quarta-feira, abril 25, 2007

Guerra ao Terrorismo - um êxito que ainda não aconteceu

Jon Stewart, do Daily Show, traz-nos novidades na guerra global dos EUA contra o terrorismo. Num curto clip, Frances Townsend, responsável pela segurança interna nos EUA, aborda na CNN o sucesso da política americana.

Stewart: Recentemente, os EUA atacaram células da Al-Qaeda na Somália. Caramba, voltámos à Somália, um país tão pobre que até faz angariações de fundos na Etiópia.


CNN: Em Setembro de 2001 o presidente disse “Mortos ou vivos, havemos de os apanhar”. Mas isso não aconteceu. Sei que houve alguns êxitos na guerra ao terrorismo, mas isto foi um falhanço.

Frances Townsend: Talvez seja um êxito que ainda não aconteceu.


Vídeo – 2:20m

DS - Um êxito que ainda não aconteceu

Add to My Profile | More Videos

10 comentários:

a.castro disse...

"Guerra ao Terrorismo - um êxito que ainda não aconteceu"
Diogo, obrigado pelo comentário com vídeo (igual ao seu post). Gostei! Está "demais"!!!
Abraço.

Pelé disse...

A primeira música para anunciar a guerra do terrorismo pareceu-me bastante mais apropriada. Osama que se cuide.

cond ou leeza disse...

Mudança estratégica de assunto...
Já que a história do coreano e de um bando de marines armados (que mais ninguém viu) à solta numa universidade na Virginia não pegou pode-se sempre voltar à guerra do Iraque...
É justo e (quase) parece lógico, como dizia um "anónimo" só não v~e quem não quer...

xatoo disse...

o 25 de Abril no país do cavaco:
Estão 10 pessoas detidas por se manifestarem na via pública na 1ª DIVISÃO da PSP - TAIPAS Rua Gomes Freire, nº. 92

Carlinhos Medeiros disse...

A guerra ao terrorismo só vai surtir efeito, quando as nações pararem de humilhar e subjugar às outras. Só vai se acabar, se e é esse o propósito da guerra, quando Bush e seus aliados pararem de oprimir os povos. O terrorismo só existe de fato, porque existe a política intervencionista estadunidense. Enquanto houver um reprimido e humilhado, haverá terrorismo, pois é a única forma de se lutar contra os poderosos escravistas. Sabemos que as guerrilhas do oriente foram treinadas pelos EUA para combater a expansão da URSS no Afeganistão, portanto, é como a indústria da seca aqui no Nordeste do Brasil: não pode se acabar porque senão, se acabam os maus políticos. Os verdadeiros terroristas estão soltos e cometendo seus genocídios: Os EUA e os Israelitas. O Papa diz que vai 'amaldiçoar' os médicos que atentarem contra à vida nas clínicas de aborto, lei recentemente aprovada em Portugal e no México. Porque não amaldiçoa Bush, o maior genocida do século XXI?

Diogo disse...

Medeiros,

Não há nenhuma guerra ao terrorismo. O terrorismo não passa de um espantalho criado pelos neoconservadores para levarem a cabo uma política de conquista de matérias primas esseciais:

Osama Bin Laden - o fantasma da Propaganda e da Desinformação - Texto de de Michel Chossudovsky, professor de Economia na Universidade de Ottawa:

Os arquitectos militares do Pentágono estão perfeitamente conscientes do papel central da propaganda de guerra. Engendrada pelo Pentágono, pelo Departamento de Estado e pela CIA, já foi lançada uma Campanha de medo e desinformação [fear and disinformation campaign (FDC)] . A distorção grosseira da verdade e a manipulação sistemática de todas as fontes de informação constituem uma parte integral da estratégia de guerra.

calamar de la isla disse...

Caro Carlinhos,

Boa composição. O mestre-escola Lula, de certo que vai gostar. Era tão bom que o mundo fosse assim como o pinta, não era? É que depois daquilo que propõe para o quadro ser perfeito só faltaria mesmo a "ordem e progresso" ao seu Brasil. Ah, mas eu já me esquecia também isso é culpa dos estadunidenses, dos israelitas e do papa...

Kristol & kristol, lda. disse...

Diogo dixit:

"O terrorismo não passa de um espantalho criado pelos neoconservadores"

Bravo! Quando a coisa já não podia ser mais descabelada, eis que este blog me volta a surpreender.

xatoo disse...

É verdade óh tu que usas um nick admirador do neocon William Kristol, tu é que não nos consegues surpreender:
a frase "O terrorismo não passa de um espantalho criado pelos neoconservadores" está certa.Certíssima!
O verdadeiro atentado que "inspirou", digamos assim, o 11/9 (que deu a deixa ao Bush da "war against terror") foi o ataque feito com um carro armadilhado que explodiu nas caves do WTC em 1993.
No dizer de uma testemunha "It felt like an airplane hit the building"
Como os neocons não primam nem pela inteligência nem pela originalidade (basta aferir o seu parco comentário, caro Kristol) foi só copiar e adaptar a dica de Bruce Pomper
Ora vê lá aqui, pela letrinha insuspeita da BBC,,,

billy kristol disse...

Caro Xatoo,

Nunca ninguém lhe disse que consegue ser irrestivelmente chato?
(nb.: óh é uma interjeição [de espanto...], e não necessita de qualquer acento; o meu caro amigo queria usar o vocativo e esse escreve-se "ó", como em: "ó meu granda chato!")