sábado, dezembro 29, 2007

Dois palhaços da SIC Notícias ridicularizados por um humorista dos Monty Python


A dupla Buxa e Estica, da SIC Notícias (Martim Cabral - Nuno Rogeiro), entrevistou o humorista dos Monty Python, Terry Jones, no programa "Sociedade das Nações".

Martim Cabral e Nuno Rogeiro, os grandes arautos da "Guerra ao Terrorismo" na SIC, trouxeram à baila, evidentemente, a intolerância religiosa islâmica, o Iraque, o 11 de Setembro e o terrorismo em geral.

Terry Jones, de sorriso no lábios, explicou-lhes, candidamente, que a "Guerra ao Terrorismo" constitui um excelente negócio para a indústria do armamento, e que certos governos fazem dela um motivo para criar o caos no Médio Oriente, para que haja um estado permanente de guerra. Contou-lhes, ainda, que Bush é um presidente patético ao serviço das grandes empresas do armamento.

A SIC Notícias passou, prudentemente, esta entrevista às 20:10 (à hora dos telejornais) do dia 28/12/2007, e às 3:30 da madrugada do dia 29/12/2007, porque, como afirma Alcides Vieira, Director de Informação da SIC, este canal o que pretende é que "quando um telespectador olha para a informação da SIC, veja que todos os jornalistas que aparecerem no ecrã estão a falar verdade e não estão ao serviço de um interesse. Porque essa é uma marca da SIC."



Os principais momentos da entrevista a Terry Jones:

Terry Jones: Quando fizemos "A Vida de Brian" lembro-me de ter dito ao resto da equipa: "Sabem que isto pode ser muito perigoso. Podemos ter um fanático religioso a fazer de nós alvos." E eles responderam: "Não há problema." Mesmo nessa altura em 1978, achei que seria uma área potencialmente perigosa de abordar. Mas acho que não hesitava em retratar a vida de Maomé.


Martim Cabral: Acha que alguém o apoiaria? Não acha que existe uma atmosfera internacional em que ninguém considera sequer fazer este tipo de paródia, especialmente se recordarmos os problemas que houve devido aos cartoons de uma revista norueguesa?

Terry Jones: Sim, seria quase impossível obter apoio, mas não pensei em fazer isso. Não vejo o Islão como a grande fonte do Mal, como as pessoas dizem e como Bush quer fazer parecer. Em 1998… Não, em 1990, antes da primeira Guerra do Golfo, li uma revista interna da indústria do armamento, chamada "Weapons Today", que tinha grandes caças na capa. Era uma revista interna da industria do armamento e o editor-chefe escreveu: "Graças a Deus que Saddam existe." O editorial dizia que, com a queda do comunismo, o sector do armamento estava a atravessar uma crise. Não havia encomendas. "Mas agora temos um inimigo ao qual ninguém põe objecções, que é Saddam Hussein." Depois o editorial sugeria: "No futuro, podemos esperar que o Islão substitua o comunismo, porque haverá mais encomendas de armas." E podem apostar que, desde 1990, o sector do armamento tem promovido um conflito entre o Cristianismo e o Islão e é isso que temos visto desde então.


Martim Cabral: Já não é divertido nem legítimo fazer sátiras sobre religião, no ambiente em que vivemos actualmente.

Terry Jones: Concordo, mas não sei se esta situação se deve ao Islão ou à nossa indústria do armamento, que atiça e provoca o Islão.


Rogeiro: É curioso porque Chesterton, que era católico, comentou: "A superioridade de uma religião reflecte-se no facto de podermos satirizar com ela." Se pudermos gozar com ela, então, é uma religião superior.

Terry Jones: É um bom argumento para o Catolicismo.


Rogeiro: O que o irrita mais na conjuntura mundial actual? Sei que a questão do Iraque é algo que lhe custa a digerir.

Terry Jones: Sim, acho que o Iraque é o verdadeiro… Antes de invadirem o Iraque… A reacção ao 11 de Setembro foi completamente estúpida.


Rogeiro: O que significou, para si, o 11 de Setembro?

Terry Jones: Para mim, o 11 de Setembro resumiu-se a umas quantas pessoas que desviaram uns aviões para... Acho que o 11 de Setembro teve origem devido à situação no Médio Oriente com a Palestina, aquilo que os israelitas estão a fazer à Palestina, com a protecção e o aval dos Estados Unidos. O 11 de Setembro resumiu-se a isso. Claro que foi uma oportunidade imperdível para que os neo-conservadores norte-americanos transformassem isso numa cruzada contra o Islão.


Martim Cabral: Se fosse presidente dos Estados Unidos, como reagiria a um ataque como o das Torres Gémeas? O que faria? Como reagiria?

Terry Jones: Quando se é um presidente patético ao serviço das grandes empresas e do sector do armamento transformamos isso em algo politicamente vantajoso e fazemos disso um motivo para criar o caos no Médio Oriente, para que haja um estado permanente de guerra. Cria-se um estado permanente de guerra contra o "terror". É uma guerra que nunca pode ser vencida.


Martim Cabral: Mas o que faria? Imagine que está na Casa Branca.

Terry Jones: Foi um acto criminoso. Não podíamos apanhar os culpados porque estavam mortos. Tinha de haver operações secretas para descobrir os mentores. Não se fazem anúncios públicos, do género: "Achamos que estão escondidos no Afeganistão. Vamos bombardear-vos daqui a três semanas, está bem?" Isso dá à Al-Qaeda tempo suficiente para sair do Afeganistão e ir para outro local. Só então é que se bombardeia o Afeganistão.


Rogeiro: Escreveu no "The Guardian" que a gramática é vítima da guerra, penso eu, e defende que é impossível combater algo abstracto.

Terry Jones: Sim, na guerra contra o terror, estamos a enfrentar um substantivo abstracto.


Rogeiro: O terrorismo, além de ser abstracto, é algo muito concreto que mutila pessoas, que destrói vidas e cidades.

Terry Jones: Mas precisamos de um inimigo. Não podemos combater um conceito abstracto. É impossível combater o terrorismo. É como a luta contra a droga. É um conceito abstracto. Temos de saber quem vamos enfrentar. Temos de descobrir quem está por detrás disso para depois os capturar. Não se anuncia ao mundo onde estão os suspeitos para depois bombardear esses locais e criar ainda mais animosidade contra nós. É essa a intenção. A ideia não é salvar o Iraque, mas sim criar animosidade contra o Ocidente, para que haja um estado permanente de guerra.


Rogeiro: Porque acha que os britânicos reelegeram Tony Blair, depois de ele se ter envolvido na questão do Iraque?

Terry Jones: Porque reelegeram Tony Blair? Não faço ideia. Há muita… Até sei, mas não devia dizer isto. Acho que muita gente rema conforme a maré. Não sei.


Martim Cabral: Correndo o risco de sermos os três alvos de uma fatwa, não acha que Osama bin Laden seria uma personagem ideal para os Monty Pyton? Seria impossível inventar uma personagem como ele.


Terry Jones: Acho que ele (Osama bin Laden) deve ter sido influenciado pelos Monty Python.



A entrevista completa a Terry Jones, aqui:

30 comentários:

Anónimo disse...

Fantástico Post genial!...
E eu a pensar que tinha sido só eu a ver este superior momento televisivo de ver os dois calhordas a serem reduzidos à cobardia hipócrita dum silêncio indesejado!...

PintoRibeiro disse...

Tempo ou a falta dele.
Bom fim de semana, abraço,

xatoo disse...

os "cartoons de uma revista norueguesa?" (do Martin Cabral)
não foram dinamarqueses?

Nicolaias disse...

Caro Xatoo,

sim, foram de uma dinamarquesa, sendo que, na altura, uma das directoras era a mulher do presidente da companhia do gás dinamarquesa, participante no Grupo de Bilderberg durante 5 anos seguidos... este ano, 2007, não sei se participou, ainda não verifiquei...

Anónimo disse...

Nuno Rogeiro: "I believe that the international intervention in Afghanistan was righteous and measured, as the country showed no will to extradite or suppress the public perpetrators of 9/11."

Boas entradas

António

xatoo disse...

Diogo segue aí os links deste anexo ao post do Paquistão e vê se já conheces a totalidade desta história:
R. G. Abbas e a Operação Diamondback (em New Jersey) que provavelmente fundou a Al-Qaeda

Diogo disse...

Nicolaias,

O que é que você queria dizer com isto:

Caro Diogo, se você acha que deve impulsionar a sua investigação para parâmetros bem mais... digamos... abrangentes sobre quem, verdadeiramente, está por trás desta Nova Ordem Mundial e por trás da criação (sim, criação) deste povo judeu que procura dominar o mundo completamente, siga os passos de Zecharia Sitchin.

Tipo Matrix, mais uma vez estou a colocar-lhe à frente a pílula azul e a pílula vermelha: esta verdade que aqui lhe apresento é das mais difíceis de aceitar pela humanidade (presentemente), mas que, inevitavelmente vai ter de ser aceite, a bem, ou a mal, muito mais cedo do que se possa imaginar.

cadeiradopoder disse...

Excelente post. Aproveito para lhe desejar umas bos entradas no Ano Novo.

xatoo disse...

As pistas sobre as mitologias extraterrestres que o Nicolaias nos traz não podem ser marginalizadas, por exemplo, em relação às teorias terrestres tidas como normais dos fundamentalistas judaicos que nos contam que a Terra foi criada em 6 dias
Outra pista engraçada é que o Deus terrestre original dos judeus no antigo testamento não era Javé (depois adaptado ao Jesus dos cristãos) mas sim Baal. Ora isto trouxe-me o desejo de voltar a ler a peça de Brecht para ver se consigo voltar a interpretar a mensagem que ele nos quis transmitir.

Anónimo disse...

A SIC no seu melhor!

Já não bastava alterarem a programação sem consideração nenhuma pelos gostos dos telespectadores, agora põem no ar a evidente inépcia encardida e preconceituosa dos cromos caseiros.

É o que dá o fomentar um jornalismo impudico, de ideias "made in USA", reaccionário e revanchista...

Um alfobre de nulidades....

ml disse...

É uma guerra que nunca pode ser vencida.

Mas quem é que a quer vencer?
Uma mina, dinheirinho em caixa. Seguro, regular e satisfatório.

xatoo disse...

Bom Ano ao autor do blogue e a todos os comentadores

Nicolaias disse...

Caro Diogo,

arriscando a que a minha credibilidade seja definitivamente colocada em causa aqui por estas bandas por mentes mais fechadas e arriscando a cair até mesmo no ridículo, explicar-lhe-ei o que quis dizer (ainda pensei que você fosse investigar por si mesmo e que não houvesse necessidade de expôr este assunto aqui... mas seja o que o Universo quiser).

Digamos que a história do homem é muito mais antiga do que nos querem fazer crer.

Vou resumir ao máximo.

Temos que retornar aos Sumérios, a primeira civilização conhecida, deixando de lado imensos factos cruciais devido á falta de espaço:

Há cerca de 10 anos a NASA descobriu um 10° planeta no sistema solar.

Os sumérios já falavam em 10 planetas.

No princípio do sec XX ainda só sabíamos da existência de 7.

Os sumérios já sabiam que existiam 10.

A NASA sabe do cataclismo eminente inerente à aproximação deste planeta, uma vez que ele vai entrar dentro do sistema solar (como fez outras vezes), mas vai passar muito mais erto da Terra do que das últimas vezes...
e ele é cerca de 5 vezes maior que Júpiter (enquanto que Jupiter é cerca de 600x maior que a Terra).

Isto é informação governamental sigilosa, para não espalhar o pânico.

O planeta já está a ser visto a olho nú no polo sul.

Em 2009 todos nós, em todo o planeta vamos poder vê-lo.

Em 2010 ele estará quase do tamanho da Lua, influenciando de forma notória o clima e as placas tectónicas.

2012 primeiros verdadeiramente grandes cataclismos terrestres.

Então ele passará por baixo do Sol e quando regressar, aì sim, passará bem perto da terra em 2013... e em 2013... seja o que Deus quiser!


Estas informações são oficiais mas não estão a ser divulgadas.

Ora, este planeta, segundo a civilização suméria, é habitado.

A civilização suméria diz que obteve este conhecimento dos seus deuses (os Anunakes) vindos das estrelas, do planeta Nibiru, o 12° planeta do sistema solar.

1 ano de Nibiru = 3661 anos terrestres.

Assim sendo não é de estranhar que em 17.000 de dinastias sumérias tenham existido somente 5 deuses a governarem, sucedendo-se, não porque tenham morrido, mas devido a disputas políticas entre eles.

A civilização suméria legou-nos imensos, mas imensos documentos escritos.

Os deuses explicaram-lhes como nasceu a Terra e são estas histórias que são contadas no Genesis da Bíblia já de uma forma bastante adulterada e com várias passagens omitidas do textos sumérios originais.

A Babilónia, a Assíria e o Egipto tiveram a sua origem em deuses que, devido a conflitos internos, se afastaram da Suméria e criaram os seus próprios "paises", onde eles eram a principal adoração.

Rá, Marmaduk, Nibiru... são todos a mesma criatura.

Os "deuses" chegaram à Terra há cerca de 445.000 anos aquando a passagem do planeta Nibiru.

As mesmas personagens têm sido resgistadas nas tradições sumérias, babilónicas, assírias, egípcias e hebraicas - como participantes activos no desenrolar dos acontecimentos - até cerca de 1500 a.c. ... ou seja, 443.500 depois da sua chegada à Terra.

Se 1 ano em Nibiru dura 3661 anos terrestres, se estes seres viverem, como nós, 70 anos em seu planeta, teremos uma média de vida de 256.270 anos!!!... só que eles, mesmo aqui na Terra, vivem mais do que isso.

Parece que a criação dos céus e da Terra descrita na Bíblia, segundo a versão suméria (lembre-se que as tradições seguintes tiveram como base a suméria), deveu-se ao impacto de Nibiru com Maltek, um planeta entre Marte e Jupiter: metade de Maltek desfez-se e deu origem à cintura de asteróides (ainda entre Marte e Júpiter) e a outra metade deu origem á Terra.

A Lua era um satélite de Nibiru.

Ora, toda esta descrição suméria tem vindo a ser confirmada pelas mais recentes teorias científicas sobre a história do sistema solar.

Segundo a história suméria a criação do homem nada mais foi do que uma criação genética feita "à imagem e semelhança" dos deuses, a fim de trabalhar em minas de ouro no sul de África.

Estas minas foram re-descobertas no sec XIX devido às indicações dos documentos sumérios...

Estes humanos criados genéticamente são o povo judeu, tendo a sua origem em Adão, passando por, Abraão, Salomão, Jesus e estendendo-se até aos dias de hoje.

A história humana é muito mais antiga do que nos querem fazer crer... não é por acaso que se têm encontrado artefactos incrustados em pedras com vários milhões de anos, como p.ex., pregos, cordões de ouro, pegadas, madeiras trabalhadas, etc., mas tudo abafado pelos governos e media.

Uma das descobertas mais fantásticas (devido à antiguidade geológica) diz respeito a esferas metálicas com três linhas gravadas em seus equadores incrustadas em pedras com cerca de 600.000.000 (600 milhões) de anos, no sul de África.

Tudo indica (baseado na história da maçonaria, da sua simbologia e do modo como esta está por trás de todos os grupos que governam o planeta) que aqueles que eram os deuses dos Sumérios há cerca de 10.000 anos atrás, ainda estão na Terra, governando as nações nos tais bastidores que tanto aqui falamos.

Os símbolos maçónicos e illuminatis que caracterizam a Nova Ordem Mundial continuam a ser os mesmos utilizados pelos deuses na Suméria (como, p.ex., o olho-que-tudo-vê).

Não é por acaso que a estrela dos judeus faz parte da maçonaria, está no Selo Oficial norte-americano, nos distintivos policiais do mundo, etc.

Nem é por acaso que vamos encontrar os judeus como grande motor que impulsiona grandes mudanças históricas, como é o caso da Revolução Francesa, ou da II Guerra Mundial.

Nem é por acaso que a família dona dos bancos mundiais (Rothschild) é judaica... existe um grande poder oculto por trás dos governos mundiais e esse poder é de origem não-humana.

Isto é somente um resumo, mas se você realizar uma investigação aprofundada sobre o tema, verá que tudo o que aqui afirmei é facilmente comprovado.

Comece com o prof. Zecharia Sitchin que vai encontrar muitos mais cientistas que vêm comprovado esta versão histórica desde o sex XIX... e a sua visão da Nova Ordem Mundial e da história humana não mais será a mesma.

Qual quer: a pílula azul, ou a vermelha?

Diogo disse...

Nicolaias,

Segui um bocado os links que me deixou e não obtive nenhuma explicação.

«Segundo a história suméria a criação do homem nada mais foi do que uma criação genética feita "à imagem e semelhança" dos deuses, a fim de trabalhar em minas de ouro no sul de África.»

Então os deuses de Nibiru deixaram na Terra um ser geneticamente modificado para fazer de mineiro? Então esses deuses astronautas não possuíam robots que lhes fizessem o trabalho?

Não quero a pílula azul, ou a vermelha, Caro Nicolaias.

Quero uma história com cabeça, tronco e membros.

Eu tenho um espírito aberto, Nicolaias. Portanto sinta-se à vontade para expor e aprofundar aqui a sua opinião.

Um abraço e bom ano.

contradicoes disse...

O Nuno Rogeiro, um considerado especialista em assuntos internacionais pelas nossas televisões esquece-se de incluir na sua douta opinião que o terrorismo internacional é da autoria ou melhor da responsabilidade dos EUA. E por uma única razão simples. Eles têm necessidade de provocar a instabilidade mundial para assim poderem escoar o seu material bélico visto possuirem uma das maiores industrias mundiais de armamento e é preciso provocarem os conflitos para depois escoarem os seus equipamentos. De resto se efectivamente Nuno Rogeiro fosse um especialista em assuntos internacionais como as direcções de programas das televisões julgam que é, deveria saber que os EUA estão por detrás de todos os conflitos que se desencadearam em África e alguns dos quais continuam latentes. Mas o Nuno Rogeiro tal como o Martim Cabral fazem parte do sistema de propaganda pró-americana.

Diogo disse...

Nuno Rogeiro, tal como o Martim Cabral são a face mais próxima que temos do terrorismo. São estes terroristas que temos a obrigação de denunciar. São estes terroristas que vão ter de nos prestar contas. Não são jornalistas imparciais. São terroristas a soldo.

Nicolaias disse...

Caro Diogo,

procure os livros "12° Planeta", "Genesis revisitado", ou "O Começo do Tempo", de Zecharias Sitchin.

Nas livrarias e bibliotecas, na secção de arqueologia, é possível descobrir alguns autores deste século, do século XX e do sec. XIX que nos revelam a presença destes seres desde há muito tempo - milhões de anos, pelo menos - no planeta Terra.

Foram eles que construiram as pirâmides que as fotos de Marte nos revelaram, 3 a 3, tal e qual como o complexo de Gizé no Egípto.

Estes deuses são a base das civilizações suméria, babilónica, assíria, egípcia, maia, hindu, hebraica, etc.

São estes os seres que estão por trás dos grupos, ordens e associações secretas que governam o planeta Terra.

São eles que são o mais elevado grau da maçonaria-illuminati.

Robot´s servem uma civilização no nível evolucionário da nossa... uma civilização, tecnica e espiritualmente milhões de anos mais avançada que a nossa, usa a genética de uma forma muito mais avançada do que em "Admiravel Mundo Novo".

O assunto é deveras complexo uma vez que você vai ter que comparar civilizações antigas e os seus mitos (descobrindo que os mitos da Grécia, dos Hitititas, dos egípcios, dos babilónicos, dos hindus, dos sumérios, etc., falam dos mesmos personagens, descrevendo acontecimentos que começam antes destes "deuses" de Nibiru terem chegado à Terra, uma história que começa nos céus.

E Diogo: eu não duvido da sua abertura de mente, nem da sua capacidade analógica. Aliás, já acompanho as suas visões de vida há algum tempo e por isso mesmo ouso abrir este assunto com você, porque vejo que você é capaz de o entender!

Nicolaias disse...

Outra coisa que eu não poderia deixar de referir aqui:

hoje foram batidos dois records: o do preço do ouro e o do preço do petróleo.

http://www.reuters.com/article/hotStocksNews/idUSL028236520080102

http://www.reuters.com/article/hotStocksNews/idUST3904820080102

Ouro: 864US$
Petróleo: 100US$

Mantenhamos uma visão positiva da Vida, pois, a elevação espiritual derruba barreiras inimaginaveis... mas preparemo-nos psicologicamente para o que o futuro trará em breve... rezemos para que eu esteja enganado!!!

Rouxinol disse...

O Rogeiro Cruzado desunha-se todo, direcciona a conversa para as habituais conclusões de silogismo simples: "O cristianismo não mata, logo é moralmente superior, amén"
Haja alguém que lhe ofereça uma espada e um bilhete de ida para o Qatar.

Diogo, convém largar a necessidade de rebater as fantasias destes novos cruzados. Terroristas? talvez...mas isso era dar-lhes muita importância.

Cumprimentos e um bom ano!! =)

Ashera disse...

Concordo com o "Contradições"
Aliás, estes dois deveriam ir para o clube de pensadores também ahahah
Bom Ano para ti Diogo
Beijos

alf disse...

Belo post.

Eu, depois de ter descoberto muita coisa sobre o Universo e, já agora, Nicolais, vai mesmo acontecer um cataclismo mas não é nada do que imagina (a nossa imaginação é muito limitada...), nem é tão próximo, ando agora de lanterna na mão à procura do Humano.

Aparentemente, as pessoas precisam de ter um inimigo identificado. Isto deve ter raizes em experiências ancestrais, onde as ameaças à sobrevivência eram constantes. Sentir-se ameaçado e alerta era o estado do cérebro mais adequado à sobrevivência.

Daí que os nossos cérebros fiquem intranquilos quando não têm um inimigo conhecido; porque é um "conhecimento" instintivo de que estamos em perigo.

Penso que isso explicará a necessidade que as pessoas têm de acreditar em ameaças. Ameaças de fim do mundo ou de terrorismo ou qualquer outra coisa. O seu inconsciente diz-lhes instintivamente que há uma ameaça e identificar essa ameaça torna-se uma necessidade obsessiva.

Essa necessidade é exploradíssima pelos políticos e fabricantes de armas.

Por todos os fabricantes de armas. Em tempos chegaram-me aos ouvidos histórias impensáveis ligadas à nossa própria indústria de armas...

Por isso, a culpa não é do Busch nem dos fabricantes de armas... é mesmo da natureza do humano... que não é mais do que um lobo mal domesticado... bichinho perigoso o humano...

As pessoas não acreditaram no Busch por terem sido enganadas, em minha opinião, mas porque quiseram acreditar, quiseram que fosse verdade... querem uma boa guerra com o Islão... sempre quiseram, não é?

Diogo disse...

Nicolaias - « Foram eles que construiram as pirâmides que as fotos de Marte nos revelaram, 3 a 3, tal e qual como o complexo de Gizé no Egípto.»

Eles construíram as pirâmides para quê? Pode ir respondendo nos posts posteriores.



Rouxinol - « convém largar a necessidade de rebater as fantasias destes novos cruzados. Terroristas? talvez...mas isso era dar-lhes muita importância»

Pelo contrário, meu caro. Estes são os terroristas que estão ao nosso alcance. São eles que diariamente ensaboam o juízo à maior parte dos portugueses. Eles são tão culpados pelo holocausto iraquiano como as forças especiais que lá andam a atirar morteiros para o meio da população, travestidos de «bombistas suicidas». São os Rogeiros que nos explicam como o Islão é «mau».



Alf - « As pessoas ... querem uma boa guerra com o Islão... sempre quiseram, não é?»

Não, não querem. Os Rogeiros, os de hoje e os dos tempos das Cruzadas, é que nos têm vindo a impingir essa ideia. Os Rogeiros, pagos para instilar ódio. Para destilar mentiras.

alf disse...

Diogo


Duvido que os Rogeiros sejam pagos para destilar mentiras:aquilo é simplesmente o que pensam. Eles e muita gente, não me iludo. Apenas me pergunto porque é que pensam assim. E não acredito que a resposta seja porque são enganados. E resposta é porque, no fundo, esse tipo de ideias faz eco nelas... penso eu de que...

Diogo disse...

Alf,

Os que querem invadir as terras do petróleo precisam, a par de uma máquina militar para remover os obstáculos à força, e de uma máquina de propaganda que convença as pessoas da justeza da causa. É nesta máquina que se inserem os nossos Rogeiros.. Não o fazem por estupidez nem por ingenuidade. Fazem-no por dinheiro. Mas são igualmente assassinos.

Tárique disse...

Muito bom achado Diogo!

john disse...

boa, boa,
que esses dois já precisavam,
como outros, à JPP, quais patolas
subservientemente inchados...

Anónimo disse...

E foram assim, 60 minutos do nosso mundo.

Rikhard disse...

O mais estranho é que o Nuno Rogeiro sabe perfeitamente que os EUA são governados por uma elite de sociedades secretas, especialmente CT/CFR e claro skull&Bones de Yale.

E sabe-o porque aquando das eleições em que Kerry o democrata era candidato NRogeiro afirmou que ambos os candidatos eram S&B na intervenção que tinha numa rádio da parte da manhã, não me recordo qual.

Acho que é pura cegueira, tipo Miguel Sousa Tavares e o FCP, a não ser claro que sejam Builderberg's afinal o Patrão é o Builderberg mais importante do país.

cumps,

RJ

Carmen disse...

Muito bem caro colega! Aqui sim, estou 100% contigo rsrsrs!

Anónimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra
http://prezzoviagraitalia.net/ viagra acquisto
http://precioviagraespana.net/ viagra