maio 12, 2006

A carta de Ahmadinejad a Bush e o papel dos “merdia” que supostamente nos "informam"











Islamic Republic News Agency:

Na carta do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad a George W. Bush, de dezoito páginas, o presidente iraniano refere o 11 de Setembro:

Sr. Presidente [Bush],
O 11 de Setembro foi um acontecimento horrível. A morte de inocentes é deplorável e aterrador em qualquer parte do mundo. O nosso governo declarou imediatamente a sua repulsa contra os criminosos e ofereceu condolências às pessoas enlutadas e exprimiu os seus pêsames.

Todos os governos têm o dever de proteger as vidas, a propriedade e os bens dos seus cidadãos. Supostamente o seu governo empregou medidas de segurança abrangentes, sistemas de protecção e informações – e até perseguiu os seus inimigos no estrangeiro.

O 11 de Setembro não foi uma operação simples. Poderia ela ter sido planeada e executada sem a coordenação dos serviços secretos – ou sem estes terem sido infiltrados em larga escala? Claro que isto é apenas uma pergunta educada. Porque é que vários aspectos do ataque foram mantidos em segredo? Porque é que não nos é dito quem descartou as suas responsabilidades? E, porque é que esses responsáveis e os culpados não são identificados e levados a julgamento?


Comentário:

Após uma pesquisa aturada no Google, encontrei isto no Correio da Manhã. Foi o mais próximo da missiva enviada por Ahmadinejad que encontrei. Os outros “merdia” nem sequer falam nisto. É esta a informação livre, responsável e independente que nos impingem diariamente nos jornais, televisões e rádios.

Correio da Manhã

Em título:

Na inesperada carta enviada esta semana ao seu homólogo George W. Bush, o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad não faz a coisa por menos: desanca o rival por causa da invasão do Iraque, apregoa o falhanço da democracia, volta a contestar o direito à existência de Israel e ainda termina com um convite a Bush para abraçar a religião.

(...)

“Foram ditas mentiras no caso do Iraque. E qual foi o resultado?”, escreve, em tom acusatório, antes de se atirar a Bush por causa da Guantanamo e por não revelar “toda a verdade” sobre o 11 de Setembro.

33 comentários:

Fragil disse...

É a nossa mérdia e tenho orgulho nela. Se ela diz que que o 11 de Setembro poderia ter sido planeado e executado sem a coordenação dos serviços secretos – ou sem estes terem sido infiltrados em larga escala, quem sou eu para duvidar?

escrevi disse...

É a desinformação que temos.
Ou também se pode dar o caso de não terem tradutores de serviço e por isso a discrepância das palavras... coitados!

VouNaBroa disse...

Se o correio da manhã diz é porque é verdade...se os outros não referem, é porque não aconteceu...

Rouxinol disse...

O movimento de revisão do 11 de Setembro está a crescer =) não era conveniente vir um Presidente "não alinhado no esquema" vir reforçar a verdade.
btw, tenho que meter aqui o discurso do papá Bush a 11 de Setembro de 1991.
Um abraço

Margarida disse...

Esta carta aberta de Ahmadinejad à administração Bush é uma forma extremamente inteligente de expor ao mundo todos os podres e aldrabices de um governo assassino. Um governo que foi ao cúmulo de praticar um atentado contra o seu próprio povo.

carlos disse...

A carta do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad a George W. Bush tinha só dezoito páginas. Mas podia muitos milhares. Uma para cada vida que ele já assassinou, tanto na América, como no Afeganistão, como no Iraque.

Pedro disse...

Porque é que Bush não envia também uma carta a Ahmadinejad com uma cópia da constituição americana? De preferência traduzida em Farsi ou Arábico? Talvez o sr. Ahmadinejad aprendesse o que é uma democracia.

Rouxinol disse...

Ó Pedro. Parece-me que tu é que não sabes o que é uma democracia( nem mesmo uma representativa ). Sabes como é que funciona o sistema eleitoral americano ??

magnolia disse...

Ahmadinejad não ficou só pelo 11 de Setembro... a carta pode ser lida na íntegra aqui (numa tradução feita pelo Andre Levy).

Anónimo disse...

¿Faltas de ortografia en la carta?

Mais Notas Soltas disse...

Continuem, rapazes! Vocês são o mlehor grupo de pândegos que já vi na blogosfera! Já qgora, nunca pensaram na hipótese de imigrar para o Irão?

Anónimo disse...

Queria agradecer-vos.
Graças a vós tomei consciência de que sou um reptil.
A minha vida mudou desde que constatei que me consigo transformar, com assombrosa facilidade, num dragão de Komodo ou numa Jararaca.

Estou muito feliz.
Bem hajam.

desbul disse...

Nao é a primeira vez que os media são apanhados a fazer censura.Isto já ocorreu anteriormente com as declarações do charlie sheen sobre o 11/9.Mas é o que se espera quando os grandes grupos de comunicação são controlados por meia dúzia de próceres-Silvio Berlusconis,Pintos balsemão- extensamente comprometidos com estas patranhas.Além de serem muitos deles frequentadores de ajuntanças secretas,tipo Bilderberg,onde se enturmam para defender os seus comunais interesses.

Biranta disse...

Esta censura, absurda, na comunicação social portuguesa faz deste país a mais reles e desprezível coutada de todo o tipo de criminosos, dos piores tipos de criminosos, que há no Mundo. Já há muito tempo que os nossos políticos, os governantes e donos dos OCS nos venderam (mais à nossa identidade nacional e dignidade como povo e nação) à pior escumalha que existe ao cimo da terra, de que "eles" fazem parte. Grandes "patriotas", "nacionalistas", que "eles" são.
Este cerco, da censura tem de ser rompido urgentemente!

Bilder disse...

Os média estão ao serviço dos seus amos corporativos e banksters internacionais.O Irão realmente não é uma demo-cracia,mas todos sabemos isso,enquanto os EUA são uma aparência de demo-cracia e poucos sabemos isso.Os senhores do mundo continuam a jogar de forma magistral enganando assim muitos incautos.

a.castro disse...

Caro "sofocleto",
A carta do presidente iraniano até é diplomática, face à verdade que conhece e que alguns de nós conhecemos...
Mas é infrutífero o nosso lamento perante os "merdia". Eles sabem muito bem o que fazem!...
Abraço

Sr. Silva disse...

Até dá dó os meios de comunicação que existem, autenticas vozes dos donos, alinhados com o neo-liberalismo reinante que nos quer transformar em estupidos seres acéfalos.

alves disse...

E desde quando é que o Irão tem autoridade moral para acusar seja que país fôr de violar os direitos humanos? Acaso não tem o Irão centenas ou mesmo milhares de presos políticos? Os EUA podem ter muitos defeitos, mas ainda assim têm mais legitimidade moral que o regime iraniano. E a todos esses que não conseguem esconder admiração pelo presidente do Irão - que, na sua "loucura", é mais inteligente do que parece -, aconselho a irem viver uns tempos para Teerão.

Basílio disse...

Essa da carta foi muito bem apontada, parabéns.

Mas sobre o 11 de Setembro impõem-se duas perguntas:

Alguma vez os orgãos de comunicação social portugueses falaram sobre o 11 de Setembro sem ser a propaganda política do costume?

Porque é que, cinco anos depois, nenhum media português diz uma única palavra sobre o que realmente se passou, ao passo que no estrangeiro, mesmo nos EUA, já se quebrou a censura?

Baphomet disse...

Os "merdia" são como tudo o resto. Banalidades, modas, facilitismo, manipulação, etc,etc.

Sofocleto, se os media são tão maus e você tão bom, porque é que você não se interroga no seu blogue porque é que um país como o Irão, que nada literalmente em petroleo (apesar da pobreza que grassa pelo país...) diz constantemente que quer ter o direito a explorar a dispendiosa e arriscada energia nuclear para produzir energia !! quando tem petroleo e gas como poucos no mundo ! Porque é que os "merdia" não ridiculizam essas declaraões que são básicamente um atestado de estupidez a todos os que a ouvem ?

Se os "merdia" são tão maus, porque é que os "merdia" falaram tanto da perfomance do Stephen Colbert, e quase nenhum falou duma interessante entrevista do Stephen Colbert ao 60m ?

E já agora, porque é que o Sofocleto não se distancia também dos "merdia" e como tem tido tanto trabalho em disponibilizar aqui tantas vezes video-capture's de reportagens da TV, porque é que o Sofocleto não nos oferece essa entrevista do Colbert, em especial os ultimos 5 minutos, onde ele diz que é um cómico, e onde explica que não é para ser levado a sério, e onde confessa que não deixa o filho ver os seus programas pois teme que o filho o deixasse de levar a sério.

Baphomet disse...

Porque é que hoje os "merdia" são tão maus, mas a quando do Katrina em New Orleans o Sofocleto não reparou no trabalho de trampa dos mesmos "merdia" ? Os "merdia" da Europa vibravam eufóricos com as imagens do furacão em New Orleans a quando do Katrina, falavam de caos generalizado e colapso total dos americanos, as meninas e os meninos do Bloco de Esquerda escreviam entusiasmados nos nossos jornais sobre a falência completa da América, falavam dos 10 mil mortos, do caos total, da ruptura duma nação. Poucos dias depois tudo isso desapareceu, não houve 10 mil mortos, longe disso, não houve colpaso, houve apenas problemas muito ocalizados e longe do drama que estavam a pintar. Alguém depois veio repôs a verdade ? Alguma menina ou menino do Bloco que escrevem nos jornais, algum dos muitos jornais que se babavam com as notícias vindas da América ?

Quis o destino que a "merdia" da Europa mais efusiva a quando do katrina (os franceses) tivessem que enfrentar nos seu próprio país poucos meses depois, não um colapso, mas dois, em que Paris ou os arredores ficassem a arder, e não foi devido a um qualquer cataclismo de causas naturais como é um furacão de categoria 5 com efeitos devastadores. Não foi preciso nada disso....

Sofocleto, dê-se ao trabalho de avaliar os "merdia", faz muito bem, são mesmo m..., mas seja justo, e veja a "merdia" no seu global, de vários pontos de vista. Não os avalie ou critique do seu ponto de vista, aquele que lhe interessa particularmente. Não seja parcial ....

Baphomet disse...

A "merdia" cheira há muito tempo muito mal, independentemente do ponto de vista. É "merdia" e basta !
Mau, mesmo mau é só notar o cheiro quando esse nos é favorável e inalar com prazer o mesmo pivete quando esse nos é favorável.

Sofocleto disse...

Baphomet,

1 - porque é que você não se interroga no seu Blogue porque é que um país como o Irão, que nada literalmente em petróleo diz constantemente que quer ter o direito a explorar a dispendiosa e arriscada energia nuclear para produzir energia

Obviamente que o Irão quer ter armas nucleares. E porque não as há-de ter? Se Israel as tem às centenas e o Paquistão (grande aliado americano) também? O Irão está ameaçado. Não está a ameaçar. Se o irão atacasse alguém (com armamento nuclear), seria imediatamente obliterado. O Irão quer ter a capacidade de resposta. É tão simples como isto.


2 - Se os "merdia" são tão maus, porque é que os "merdia" falaram tanto da performance do Stephen Colbert, e quase nenhum falou duma interessante entrevista do Stephen Colbert ao 60m ?

Que entrevista foi essa e o que é que foi lá referido? É que eu tenho gravados dois anos de Daily Show. Tenho uma ideia muito razoável do pensamento de Stephen Colbert.


3 - porque é que o Sofocleto não nos oferece essa entrevista do Colbert, em especial os últimos 5 minutos, onde ele diz que é um cómico, e onde explica que não é para ser levado a sério, e onde confessa que não deixa o filho ver os seus programas pois teme que o filho o deixasse de levar a sério

Você não sabe o que é ironia?


4 - Porque é que hoje os "merdia" são tão maus, mas a quando do Katrina em New Orleans o Sofocleto não reparou no trabalho de trampa dos mesmos "merdia" ?

Reparei, reparei. E até reparei no trabalho do governo americano e do FEMA. Há muito a dizer sobre isso.


5 - Não os avalie [os media] ou critique do seu ponto de vista, aquele que lhe interessa particularmente. Não seja parcial

Julgo não estar a ser parcial. É necessário compreender que os «media» estão nas mãos de seis grandes conglomerados, que possuem também as indústrias da defesa norte-americanas. Daí a manipulação, o embuste, a mentira e o silêncio. Que você não percebe.

Baphomet disse...

«Você não sabe o que é ironia?»

Penso que lhe perguntei quase isto quando aqui há 2 semanas esteve tão entusiasmado com o Colbert.

Penso que seria justo que incluisse agora no seu blogue uma entrevista dele num tom diferente da personagem que o Colbert genialmente representa.

Porque me parece que eu pelo menos, ao contrário de si, sei exactamente o que é o Stewart ou o Colbert, por quem tenho uma trementa admiração, não me canso de dizer que juntos eram o melhor talk-show jamais inventado. E acredite, eu próprio ria-me imenso a ver os programas, divertia-me a sério. E continuo a achar que apesar de tudo, aquilo que o Colbert fez há dias foi incrivel, inacraditável, duma coragem excepcional. De génio ! Fabuloso ! Mas também reafirmo, que isto só é possivel nos EUA, em mais nenhum país do mundo poderemos ver algo de igual ! E é por isso que admiro tanto a América !

Sofocleto disse...

«Mas também reafirmo, que isto só é possível nos EUA, em mais nenhum país do mundo poderemos ver algo de igual ! E é por isso que admiro tanto a América !»

Mas você não viu isto na América. Viu isto num blog (se calhar no meu). Porque isto não passou na América. Só dois jornais americanos se lhe referiram alguns dias depois. Cá, nenhum!

Você ainda não compreendeu a diferença entre a censura «hard» e a censura «soft». Na «hard», de há 50 anos atrás, os autores eram presos e torturados. Na «soft», de hoje, a informação, é, pura e simplesmente, silenciada, ou é deformada, ou é embrulhada ou é diluída. Aconselho-o a ler umas coisas sobre propaganda e desinformação. Vai ver que essa admiração pela «democracia» americana evapora-se num ápice. Excepto no que concerne à propaganda. Aí ninguém pode esconder a sua admiração.

Baphomet disse...

«Mas você não viu isto na América. Viu isto num blog (se calhar no meu). Porque isto não passou na América. Só dois jornais americanos se lhe referiram alguns dias depois. Cá, nenhum!»

Está enganado. Está enganado, eu vi a própria reportagem no próprio dia. É normal, tal como você, não estou preso aos normais circuitos mediáticos. Li que houve uma especie de censura que a reportagem não passou, mas quando pesquisei no google news, encontrei milhares de referências ao facto. Que não tenha passado nas principais televisões, acho normal, pois desde o primeiro momento, ao contrário de si que apenas vislumbrou inicialmente uma critica divertida ao Bush, eu desde o primeiro visionamento vi uma enorme critica aos mainstream mediático. Aquilo que eu percebi é que Colbert criticava muito mais os media do que propriamente o Bush. Nos regimes democráticos em que vivemos, todos somos bons e maus, todos somos lideres ou mediocres. Todos podemos eventualmente cometer um erro ao eleger alguem. É um risco das democracia. O que já não é aceitável é haver um erro colectivo, da parte dos media, por exemplo. E era sobre isso que Colbert brincava.
Mas você na altura não percebeu isso. E curiosamente desde ontem resolveu atacar finalmente os media. Mas infelizmente voltasse a enganar. Os media são eventualmente maus, mas não tem nada a haver com essas conspirações que defende. São maus simplesmente ! Já entrou nalguma redacção dum jornal em Portugal ? Já assistiu a algum julgamento normal em Portugal ? Se não teve essas oportunidades, também não exprimente. O cenário é deprimente de tanto mediocre.

Baphomet disse...

«Mas você não viu isto na América. Viu isto num blog (se calhar no meu). Porque isto não passou na América. Só dois jornais americanos se lhe referiram alguns dias depois. Cá, nenhum!»

Já agora, apesar de ter visto a reportagem no próprio dia, mesmo supondo que não tivesse visto, mesmo supondo que só soube dela por causa do seu blogue, ou seja, supondo que Viu isto num blog (se calhar no meu), Sofocleto, apesar disso tudo, mesmo assim veria pela primeira vez a história na América! O Blogger é da Google Inc, o seu Blogue está alojado na América ! :-)
Mais propriamente no Amphitheatre Parkway, 600, na cidade de Mountain View, na Califórnia. :-) É a beleza americana em todo o seu esplendor !!!

xatoo disse...

Baphomet disse:
"aquilo que o Colbert fez há dias foi incrivel, inacraditável, duma coragem excepcional. De génio ! Fabuloso ! Mas também reafirmo, que isto só é possivel nos EUA, em mais nenhum país do mundo"
Sim!
e em termos práticos, em que é que isso contribuiu para mudar fosse o que quer que fosse?

Biranta disse...

Gabo-lhe a paciência, amigo Sofocleto...
Você gosta de jogar conversa fora!
Por acaso imagina que nesse baphomet (até o nome arrepia) existe um pingo de boa-fé?
Isto faz parte duma estratégia de manipulação e, meu amigo, se você continuar a "dar corda", acabará por se arrepender.
Nesta questão não interessa nada o seu "espírito esclarecido e avisado", porque a manipulação não se destina a si, nem a mim, nem a xatoo, nem a escrevi, nem a etc.
Pense nisso, porque estão a chular o seu civismo, com o objectivo de o enforcar com "a corda" que você vai dando.
Defenda o seu espaço e o nosso direito a tratamento igual para a divulgação destas "suas" informações e opiniões... Se as suas opiniões e estas informações que aqui escreve não passam nos OCS, porque é que você dá tanto espaço a estes disparates, absurdos, de que todos estamos cansados e que já enojam?
Em vez de deixá-lo abusar do seu espaço, tentando manipular os seus leitores, porque é que o meu amigo não "desafia" o tal baphomet disponibilizando-se para só debater, com ele e connosco, em público, na televisão por exemplo, estas questões?
Não vá nisso! Ele só está interessado em reduzir o impacto das suas denúncias, em manipular os seus leitores, e está a consegui-lo, porque o meu amigo consente e colabora...

Baphomet disse...

«e em termos práticos, em que é que isso contribuiu para mudar fosse o que quer que fosse?»

Absolutamente nada. Mas nao fui eu que fiquei entusiasmado com o Colbert ... A mim só me fez rir. Não fiz leituras politicas.

silvio disse...

A carta tem 4 páginas, os média só revelaram algumas partes, as que lhes convinha, obviamente.
Pois já sabemos quem é que os média querem fazer de "mau da fita".

abraço

silvio disse...

E o falso video que o Pentágono decidiu revelar agora, sobre o suposto boeing??
vejam no meu blog, as imagens
:-))

silvio disse...

Na carta, de acordo com algumas revistas que vi, dizem que ele tentou ter alguns acordos com Bush, mas que Bush nunca aceitou (pois Bush que a guerra), e ele ainda convidou Bush a abraçar a religião. E ainda eprguntou a Bush como é possível "intitular-se" cristão e invadir países como o Iraque matando inocentes..