quarta-feira, novembro 28, 2007

Governo mal informado ou desGoverno mal amanhado?

Como é sabido, o apoio destes três cavalheiros ao aeroporto da Ota tem sido incondicional.



Expresso - 12.05.2007: «A NAER, empresa que lidera o projecto do novo aeroporto na Ota, recebeu instruções precisas do primeiro-ministro, José Sócrates, para que seja lançado, no Verão, o concurso para selecção do consórcio que liderará o processo de construção e a exploração do aeroporto da Ota.»

Expresso - 09.06.2007: «Mário Lino anuncia segunda-feira, na Assembleia da República, a abertura em Outubro do concurso internacional para a construção do novo aeroporto. O Governo decidiu acelerar o procedimento, inicialmente previsto para o final do ano, por forma a não alimentar mais dúvidas sobre a opção pela Ota.»

Público - 27.03.2007: «Teixeira dos Santos referiu que "está claramente reconhecido que o aeroporto de Lisboa já dá sinais de esgotamento da sua capacidade" e que "os estudos técnicos apontam como a localização adequada a Ota".»



Mas eis que, hoje, 28 de Novembro de 2007, a opção Portela + Montijo saltou para as primeiras páginas de toda a comunicação social:

TSF Online: «O estudo encomendado pela Associação Comercial do Porto sobre a localização do novo aeroporto de Lisboa defende a opção Portela + Montijo como solução ideal. Os técnicos da Universidade Católica apontam para uma poupança de cerca de dois mil milhões de euros



Público: «Um estudo encomendado pela ACP à Universidade Católica incide na análise económica e defende manutenção da Portela, apoiado por uma base low cost na margem esquerda



Jornal de Negócios: «A opção "Portela+1", em que o aeroporto adicional fica situado no Montijo, permite um benefício líquido de cerca de dois mil milhões de euros em relação à opção pela Ota»



Agência Financeira: «O estudo que avalia economicamente o mérito da alternativa à OTA, considerando a construção de um segundo aeroporto de Lisboa, que foi divulgado esta terça-feira pela Associação Comercial do Porto (ACP), revela que, na hipótese de não abandono da Portela, mais de 3,6 mil milhões de euros separam a pior e melhor opção. Ou seja, OTA e «Portela+1», com localização no Montijo».



Em suma

Será que os media portugueses só agora acordaram para o facto de que o aeroporto da Portela está positivamente às moscas durante todo o dia, excepto nas duas horas (7h às 8h e das 17 às 18h) em que a TAP faz coincidir chegadas e partidas em faixas horárias coincidentes, para potenciar os voos de ligação entre diversos destinos? Os slots disponíveis na Portela:



Assim sendo, por que se afadigam os senhores governantes num novo e desnecessário aeroporto de Lisboa, no valor de vários milhares de milhões de contos? Será que outros valores mais "baixos" se alevantam? Ou como diz Miguel Sousa Tavares (Expresso 07/01/2006) sobre os projectos da Ota e do TGV - "Lá dentro, no «inner circle» do poder - político, económico, financeiro, há grandes jogadas feitas na sombra, como nas salas reservadas dos casinos."


Quid Bono, senhores governantes? Faites vos jeux!

13 comentários:

Castanheira disse...

Parece um movimento em dominó. Esta notícia está no jornal Público de hoje:

PSD diz que é tempo acabar com "teimosia" e estudar opção Portela+1.

Jorge Costa saudou ainda "mais este contributo da sociedade civil" sobre a localização do novo aeroporto de Lisboa. "Era um papel que cabia ao Governo, que devia ter analisado bem todas as hipóteses", acrescentou, lamentando que "só com a pressão da opinião pública o executivo socialistas tenha aberto a possibilidade de fazer estudos complementares".

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1312141&idCanal=12

Seixas disse...

Todas as grandes metrópoles inseridas em grandes áreas demográficas têm mais de um aeroporto. Não vamos equiparar Lisboa a Londres, cuja área populacional é superior à de Portugal e tem cinco aeroportos em pleno actividade, mais outros de menor importância, mas só um aeroporto para a área de Lisboa parece realmente uma pobreza.

a.castro disse...

Ao ler, atento, este post
Despertou-me a emoção
Por não ter sido escolhido
Sinto tristeza e decepção.
I’m joking
.
Amigo Diogo, agradeço o teu comentário feito no meu post "Vigarice". Conforme já comentei algures, o teu blog é o melhor de todos que constam da lista dos meus links de blogs.
O meu post tratou apenas de denunciar uma vigarice feita pela titular do blog Abafos & Desabafos.

xatoo disse...

Sócrates, Cavaco e a corja do PSD são meros funcionários de interesses financeiros de companhias estrangeiras. De nenhum deles se pode esperar qualquer acção pela defesa "nacional". Qual é o significado de "nacional" nos tempos que correm?
A única coisa de "nacional" que sobra são os (des)ordenados, proventos e mordomias deles.

contradicoes disse...

Venham mais alternativas
ao aeroporto da OTA
vão ser também preteridas
isso a eles pouco importa

Os compromissos assumidos
nos bastidores da política
pelos os que são corrompidos
no negócio que isso implica

Podemos continuar a reclamar
usando todos os meios
ninguém os fará parar
têm de receber os dinheiros

Daqueles que vão engordar
com obras desta dimensão
muita gente aqui vai buscar
a sua óbvia compensação

Haja ou não recursos
para o País suportar
todos os enormes custos
que esta obra vai custar

Ashera disse...

Em poema do "contradiçoes"
Que bonito é:
Digo mais :

Venham mais cinco
De uma assentada
Que eu pago já
Tragam OTAS

Que os compromissos
Ficam para Barrabás

Já te disseram que vais lucrar
No teu lugar de casa virada pra o ar!
Sejam OTAs
OU sejam Além tejo

Morre, morre, morre, doença!
Eles são bacurus
Beijos aos presentes

Diogo disse...

Os chulos estão renitentes em abrir mão da negociata:

Correio da Manhã - 2007-11-29:

«Aeroporto: fundamental para Força Aérea. Base do Montijo não está disponível.»

«A Base Aérea do Montijo não poderá ser usada para acolher a construção do novo aeroporto de Lisboa, como propõe o estudo da Associação Comercial do Porto (ACP). O ministro da Defesa, Severiano Teixeira, já classificou a base como fundamental “para a Força Aérea e para o País” e, por isso, irá manter-se.»

«A importância estratégica da base aérea, quer para Portugal, quer para a NATO (que recentemente investiu no local), faz com que não possa ser equacionada a sua utilização para outros fins que não sejam militares.»

Diogo disse...

Os chulos querem à viva força meter o Montijo na geveta:

Diário de Notícias - 2007-11-29:

«Portela+Montijo é opção fora do baralho para o Governo»

«O estudo desenvolvido pela Associação Comercial do Porto (ACP), que defende a opção Portela+Montijo, apresentado sexta-feira ao Executivo, irá ficar na gaveta. É que o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) já está a ultimar o estudo comparativo da localização do futuro aeroporto de Lisboa e a análise incide exclusivamente entre a Ota e Alcochete, segundo despacho do Governo, apurou o DN.»

xatoo disse...

O que é grave não é o faz ou não faz, como faz e onde faz - o que é grave é não existir um plano de conjuntoa longo prazo de qual é o modelo económico a seguir. Aliás, o plano existe, mas só eles (PS e PSD) é que o conhecem

Anónimo disse...

Diogo,desculpa o offtopic, mas acho que vais gostar deste artigo:

"It's all about money"
http://www.meteopt.com/climatologia/ha-mesmo-aquecimento-global-1358-5.html#post48897

Anónimo disse...

Não saiu o link. A ver se é desta:

It's all about money

Um biólogo a cagar-se pró resto disse...

No fim disto tudo, só espero que a opção não seja Alcochete.
Os danos ambientais e a perda de biodiversidade seriam, esses sim insuportáveis. Essa nunca será a melhor opção, e para aqueles que não concordam com a localização OTA (da qual não sou grande fã)que se batam por um Portela+1.

Laurentina disse...

Olha e brincar com estes pulhas à roleta russa?! Não?!
Eu ia gostar de ver ...

bj