terça-feira, junho 20, 2006

45% dos Nova-Iorquinos acredita no envolvimento do governo no 11 de Setembro de 2001



Sondagem levada a cabo pela Zogby International de 28 a 29 de Novembro de 2005 na área metropolitana de Nova Iorque sobre os acontecimentos do 11 de Setembro de 2001. A amostra consta de 605 entrevistas com cerca de 14 perguntas. A percentagem da margem de erro é de mais ou menos 4.1%. Seguem-se três das mais interessantes questões:


6 – Há quem defenda que alguns funcionários governamentais americanos sabiam antecipadamente que atentados tinham sido planeados para 11 de Setembro de 2001, e que falharam deliberadamente na resposta a dar. Concorda ou discorda?

Concorda - 45%
Discorda - 39%
Não sabe - 16%


7 – Há quem defenda que 19 árabes não podiam ter levado a cabo os atentados terroristas do 11 de Setembro sozinhos, que alguns funcionários governamentais e outros cidadãos estiveram activamente envolvidos. Concorda ou discorda?

Concorda - 30%
Discorda - 56%
Não sabe - 14%


8 – Como é que considera que os meios de comunicação trataram os acontecimentos do 11 de Setembro? Não acredita em nada do que disseram, pensa que a maior parte é desinformação, pensa que é metade desinformação metade verdade, ou pensa que é tudo verdade?

Não acredita em nada - 6%
A maior parte é desinformação - 6%
É metade desinformação metade verdade – 42%
A maior parte é verdade - 37%
É tudo verdade - 6%
Não sabe - 4%


Conclusão:

Não obstante barragens sucessivas de mentira e desinformação por parte dos media, a verdade vai emergindo paulatinamente.

34 comentários:

Fragil disse...

Será que temos um novo julgamento de Nuremberga à vista? Com Cheney no lugar de Goering, Rumsfeld no lugar de Himmler, Wolfowitz no lugar de Speer, Condoleezza Rice no lugar de Ribbentrop e Bush a chorar ao colo da mamã?

early misty disse...

SOFOCLETO,

Além desta, há uma sondagem a nivel nacional mais recente (Maio 2006), tambem efectuada pela Zogby, em que 42% dos Americanos adultos acham que houve uma cover-up e 45% exigem uma nova investigação.


http://www.911truth.org/article.php?story=20060522022041421


http://www.911truth.org/images/911TruthZogbyPollFinalReport.htm

Cumprimentos.

karl Marx disse...

Talves os americanos não sejam tão estúpidos como se diz.

escrevi disse...

Eu também penso que os americanos começam a abrir os olhos.
Esperemos que não o façam tarde demais.

Sofocleto disse...

Obrigado early misty

Nesta questão da nova sondagem é manifesto como os media americanos estão completamente controlados:

25. World Trade Center Building 7 is the 47-story skyscraper that was not hit by any planes during the September 11th attacks, but still totally collapsed later the same day. This collapse was not investigated by the 9/11 Commission. Are you aware of this skyscraper's collapse, and if so do you believe that the Commission should have also investigated it? Or do you believe that the Commission was right to only investigate the collapse of the buildings which were directly hit by airplanes?

I am not aware of World Trade Center Building 7's collapse - 43%

Dasse disse...

56% dos americanos não pensa que alguns funcionários governamentais e outros cidadãos estiveram activamente envolvidos nos atentados terroristas.

Talvez a maioria dos americanos não sejam tão estúpidos como se diz. Ou como alguns aqui querem fazer crer...

ypsylony disse...

os americanos andam a iniciar o processo de "destupidificaçao"

Passem la por casa

http://regressodezaratustra.blogspot.com/

a.castro disse...

A verdade vai emergindo paulatinamente... Ainda não passou tempo suficiente para que a História revele que os "conspiracionistas" têm razão. E não é preciso "sair" dos Estados Unidos" para perceber quem fez o quê e para quê. A maioria do povo americano já percebeu...

Arrebenta disse...

Péssima noite...

dasse disse...

100 – O que é que acha dos "artigos" postados neste blogue?

Não acredita em nada do que dizem, pensa que a maior parte é desinformação, pensa que é metade desinformação metade verdade, ou pensa que é tudo verdade?

Não acredita em nada - 90%
A maior parte é desinformação - 9%
É metade desinformação metade verdade – 1%
A maior parte é verdade - 0%
É tudo verdade - 0%
Não sabe - 0%

carlos paiva disse...

Se a América não fosse uma democracia nunca permitiriam sondagens deste tipo. Gostava de ver isto ser feito na China ou no Irão.

Um Homem das Cidades disse...

Isso dos EUA serem uma democracia deve ser para rir...

joshua disse...

Oh dasse (dido) e Paiva, não há pior cego que o não quer ver.
Quem está mal muda-se, não leiam porque podem acordar.
Todas as decisões são baseadas em um de 2 sentimentos o amor ou o medo, vocês já escolheram o medo mas eu amo-vos à mesma.

carlos paiva disse...

Joshua, a única coisa que receamos é o seu "amor". Das suas opiniões ainda nos podemos rir.

Peter disse...

«Isso dos EUA serem uma democracia deve ser para rir... »

Homem das cidades ou homem das cavernas? Chegaste hoje da Albânia labrego. Que sabes tu da América ou de democracia? Quem é que livrou a Europa do nazismo?

augustoM disse...

A verdade é como um sumarino que tem dificuldade em se libertar do lastro.
Um abraço. Augusto

early misty disse...

joshua e peter,

O que é que têm contra as sondagens?
O que é que têm contra as opiniões das pessoas?
Acreditam na teoria oficial do 11 de Setembro, sem nenhuma duvida?

Biranta disse...

Gostei deste post e dos comentários! A sério! Gostei mesmo. É que podia estar a dizer baboseiras como alguns outros comentadores...
O curioso, nesta questão (é sempre assim, só o labregos não aprendem) é que essa escumalha de bandidos tem tudo "planeado", programado, estudado... até a forma como as pessoas DEVEM reagir e actuar...
O pior é quando as pessoas decidem pensar pela sua própria cabeça, ver as coisas como elas são e não como "eles" querem que as vejam. Aí a "coisa" complica-se. Calma! Ainda não chegamos a esse ponto mas está quase.
"Eles" t~em tudo estudado, decidido, até a forma como "nós" devemos reagir e actuar... em democracia (sim porque são eles, e só eles, que têm legitimidade para decidir isso). Até porque a democracia lhes pertence, só eles podem decidir... O pior é quando as pessoas decidem assumir-se como pessoas e não como coisas manipuláveis e controláveis... nem que seja usando e abusando as regras da democracia.
Reparem como os provocadores de serviço nos dão lições de raciocínio, de princípios, de gratidão (e que raciocínio, que princípios, que gratidão). O papel deles é "dar lições" impor conclusões, pensar por nós, decidir por nós...
Lembram-se dum comentário que ficou aí para trás, sobre um comentário meu? Também era assim. O marmanjo achava que podia me ditar comportamentos e critérios. Claro! Se as coisas correrem segundo as sua previsões e planos, não há sobressaltos... porque a nossa forma de actuar estará sempre condicionada e neutralizada pelas regras de democracia que eles acham que lhes devemos aplicar, independentemente de estarmos a "dar pérolas a porcos", ou a "poupar o inimigo para lhe morrer nas mãos". Eles têm tudo previsto! O pior é quando a gente decide assumir as nossas "competências" e legitimidade...
É assim também com "as teorias da conspiração"... Mas isato é apenas o começo, o início do descalabro, inevitável, dos conspiradores e seus lacaios.
Eu só ainda não percebi porque é que essa gente continua a vir para aqui ganir e dizer asneiras, tentando impor raciocíniuos e lógicas absurdos....
Se "Dasse" (e os outros) não acreditam em nada do que aqui se diz, porque é que lêem e comentam?
Eu não perco tempo a ler o que eles escrevem ou dizem, nos OCS... ou noutro sítio qualquer.
Esta gente, para além de estúpida, também é masoquista!
Alén disso estão a perder tempo, porque não convencem ninguém, não cumprem o seu papel, não são eficientes... Falhados!

Biranta disse...

Desculpem queria dizer: não percebi por que é que essa gente continua a vir aqui ganir...

Um Homem das Cidades disse...

Obrigado Peter, o que eu pretendia era exactamente provocar essa reacção de medo.
A verdade começa inevitavelmente a criar o pânico...

(Quando quiser conversar sobre a Albânia, EUA ou qualquer outro país ou assunto, terei o maior prazer. Gosto sempre de trocar ideias com os jovens)

peter disse...

“A verdade começa inevitavelmente a criar o pânico...”

Pois começa embora já se saiba muita coisa. Na Albânia se alguém entrasse no país com uma garrafa de Coca-Cola era preso. Na China a revolução”cultural” matou milhões. Estaline matou 50 milhões de soviéticos na “modernização do país. Na Roménia foi o que se viu e a Coreia do Norte é o que se vê – milhões a morrer à fome.
Durante esse tempo afluíram milhões de pessoas aos Estados Unidos à procura de uma vida melhor.

Estás ainda agarrado aos velhos paradoxos que infernizaram a vida de milhões. Tens alguma coisa a dizer anacrónico?

Um Homem das Cidades disse...

Obrigado pelas suas informações e pela sua simpatia, Peter.
Desconhecia isso que me disse desses países. Começo a hesitar em ir passar férias à Albânia. Afinal talvez os EUA sejam uma democracia...O seu poder argumentativo é esmagador, Peter. Só uma dúvida amigo Peter, qual desses países que citou atirou com bombas atómicas contra populações civis inocentes? Não pode ter sido uma «democracia» a decidir isso pois não? Claro que não! Seria impensável que a maioria de um povo decidisse chacinar milhares de inocentes...

Peter disse...

"Obrigado pelas suas informações"

Não tens nada que agradecer pacóvio. As bombas atómicas que os EUA lançaram no Japão foram decisivas para terminar uma guerra que poderia ter custos humanos incomensuravelmente maiores. Mas mesmo essas vítimas estão a anos-luz dos genocídios operados por Estaline, Mao ou Pol Pot.

Convém não esquecer que foram os americanos que livraram a Europa de Hitler e que impediram a entrada do exterminador Estaline na parte ocidental, para desespero das populações que viviam na parte oriental da Europa.

Diz lá pacóvio, porque é que não vais passar as férias à Coreia do Norte?

early misty disse...

Peter, sobre o 11 de setembro, acreditas na teoria oficial dos acontecimentos?

Não achas que estas 40 principais razões para duvidar da história oficial exigem uma nova investigação?

http://www.911truth.org/article.php?story=20041221155307646

Esquece essa treta esquerda/direita, bem/mal, anti/pró. Há factos que carecem de explicação e os factos não têm conotações políticas nem moralismos subjacentes, são factos.

Peter disse...

“os factos não têm conotações políticas”

As atrocidades cometidas nos países comunistas são factos e têm conotações políticas muito fortes. Não são tretas.

Quanto ao 11 de Setembro penso que devia ser investigado novamente sem esconder as asneiras ou as aldrabices que possam ter sido cometidas. Este clima de suspeição não é bom para a América nem para o mundo. Se houve incompetência e mentiras para a tentar esconder, e eu estou convencido que houve, então que os responsáveis sejam julgados.

Um Homem das Cidades disse...

Obrigado, Peter. Realmente teria sido muito pior a morte de soldados americanos na continuação de uma guerra completamente ganha do que o assassinato de muitas centenas de milhares de inocentes míseros amarelos através de efeitos nucleares directos e indirectos ao longo de décadas.
Eu pensava que quem tinha ganho a guerra aos nazis tinha sido o «exterminador» Estaline, porque quando os EUA chegaram à Europa em 1944 já os alemães recuavam perante os exércitos do «exterminador» desde Stalinegrado em 1943...
Iria passar férias à Coreia do Norte mas receio que lá não haja Coca-Cola, como o Peter me disse que não havia na Albânia, é que não consigo estar mais de 2 dias sem beber uma... .
Gosto do seu nick, «Peter» é bastante anglo-saxónico e recorda-me os filmes de índios e cowboys de quando eu era miúdo como você...Divertíamo-nos imenso a fazer de cowboys porque ganhavamos sempre aos índios, por isso o único que aceitava fazer de índio lá na rua era o Zé Manel que tinha dificuldades de compreensão e não se importava de perder. Felizmente que hoje em dia essa corja dos índios, que só atrapalharam a conquista do Oeste, estão todos engavetados em reservas e já não fazem mal aos bisontes. Só me chateia é que aqui há tempos vi um numa foto a beber uma Coca-Cola...Deviam dar-lhes era mijo!

Peter disse...

Homem das Berças

Duas calinadas:

a) Morreram cerca de 100 mil pessoas em Hiroxima e 80 mil em Nagasaki com as bombas atómicas. Como o Japão não se ia render, quantas vidas americanas e japonesas se teriam perdido se a América tem invadido o Japão de forma clássica, com boambardeamentos convencionais e combates cidade a cidade e casa a casa?

b) Quem ganhou a guerra aos nazis foram os aliados dos quais fazia parte o exterminador Estaline que se fartou de receber ajuda americana. Sem esta ajuda material o exterminador provavelmente teria sido exterminado por Hitler o que teria sido preferível para o povo russo. Não vamos esquecer os 50 milhões de russos que morreram às mãos do exterminador.

Tratas-me por "miúdo" porque mentalmente deves ter uns noventa anos. Além de pacóvio e comunista estás chéché. Bebe mais Coca-Cola, pode ser que te retarde a degenerescência mental. Confessa lá, tu chamas-te Zé Manel não é?

Um Homem das Cidades disse...

Obrigado, mais uma vez, pela simpatia e educação, rapazola.
Nos números das vítimas da barbárie atómica perpretada pela democracia americana esqueceste-te dos milhares resultantes dos efeitos das bombas ao longo de décadas. Este foi sem dúvida o maior crime contra a humanidade jamais cometido mas, como foram os EUA, ninguém fala do exterminador Truman que deveria ter sido também julgado em Nuremberga.
Espero que continues a comentar neste Blog porque quero audiência e porque gosto do teu nick anglo-saxónico.

Peter disse...

"foi sem dúvida o maior crime contra a humanidade jamais cometido"

Mesmo que tivessem morrido cinco vezes mais japoneses pelo efeito da radiação mesmo assim seriam menos dos que morreriam na continuação dos combates se a guerra tem continuado.

E os 50 milhões de russos que Estaline matou nos Gulags? E os 70 milhões de chineses que Mao assassinou? E os mais de dois milhões que Pol Pot eliminou no Camboja? Estás um bocado fora da realidade Homem das Berças. Se tivesses um pingo de inteligência ficavas calado.

Um Homem das Cidades disse...

Trato-te por miúdo, Peter, não por ter 90 anos mas pela forma ordinária como escreves. Só um miúdo não consegue defender as suas ideias sem insultos. Eu não te insultei mas se quiseres continuar com os insultos estás à vontade...Afinal é próprio da idade...

Peter disse...

"Só um miúdo não consegue defender as suas ideias sem insultos"

Que palavras tão sábias venerando "senhor". Além dos "insultos" também te apresentei muitos factos a que não soubeste, não quiseste ou não pudeste responder. Assumes posições "paternalistas" para fugir às questões e não acrescentaste nada de substantivo. Nem tal seria possível, pois não respeitável decano? Talvez seja mesmo da idade...

Biranta disse...

Este "peter" é louco!
Lá porque tu, oh bandalho, és um reles lacaio dos facínoras que se apoderaram da administração americana e governam o Mundo, mais ninguéwm aqui, que eu saiba, está comprometido com facínoras (ou chacinas) semelhantes.
És mesmo um reles lacaio, nem aspecto de gente devias ter, para não andares por aí disfarçado, a enganar as pessoas.
Por que raio de carga d'água é que tu, oh palerma, atrasado mental, em face da denúncia das atrocidades dos facínoras a quem lambes o cu, invocas uma série doutras atrocidades doutros facínoras iguais (admitindo que o que dizes não seja, principamente, resultado da campanha de desinformação e propaganda) ou invocas países e nomes de gajos que povoam os teus pesadelos?
O que é que nós, aqui, temos a ver com as tuas paranóias? Isso é para insultar? Ou pensarás que, com tão reles "argumentos", nos vais amedrontar e auto-inibir, convencer a não dizermos o que pensamos, a abdicar dos nossos direitos? É que isso só é insulto na tua cabeça...
Já sei, como tu só funcionas com um dono, achas, na tua reles tacanhez, que toda a gente tem de ter dono!
Vai-te curar!
Não vês a reles figura que fazes? Ainda por cima não convences ninguém; falhado!
Ou será que te pagam à palavra e por isso tens de escrever muito, nem que seja disparate?
Não percebo!
Também tenho direito, pá! Tu também não percebes nada do que aqui se passa. Não percebes nada de como funciona a cabeça das pessoas (eu disse: das pessoas!) Mas olha que eu não vou lá ao "up...não sei quê" exibir a minhas dificuldades de entendimento... o que é que raio vos incomoda tanto? Não esperavam? Estúpidos! Se o não fossem saberiam que é inevitável... Toda a acção implica, fatalmente, uma reacção condizente; seeempre.

Miguel Bombarda disse...

Rilhafoles, 22 de Junho de 2006

Analisei a última missiva do novo "cliente", o "biranta", como lhe chamam os outros internados.
Sublinhei estes trechos:

"Este "peter" é louco"
"bandalho"
"reles lacaio dos facínoras que se apoderaram da administração americana e governam o Mundo
comprometido com facínoras (ou chacinas)"
"reles lacaio"
"nem aspecto de gente devias ter"
"palerma, atrasado mental"
"os facínoras a quem lambes o cu
as tuas paranóias"

"Isso é para insultar?"

"tua reles tacanhez"

"Vai-te curar!"

"a reles figura que fazes"
"não convences ninguém; falhado!"
"pagam(-te) à palavra"
"não percebes nada do que aqui se passa"
"Estúpidos"

Parece-me um caso claro de síndrome de Tourette, embora por vezes roce a ezquizofrenia, o comportamento de borderline, ou a mania da perseguição.
Parece um tipo afável quando confrontado pessoalmente, mas quando o deixamos a sós com o seu computador torna-se extremamente agressivo e anti-sociável. Inventa personalidades e adora dois deuses, um tal de Socleto e um tal de Anacleto.
Tem dificuldades em escrever a letra "W". Tivemos de o amarrar com uma camisa de forças no outro dia, porque no refeitório destruiu as toalhas de mesa... Estranho, eram umas toalhas tão bonitas às riscas brancas e vermelhas com umas estrelas em fundo azul!
Torna-se muito dócil quando passamos na televisão imagens do 11 de Setembro e diz que os desenhos animados preferidos dele passam na Al-Jazeera (de facto, ri-se muito quando passam as alocuções de um senhor magrito de longas barbas e turbante na cabeça).

Em termos clínicos é um caso muito intrigante, até porque está continuamente a falar com um telemóvel de plástico em inglês com um tal de "Mr. Moore"...
Vamos ver a este onde o pomos.

PS: outro dia quando na TV estava a passar os desenhos animados do "Bocas" destruiu a televisão quando passava o genérico inicial...

Biranta disse...

Agradeço o diagnóstico! Assim já se fica a saber as designações clínicas dos males que vocês padecem... Além de percebermos, também, os motivos dos vossos desequilíbrios mentais... É deformação profissional: a lidar com loucos, adquirem-lhes os hábitos, que repetem como reflexos condicionados... quais animais amestrados!
Não te habitues porque não vou continuar a alimentar com que exercites a tua loucura.
Apanhaste-me "de maré", mas não volta a acontecer!