terça-feira, janeiro 22, 2008

A serenidade latina portuguesa versus a histeria anglo-saxónica perante o Terror da Al-Qaeda


A aparente apatia de Rui Pereira na sua reacção tranquila face à possibilidade da existência de células terroristas (com ligações à Al-Qaeda) em Portugal, contrasta com a atitude neurótica das autoridades americanas face ao Terror. Eis a forma enérgica e determinada como o antigo Procurador Geral dos Estados Unidos, Alberto Gonzales, evitou um atentado contra a Torre Sears de Chicago:

Alberto Gonzales: «Foi reportado que sete homens foram ontem presos em Miami acusados de conspirarem para dar apoio à Al-Qaeda. Estes indivíduos desejavam levar a cabo, e estou a citar, uma guerra em grande escala contra os Estados Unidos

Jon Stewart: «Sete tipos? Estou em crer que para levar a cabo uma guerra em grande escala contra os Estados Unidos são necessárias pelo menos tantas pessoas como as que formam uma equipa de softball


Vídeo legendado em português:

11 comentários:

xatoo disse...

a melhor piada desde sempre que vi sobre "terrorismo" foi aquele video do tio Bin onde ele usava um anel de ouro quando a religião muçulmana o proibe terminantemente

Diogo disse...

Xatoo,

Mas confessa lá que este está excepcional. Cada vez que o vejo vêm-me as lágrimas aos olhos de tanto rir.

Se passassem este vídeo todas as noites na televisão durante uma semana, acabava-se a guerrra ao terrorismo.

Helena Simões disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Helena Simões disse...

ahahahahahaha ... Cambada de palermas. Este filme representa especialmente bem e espécie de «ameaças terroristas» que as televisões nos martelam todos os dias.

carlinhos medeiros disse...

Caro Diogo,
passei para fazer-lhe uma visita de cortesia e aproveito para desejar-lhe votos de estima e consideração, e forças para continuar com a difícil missão de denunciar as falcatruas de Bush e sua trupe criminosa.

Abraços

augustoM disse...

Não se pode abertamente falar de terrorismo. Como todos sabem, os que são, amanhã deixaram de o ser, ou os que não são, podem passar a ser. Tudo depende da etiquetagem que a malandragem esteja a utilizar, por isso, estamos sempre em perigo de difamar o que foi ou o irá ser.
Nestas coisas de terrorismo, é preciso ter muito cuidado com o material pirotécnico.
Um abraço. Augusto

xatoo disse...

É verdade Diogo, tb já me fartei de rir, embora isto não tenha piada nenhuma. Ainda há pouco ouvi ali as velhas do café falarem umas com as outras assustadíssimas "com o terrorismo que agora veio para Portugal"
Tb vim fazer um post sobre isso, mas duvido muito que elas alguma vez o leiam

alf disse...

Estás de morte este video. Este tipo é fantástico, sou fã dele.

As policias usam o terrorismo para mostrar serviço, os politicos para ganharem votos e manterem o povão sossegado. Um povão com medo é do melhor que há porque fica pronto para todos o sacrificiios e obediencias.

é uma técnica muito básica. Como pagar os ordenados com atraso para fazer os trabalhadores pensarem que a situação da empresa está dificil e trabalharem mais e reinvindicarem menos. Terrorismo, religião, aquecimento global, o que é preciso é uma atmosfera de medo para manter os humanos ssossegados.

E começo a desconfiar que estão certos... doutra forma isto pode tornar-se um caos.. e a mim não me enganam, de qualquer maneira...

PintoRibeiro disse...

Pois...

Abraço,

contradicoes disse...

Acabamos por ser repetitivos
nas nossas diversas convicções
quem cria os próprios inimigos
são os políticos aldrabões

O terrorismo foi criado
por duas potencias mundiais
a actual Rússia por um lado
e os EUA no escoamento dos arsenais

Apache disse...

Concordo com o "Contradições" e acrescento, "foi criado" e é alimentado. Quem mais tinha capacidade para o fazer? Quem mais tem poder para acabar com ele de um dia para o outro e permite que continue a existir?

O vídeo está excelente.