terça-feira, novembro 21, 2006

Target: USA – Alvo: Estados Unidos

Durante um dia inteiro, a CNN fez um levantamento de todas as situações em que poderiam ocorrer ataques terroristas nos Estados Unidos, programa a que deu o nome de: «Target – America». Jon Stewart, do Daily Show, com um humor excepcional dá-nos os pormenores.

Jon Stewart:
- Portanto o que a CNN nos está a dizer é que somos vulneráveis em todo o lado. O perigo está circunscrito a localizações geográficas. Vocês sabem: lugares.


Vídeo – 4:32m:

DS - CNN Fear Factor legendado

Add to My Profile More Videos

20 comentários:

Rouxinol disse...

be afraid...be very afraid

Pedro Soares disse...

O vídeo é engraçado mas não altera o essencial. Embora eu não goste da guerra ao terrorismo estou de acordo em que ela se faça. A guerra não é só com Bin Laden, mas com uma parte do mundo muçulmano (muito maior do que as pessoas pensam ou estão dispostas a admitir) que sentem ódio por nós e não nos desejam bem. E não se iluda, esta luta vai continuar por muito tempo.

Anónimo disse...

O vídeo distorce a realidade. Os que defendem a retirada militar do Iraque deviam pensar no que é que é preferível. Combater o terrorismo na terra dos bombistas ou dentro das nossas cidades.

Fabricio disse...

Ora viva!!!

Esta foi de rir e chorar por mais... :-)
Enfim, como costumo dizer, coisas sem piada nenhuma mas que fazem rir...

Um abraço,

Júlio Reis disse...

Nunca estive de acordo com a teoria do mata-moscas do presidente Bush – na qual se deve combater os terroristas na terra deles para que não os tenhamos de combater nos nossos países ocidentais.

Em primeiro lugar, os governos ocidentais devem combater o terrorismo aqui aumentando a segurança de forma a prevenir novos ataques.

Em segundo lugar, há muitos potenciais terroristas que já estão a viver entre nós, e o bombardeamento do Iraque e do Afeganistão não vai dissuadir os que cá vivem de perpetrar as suas acções assassinas.

Por último, estamos a criar mais terroristas com a guerra do Iraque.

xatoo disse...

Aquele livrito (Os Espiões de Gedeão) vale a pena caro Sofocleto;
ainda não o li todo, mas descreve o quotidiano de vários agentes da Mossad em vários casos por esse mundo fora.
Só por isso vale a pena ler - para se poder aquilatar da sinistra trama que paira sobre tudo o que conteste a sério a ordem actual.

xatoo disse...

"esta luta (contra o Islão) vai continuar por muito tempo"
há pois vai!
existe uma máquina diabólica a trabalhar zelosamente em manipulações gigantescas no nosso quotidiano, justamente para que isso aconteça. (veja p/e a capa da Time Magazine desta semana onde mostra o Papa em pose do género "vai-te a eles!")

Carlos Paiva disse...

Evidentemente que os avanços nas tecnologias de segurança, informações mais fiáveis, mais operações infiltradas e uma mais vasta coordenação de organizações nacionais e internacionais são muito mais eficazes do que a actual estratégia militar falhada. Nesta luta, a melhor defesa não é o ataque, pelos menos como Bush a define.

Luís disse...

Infelizmente os terroristas estão a travar a guerra entre nós. Eles estão nos corações e nos espíritos dos pacifistas, nos movimentos anti-guerra e nalguns meios de comunicação e já nos derrotaram. Os terroristas ganharam e os pacifistas são as baixas.

Mas a guerra continua ainda. Os terroristas não só derrotaram os movimentos anti-guerra e os media, como têm tido algum sucesso em recrutá-los para o seu lado. Os movimentos anti-guerra e os meios de comunicação já estão a disseminar a propaganda terrorista e a virar as opiniões das pessoas contra os seus governos e os seus militares. O seu objectivo é quebrar a vontade do ocidente.

Ana disse...

A forma mais difícil de viver numa altura de terrorismo global é também a única forma que nos permite manter alguma forma de controlo. Ou seja reagirmos contra a incerteza e viver de forma decente como se não existisse amanhã. Como já ouvi dizer – a humanidade faz planos e Deus ri-se. E isto também é verdade para os terroristas.

Adriana M. disse...

Quanto à nossa segurança, eu penso que é importante pensar sobre ela e tomar algumas precauções mas não devemos deixar que se torne uma obsessão ou condicionar a nossa vida por ela. O programa da CNN é contraproducente e o humorista soube brincar com isso.

Rui Fernandes disse...

Esta caixa de comentários está cheia de aterrorizados. O vídeo mostra bem como a CNN e outras cadeias de televisão instilam a "ameaça terrorista" nas pessoas. Ainda bem que há alguém que a sabe desmistificar, mesmo que seja em tom de brincadeira.

Um abraço

Anónimo disse...

O vídeo mostra que é impossível estarmos completamente protegidos. Temos de continuar com as nossas vidas e esperar que as autoridades estejam sempre um passo à frente dos terroristas. E se houver algum atentado aqui, só temos que apanhar os bocados e continuar em frente. Se passamos o tempo todo a viver no medo, então os terroristas terão ganho.

xatoo disse...

mas afinal quem são esses "terroristas", assim definidos ad-nihil?
são os soldados mercenários que estão no Iraque?, no Afeganistão, os que destruiram a Jugoslávia? os das tropas australianas que entraram por Timor-Leste adentro para tomar conta do protectorado? os que estão no Libano para limpar a agressão do Estado Terrorista por excelencia: Israel? Vcs não sentem vergonha por terem o "nosso" ministro do Ataque a dialogar com aquelas bestas?
Afinal, quando é que dá para ver que quem tem mais meios militares é quem está na base dos maiores actos terroristas? - voilá: os Estados Terroristas.
qual é a politica que esses estados defendem através do militarismo da NATO?
o crescimento eterno?
igual para todos segundo aquilo que cada um vale?
para acudir à pobreza é que não é decerto, pq cada ano há mais uns quantos milhões de pobres - então só pode ser para defesa de uma ínfima minoria de privilegiados (como sempre o foi através da História).
Só o que é bizarro, é que nos dias que correm, com os meios de informação de que dispomos, haja ainda tanta gente a apoiar governos neoliberais.(50%?)
Só podem andar a ser enganados.
valha-me São Tomás de Aquino e o José Manuel Fernandes, eheheheh

Pedro Soares disse...

Sr Xatoo

Os terroristas são as pessoas que assassinaram milhares de pessoas nos atentados do 11 de Setembro, de Madrid, de Londres, etc. Para combater o terrorismo devem-se isolar esta espécie de indivíduos do resto da população muçulmana, encontrá-los e neutralizá-los. Em vez de inflamar os ódios e ajudar os fundamentalistas a espalhar a sua ideologia a outros, devemos cooperar com a grande maioria de muçulmanos moderados para extirpar os extremistas do seu meio.

Anónimo disse...

Existe apenas uma pequena minoria de muçulmanos que são terroristas mas também é verdade que uma grande parte da população muçulmana correu para a rua em festa quando dois aviões se esmagaram no WTC e no Pentágono. Onde é que estão esses moderados que afirmam discordar dos terroristas? Porque é que eles não estão nas ruas a protestar contra a jihad? Porque é que eles não estão nas ruas a protestar contra a morte de inocentes? Enquanto uma pequena parte dos muçulmanos são fanáticos, quase todos os terroristas são muçulmanos.

António Oliveira disse...

A CNN enlouquceu?
As audiências andam assim tão por baixo?
My god....

Rouxinol disse...

"Os terroristas são as pessoas que assassinaram milhares de pessoas nos atentados do 11 de Setembro"
Concordo

Adriana M. disse...

O facto é que o Ocidente está a lidar com religiosos radicais – a viverem cá ou não – pessoas que não têm nenhum interesse em tolerâncias de qualquer tipo. E nenhuma tolerância da nossa parte vai alterar isso. Num mundo equilibrado estas pessoas seriam consideradas dementes.

Sofocleto disse...

«Num mundo equilibrado estas pessoas seriam consideradas dementes»

Volta Lidador. Estás perdoado!