quarta-feira, novembro 29, 2006

Bush - Uma das partes mais difíceis do meu trabalho é relacionar o Iraque com a guerra ao terrorismo

Neste curto vídeo, Bush explica o que é que pensa da guerra no Iraque e quais acha que são as suas funções como presidente. Jon Stewart, de forma magistral, ajuda-o a desembuchar. Eis alguma pérolas debitadas por Mister President Bush:

- "Gosto de dizer que quando a história do Iraque for escrita, o período actual será considerado uma vírgula."

- "O meu trabalho consiste em duas coisas: lembrar as pessoas da guerra ao terrorismo e lembrá-las que fazemos tudo para as proteger."

- "Uma das partes mais difíceis do meu trabalho é relacionar o Iraque com a guerra ao terrorismo."

- "O meu trabalho é fazer o meu trabalho."


Vídeo:

DS - Para Bush o Iraque é uma vírgula

Add to My Profile More Videos

16 comentários:

mirtilho disse...

Pobre pateta patético!
Não vejo nenhum outro país em que o presidente possa ser tão pouco 'iluminado' e isso não faça diferença nenhuma.

Mário Costa disse...

O actual período no Iraque é uma vírgula?

Este Bush é um ponto. Merecia era levar com um travessão com toda a força nos costados e ser encerrado entre parênteses para toda a vida ou, então, alguém que, sem reticências, lhe fizesse um asterisco na testa.

Barão da Tróia II disse...

Gostei particularmente do relacionar o Iraque com o terrorismo, brilhante, o homem cai como uma luva, na presidência do seu país, boa semana.

Júlio Reis disse...

Será que Bush afinal tinha razão? À medida que a Síria e o Irão vão perdendo influência no Líbano, e os ventos de mudança sopram sobre o Médio Oriente, esta é a questão que os opositores da guerra do Iraque têm de enfrentar.

Adriana M. disse...

É fácil gracejar com frases descontextualizadas, mas quais é que serão as consequências da inacção do Ocidente em relação ao Irão para a Europa.

Rouxinol disse...

"quais é que serão as consequências da inacção do Ocidente em relação ao Irão para a Europa."
Nenhumas. Se a Europa não fizer nada, fica tudo na mesma.
Se a Europa criar pontes diplomáticas com o Irão, este irá experienciar um maior desenvolvimento.
Se a Europa continuar a isolar o Irão, como forma de submissão à política extrena norte-americana, apenas precipita a decadência e intolerância no Irão, e um conflito no médio oriente.

Qual delas escolhes?

Anónimo disse...

Leia bem esta notícia:

Vestígios de substância radioactiva encontrados em aviões da British Airways

Agora são apenas vestígios com o objectivo de matar selectivamente um homem.
Mas amanhã, daqui a um ano, daqui a poucos anos, será diferente. Quando o seu amigo Ahmadinezhad concluir o seu ambicioso projecto nuclear e disseminar substâncias destas junto dos vossos amigos terroristas que segundo vocês não existem, nessa altura, nesse amanhã, a tragédia cairá sobre todos, não só sobre os americanos, será sobre todos, eu, você e todos nós.
Nessa altura você perceberá o que foi a guerra ao terrorismo, mas nessa altura você estará calado com o rabo entre as pernas assustado como todos os outros e perceberá que a sua cruzada neste blogue foi um notável trabalho de idiota útil.

Anónimo disse...

Para os radicais islâmicos, tanto se lhes faz que você seja o Sofocleto que escreve o Homem das Cidades ou que seja o mais radical dos neocon's. Tanto se lhes faz que seja cristão, judeu ou deteste religiões. Você é igual a todos os outros, um inimigo a derrotar, uma cabeça a decepar.

Videos:
Extremist agenda exposed #1
Extremist agenda exposed #3
Extremist agenda exposed #4
Extremist agenda exposed #5

Obsession
Radical islam's War Against the West

Sofocleto disse...

Calma Anonymous!

Será você do Observatório da Jihad, do Máquina Zero ou do Lidador? Se houver radicais islãmicos a fazerem cá um atentado, será seguramente malta treinada com dinheiros provindos das margens do rio Potomac.

ms disse...

Evidentemente, Bush é o objecto do ridículo, sobretudo da esquerda que tem dificuldade em aceitar que ele tenha ganho duas eleições. Rebaixar Bush parece ser a única opção política para estes senhores e também para expressarem as suas frustrações. No entanto, tal como Churchill, Bush compreendeu que não se pode negociar com o mal. Não se pode negociar com aqueles que nos querem submeter ou matar, como fazem os terroristas dentro do Iraque.

inominável disse...

Concordo com a posição cuidadosa da Adriana... Primeiro porque, como ela refere, frases e situações descontextualizadas são sempre perigosas e dadas a manipulações aleatórias (como nos mostra o Farenheit e outras coisas assim)... Segundo porque foca um outro aspecto que os anti-bush ou seus críticos mais ou menos moderados muitas vezes esquecem: será que a inacção é a melhor resposta? Qual a opção à crítica da acção dos outros?

Mas tb é verdade que este senhor debita trapalhadas umas atrás das outras, parece vítima de alguma desinteria verbal... uma espécie de gripe nas meninges...

Dito isto, concluo que é preciso sempre ter acesso às fontes na sua totalidade, para termos o quadro completo dos acontecimentos e não apenas um borrão, uma caricatura ou um esboço desfocado... (de qualquer modo, completo que, no caso Arbusto, estou inclinada a adoptar as três últimas metáforas)...

Biranta disse...

Coitados dos Americanos!

Eu pensava que Guantanamo era o pior tipo de Campo de Concentração, mas afinal enganei-me. A América, para pessoas com um nível intelectual minímo necessário a essa condição (de pessoas) é bem pior.

Com um Presidente assim aquilo só pode estar transformado num grande hospício, onde quem não é louco para lá caminha. Imagino o desespero dos que têm alguma sanidade mental.

Para que conste, MAIS UMA VEZ:

BUSH NUNCA "GANHOU" ALGUMA ELEIÇÃO.
A fraude, nas eleições de Bush, atingiram proporções escandalosas.

Bush, a guerra, e outras paranóias como "a ameaça do Irão" ou dos "vestígios de radioactividade", usadas por gente desequilibrada para imporem uma espécie de alucinação colectiva (à semelhança da propaganda nazi), só sobrevivem à custa da censura e da campanha de desinformação e propaganda que monopoliza toda a comunicação social.

Gente maldita!

Anónimo disse...

la invasión de Iraq

Anónimo disse...

Double effigies of a man and woman holding hands suggested they were married. [url=http://www.mulberryhandbagssale.co.uk]Mulberry handbags[/url] I am not suprised that it the UBS London base branch, the British economy is in a critical state of stagnation that has held the economy hostage to reccessionary reforms, the consultants top analysis, top accountants and economical experts have all feverishly embarked on a budgetary mechanism to allow the economy to withstand the side effects of the Eurozone crisis having surcome to the failed supressive reforms that infiltrated the British economy form the 2008 global collapse that rippled through the investment sector and Investment Banking across the globe. [url=http://www.goosecoatsale.ca]canada goose expedition[/url] Kymihwmts
http://www.pandorajewelryvip.co.uk Bkgjoqqed [url=http://www.officialcanadagooseparkae.com]canada goose canada[/url] tvmrptsrb

Anónimo disse...

PSY went for stylish and formal as he horse danced around the affluent Gangnam district of Seoul. http://www.wellnorthface.com But over the past year, after making a lot of visits to see customers, partners and company investor IA Ventures, he realized the city had changed and was now a logical home for his startup. ghd But I not going simply to muddle finished some sloppy gifts. north face outlet A helpful assistant holds a hairdryer in front of her to act as a wind machine which she quickly shoos away. ghd mk4 pink Artful Things in Lebanon specializes in affordable art, prints, photo restoration, and custom framing..

Anónimo disse...

She started to formally study art at age twelve when she took life drawing and still life painting at the Heritage Gallery in South Orange with Pauline Lorentz and John Grabach. ghd australia Or not.. north face jackets I look for fashion inspiration when in France, especially. ghd mk4 black Puts it in a cabinet or keeps it boxed with acid absolutely free paper or to play with it. http://www.morenorthface.com Interestingly enough, as we went around the room to the different groups, we found that everyone had a lot of the same type of ideas..